Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Opinião 6 min para ler 122 Comentários

Você tem dúvida de que a Asus será a fabricante do ano?

Asus é uma marca relativamente nova, em tempo de estrada e em participação no mercado brasileiro. Desde a chegada do primeiro Zenfone 5 ao país, em 2014, a empresa promoveu inúmeras ações e estratégias para popularizar seus produtos por aqui, desde comerciais com celebridades, promoções para rivalizar com concorrentes e viagens que misturavam todos os segmentos da imprensa que trabalham com tecnologia móvel. A promessa de voltar cinco anos e resgatar o êxito da estreia da Asus no país, aparentemente, foi cumprida com sucesso na noite de lançamento do novo Zenfone 5.

Os lançamentos chineses sempre nos deixam com uma certa inveja do pessoal que pode comprar um Xiaomi "alguma coisa" pelo preço de uma capinha de silicone. As empresas brasileiras, contudo, se esforçam quase sempre e buscam surpreender os usuários anunciando produtos que prometem fundos e mundos. Algumas acertam, enquanto outras colocam a corda no próprio pescoço, fazendo com que, no final, o consumidor acabe levando uma "bomba" para casa.

Ir ao encontro com que o consumidor espera é algo extremamente difícil. Pesquisas apontam que os usuários querem ter câmera dupla, tela grande, bateria duradoura e inúmeras outras características que compõem o produto ideal.  Acontece que aquilo que muitos consumidores realmente esperam não chega às prateleiras: o tal do custo/benefício.

Produto que tem design e muita perfumaria vende, mas o preço que se paga em não conseguir fidelizar o usuário pela performance, pelo preço justo ou pela experiência de uso impecável é alto, que o diga Sony e LG.

asuszenfone5 front zenny androidpit
O primeiro Zenfone 5 / © AndroidPIT

Snapdragon 845 democrático

A Asus, porém, tem reunido mais acertos que erros nesses últimos cinco anos vendendo smartphones por aqui. Os feedbacks negativos que dizem respeito as assistências técnicas, pós-venda, atualização do sistema e bugs da interface Zen UI foram recebidos pela empresa de inúmeras formas e estão sendo devolvidos aos usuários da maneira mais correta possível.

No evento desta semana, por exemplo, a skin da fabricante foi reapresentada de forma mais consistente, enquanto o anúncio do plano de expansão de assistência técnica causou boas impressões nos usuários que estavam acompanhando a transmissão.

AndroidPIT asus zenfone 5 5z 8117
O backto5 / © AndroidPIT by Irina Efremova

Durante o mesmo evento, a Asus fez dois grandes e importantes anúncios. O primeiro deles é a chegada do Zenfone 5Z, que pode não trazer muita coisa de diferente em comparação com o Zenfone 5, mas chega com preço justo para que grande parte dos usuários possam conhecer o Snapdragon 845, o melhor processador do momento.

Pode parecer pouca coisa, mas pesquise você mesmo aqui no site quais são os smartphones que rodam com esse chipset e consulte seus respectivos preços de venda no país.

Hello Moto

O segundo, e não menos importante, diz respeito ao plano da Asus de chegar ao posto de fabricante favorita do consumidor médio/exigente, duelo que ela trava com a Motorola. A estratégia da empresa é muito interessante neste sentido pois, se você observar, irá notar que em termos de especificações a Asus está oferecendo a mesma proposta de experiência entre modelos que vão de 1.000 até 2.000 reais. Geralmente, produtos que concorrem nesta faixa de preço costumam perder recursos interessantes para incorporar novidades mainstream.

IMG 20180816 164935
Selfie Pro com dual câmera / © AndroidPIT

Do Zenfone 5 Selfie ao Zenfone 5Z, a experiência de uso e a performance serão quase lineares. A cartada final, ainda nesse campo de concorrência com a Motorola, segue com o lançamento do "quase" primeiro Android One brasileiro, o Zenfone Max Pro M1.

Este dispositivo atinge em cheio os anseios dos "Moto users" e mantém a ficha técnica alinhada ao portfólio taiwanês. A Asus está, de certa forma, assumindo o compromisso com software em um ponto que a Motorola tem demostrado certo desinteresse: a pontualidade nos updates do sistema.

Essa movimentação da Asus em encontro ao software puro e maior agilidade nos updates pode ser vista como uma jogada de mestre. Não é apenas o público da Moto que a Asus almeja, mas a empresa está tirando uma das maiores bandeiras que consagrou a marca norte-americana em seus tempos áureos, que foi a capacidade de atualizar rapidamente um sistema "cru". Hoje em dia, por exemplo, basta pesquisar entre essas duas fabricantes para ver quem está na frente na questão do upgrade ao Android Oreo.

Mais algumas palavras, por Stella Dauer

Apenas complementando aqui algumas coisas que o Bruno Salutes falou. Uma das coisas mais legais que gostaria de destacar é a parceria da marca com a Turma da Mônica, em um timing extremamente bem pensado. Live-action da turma do Limoeiro chegando, chistes brasileiros chamando o notch de dente da Mônica, apoio à cultura e arte nacional com aquela pitada de nostalgia para os que mais gastam com tecnologia. Tudo casado com temas exclusivos, ícones e enfeites de case gratuitos.

Depois, o Zenfone 5Z, que estava naquela incógnita de ser trazido ou não, já que é um topo de linha, custaria caro se não fosse produzido aqui, problemas de logística e a lembrança amarga do Zenfone 4 Pro. Poucos acreditavam que seria lançado por aqui, e não só foi como chegou a um preço bizarro para o seu processador comparado com os concorrentes.

IMG 20180816 164311
Zenfone Max Pro M1  / © AndroidPIT

E é fato que o Marcel Campos, diretor global de marketing da marca, é polêmico na internet e se excede às vezes. Mas é fato também que ele é um dos funcionários da empresa de tecnologia mais acessível que temos, e que com os eventos técnicos especiais que faz nos lançamentos, traz muitas informações que são difíceis de serem conseguidas por outros meios.

Acho que damos pouca atenção à Asus enquanto consumidores. São muitas reclamações de usuários ainda, como o Bruno pontuou, mas alguns esforços estão sendo feitos e considero os lançamentos desse ano uma virada de chave para a marca aqui no Brasil. Se eles souberem segurar a pressão do crescimento, eles realmente podem conquistar a vaga da Motorola por aqui, mesmo que ela não esteja, literalmente, vaga.

Troféu do ano

Por fim, destacamos que não existe marca boa ou ruim, apenas aquelas que preferem seguir um caminho melhor elaborado ou então monótono (e sozinho). Uma marca não precisa ser grande, norte-americana ou a número um dos jornalistas de tecnologia para ser prestigiada. Qualquer empresa que mostre esforço mínimo com os anseios de seus usuários já merece nossa atenção.

Na nossa opinião, sim, a Asus está levando o troféu do ano.

E você, concorda?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Bruno Salutes
    • Admin
    • Equipe
    há 2 meses

    Só falei a verdade que está aí pra quem quiser ver, independente do nosso site falar ou não. Não estamos aqui para massagear o ego de ninguém e de nenhuma empresa, o que é bem diferente de reconhecermos algo. E mais respeito quando algum profissional fala algo que não te agrada, por favor, isso é liberdade de expressão e não propina.

  • Léo Walk há 2 meses

    Sem sombra de dúvidas o que está fazendo a Asus acertar aqui no Brasil é o Marcel Campos. O cara está ouvindo os consumidores e está aplicando a velha estrategia que os vendedores do Mercado Livre praticam há anos: Importam o smartphone e apenas agregam o valor referente a tributação brasileira e uma pequena comissão em cima do valor final. Se querem comprovar o que estou falando, basta pesquisar o valor do Zenfone Max Pro M1 nos sites chines e compararem com os valores ofertados pela Asus aqui no nosso país. Os updates também estão ótimos!!! Praticamente a empresa envia para os proprietários de Zenfone quase toda semana uma atualização para o sistema. Fantástico!!! Continuem assim que com certeza vão deixar para trás os medalhões que tomam conta das paradas de sucesso...rsrsrsrs...

    Atualizado: Estava cogitando comprar um smartphone da Asus. Nisso notei que a empresa tem um esquema de trocar nossos smartphones usados por um vale em dinheiro que será usado como complemento da aquisição de qualquer Zenfone. Tenho um Quantum Muv Up que comprei ano passado e está completamente novo. Só que lá na Asus não tem a opção pra outras marcas. Apenas as mais famosas como Samsung, Apple, Motorola, etc. Nisso, fui lá no Twitter do Marcel Campos justamente pra tirar essa dúvida e em vez do cara me dar uma resposta satisfatória, publicou uma imagem Gif daqueles personagens dos Muppets dando a entender que ele estava achando a minha pergunta idiota e sem importância. Depois disso deixei outro recado pra ele avisando que não vou mais adquirir nenhum produto da Asus e muito menos falar bem desse sujeito. Espero que ele tenha uma explicação boa pra isso, porque vai pegar mau tanto pra imagem dele quanto da Asus que ele representa aqui no Brasil. Estou muito desapontado com o que aconteceu!!! Total falta de respeito com quem apenas queria tirar um dúvida, nada mais!

  • Marcos F. há 2 meses

    Não é porque com você a Motorola está sendo perfeita que tem que ser pra todo mundo. O que o AP vem falando da Motorola é em comparação com o que ela era antes de ser comandada para a Lenovo. E SIM, a Motorola está longe agora de ser uma ótima marca como ela já foi. Se você está achando ela ótima, beleza. Mas saiba que não é porque está boa com você, que ela está com todo mundo. Meu Moto G5S (que irei trocar por um Zenfone 5) em menos de 5 meses de uso já apresentou Burn In, o que é ridículo. E até agora não foi atualizado para o Oreo, diferente da Asus que já atualizou praticamente todos.

122 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Assistência? Péssima!
    Feedback de amigos que comprou?(Zenfone self, Zenfone 2)
    Péssimo, não voltaria a comprar!
    Notebook? Os dois amigos que compraram em 2018 já se arrependeram!
    Nem com Lineage ou antiga Cyanogen.
    Fora aquela treta louca com o Youtuber...que amadorismo da preula
    Se eu tenho dúvidas?
    Na verdade tenho certeza que nunca será.


  • Enquanto isso, o Zenfone4 vai sendo esquecido.......


  • O Marcel anunciou a expansão das assistências técnica da Asus, ótimo sinal


  • Concordo, a Asus tem se esforçado bastante ano após ano e os últimos lançamentos da marca reforçam muito bem esta questão. Zenfone 5 (mesmo com o notch) já está em #1 na minha lista de desejos. Vou esperar baixar o valor, como sempre acontece após alguns meses.


  • E... A desasistencia técnica? Já tive um asus que teve que passar pela famosa desasistencia técnica.. Ao qual o celular voltou pior do que foi... Asus nem de graça.


  • Tenho um Zenfone 2 desde 2015 só tive uma vez um problema na entrada pra fone mas a assistência me devolveu em uma semana. já passei por inúmeras ROMs e hoje estou na stock 5.0 que por 2 anos não me dá problemas. estou conformado que o Chipset Intel gasta bateria. Amo meu Zenfone 2 sendo desatualizado e com a bateria ruim, imagina quando tiver meu Zenfone 5 ? kkkk


  • A Asus sendo chinesa e trazendo smartphone como Zen5Z com ótimas Specs por apenas 2600 o que vocês acham? Será que eu estou encucando a toa que os caras usam peças de segunda linha ou tem sentido? (Talvez por isso uma galera reclama de problemas constantes e recorrentes)) Sei que nenhum smartphone vale 6000 reais (S9+ ou Note 9 vale no máximo 3500)! Aqui no Brasil eu digo, com todos esses impostos e o smartphone chega pela bagatela de 2600! A empresa ganha aonde?


    • para começar o zenfone 5z chega custando 2600 na versão mais básica e não 1800, o zenfone 5 e que chega por 1800.


    • Voce pode estar bem ERRADO meu caro: não podemos afirmar que ela usa matéria-prima de baixa qualidade por causa do preço. pelo simples fato que não sabemos a margem de lucro que ela e seus concorrentes tem com os aparelhos... Imagina o custo que a Samsung Brasil tem com:Marketing e Propaganda (em todo lugar tem stands e anuncio da Samsung de qualquer lançamento), Pessoal, logística(é igual mc donald em.qualquer lugar vc acha), aluguel de lojas e stands em shoppings, tributos, fabricação(Amoled é mais caro que LCD)... Etc e tal.
      Quando se compra um Samsung você nao esta pagando so o aparelho mas todos os custos ligados a ele: desde parte da conta de energia ao estoquista que coloca ele na gandola.
      O custos da ASUS é bem menor qie da Samsung... só tirar pela propaganda e os número de modelos existentes(quanto menos modelo mais facil e mais barato a fabricação por causa das maquinas de montagem).
      Então não se iluda por causa do preço.
      A EMPRESA tem que dar lucro e dar lucro nem sempre significa vender mais. Basta aumentar a margem de lucro por produto.. o que a Samsung com.certeza faz diante dos seus custos.
      a ASUS gasta menos em todos os quesitos e pode diminuir seu lucro por produto nesse momento pra ganhar mercado. Ganhando mercado fidelizam clientes e nos proximos lançamentos podem ser com preços mais altos.
      Trabalho com analise de empresas, ja vi empresas com. grande Faturamento darem prejuizo ppr causa das despesas e custos atrelados a atividade.

      Os consumidores pesam no curto prazo.. o que a empresas fazem hoje são para gerar fruto daqui ha 5 ou 10 anos(planejamento estratégico).


  • Vida de editor é difícil, se não foi "comprado" é um "fanboy". Se acham isso o que vem fazer aqui?


  • Como cliente da Motorola e que já teve um Asus, assino embaixo a matéria. Quem sabe futuramente eu faça o caminho inverso. Mas por enquanto fico com a Motorola. É um caminho cômodo e isso é tudo o que o cliente comum quer - mesmo motivo pelo qual a Samsung também faz sucesso por aqui.

    Por mais qualidade que Xiaomis. Vivos, HTCs, Asus e Pixels tenha, o custo-benefício de serviços x qualidade x conveniência será insuperável.


  • Sim ela é a bola da vez. E já estou querendo me desfazer do meu Moto Z2PLAY e comprar o ZenFone 5. E é muito merecido! Se ganharem um posto melhor no nosso mercado e em outros mercados.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados