Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

2 min para ler 10 Comentários

Com a obrigatoriedade do Projeto Treble, Google diz que adoção do Pie será maior e mais rápida

Em dezembro de 2017, dois meses depois que o Android Oreo foi lançado, a porcentagem de aparelhos que estava atualizada para essa nova versão era de 0,2%. Nada promissor. Ainda não estamos em dezembro, mas o Google já está dizendo que o Pie vai decolar mais rápido do que seu antecessor. E isso graças ao Projeto Treble.

O Projeto Treble é que nem aquela boa promoção de Black Friday: todo mundo sabe que existe, ela aparece às vezes, mas ninguém nunca presenciou. Desde que foi anunciado, quando o Oreo ainda era O, o Treble prometeu muito mais do que entregou. Apenas alguns smartphones e fabricantes aderiram, e uma ideia sensacional para diminuir a fragmentação parece que não pegou. Aprenda mais sobre o Projeto Treble abaixo:

AndroidPIT motorola moto g6 plus 6958
O Treble surgiu com o Oreo, mas não vingou com ele / © AndroidPIT by Irina Efremova

Porém, se as fabricantes não quiseram usar o brinquedo legal do Google, as coisas prometem mudar. A Big G já deixou claro que aparelhos lançados com o Android Pie e posteriores serão obrigados a vir já com suporte ao Projeto Treble, sem escolha. Isso realmente pode mudar as coisas.

Outra novidade interessante, que noticiamos há alguns dias, é que o uso de um componente do Android, o GSI, poderá fazer com que o Android Pie seja testado em muitos modelos de smartphone, mesmo sem ser instalado. Leia mais no artigo a seguir:

Eu sou uma eterna otimista, mas o prognóstico parece bom. São duas ações tomadas pelo Google que realmente podem ajudar a diminuir a fragmentação. Estamos monitorando aproximadamente 100 smartphones em nosso artigo sobre atualização do Android Pie, e desse total 26% está em beta, recebendo ou já recebeu o novo sabor do sistema, fora os que já saíram com ele. É certo que monitoramos os aparelhos mais populares e relativamente mais poderosos, mas essa é uma boa proporção para um mês depois do lançamento oficial.

AndroidPIT android pie 9982
O Google parece estar preparando uma boa torta / © AndroidPIT by Irina Efremova

Assim, o Google espera que com o Treble e o GSI, já em dezembro todos possam ver uma porcentagem maior do que 0,2%. Claro que é possível que o número seja de 0,5%, levando em consideração que atualmente está abaixo de 0,1%, mas não vamos perder a esperança. Só não sei como isso será feito sendo que a obrigatoriedade do Treble é a partir do Pie, e não antes dele.

Você também está confiante?

10 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Comprei por 320 ja com frete E-packet Vernee T3 PRO: android 8.1 3GB RAM etc.. com certeza os chineses vão aderir a esse projeto, como celular citado, eles poe o Android mais novo possivel e quase puro.. espero que Xiaomi, Nubia etc que tem Android modificados maneiros não aderem.. suas modificações são TOP e deram certo


  • É complicado esse sistema, devido se tratar de várias fabricantes, cada uma recheando seus smartphones com suas peculiaridades e recursos próprios, de assim, como mágica, receber atualizações de forma rápida.


  • Nada mudará caso as fabricantes não cooperarem.


    • É muito mais a Google fazer a parte dela do que as fabricantes cooperarem nesse seu ponto de vista.

      Temos que pensar que as fabricantes já fazem o favor de seguir o que o AOSP estabelece, e ainda são obrigadas a aguentar as exigências da Google só pra ter a Play Store (já que é a loja de aplicativos mais popular do sistema, e abrir mão dela é um problema), sendo que elas tem os seus próprios objetivos e estrategias.
      Se nos seus objetivos e estratégias constam manter um bom suporte ao sistema operacional, então consequentemente elas estarão cooperando com a Google, mas não que elas vão fazer isso pensando na Google.
      Lembre-se que para quem usa o Android, ele é apenas uma ferramenta para se atingir objetivos, e que o mais importante é a questão de oferecer algo que tenha a sua própria identidade (daí vem a tal da customização).

      Por isso que o mais adequado é deixar as fabricantes cuidarem de seus serviços e customizações, e a Google cuidar do Android em si.


  • A longo prazo isso será algo muito interessante, espero que melhore agora o backup do sistema.


  • Então isso vai demorar a dar frutos. O smartphone precisa do Pie pra surtir efeito na att seguinte. Vai levar 1 ano pra vermos os primeiros resultados.


  • Só acreditarei quando ver realmente na prática....


  • Eu sou otimista, mas a curto, médio prazo não teremos grandes novidades, nem todos podem ou querem trocar de telefone a todo instante, eu mesmo procuro ficar entre 3 a 4 anos com um mesmo aparelho, voltei a comprar um topo de linha, depois de muitos anos, exatamente para ter uma melhor experiência. Cabe sempre ao consumidor analisar o que de fato deseja, para fazer a compra mais acertada, pois dinheiro não dá em árvore.

    A melhor compra, é aquela onde a pessoa consegue discernir o uso o qual fará com determinado produto. É difícil fazer a escolha certa, mas nesses tempos de dinheiro curto, não está fácil para ninguém, tem que ser inteligente para fazer a escolha pela razão e não a emoção.


  • O projeto em sí é bom, mas na pratica como sempre não funciona.


    • Na verdade, tudo está seguindo o ritmo que foi estabelecido.
      Já se sabia que o Projeto Treble apenas valeria para aparelhos que saíssem de fábrica com o Android Oreo, e não necessariamente para aparelhos que fossem atualizados para o Android Oreo.
      E não está claro se o Projeto Treble também vale para os aparelhos que contam com o Android Go Edition (pelo jeito, não, já que muitos aparelhos com a versão 8.1.0 não receberão a versão 9 do Android).
      E agora que começaram a lançar aparelhos com Android Pie.

      Os resultados de tudo isso não iam aparecer a curto prazo, mesmo.

Artigos recomendados