Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
Ah, não quer atualizar? Desenvolvedores poderão forçar nova versão dos apps no Android
3 min para ler 5 Comentários

Ah, não quer atualizar? Desenvolvedores poderão forçar nova versão dos apps no Android

Nem sempre nós queremos a última versão de um aplicativo ou jogo. É certo que uma atualização traz novos recursos e correções de problemas, mas elas também podem trazer bugs, travamentos e incompatibilidade. Até hoje, há pessoas usando antigas versões do Google Inbox ou do famoso app PocketCasts por motivos similares.

Porém, não atualizar um app pode levar a brechas de segurança, destacadas e corrigidas por desenvolvedores. Em outros momentos, uma nova versão de um app traz o uso de alguma nova ferramenta ou algo muito importante para o próprio desenvolvedor. O fato é que há conflitos de interesse em muitos casos.

Mas isso está com os dias contados. O Google anunciou em 2018 uma ferramenta para que os desenvolvedores pudessem forçar os usuários a atualizar o aplicativo que criaram. Agora, no Google I/O de 2019, eles apresentaram a ferramenta completa, já pronta para o uso dos devs.

AndroidPIT virus 2
O que acontece quando o desenvolvedor encontra uma brecha grave de segurança em seu app? / © AndroidPIT

Por isso, em breve, ao utilizar um aplicativo ou jogo que não tenha sido propriamente atualizado, você poderá dar de cara com um pop up avisando que o update precisa ser feito. Caso contrário, ficará impossibilitado de usar o app. Isso já é visto em alguns títulos, como em PUBG, mas agora poderá ser usado de maneira geral.

"Até agora, se você tiver uma atualização, deve fazê-la automaticamente ou precisa acessar a Play Store para saber que há uma atualização, ou talvez a Play Store notifique você. Mas, e se você tiver um recurso realmente crítico que queira que as pessoas recebam ou, digamos, um problema de segurança que você queira resolver ou um problema de pagamento, e realmente quiser que todos os usuários obtenham isso o mais rápido possível?" – Chet Haase, porta-voz do Android.

O recurso, que se chama Inline Updates (atualizações em linha, traduzindo) e já há uma API disponível, então é provável que em breve começaremos a ver algo assim nos apps que usamos. O desenvolvedor também poderá realizar a atualização em segundo plano e reiniciar o app, caso necessário, mas essas seriam atitudes drásticas a serem usadas apenas em casos graves de segurança.

Embora a parte sobre segurança esteja correta, é um pouco drástico forçar algum update em um smartphone de um usuário. Impedir o uso até a atualização é aceitável, uma vez que o criador do app também pode decidir isso, mas efetivamente realizar o download da nova versão é um caminho perigoso que, inclusive, também pode levar a brechas de segurança.

Fonte: TechCrunch

5 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • A play store e play services já fazem isso sem a gente perceber. E devo acrescentar um problema a mais com relação a updates, o peso. São raríssimos os casos de updates no android que deixam os apps "mais leves" quase todos os apps hoje em dia ficam mais pesados, tanto em espaço interno quanto em peso para o processamento. Então acho que o usuário deveria sempre ter a escolha de atualizar ou não. Ou então que a google crie uma forma de que os update substituam os apps nativos. Porque eu acho uma tremenda mancada, por exemplo, o app de play store atualizar, porem a versão que veio com o sistema ficar por baixo, na memória interna dos apps nativos, e o update ficar literalmente em cima, porem na memória de usuário, ocupando o espaço interno do usuário ao invés do sistema. Um dos motivos que eu não abro mão do root é esse, pois a cada update eu vou lá no sistema e substituo o app nativo pela versão mais atualizada. A Google implementando isso de forma nativa, sem necessidade do root já aliviaria de uma forma gigante a memória interna usável do aparelho. Hoje em dia, se você pega um moto g, daqueles de primeira geração com apenas 8gbs de memória e você atualizar todos os app de sistema, simplesmente você ficará sem memória interna, por causa dessa limitação que ainda existe no Android de ficar o update dos app nativo por cima do que veio de fábrica.


  • Se Isso acontecer, eu desinstalo o app na hora.


  • Atualizações são sempre bem vindas, mas acabam sendo inoportunas quando se tornam corriqueiras e insistentes como a atualização de vários aplicativos como Facebook, WhatsApp e também da família Google. Deve-se deixar a vontade o usuário para atualizar o aplicativo quando for realmente necessário, sendo que muitas vezes, a tal atualização, pode vir com bugs. Por isso, Google, deixe o próprio usuário ter a opção de atualizar quando for conveniente, isso é diferente de um sistema operacional e atualizações de segurança, que tem um foco maior de importância.


  • Forçar a barra, muitas vezes e na grande maioria das vezes, nunca é a melhor saída, nem a melhor solução.