Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

4 min para ler 43 Comentários

CES 2018: novos wearables para ficar de olho

Na CES 2018, em Las Vegas, nos EUA, tudo gira em torno do mundo da tecnologia, em todas as suas facetas mais brilhantes. Isso inclui wearables, e não estamos falando apenas de relógios inteligentes e outros dispositivos voltados ao fitness. Os três novos equipamentos que destacamos nesta notícia valem a pena pois já estão à venda e saem um pouco dessa lógica.

Secretamente, silenciosa e silenciosamente, o mercado portátil está se tornando cada vez mais diversificado. Não é mais apenas relógios inteligentes, pedômetro ou pulseiras de fitness, mas muitas outras coisas que funcionam com a rede, e em rede. Mesmo diante de uma jaqueta de jeans clássica, a tecnologia moderna não pára. Na CES 2018, descobrimos alguns wearables muito excitantes.

powerwatch x O Powerwatch X recebeenergia do calor do corpo./ © Powerwatch

Powerwatch X: o smartwatch que carrega com o calor do corpo

A bateria é um ponto fraco da maioria dos smartwatch. Não é assim com o Powerwatch X, pelo contrário. O relógio aproveita o calor do corpo do usuário e por isso precisa ser recarregado com muito menos frequência do que os relógios inteligentes normais. Os recursos são um pouco limitados do que os relógios normais com Android Wear, mas há a possibilidade de receber notificações, conexão via Bluetooth e outras coisas aqui.

DSC00379
Powerwatch X é bem interessante de se acompanhar/ © The Verge

As primeiras fotos do The Verge mostram o relógio inteligente em ação e revelam que é ele bastante grande. Para as funções limitadas, é claro, uma desvantagem, mas também há um grupo-alvo para grandes relógios com um aspecto mais técnico. O preço é de US$ 249, cerca de R$ 1.000.

Skiin: lingerie e cueca com carregamento sem fio

Vestíveis não significa apenas relógios inteligentes. A Skiin, por exemplo, criou uma roupa de baixo inteligente – lingeries e cuecas – que captam dados a respeito da saúde de quem veste. O produto da Skiin registra, por exemplo, o pulso, a temperatura do corpo, o ritmo respiratório, com horário marcado e aleatoriamente.

SKIIN VSM18579
Skiin faz roupa de baixo que carrega sem fio / © Skiin

O grande destaque da roupa de baixo inteligente está na sua fonte de energia. Os produtos da Skiin usam uma tecnologia da Energous, que carrega baterias sem fio e de uma distância muito maior que do padrão Qi. O trunfo mais recente da Energous e conseguir carregar todos os dispositivos de um quarto com um equipamento que emite ondas de rádio. Ainda não está funcionando totalmente, e por enquanto os conjuntos de lingerie e cueca precisam ser retirados e carregados com um carregador comum. Mas como a Energous também tem um carregador, não chega a ser um problema, ainda que o carregador só receba energia do seu acessório padrão. E, honestamente, quantas vezes você pensou a respeito de um produto desses antes de ler esse artigo?

Blocks smartwatch 840x392
Blocks tem relógios inteligentes modulares / © Blocks

Blocks: o smartwatch modular está finalmente disponível

A ideia de um relógio inteligente modular não é nova. Na CES 2018, os fabricantes finalmente conseguiram mostrar e lançar uma versão desse tipo de smartwatch no mercado. Por 259 euros, em torno de R$ 1.000, o usuário leva para casa um relógio com pulseira, mas depois disso ele pode ser adaptado para as suas necessidades pessoais. Cada módulo, com GPS, luz de LED, monitor de batimento cardíaco, botão inteligente, sensor de meio ambiente e bateria adicional, custa 35 euros. As vendas serão feita pelo site da fabricante, a Blocks.

Skagen Falster Smartwatch
O primeiro smartwatch da Skagen/ © Skagen

Skagen: o primeiro smartwatch da empresa

Skagen experimentou uma verdadeira estreia na CES 2018. O relógio e os acessórios apresentados pela empresa na feira é seu primeiro relógio inteligente real com The Falster. Até então, a Skagen desenvolvia equipamentos híbridos. com The Falster, que roda Android War, claramente focado em um design clássico e na ideia simples de um relógio, não um mini computador ou algo do tipo. A depender da pulseira, o Skagen Falster custa 299 euros (na pulseira de couro) ou 329 Euro na pulseira de estilo milanês. 

O que você acha desses novos vestíveis? É algo que você realmente compraria? Conte para nós!

Os comentários favoritos dos leitores

  • Jairo rios há 9 meses

    Ficar de olho em novos wearables para quem reside no Brasil é piada pronta , só importando é olha lá , ou paga um rim para o pouco que temos disponível aqui.

43 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados