Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Novas regras dos Correios para importação já estão valendo

Novas regras dos Correios para importação já estão valendo

O Correios havia anunciado que a forma de pagamento e de entrega de compras feitas no exterior a partir do Brasil iriam passar por mudanças. Agora, o serviço idCorreios começou a aplicar essas mudanças vigentes desde o dia 18 de outubro. Saiba a seguir o que mudou e o que você deve levar em consideração antes de fazer uma compra importada.

Primeiramente, o que você deve saber é que as regras de tributação da Receita Federal, que não é competência dos Correios, permanecem as mesmas. Produtos que custam até 3.000 dólares podem ser importados e estão sujeitos a tributação de até 60% do valor total da compra (produto + frete + seguro). Lembrando ainda que essa taxação é aleatória, ou seja, você pode ser ou não tributado. Em todo caso, sempre leve em consideração essa regra antes de importar qualquer coisa.

A validade das mudanças varia de acordo com o código de rastreamento da compra:

  • Objetivos com código iniciado com a letra E: mudança desde 18 de outubro;
  • Objetivos com código iniciado com a letra L e R: a partir do dia 6 de novembro;
  • Objetivos com código iniciado com a letra C: a partir do dia 11 de dezembro;

Agora, vamos falar sobre as mudanças nos procedimentos de pagamento, retirada e taxa de serviço. Segundo o site dos Correios, o idCorreios é um serviço que pode ser tarifado à parte e a disponibilidade do mesmo, bem como a entrega das encomendas, não é garantido. Sim, é isso mesmo que você leu. Apesar de poder cobrar pelo serviço, os Correios não conseguem garantir uma previsão de chegada para suas encomendas e nem mesmo se o serviço estará funcionando em tempo ininterrupto. Isso acontece devido a problemas internos de administração dos Correios, que por sua vez resultam em greves e paralizações a nível nacional. 

As mudanças em si dizem respeito a integração com o sistema da Receita Federal. Logo, você terá benefícios relacionados a pagamentos de produtos tarifados, contestações e entregas. O primeiro ponto positivo é que você não precisa mais ir até uma agência dos Correios para retirar seu pacote, visto que, assim que tiver a confirmação da chegada do mesmo, é possível agendar pela internet sua entrega. A entrega em domicílio é cobrada separadamente (aproximadamente R$ 12,00). 

O segundo benefício é que o usuário poderá pagar no débito ou crédito a Tributação Aduaneira. Após a baixa bancária, as encomendas poderão ser enviados para a casa do usuário pelos Correios. Para informações complementares e questionamentos sobre taxações incorretas será possível utilizar a própria plataforma dos Correios para envio de notas, documentos e outras informações.

Segundo os Correios, encomendas com até 2kg e com código de rastreio podem ser entregues em até 15 dias após o pagamento dos tributos, enquanto aquelas acima de 20kg podem levar até 10 dias para serem entregues. Já as encomendas sem código de rastreamento podem chegar a casa do usuário em até 40 dias.

Você pode se cadastrar no site dos Correios e ter mais informações sobre o funcionamento do serviço acessando o novo portal do idCorreios.

O que você achou das novas regras?

* Com informações chamavito, do Tudo Celular.

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Deivis Schuman
    • Mod
    21/10/2017

    Nas favelas, no Senado
    Sujeira pra todo lado
    Ninguém respeita a Constituição
    Mas todos acreditam no futuro da nação

    Que país é esse?
    Que país é esse?
    Que país é esse?

  • Jairo rios 21/10/2017

    A única noticia boa sobre os correios que eu gostaria de ler seria a manchete” correios foram privatizados e perdeu o monopólio no serviço de entregas” aí sim eu ficaria mais contente

  • Lígia B. 21/10/2017

    Telefonia foi privatizada e continua aquele terror, desgovernado e sem fiscalização. Privatizado ou não, o problema principal se chama Brasil com seus políticos ordinários e povo paralisado.

  • Anderson diassis 21/10/2017

    Eu acho mais seguro pagar e pegar nos Correios já que tem varios produtos roubados na triagem, agora vc tem a possibilidade de pagar e receber nada

  •   54
    Conta desativada 21/10/2017

    Eu vou ficar dividido, não sei se já se trata de marcação, mas parece que o objetivo principal é sempre arrecadar mesmo. Os benefícios para o usuário é poder pagar com cartão de crédito. Vamos ver na prática como isso vai funcionar e o que vai ou não melhorar.

115 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.