Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
Realme: curiosidades sobre a novata das chinesas que já faz barulho
Realme 3 Pro Hardware Dicas e Curiosidades 4 min para ler 7 Comentários

Realme: curiosidades sobre a novata das chinesas que já faz barulho

Já ouviu falar da Realme? Esse nome tem aparecido com frequência entre as notícias de tecnologia móvel, e não pudemos deixar passar em branco. Acanhada, a empresa está orquestrando sua expansão para países asiáticos e vem recebendo elogios sobre os seus aparelhos.

Quer saber quem é a Realme? Se os produtos são confiáveis? De onde surgiu essa empresa super nova? Separamos para você algumas curiosidades sobre ela. E não deixe de conferir fatos curiosos de outras empresas nos artigos abaixo:

Por que o nome Realme?

Os aparelhos da Realme têm como foco os jovens, principalmente os jovens indianos. A marca planeja uma expansão mundial mas seu objetivo é, de acordo com a própria empresa, "oferecer aos jovens em todo o mundo  smartphones que combinem desempenho poderoso e design elegante. A marca oferece aos jovens experiências que integram “tecnologia” e “estilo” para reconhecer e satisfazer seus profundos desejos de personalização e auto-expressão".

AndroidPIT realme 3 pro fron2
Este é o produto mais novo da empresa, o Realme 3 Pro / © AndroidPIT

Pegando essa explicação, o nome Realme, ao ser separado e traduzido, fica claro: Real eu, o eu verdadeiro. Os produtos da empresa ajudam os jovens a se expressarem e mostrarem quem eles realmente são. No começo, o nome da empresa era OPPO Real. Sim, Oppo.

Tem dedo da Oppo nesse angu

Você já deve ter ouvido falar que a OnePlus é uma subsidiária, ou seja, uma marca-filha, da Oppo. Pois bem, o mesmo ocorre com a Realme, que é outra marca que nasceu sob o guarda chuva da empresa chinesa. E não é à toa que só estamos ouvindo mais sobre ela agora, pois é uma empresa muito nova, fundada em 4 de maio de 2018.

O primeiro modelo da empresa, o Realme 1, tinha esse nome apenas na Índia. No restante do mundo, foi vendido como Oppo F7 Youth. Porém, o filho quis sair de casa, e já em julho de 2018 a Realme se tornou uma empresa independente.

Não é tão pequena e desconhecida assim

Se você pensa que a Oppo cometeu um erro ao abrir mais uma empresa, se engana. Em apenas sete meses desde a sua fundação, a Realme já ocupa o terceiro lugar em vendas na Índia, um país com mais de um bilhão de pessoas. Um de seus primeiros lançamentos, o Realme 2, vendeu 200 mil unidades em apenas 5 minutos. E esse era só o segundo modelo que a empresa lançava, sendo que o primeiro havia vendido 400 mil unidades em 30 dias.

realme 2 pro screens
A Realme usa a interface ColorOS no Android / © AndroidPIT

Menos de 10 produtos na linha

Prestes a completar um ano de vida, é até notável que uma empresa chinesa de grande sucesso inicial tenha apenas oito smartphones em seu portfólio. Enquanto o primeiro smartphone deles é mais um Oppo do que um Realme, a empresa já lançou outros aparelhos por si só:

  • Realme 1 (também lançado como Oppo F7 Youth);

  • Realme 2;

  • Realme 2 Pro;

  • Realme C1 (esse também foi lançado como Oppo A3);

  • Realme C2;

  • Realme U1;

  • Realme 3;

  • Realme 3 Pro.

Eles trabalham de forma bem equilibrada tanto com a MediaTek quanto com a Qualcomm, e seus aparelhos são conhecidos por oferecer bom custo benefício, e por isso são tão populares na Índia.

AndroidPIT realme 2 pro front hand
O Realme 2 Pro / © AndroidPIT

É esperado que ela seja uma nova OnePlus

A OnePlus é um dos maiores casos de sucesso de empresas que saíram de outras empresas. E é por isso que a Huawei tem a Honor, e a Xiaomi recentemente separou a Redmi de sua linha oficial. Apesar de ainda não ter atingido grandes números fora da China, a OnePlus é um exemplo bem sucedido de empresa que faz bons produtos e que balançou o mercado.

A mídia e muitos usuários esperam que a Realme venha a se destacar como a OnePlus. Embora atuem em segmentos diferentes, há realmente (olha o trocadilho) uma chance de que a Realme ganhe holofotes. Sua entrada na Índia foi muito boa, e esse é um mercado bem competitivo, pois todos querem um público de bilhão.

Recentemente, a empresa chegou à Indonésia, e há rumores que estreie nas Filipinas em breve. Enquanto pega experiência em países asiáticos, a empresa já confirmou sua vontade de se expandir pelo mundo. Já pensou se ela chegasse por aqui?

Você compraria produtos da Realme?

7 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.