Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Opinião 4 min para ler 43 Comentários

Asus: três desafios para enfrentar em 2019

No começo do ano, eu dei minha opinião sobre os desafios que as fabricantes teriam que enfrentar em 2018. Eram assuntos delicados como fragmentação do Android, duração das baterias, inteligência artificial, entre outros. Essas coisas se resolveram? Err, não. Melhoraram? Melhor falar de outra coisa.

Nesses últimos dias de dezembro, vou apresentar os principais desafios para as fabricantes mais populares, e mais uma vez vou torcer com vocês pelas melhorias e evolução das marcas que fornecem produtos para nós. Mas quais são os obstáculos que a Asus deve ultrapassar?

IMG 20180816 164311
Zenfone Max Pro M1 é querido no Brasil / © AndroidPIT

Crescer no Brasil e não ser assustada pelas chinesas

Enquanto esse não é um problema para a Samsung ou Motorola – a talvez até para a LG –, a Asus está sendo ameaçada no Brasil por marcas que sequer estão oficialmente estabelecidas no país. Embora tenha registrado crescimento de 35% comparando-se janeiro a setembro de 2017 e de 2018, e sendo a quarta maior vendedora de smartphones no Brasil de acordo com IDC Quarterly Mobile Phone Tracker, ainda não está segura.

O quarto lugar é uma posição ingrata no Brasil, pois fica muito longe do primeiro e segundo lugar para se sentir seguro, e estar atrás do terceiro, a LG, não é garantia de nada. E, embora a Xiaomi já tenha deixado o país e nenhuma outra chinesa tenha se aventurado por aqui (vide Huawei), as importações estão começando a incomodar.

E o problema nem é falta de qualidade, pois os produtos da Asus são muito bons. Falta apenas aquela garibada no pós venda, calcanhar de Aquiles da empresa desde que chegou por aqui com o Zenfone. Smartphone bom sem suporte por smartphone bom sem suporte, o consumidor acaba escolhendo o chinês.

asus rog phone 19
ROG Phone: muito elogiado / © AndroidPIT

Se consolidar na Índia e entre os gamers

Parece não ter nada a ver com o Brasil, mas eu explico. A Índia é o maior mercado mobile da Asus, e ela mesma prevê um market share de 5% a 10% naquele país no próximo ano. Se fizer isso, entrará para a lista das cinco maiores vendedoras de smartphone da Índia.

E estamos falando de uma população de 1,3 bilhões. Alcançando isso, a Asus conquista respeito, e estará na lista top de um país similar ao Brasil, uma vez que também faz parte dos BRICS. Ela contará então com mais expertise a ser aplicada por aqui, e seu tamanho ajudará a manter preços menores.

Com a saída do atual CEO e avisos que de que sua estratégia irá mudar em 2019, ficou no ar o mistério do fim dos Zenfones mais simples, embora a própria Asus tenha desmentido isso. Ainda assim, o que ficou claro é que o ROG Phone fez sucesso e foi bem nas críticas, e deve continuar sendo desenvolvido.

Com o ROG, a Asus parece ter encontrado o seu nicho perfeito, onde domina muito melhor do que os concorrentes o assunto em questão. Resta torcer para que o ROG 2 seja ainda melhor e que venha ao Brasil por um preço nem tão assustador.

AndroidPIT asus zenfone 5 5z 8046
Zenfone 5Z, atual topo de linha da empresa / © AndroidPIT by Irina Efremova

Melhorar o pós-venda

Essa é uma questão delicada, principalmente no Brasil. Não é fácil uma empresa que não tem uma fatia gigante do mercado atender de forma plena por aqui. A Xiaomi começou com entrega via Uber na assistência e vimos no que deu. O Brasil é grande demais, e é muito difícil atender consumidores em toda a extensão  do país.

Porém, não é por isso que o atendimento ruim seja justificável. Conheço muitos usuários felizes com seus Asus, mas também conheço muitos outros que ficaram insatisfeitos por problemas não resolvidos. Defeitos e problemas acontecem em todas as marcas, mas o que acaba importando é como a marca lida com isso. 

Se a Asus quer mesmo continuar com a linha Zenfone, seja nos intermediários ou nos topos de linha, isso é crucial para o seu crescimento no Brasil.

E para você? Quais os maiores desafios da Asus?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Rafael Nunes há 1 mês

    Vou falar minha opinião sobre isso. Acho que chegamos a um ponto em que o maior problema para celular é preço, e outra questão também é o próprio brasileiro. Por que digo isso? Smartphone hoje no Brasil, um pelo menos decente, custa em torno de 1500 reais. E vale lembrar que a massa de gente que compra muitas vezes nem sabe o que está comprando, e justamente essas pessoas não querem gastar mais do que isso (na verdade ninguém quer gastar muito com isso). Visto que muita gente aqui no Brasil não tem a cultura de se informar sobre produtos, muito menos produtos de tecnologia, na cabeça delas acham que celular bom é Samsung e Apple. Daí se vê um cenário maravilhoso para as grandes marcas por que? Elas exploram justamente essa defasagem do consumidor aqui.

    Claro que no caso estamos falando da ASUS, mas de uma forma geral isso acontece com outras marcas que "não são tão conhecidas", por que muita gente ainda nem sabe direito que marca é essa. Nós aqui sabemos muito bem pois sempre estamos inteirado nos assuntos. Mas pessoas como nós, somos poucos diante da grande massa consumidora aqui no Brasil, que me desculpem, ainda são muito leigos em produtos desse tipo. As pessoas ainda não sabem diferenciar memória de armazenamento de memória RAM, que é uma coisa básica para se comprar um celular.

    Diante dessa situação, imaginem o seguinte. Uma pessoa vai preferir comprar um ASUS, ou sei lá, um celular chinês, sendo que na cabeças delas "o melhor é Samsung", muitas vezes gastando 1500 reais num celular inferior da samsung, sendo que tem outros melhores pelo mesmo preço? Claro que não. Essa dificuldade faz com que os gastos de uma empresa aqui no Brasil para melhorar seus produtos e serviços não deem muito retorno devido a esses problemas. Nota-se isso por muitos modelos que são trazidos aqui, modelos que muitas vezes as especificações são inferiores dos que são vendidos na Europa e EUA, porque? Porque não vai vender devido ao valor a ser cobrado e justamente pela grande maioria que não sabe o que está comprando.

    Nós mesmos acabamos sendo um problema para o mercado de tecnologia, ainda somos um povo defasado neste ponto.

43 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • tive um zenfone 2 bom pra época ,tinha RAM de sobra, que foi o grande atrativo da marca ,ao inovar nos intermediários .Mas a interface extremamente poluída espantou a mim , ganhei o 4 e de novo o conflito lá estava , processador de ponta para o segmento,porém interface com excessos ,menos mas existentes. Não vejo ninguém do meu ciclo de convivência demonstrando intenção de ter um ASUS ,e olha que observo isso há tempos , hj a coqueluche é Xiaomi , Huawei e ONEPLUS ,estão agindo igual a garotada que hj torce prós Manchester City e United,o Barcelona ,O PSG etc... longe de querer aconselhar os executivos da marca ( nem eu dou importância!)
    ter apenas Marketing e um recall entre Youtubers está longe de impulsionar a marca por aqui . A sorte é que faz parte do clube das parcelinhas e conta com a Assessoria ímpar dos vendedores do Varejão exaltando as " Maravilhas" do produto. Porque se a Xiaomi estivesse oficialmente no país .seria um embate entre Cruijff e Romero .....


  • Bem eu tive um infame zenfone 6, o primeiro, era exelente me servia muito bem, não tive do que reclamar.


  • Até pouco tempo atrás tinha um zenfone 3 Z, em termos de android e acabamento acho que nenhuma marca supera a Sony, ja tive varios da marca. Mas o que pesou mais na minha desistência pra com a Asus foi a assistência técnica, nem duvidas por telefone e amail eles são bons, atendimento precário e burocrático. Comprei um S9 e to mega satisfeito, tive que recorrer a assistência por causa de uma bobagem da minha parte e fui super atendido aqui em Brasília e me garantiram que se meu celular desse problema eles concertariam em até 90 minutos e se caso nao houvesse peça eles me emprestariam um celular até o meu ser reparado. No fim das contas uma boa assistência é crucial nos dias de hoje onde não podemos ficar sem celular. Marca chinesa sem representação no Brasil eu to fora, e Asus nunca mais!


  • Estou a 2 meses com um Max Pro M1, desde 2015 tive interesse em comprar algum produto dessa empresa. Antes eles não tinham assistência técnica aqui em São Paulo, e agora eles tem. O que me deixa preocupado um pouco e com as muitas reclamadas no site reclame aqui. A maioria reclama sobre as câmeras e sobre a assistência técnica que não resolvem o problema do problema. Até agora to gostando do aparelho, mas acho que no pós venda eles tem que melhorar, pois nisso a Samsung da um show.


  • 👊🏻👊🏻👊🏻 Só não presta é a qualidade das fotos que são péssimas.

    O sistema operacional Android Pie está atualizado manualmente desde este mês de dezembro, o restante das atualizações vem próximo ano .


    • Já vejo que você é sem noção de apoiar político, agora argumentar sobre as câmeras... Pro patamar e preço que eles são inseridos, são sim câmeras muito competentes.


  • O que eu penso a respeito da Asus no ramo mobile. Eu, que já tive Zenfone 2 e a patroa que tem o Ótimo Zenfone 3 até hoje, no começo do ano, precisava de um aparelho que pudesse me atender por um bom tempo fora da tomada, que não precisasse ser tão rápido mas que não travasse, que custasse no máximo Mil Reais e não queria depender da Alfândega para ter algum importado sem nenhum atendimento. Nacional Tentei ver a concorrência com esses requisitos e adivinhem...
    Estou falando através do meu Zenfone 4 MAX (3GB RAM/32GB ROM/Android OREO)...

    Ah, mas a câmera não é top...
    (Tem modo manual e uma Wide que, sabendo usar, fica muito legal o resultado!)

    Ah, o som é baixo e distorce no alto...
    (Nisso eu concordo, mas não esperava dar uma festa com ele mesmo...)

    No final das contas, ele atende tudo que eu preciso e com as features que mais uso em um smartphone:

    Slot triplo (tasquei um micro SD de 64GB e nem lembro mais que ele "só" tem 32GB. E ainda tenho mais um espaço para chip de operadora.

    Bateria monstra! Isso é! 5000MAh numa tela HD faz ele durar muito realmente!
    Carga reversa e já vem com cabo OTG incluso na caixa... É um dos melhores recursos e que mais me atende. Tanto que conecto mouse e teclado nele e desde o começo do ano vem substituindo meu laptop, que foi furtado (e olha que trabalho como técnico em informática)

    Baixo as ISOs por ele, gravo no pendrive , conecto HDs passo antivírus e formato e ainda faço backups tudo usando o celular através do OTG.


  • Tenho o 5Z e a ZenUI está bem redondinha, o maior problema hoje, em comparação a S9 e iphone X, é a câmera. O sensor é bom mas o software ainda deixa a desejar.

    No mais, o aparelho é muito rápido e fluído, não trava nada e a bateria é bem otimizada se o aparelho estiver configurado. Já fiz 8hs de tela com 4G o dia todo.


  • A solução da Asus é fazer uma linha enxuta que nem era a Motorola nos tempos do Google. Hoje há 3 linhas de produtos, Max, selfie e 5, cada uma com 2 ou 3 smartphones diferentes e fica evidente que a Asus não consegue solucionar os problemas de software e até mesmo hardware que eles apresentam. Na minha concepção, seriam apenas 3 modelos para a próxima geração: Max, Max Pro e 6(este ultimo top de linha). Quem sabe focando apenas em 3 produtos, a Asus deixa para trás o estigma de smartphones bugados.


    • Antes eu pensava assim até a Samsung lançar vários aparelhos esse anos e obtiverem mais sucesso em vendas. Como eu gosto muito de smartphone,eu acho que a Asus tem é que a agir como a Samsung.


      • Stella Dauer
        • Admin
        • Equipe
        há 1 mês Link para o comentário

        Mais uma não, pls


      • Concordo, como tinha dito anteriormente é nesse ponto que a Samsung vence muitas marcas. Ela ataca no ponto fraco do consumidor, ela tem produtos de todos os preços e diversas configurações. Por isso ela vende mais e abrange mais o leque de consumidores. Mas isso é jogada de mercado e não quer dizer atrair cliente pela qualidade/preço de produto. Isso é muito ruim para nós mesmos, por que quem não percebe ficamos nas mãos dessas marcas.

        A Samsung tem capital o suficiente para trabalhar dessa forma, já outras não tem. E mesmo que tivessem, não acho que seria legal. Ter um aparelho "Top de linha" mas com uma câmera inferior pagando R$200 mais barato, como acontece com a Samsung, não vale a pena. "Mas ai como sou leigo, prefiro pagar 200 a menos só para falar que tenho um top de linha".


      • Cara, vc tá comparando a lider de vendas mundial com uma empresa que não tem nem 1% do mercado. Melhor focar em poucos produtos e fazer direito do que jogar um monte de aparelhos defeituosos no mercado.


  • Minha opinião é que a ASUS ainda peca em seu software, a Zen UI tem seus fans, mas acaba afastando muita gente. Nas fotos, apesar de ter evoluído bem, ainda fica atrás de aparelhos do mesmo seguimento. E no Brasil existe uma muralha enorme impedindo um crescimento ainda mais robusto da ASUS, Motorola e Samsung. Eu acho bem difícil a ASUS local conseguir por exemplo promover seu ZenFone 5Z em relação ao S9, que no varejo on-line ambos tem o mesmo preço.


  • Eu uso aparelhos da ASUS desde o Zenfone Selfie, hoje estou com o Zenfone 5 e graças à Deus, nunca tive nenhum problema com meus aparelhos. Eles sempre supriram minhas necessidades, principalmente no quesito CAMERA.
    Acho que o maior problema é que muitos querem comprar um aparelho intermediário e usam como se fosse um Top de linha.
    Apesar de nunca ter tido problema com meus aparelhos, ACREDITO QUE A ASUS DEVE FOCAR NO PÓS VENDA. Pois se muitos reclamam, devem ter tido problemas com o pós venda.


  • A Asus esta hoje no meu entendimento como fabricante que tem aberto grandes lacunas de duvidas na aquisição de um novo aparelho, tanto para quem não usou um Asus , quanto para quem tem e passou por problemas com eles, eu por exemplo estou indo para concorrente direta , a Motorola, meu próximo aparelho é 1 G6 com 64 GB de memória ,não o Plus, mas o g6 com tela 5,7 e 64 GB.
    Recursos oferecidos a mais com valores menores.
    Zenui, ui ui ui, não caio mais.
    Muita burocracia investigativa da própria fabricante para poder obter a garantia.
    Chega de sermos cobaias e ainda pagarmos muito caro para isso.
    Apostam em design, youtubers convidados para cruzeiros marítimos de lançamento.....Blá blá blá e mais blá blá blá para vender.
    A Motorola faz seus lançamentos em terra firme , e vende mais barato seus aparelhos.
    Nos pagamos indiretamente a conta dos cruzeiros em ondas de mares onde não conseguimos enxergar as profundezas e os perigos dos pós vendas.
    A Asus vende seus smartphones na sua própria loja com preços bem acima dos preços praticados pelos grandes varejistas.por que?
    Adeus Asus. Comprar Asus Assusta !

Mostrar todos os comentários