Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

3 min para ler 393 Comentários

Enquete: qual foi seu primeiro smartphone Android?

O primeiro Android a gente nunca esquece. Quem é usuário de longa data, usuário raiz, sabe que o sistema passou por uma transformação profunda nos últimos anos, em todos os sentidos. Pelo lado bom ou pelo ruim, guardamos na memória aquele que foi o responsável por nos introduzir nesse mundão dos sistemas operacionais móveis. Hoje, eu quero saber: qual foi seu primeiro celular Android?

Bruno Salutes - vida com S, de Sadia Sony e Samsung

Não existiam produtos verdadeiramente potentes ou com qualidade excepcional em meados de 2011, portanto, sem saber muito do que se tratava, fui induzido por um colega a comprar um Galaxy Ace. Na minha conta de smartphones bons, levo o Xperia P como meu primeiro Droid para tentar negar o passado sombrio. Mas não tem jeito, o Ace foi meu primeiro celular do robô.

Desde então minha vida girou em torno de Sony (P, S, ZQ e Z3+) e Samsung (Ace, Galaxy S8+ e, agora, o Galaxy S9+). As demais marcas, como Asus, Quantum e Motorola, por exemplo, eu usei por tempo prolongado para fins de trabalho, que a empresa comprou ou ganhou para essa finalidade entre os editores da casa, ou emprestados provisoriamente para testes.

DSC 0032
O famigerado Galaxy Ace / © AndroidPIT por Stella Dauer

Stella Dauer - Moto fã desde o tempo das cavernas

Meu primeiro smartphone Android, depois de muitos Nokias, foi um Motorola Milestone. O Android era feio, o smartphone não era aquela coisa do design, mas eu amava aquele aparelho. Até hoje me arrependo de ter vendido. Saiu o Milestone 2 e eu não me interessei como me interessei pelo primeiro. Era um marco na história dos celulares, ele tinha teclado, era macio e era um monstro de potência comparado aos outros que eu havia tido.

Não tenho fotos do dispositivo em si, mas durante uma análise que fiz do Milestone 2, para o canal EuTestei, em 2010, chego a mostrar o meu Milestone para compará-los. Direto do túnel do tempo, assistam:

Deivis Schuman - Optimus foi sofrido demais

Meu primeiro smartphone Android foi um LG Optimus Pro C660 que tinha como grande atrativo um teclado físico. Suas especificações para a época já eram bem ultrapassadas, diga-se de passagem. Ele tinha um chipset Snapdragon S1 de apenas um núcleo e 800 MHz, 256 MB de RAM, 512 MB de armazenamento e rodava o Android 2.3.3 (Gingerbread). Nada muito diferente do Galaxy Ace do Bruno Salutes.

Ele foi lançado em 2011, entretanto eu só tive ele no ano de 2013, ou seja, ela já era bem defasado. Era bem irritante usá-lo, não dava para instalar quase nada e era terrível ver aquela mensagem de pouco armazenamento, Isso sem contar que ele travava bastante. Portanto, não foi uma experiência boa o meu primeiro contato com o Android.

medium05
LG Optimus C660 / © lg.com

E você, qual foi seu primeiro Android?

Agora, queremos saber de vocês qual celular abriu as porteiras possibilidades para você entrar no mundo dos sistemas operacionais, sobretudo, do Android. Estamos curiosos para saber.

393 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Foi um LG L5


  • Galaxy SII


  • Galaxy Mini


  • Motorola RAZR I
    Comprei por que a Stella falou muito bem dele no primeiro vídeo que eu vi dela. Pena que ele estragou cedo 😔


  •   4
    Conta desativada há 4 meses Link para o comentário

    Razr I

    Só sai dele porque entrou água enquanto eu praticava rapel em uma cachoeira, durou quase 2 anos, então, comprei um xperia z2 e estou com ele até hoje (quase 5 anos), mas ele foi abençoado com o bug do carregamento (um bug já bem conhecido nos fóruns da sony), mas agora está impossível de usar, chegou a hora de trocar, estou entre galaxy s9 e s9+, queria mesmo o xz2, mas meu bolso não aguenta ele, como tenho um histórico de longevidade com smartphones, quero investir em algo que me satisfaça por um longo tempo, ainda acho o hardware do z2 fantástico, roda com perfeição a Ressurreition remix baseada no oreo, se não fosse esse maldito bug ainda ficava com ele uns 2 anos...


  • Saí do Palm Centro para o Motorola Milestone primeira geração, com Android 2.0.


  • meu primeiro Android foi um LG Optimus L1 2.


  • Xperia x10 Mini Pro


  • Samsung Galaxy Ace PLUS


  • Saí dos Nokia antigos e peguei um Galaxy S2. Gostei muito do aparelho, meu primeiro contato com WhatsApp foi nele. Mas logo foi trocado pelo fantástico moto X.


  • sempre havia usado Nokia , e entrei no mundo Android com um Motorola milestone 😁


  • Na verdade entrei no mundo Android em 2016 com o recém lançado Galaxy S7 (flat), porém minha esposa que sempre trabalhou na Claro adquiriu um Motorola Quench que eu não li a data que foi comprado, sei que foi logo no lançamento desse aparelho. Achava bem legal o aparelho e a tela era enorme, afinal na época eu tinha um N95 8gb.


  • Antes de entrar no universo Android, meu primeiro smartphone foi um Nokia C6. Adorava o aparelho, comprei de um colega. Achava revolucionário na época, meu primeiro contato com o Whatsapp foi através dele.
    Depois o C6 venceu sua vida útil, ganhei de presente de natal o recém-lançado na época Moto E (primeira geração). Adorava, apesar das constantes mensagens de falta de espaço e não conseguir fazer atualizações como deveria por conta dos seus míseros 8gb internos.
    Dois anos depois, minha esposa me presenteou no natal também, com um Galaxy A3 2016 e tem sido meu fiel escudeiro desde então.


    • Sua história é bem parecida com a minha. Só que tive o Nokia c3 que durou até acabar hahaha. Depois fui para os lumias e o primeiro Android foi um Asus Zenfone 2 laser. E engraçado como a gente mais normal e sem muitas posses não tivemos muitos smartphones


      • Pois é Everton, acontece assim mesmo cara, o mesmo se reflete nos meus aparelhos lá em casa, ou seja, se pudesse trocaria com mais frequência, mas a gente caminha um passo por vez. Abraço!!


  • Iniciei o caminho do Android com a Samsung no Galaxy S (1), aquele com TV padrão 1sec.
    E acreditem: ele ainda funciona!! A bateria (que já foi trocada) já está no fim da vida novamente, mas ainda consigo utilizá-lo com alguma bateria externa de recarga por USB.
    Ainda faz ligações, "boas" fotos, e esporadicamente me serve de TV portátil.
    O Gorilla Glass e a tela Super Amoled garantiram ausência de riscos e uma imagem que ainda me agrada, considerando os padrões de mercado da época.


  • O primeiro foi o LG Optimuns 4X HD. Era lindo para época, muito elegante. Ele tinha placa da Nvidia Tegra, com tela HD, câmera razoável e bom processador.
    Como pontos negativos, ele pecava na bateria e esquentava horrores quando jogava e tinha travamentos contantes na transição do jogo para uma ligação.
    Já o segundo foi o Moto X.... Caramba, esse ai mudou todos os meus conceitos sobre smartphones: Moto tela, câmera com chacoalhar, comandos de voz, acabamento em bambu, atualizações pontuais, rápido e sem travamentos. Tanto é que depois adquiri o saudoso Moto X2 (Bambu), depois o X Style (preto) e hoje tenho um Z2 Play.
    Todos com características parecidas até hoje, com seus pontos positivos e negativos, mas que sempre atenderam as minhas necessidades.


  • Galaxy SII... E altas tretas com ele, de atualização bugada, que só resolvi com a Cyanogen.

    Depois do Nexus 4, eu desbaratinei de rom customizada, mas admiro o empenho de alguns fóruns para melhor atender esses aparelhos.


  • Samsung Galaxy Win2 (era maio de 2015, eu queria pegar o Moto G¹ mas não tinha mais, naquela época o Moto G³ era lançamento e ainda tinha algumas unidades do Moto G², mas me fizeram a cabeça pra levar a Samsung pra casa).
    Desde junho deste ano tenho enfim um Moto G (6 Play), meu segundo Android.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados