Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

5 min para ler 77 Comentários

Se tá na internet é verdade? Como identificar e combater as fake news

O termo fake news está sendo usado com frequência para todos os lados no último ano. Não apenas no Brasil, mas também no resto do mundo, notícias falsas estão se espalhando como erva daninha na internet. Com a intenção de confundir e influenciar os leitores, esse tipo de notícia tem todos os itens necessários para se passar por verdadeira. Confira dicas para escapar disso a seguir.

Se há algum tempo estávamos sozinhos na batalha contra as fake news, recentemente dois gigantes da internet (e da mídia), Google e Facebook, anunciaram suas medidas para erradicar conteúdo falso e errado de suas plataformas e serviços.

No Google I/O de 2018, o Google anunciou updates para seu serviço Notícias, fechando parcerias com veículos confiáveis e, claro, botando toda a potência de seus dados e de sua inteligência artificial para identificar notícias falsas. Conheça mais neste site do Google (em inglês).

Já o Facebook lançou ferramentas para sua plataforma que não irão apagar as notícias falsas, mas darão a elas menos visibilidade e botarão avisos de que o conteúdo pode não ser verdadeiro antes que o usuário faça o compartilhamento. Páginas que espalharem muitas notícias assim também perderão visibilidade, e a inteligência artificial, junto ao feedback dos usuários, também vai ser utilizada.

facebook fakenews2
Notícias duvidosas terão bem menos destaque / © TechCrunch

Não acredite e saia compartilhando tudo o que vê, seja cético

O maior problema das fake news não é você acreditar no que ela diz, e sim acreditar e ainda espalhar a notícia para conhecidos, amigos e em suas redes sociais. Autores de notícias falsas se apoiam no fato de que raramente paramos para conferir o que lemos antes de repassar a informação.

Sempre tenha um olha crítico na internet, seja com o veículo que costuma acompanhar, seja com as informações que sua família compartilha, seja com o que o seu colega de trabalho comenta com você. Por mais real que possa parecer a informação, sempre cheque os fatos.

Cheque as fontes

O primeiro passo é confirmar se a fonte é mesmo verdadeira. Alguns sites especializados em fake news escrevem o que bem entendem e ao final colocam uma fonte de renome, como um jornal tradicional, uma revista grande ou um portal de notícias.

Faça uma busca no Google com o nome do veículo e dados da notícia e veja se as informações desses veículos batem com o que o site diz. Se a fonte estiver em outro idioma, uma pequena mudança de tradução pode mudar toda a notícia. Até mesmo links podem ser falsos, e comentários na notícia também.

Confira URL e erros de escrita

Muitos sites de fake news usam nomes e visuais parecidos com os de veículos mais conhecidos para enganar o leitor desatento. Algumas vezes, o site desses veículos pode ser totalmente copiado para se passar por verdadeiro.

Cheque a URL do site e compare com a URL do site que você encontrar nos primeiros resultados de uma busca no Google. Desconfie de qualquer coisa que não pareça normal. Textos com muitos erros de escrita também têm muitas chances de serem falsos.

Compare o conteúdo com outros veículos

Existem sites que divulgam fatos verdadeiros e outros falsos com o intuito de confundir o leitor e dar argumento para se provar verdadeiro. Outros sites são conhecidamente sensacionaistas e muitas vezes exageram nas informações que passam.

Compare os fatos de um site com outros, de confiança, que você acompanhe ou não. Você pode checar em sites de grandes veículos ou não, apenas tenha discernimento para comprovar a verdade. Você pode conferir diversas notícias pela aba Notícias do Google.

Leia várias opiniões, debata, se informe

Algumas vezes não encontramos uma notícia falsa, e sim um artigo de opinião. Em um texto assim, o autor tem liberdade para se expressar livremente, e nem sempre de maneira jornalística. Ainda assim, pode valer ler não apenas essa opinião, mas também a de outras pessoas.

Leia artigos e opiniões que abordam os dois lados de um acontecimento, debata com amigos e familiares (de maneira saudável, por favor), converse e se informe sobre outros pontos de vista. Quando mais conhecimento de um assunto você tiver, mais protegido contra fake news estará.

Cuidado com títulos e notícias apelativas

Notícias falsas e seus autores sempre apelam para o emocional dos leitores, trazendo fatos falsos bombásticos, coisas que mexem com nossos valores e crenças, com o intuito de serem rapida e desatentamente compartilhadas.

Por mais que o artigo mexa com seus sentimentos, inflame suas opiniões e te dê vontade de gritar, pare um minuto, siga as dicas anteriores que passamos aqui e só depois, com a certeza de que está correto, repasse a informação.

Denuncie

Se você encontrar um destaque falso nas buscas do Google, clique em feedback e escolha a opção "É enganoso ou incorreto.

google fakenews
Como denunciar informações falsas no Google / © AndroidPIT (captura de tela)

No caso do Facebook, qualquer coisa que você encontrar que pareça falsa, clique nos três pontos no canto superior da notícia e selecione "Essa é uma notícia falsa". Facinho.

facebook fakenews1
Nossas notícias não são falsas! Mas esse é um exemplo de como denunciar uma notícia falsa no Facebook / © AndroidPIT (captura de tela)

O que você faz para combater fake news?

58 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Sidney há 2 meses

    Eu sempre checo as notícias no boatos.org. É impressionante a velocidade desse site em desmascarar as fake news.

  • Lígia B. há 2 meses

    Depois da nota de 50 reais com estampa da Pablo Vittar circular por aí (principalmente no Whatsapp), eu realmente desisti de explicar pras pessoas que não se acredita em tudo que aparece na internet. Cansei de dar murro em ponta de faca.

  • Rodrigo Dias há 2 meses

    Aliás, vamos ficar de olho. Daqui a pouco tem as eleições e o que mais vai ter são fake news. Com certeza essas dicas serão válidas.

  • Bruno A. há 2 meses

    Primeiro de tudo: Não acredite em nenhuma matéria publicada em grupo de família.

  • Sidney há 2 meses

    Infelizmente o Facebook começou pelo caminho errado. Ele contratou empresas claramente voltadas para uma corrente política para declarar o que é fake news e o que não é. O resultado é que o que vem da corrente ideológica da empresa acaba passando como verdade, e o que vem do outro lado, mesmo sendo verdade, está sendo classificado como fake. É lamentável. O Facebook virou um quintal ideológico quando deveria ser um local neutro.

77 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Recommended articles