Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
Bendgate 2.0? Telas do Samsung Galaxy Fold estão falhando após um dia de uso
Samsung Galaxy Fold Hardware Samsung 3 min para ler 21 Comentários

Bendgate 2.0? Telas do Samsung Galaxy Fold estão falhando após um dia de uso

As imprensões iniciais da imprensa sobre o Galaxy Fold pareciam bastante positivas, mas subitamente as coisas ficaram um pouco mais complicadas para a Samsung. Vários jornalistas tiveram sérios problemas com a tela do aparelho, alguns após apenas um dia de uso. Algo preocupante, especialmente para quem tem más lembranças do Galaxy Note 7.

Dobrou, quebrou?

Vários jornalistas norte-americanos relataram sérios problemas com a tela depois de apenas um ou dois dias com o smartphone. Vários problemas foram relatados emtre eles telas “quebradas” (que funcionam apenas parcialmente), cintilação (telas “piscando” freneticamente), e até a morte completa do aparelho. Entre as "vítimas" estão vários grandes nomes da tecnologia, como Dieter Bohn, do The Verge, o YouTuber Marques Brownlee, do canal MKBHD e Marc Gurman, jornalista da Bloomberg.

"Depois de apenas dois dias, a tela do Galaxy Fold que recebi para testes está completamente arruinada e inutilizável", diz Mark Gunman. Costuma-se dizer que uma imagem vale mais do que mil palavras, então deixo várias abaixo para que você tenha uma noção da extensão do problema.

O que está acontecendo com a tela?

Enquanto em alguns casos a origem do problema permanece incerta, em outros a causa é uma camada protetora sobre a tela usada pela Samsung. Alguns jornalistas a removeram, acreditando que era um filme plástico usado para proteger a tela durante o transporte, e com isso ela deixa de funcionar.

De acordo com um gerente da operadora T-Mobile, a Samsung incluiu uma mensagem de na embalagem do produto avisando que o “filme” não deve ser removido, mas parece que ela não estava presente nos aparelhos entregues aos jornalistas. Um erro infeliz.

Samsung responde, vai manter a data de lançamento

A Samsung rapidamente se posicionou sobre esses casos, assegurando seus usuários da qualidade de seu produto e confirma sua disposição em verificar todos os relatos. No entanto, no momento a fabricante descartou qualquer possibilidade de adiar o início das vendas do Galaxy Fold.

Um pequeno número das primeiras unidades de produção do Galaxy Fold foi fornecido à mídia para testes. Recebemos alguns relatos de problemas na tela principal nos aparelhos fornecidos. Vamos inspecionar minuciosamente estas unidades para determinar a causa do problema".

Separadamente, alguns jornalistas relataram ter removido a camada superior da tela, o que a danificou. A tela principal do Galaxy Fold possui uma camada protetora exterior, que faz parte da estrutura da tela e foi projetada para protegê-la de arranhões não intencionais. Remover a camada protetora ou adicionar adesivos à tela principal pode causar danos. Iremos nos certificar de que estas informações sejam claramente comunicadas aos nossos clientes.

A Samsung passou quase oito anos desenvolvendo seu smartphone, e ele é parte crucial na estratégia da marca para impulsionar seu crescimento.

Um novo fiasco?

Será que estamos testemunhando um novo escândalo da Samsung? Ainda é cedo para dizer, mas a experiência com o Galaxy Note 7 nos ensinou que estes problemas de confiabilidade nunca devem ser subestimados, especialmente quando ocorrem antes mesmo do produto ser comercializado.

O lançamento do Galaxy Fold, que custará cerca de US$ 2.000 nos EUA, será, portanto, acompanhado de perto pela mídia, e a Samsung terá que ser particularmente rápida para lidar com quaisquer problemas. Enquanto isso, a Bolsa de Valores de Seul já parece preocupada, pois o preço das ações do grupo caiu 2,6% na tarde de quinta-feira.

Como você se sente sobre os problemas de tela do Galaxy Fold?
 

Os comentários favoritos dos leitores

  • Ricardo há 1 mês

    Vamos ver se eu entendi. O produto vem com uma película protetora que PODE (MAS NÃO DEVE) ser arrancada, é isso mesmo? Ora... o nome disso é acabamento improvisado. A Samsung criou um produto que precisa de jeitinho certo (que nem especialistas em tecnologia conseguiram perceber) pra ser usado sem danificá-lo, custando 2.000 dólares? E existem fãs da marca por aqui ainda tentando passar um pano no problema? SE NÃO PODE TIRAR A TAL PELÍCULA, ENTÃO NÃO DEVERIA SER POSSÍVEL REMOVÊ-LA. Apenas para concluir: mesmo usando do jeito certo ele ainda apresentou defeitos. É muito pior que o incidente com o Galaxy Note isso aí.

  • Rafael Rigues
    • Admin
    • Equipe
    há 1 mês

    Phelipe, discordo. Por mais "experimental" que o produto possa ser, se está à venda um mínimo de durabilidade é esperado. Considerando que poucas unidades foram enviadas aos jornalistas, os relatos são preocupantes.

  • Rodrigo Dias há 1 mês

    "Nosso dispositivo pode ser dobrado mais de 200 mil vezes"

    Estragou no primeiro dia de uso.

  • Rafael Rigues
    • Admin
    • Equipe
    há 1 mês

    Jorge, nem todos removeram a camada. O Dieter Bohn e o Mark Gurman, por exemplo, tiveram problemas "do nada", sem mexer em nada na tela.

21 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários