O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
6 Compartilhado 42 Comentários

Três coisas que quero ver no novo Samsung Galaxy J7

Fui um usuário que subestimou a linha Galaxy J quando ela foi lançada, pois sinceramente não via espaço para essa geração de aparelhos no portfólio da Samsung, e também não enxergava nenhum diferencial nos modelos da série. Hoje, contudo, minha opinião sobre os Galaxy J mudou bastante, principalmente com relação ao J7, que está atualmente sendo vendido na versão Prime, que se mostra um ótimo custo/benefício. Segundo alguns rumores, a Sammy já está preparando o Galaxy J7 (2017) e, neste artigo, resolvi separar três coisas que eu gostaria de ver na nessa nova versão para continuar "botando fé" nessa famosa linha de intermediários.

1. Tela AMOLED com boa definição

O Galaxy J7 Metal, que é o modelo da série para 2016, tem uma tela boa, com resolução relativamente baixa, mas que é compensada pelo painel Super AMOLED de qualidade. O contraste e as cores mais vívidas chamam bastante atenção, tanto que durante o review deste dispositivo não vi a necessidade de criticá-lo por esse aspecto.

Contudo, algumas mudanças foram feitas no Galaxy J7 Prime, que é uma espécie de versão deluxe do J7 Metal. Nele, temos uma tela com resolução Full HD, que é muito bem-vinda, mas, para reduzir o custo do aparelho no varejo, a Samsung optou em utilizar um painel TFT IPS. 

Opinion by Bruno Salutes
Painel Super AMOLED é sempre melhor que o TFT IPS.
O que você acha?
50
50
364 participantes

O painel TFT não é ruim, desde que o display seja de boa qualidade, embarcando, por exemplo, a tecnologia IPS. Existem painéis TFT AMOLED, mas este não é o caso da tela do Galaxy J7 Prime. O IPS deste dispositivo organiza os pixels de modo com que os ângulos de visão não sejam tão limitados, mas, em questão de saturação, brilho e contraste, essa tecnologia perde bastante para o AMOLED.

Logo, nada melhor do que termos no Galaxy J7 (2017) o melhor painel que a Samsung consegue fabricar, que é o Super AMOLED, de preferência com resolução Full HD.

2. Mais memória RAM, por favor

As duas últimas versões do Galaxy J7 se mostraram ótimas concorrentes do Moto G4, isso porque elas foram lançadas durante o ano de 2016. Logo, a próxima geração deve competir com o novo Moto G, que deve ser apresentado durante o MWC 2017. Essa comparação é inevitável, visto que ambos os dispositivos estiveram no topo dos mais buscados pelos usuários durante vários meses do ano passado.

Com relação ao hardware, me preocupa bastante a quantidade de memória RAM que a Samsung irá escolher para esse modelo. A empresa não costuma errar muito na escolha do processador, mas quase sempre erra a mão no que diz respeito a quantidade de memória RAM. Você mesmo já deve ter visto em algum intermediário da marca a estranha quantidade de 1.5GB de RAM, certo?

Opinion by Bruno Salutes
Boa quantidade de memória RAM é sinônimo de software estável e garantia de futuras atualizações do Android.
O que você acha?
50
50
343 participantes

Tendo em vista que o Galaxy J7 (2017) não deve chegar por menos de mil reais, até porque a Samsung tem investido abastante no acabamento e na estética visual desse modelo, nada melhor do que o usuário ter acesso a uma quantidade de RAM decente. Outro ponto é que o Moto G5 deve chegar ao mercado com 3GB ou 4GB de memória RAM, o que abriria uma vantagem enorme ao modelo da Motorola, caso seu concorrente sul-coreano decepcionasse nesse aspecto.

3. Software atualizado

Falamos acima sobre a memória RAM, que é fundamental para garantir uma boa experiência com o software, e também é a garantia de updates menos problemáticos ao dispositivo com novas versões do Android. Agora, com relação ao software, temos outro ponto de preocupação aqui, visto que a Samsung tem demostrado certa dificuldade para embarcar o Android 7.0 Nougat em seus aparelhos, incluindo os recém-lançados.

Um bom exemplo dessa realidade é a nova linha Galaxy A (2017), que chegou ao mercado com Android Marshmallow de fábrica, e já estão na fila de atualizações do sistema junto com muitos outros modelos da marca, como as linhas Galaxy A (2016), Galaxy J (2016/2015) e até mesmo com os Galaxy S6. Vale lembrar que esses aparelhos chegaram ao mercado custando mais de dois mil reais.

Opinion by Bruno Salutes
O usuário tem uma preocupação a menos ao comprar um modelo que vem de fábrica rodando com o sistema mais atual.
O que você acha?
50
50
313 participantes

É claro que o Nougat não traz muitas novidades à TouchWiz, principalmente na versão que vem instalada em modelos mais básicos. No entanto, o usuário tem uma preocupação a menos ao comprar um modelo que vem de fábrica rodando com o sistema mais atual possível. E, sinceramente, espero que este seja o caso do Galaxy J7 (2017).

O que a Samsung está preparando para o Galaxy J7 (2017)?

Pois bem, deixando minhas expectativas de lado, vamos ver agora o que a Samsung está de fato planejando para o novo Galaxy J7. Algumas informações sobre o modelo vazaram través do aplicativo de benchmark Geekbench, e mostram duas variantes do dispositivo embaladas por processadores diferentes.

A primeira delas, a SMJ727A, deve vir com chipset Exynos 7870, octa-core de 1,5 GHz. A segunda variante, de número SM-27S7L, foi flagrada com o processador Snapdragon 425, quad-core de 1.4GHz. As demais especificações vazadas são idênticas para ambas as variantes, são elas:

  Samsung Galaxy J7 (2017)
Tela 5,5" HD
Memória RAM 2GB
Armazenamento 16GB
Câmera traseira 7MP
Câmera frontal 5MP

Parece que a Samsung está disposta a oferecer um pouco menos em especificações do Galaxy J7 (2017) em comparação com as três características que eu descrevi acima.

O que você acha da linha Galaxy J7, e o que espera para o novo modelo?

6 Compartilhado

42 Comentários

Escreva um comentário:

  • O grande vilão que impede a linha Galaxy mais acessível como a linha J em ter melhor desempenho é justamente essa interface pesada chamada TouchWiz. Ela puxa muito da memória RAM e muitas vezes ocasiona problemas como: travamentos momentâneos do teclado no ato da digitação, rolar de páginas ou telas menos fluídas e até erros no sistema por sobrecarga de processamento e memória.


  • Acho que a Samsung deveria era parar de produzir tantos aparelhos!
    São tantos modelos desnecessários. J1, J1 dual, J1 Metal.
    J1 Dual = Outro chip adicionado
    J1 Metal = Flash frontal.

    O que custa colocar tudo em um aparelho só..
    Galaxy J1 = Dual chip e com flash frontal.

    Para mim, Samsung só se for a linha S que só ficou boa depois do S6 e a linha Note que é uma das melhores.


  • Série J é um lixo. A série A ainda é mais ou menos, mas pelo preço não vale!


    • Rafael, eu acho que nenhum modelo, por '' pior '' que seja, deve ser tratado como '' lixo ''. São aparelhos sim mais fracos, mas tem o seu valor, precisamos pensar no seguinte, se tivéssemos produtos caros, como as classes menos favorecidas teriam acesso aos produtos?

      O ideal, e bato sempre nessa tecla, já cansei até de falar, seria baixar o lucro incessante das empresas, mas elas não vão fazer isso, caridade, elas não fazem, mas se fizessem uma linha simples com mais qualidade, a um preço mais justo, venderia mais.

      Eu conheço bem a linha J, várias pessoas tem e vende muito, embora não tenha um alto desempenho, pois esse não é a razão deles, entrega um bom aparelho, sendo muitas vezes simples e eficiente. Agora, se agrupasse toda a linha J e tivessem 3 melhores aparelhos, seria bem melhor, mas as empresas querem ganhar mais lançando aparelhos, confunde também a cabeça do consumidor, onde muitas vezes compra um aparelho errado para o seu tipo de uso.


    • Seu celular é um 4S?


  • 3GB Ram, 32GB ou 64GB interno, Leitor de Impressão e Tela SuperAmoled


  • no fim a galera quer ver é preço baixo mesmo... (e sem TouchWiz claro) kkkkkkk


  • Parece ser interessante, mas fico com meu Moto Maxx.


  • 5.5 full, 3GB, 32GB, câmera de 13 e 8 ; 16 e 8 mp


  • Queremos preço e qualidade....
    Na verdade, os aparelhos do nivel dele, intermedario, deveriam vir com 2/3GB de ram e pelo menos um processador quad de 2ghz; e claro, PREÇO ACESSIVEL... mas infelizmente um aparelho com esse conjunto custa lá pelos 1600 conto...


  • Simples! A samsung tem que parar de lançar variantes que nem lançam rodízio de pizza e o pior tudo do mesmo... Muda essa tela, coloca uma memória INTERNA acima dos 32GB, RAM DE 4GB e nada de marshmallow, Nougat por favor.


  • Sei não viu samsung.


  • Serio que vc n botou " preço real de um intermediario" ???? tela amoled é quase certo ate pq o meu j3 mesmo tem isso , memoria ram sinceramente 1,5 pra cima ta otimo pq eu nunca tive problema de engasgos nem travamento no j3 e ele só tem 1,5 memoria interna é uma coisa q realmente precisa tem que vir no minimo com 16


  • Comprei um j7 prime à uma semana e estou gostando muito do aparelho...apenas o leitor biométrico que falha um pouco na hora de desbloquear mas de resto estou muito satisfeita.


  • não gosto da Samsung, mas vendo o meu irmão usar o J7 metal dele, fui surpreendido com a bateria.


    • Todo processador Exynos da Samsung Valdeir, eles são muito bem otimizados, aliam potência e baixo consumo energético, também não acreditava, mas depois de testes e usando alguns modelos, vi que realmente são muito eficientes.

      Até o Snapdragon com fama de beberrão, ao longo dos anos melhorou bastante também , o Snapdragon 625, é bem econômico em relação aos modelos mais antigos. O bom da tecnologia, é ver que algumas coisas evoluem com o tempo, falta agora, é melhorar as baterias. Seria maravilhoso, se tivéssemos baterias com carregamento solar, agora resta ver quando, em que década, teremos esse avanço.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi