Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

5 min para ler 42 Comentários

Evolução da série Z da Motorola: do Moto Z ao Moto Z3 Play

No dia 29 de janeiro de 2014 uma notícia bombástica pegou todos de surpresa no universo tecnológico. Pois foi exatamente naquela data que a Lenovo comprava a Motorola que até então pertencia ao Google. Em um negócio bilionário no valor de 2,91 bilhões de dólares, o Google vendeu a tradicional fabricante de smartphones para a chinesa Lenovo.

Entretanto, a compra só foi finalizada em outubro daquele, e os primeiros smartphones da Motorola by Lenovo foram lançados no ano de 2015. Na ocasião foram lançados o Moto G3, Moto X Play, Moto X Style e o Moto X Force. No ano seguinte, em 2016 a fabricante lançou apenas o Moto G4 e suas variantes G4 Play e G4 Plus, e eliminou a linha Moto X.

Porém, ainda nesse mesmo ano de 2016, a Motorola anuncia a chegada de uma nova família intitulada de Moto Z que foi muito bem recebida pela crítica e consumidores, tornando assim um grande sucesso. Fato esse, que decidimos trazer a você, caros leitores, a trajetória completa da família Moto Z, portanto, embarque conosco nessa viagem. Lembrando que a lista se refere aos modelos que foram lançados no Brasil

Moto Z – Motorola quase acertou em cheio

Lançado em setembro de 2016, o Moto Z chegou com especificações de ponta para brigar com smartphones top de linha da época. O dispositivo vinha equipado com processador Snapdragon 820, 4 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento e uma tela Super AMOLED de 5,5 polegadas Quad HD. Para fotos, uma câmera de 13 MP na traseira e outra de 5 MP para selfies, ambas com flash.

Além de ótimas especificações, o que também chamou a atenção no dispositivo foi seu conceito modular, onde era possível de forma simples acoplar acessórios ao smartphone. Batizado de moto snaps, a Motorola lançou o primeiro snap com o nome de JBL SoundBoost que nada mais era do que uma caixa de som para ser acoplada ao Moto Z. Depois com o tempo outros snaps foram sendo lançados.

AndroidPIT lenovo moto z review 3516
Moto Z / © AndroidPIT

Moto Z Play – Ofuscando seu irmão mais forte

O Moto Z Play foi lançado juntamente com o Moto Z com especificações intermediarias, porém com preço mais baixo. O dispositivo trouxe o processador Snapdragon 625, 3 GB de memória RAM e 32 GB de armazenamento. Sua tela também é um Super AMOLED de 5,5 polegadas, mas com uma resolução Full HD. O dispositivo conta com uma câmera de 16 MP na traseira e outra de 5 MP na frontal. As duas contam com flash.

Facilmente o smartphone caiu na graça dos usuários devido ao seu preço mais baixo, especificações competentes e opção de usar os moto snaps. Sua bateria também foi algo que agradou muito, se comparado a bateria pifa do Moto Z. Com capacidade de 3.510 mAh atrelado a um bom gerenciamento de energia, o dispositivo é considerado até hoje um dos melhores nesse quesito.

AndroidPIT lenovo moto z play 9608
Moto Z Play / © AndroidPIT

Moto Z2 Play – Melhorando o que já era bom

O ano agora é 2017 e a Motorola lança novas versões da linha Z. Com o nome de Moto Z2 Play, o sucessor do Z Play traz melhorias na parte de hardware e um visual mais refinado na parte estética. Nos dias atuais ainda vale a pena o Moto Z2 Play, visto que ele é melhor do que vários intermediários do momento.

O Moto Z2 Play chegou com processador Snapdragon 626, 4 GB de memória RAM, 64 GB de armazenamento e bateria de 3.000 mAh. Sua tela nada, nada mudou nada em relação ao Z Play, já a câmera traseira teve uma diminuição de 16 para 12 MP, porém, com abertura melhor de f/1.7. A câmera frontal nada mudou.

AndroidPIT moto z2 play 6207
Moto Z2 Play / © AndroidPIT

Moto Z2 Force - Modelo com tela inquebrável

O Moto Z2 Force chegou para ser o carro chefe da empresa em 2017. O primeiro Moto Z teve uma versão Force que tem como destaque a tecnologia ShatterShield que torna a tela inquebrável, entretanto, a variante não foi lançada aqui no Brasil. Portanto nessa segunda versão da linha Moto Z, foram lançados o Moto Z2 Force e o Moto Z2 Play.

O dispositivo com tela inquebrável conta com processador Snapdragon 835, 6 GB de memória RAM, 128 GB de armazenamento e bateria de 2.730 mAh. Quando falamos em fotografia, o Z2 Force vem com uma inédita câmera dupla de 12 MP e para selfies uma câmera de 5 MP. Ambas as câmeras possuem um flash duplo.

AndroidPIT motorola moto z2 force 8095
Moto Z2 Force / © AndroidPIT

Moto Z3 Play - Poucas mudanças porém, melhor

O lançamento oficial do Moto Z3 Play aconteceu diretamente do Brasil, em um evento no qual nossa equipe esteve presente para acompanhar de perto a novidade. Curiosamente apenas o Moto Z3 Play foi lançado, dessa vez nada de Moto Force ou top de linha.

Entretanto, junto com o Z3 Play a Motorola trouxe um moto snap inédito, trata-se do snap para TV digital. Sobre o aparelho, tivemos mudanças significativas em relação ao Moto Z2; tela de 6 polegadas com display infinito, sensor na parte lateral do aparelho, hardware melhorado e câmeras melhores. 

O dispositivo trouxe debaixo de seu capô, um processador Snapdragon 636, 4 ou 6GB de memória RAM, 64 ou 128 GB de armazenamento e uma bateria de 3.000 mAh. No quesito fotografia, o Moto Z3 Play conta com dois sensores traseiros de 12 MP e 5 MP com flash. Na câmera frontal temos apenas um único sensor de 8 MP, sendo que não temos mais o flash frontal como no Z2.

Z3
Moto Z3 Play / © AndroidPIT

Quando veremos novamente um novo Moto Z?

Aparentemente, a Motorola não está com planos para um possível Moto Z4 ou Z4 Play. No momento a empresa está focada em outros projetos, portanto não espere tão cedo por um novo modelo. Entretanto, como a linha Moto Z se conciliou no mercado, certamente a empresa não abandonara essa linha.

E você, qual o modelo da linha moto Z mais lhe agrada?

 

 

Os comentários favoritos dos leitores

  • Chicão há 2 meses

    Sobre os snaps...
    Muita gente não entendeu ainda qual é a dos snaps.
    Pra começar, vários dizem que eles são inúteis por conta do preço. Sim, eu sei que quem fala isso é apenas hater e nem deveríamos perder tempo argumentando, mas vamos lá: um automóvel é caro, mas nem por isso é inútil, por exemplo.
    A nossa internet é cara, mas nem por isso é inútil. Eletrônicos em geral no Brasil são caros, mas nem por isso são inúteis. E por aí vai...

    Quero deixar claro que em nenhum momento falei que os snap são baratos.
    Mas o grande problema do preço dos snaps é que fica salgado compra-los separadamente. Por isso, é sempre recomendável comprar um Moto Z1/2/3 que já venha com um snap.
    Recomendo sempre os fóruns de promoções, onde vc compra o aparelho + snap por um equivalente entre 100 e 300,00 - dependendo do snap.

    Sobre a utilidade dos snaps...
    Outro dia, li em um fórum um usuário que disse preferir uma Charge 2 do que o snap JBL.
    A pergunta é: quem anda com uma Charge 2 no bolso?
    E se a questão é qualidade, eu optaria por outra caixa que não a charge 2.
    Outro dia na aula, o professor ia passar um audio para explicar um assunto. Adivinhem quem salvou a aula? O snap JBL de um aluno. E esse snap só estava ali justamente pela sua funcionalidade de acoplar no smartphone, afinal, esse aluno jamais andaria com uma charge 2 no bolso.

    Quem se liga em câmera panorâmica, sabe que no brasil os modelos mais usados são da LG e Samsung.
    Mas ambas tem um problema em comum: não tem tela para visualizar foto.
    Com o snap de câmera 360, no mesmo momento vc vê a foto, edita, salva e manda pra nuvem. Muito prático.
    Nos modelos da LG e Samsung, vc precisa de um app para ainda transferir a foto.
    Uma reclamação de quem nunca vai comprar um snap 360 e fica hateando: "esse snap só é compatível com a linha moto z".
    Sim, obvio. Assim como o modelo da samsung só é compatível com smarts dela. O da LG que ainda é mais aberto. Mas ainda assim, ambos são pouco práticos.
    Ter um snap acoplado torna o serviço mais simples, prático e discreto.
    Se vc quer um formato totalmente aberto de câmera panorâmica, vai precisa pagar mais. Bem mais, já que o modelo mais popular nesse caso é um da Nikon que no brasil custa a partir de 2300,00 e nem tem tanta qualidade assim.

    Já li tbm um usuário dizendo que prefere uma bateria externa COM FIO (powerbank) do que o snap de bateria.
    Pelo amor de Deus. Isso nem vale a pena argumentar.

    Logo que o snap de microfone foi lançado na Índia, um jornal comprou vários modelos. Imaginem a praticidade dos reporteres com esse snap...
    O microfone de smartphone em geral é ruim. Por isso, optam por microfones dedicados, mas que são pouco práticos, afinal, precisam ser descarregados em um computador. Com um snap, basta uma conexão de dados para enviar o áudio para a redação.

    A Motorola está desenvolvendo o snap de câmera com lente intercambiável (naquele snap da hasselblad esqueceram de combinar com ela que precisava ter mais qualidade que a câmera do moto Z2).
    Esse snap vai ter mount Sony. Imaginem colocar as lentes nesse snap que provavelmente vai ser mirrorless.
    Bastava fotografar e rapidamente editar no snapseed, lightroom ou vsco. Tudo ali, no smartphone.
    Quem é fotografo (amador ou profissional), sabe o quanto que o workflow melhoraria com isso.

    Enfim, existem mts exemplos para os snaps, mas acho que já ficou bem claro qual a proposta deles: praticidade (para o seu fim e para o transporte).
    Nada se compara ao acessório acoplado ao smartphone. Nada.
    Se vc imagina que algo desacoplado possa ser melhor, é pq vc não entendeu a proposta dos snaps.

    Dizer que prefere uma caixa bluetooth normal ou que prefere um projetor tradicional, não significa dizer que os snaps são inúteis.

    Significa dizer que vc não entendeu o conceito.

    Experimente pegar qualquer acessório equivalente a um snap e colocar no bolso junto com o smartphone.
    Não dá né?
    Pois é. Então finalmente vc entendeu o conceito dos snaps e sua utilidade.

42 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Respeito a opinião de todos. No entanto segue minha visão sobre conceitos.

    Celular é igual roupa, carro ... todos servem pra um fim, logicamente tem diferença de tecido, marca no caso da roupa e consequentemente preço, mas sua principal função é vestir .. carro a mesma coisa tem com motor mais econômico, com motor mais potente com mais ou menos acessórios e tudo isso influencia no preço, e sua função deslocar alguém do ponto A ao ponto B. E no caso do celular a sua principal função é a comunicação.

    Logicamente que é do ser humano querer se gabar e querer sempre ter o melhor.. o melhor no meu ponto de vista é a aquilo que me atende que eu posso pagar.

    No caso dos SNAPS eu acho interessante não vou negar... Apesar de não possuir nenhum. E enteder que há sim um certo abuso nos preços praticados.
    Na verdade o SNAPS foi para mim uma motivação extra para que eu adquirisse um moto z play que além de sua bateria e seu bom conjunto de hardware, onde até games de alto desempenho conssigo jogar com esse aparelho se eu assim quiser. Com o pensamento que esses Snaps fossem se tornar mais acessíveis, mas até o momento não é bem essa a realidade.

    Mas tenho sim algo a dizer sobre a Motorola ... Sou fã da marca desde a época dos V3 onde tive um v3m. No entanto quanto a linha z da Motorola mas especificamente o moto z play aparelho que possuo no momento, vejo como ótimo celular ... Pois como já disse tem boa harmonia de hardware e boa bateria. No entanto nem tudo são flores e me decepciou muito quanto a limitar uma funcionalidade importante hoje em dia a função transmitir tela.. para agregar valor a venda do Google Chromecast ou o até mesmo o seu snap projetor. E outra coisa essa questão de blindar o celular que todas empresas assim fazem é outra babaquice que deveria ser livre a quem assim quisesse. O Sistema de PC não é blindado você tem acesso ao seu sistema de arquivos e se você fizer cagada formata e pronto.


  • Eu tenho o moto z2 play e não tenho do que reclamar aparelho bom bonito e atende as minhas necessidades. Não pretendo trocar tão cedo.


  • Moto Z e Moto Z Play sempre foram ridículos aos meus olhos. Mas vendo a segunda geração, a paixão tomou conta.
    Por meio de uma venda aqui, uma troca ali, caiu do céu um Moto Z² Force Edition. Me senti deliciado com o aparelho, e várias pessoas compraram pela minha indicação. Como precisava ser mais produtivo, acabei o repassando uns meses depois, mas o conjunto SD835 + 6GB é o suficiente para muito usuário deixar de comprar importados se o foco for desempenho.

    Hoje em dia, por cerca de R$1.700,00, o aparelho mais bem sucedido da história da Motorola ainda pode ser adquirido por aí, dando vantagem sobre praticamente TODOS os aparelhos da linha.

    Sobre a terceira geração, que nunca passe pelas minhas mãos, pois os considero repugnantes.


  • Só lembrando que a versão brasileira do Z2force conta com 64gb de armazenamento e não 128.


  • A única coisa que acho que deveria melhorar é a venda dos snaps em separado no Varejo... só encontramos bundles prontos... se eu quiser comprar um snap específico sem ter que levar mais um aparelho, só consigo no site da Motorola... Tive uma experiência ruim no ML com um snap JBL... e uma ótima experiência com um powerpack comprado no site. No entanto, seria ótimo que pudéssemos encontrar os snaps no Varejo online ou offline.
    Tenho um moto Z2 play e não me arrependo um instante!


  • Bom dia, realmente esse aparelho é foda, eu já desbloqueie a bootloader, instalei umas ROMs customizadas, já bloqueei de novo e estou aqui com ele como veio de fábrica! Não tenho o que falar, os comentários aí q a Lenovo não vão mas dar importância, vcs leiam com atenção pra depois falar, o Delvis só alertou que tão cedo iremos ter 1 moto z4 ou z4 play!!! Parabéns a Lenovo, eu sou fã do Nokia, mas a mesma superou minhas expectativas!


  • Uma empresa vive de resultados , de inovação e feedback do mercado consumidor, Os resultados no Brasil país de um varejo absolutamente particular no pior sentido da palavra ,não e ruim na verdade e de igual resposta ao gasto com Marketing , houve bons avanços como a linha Z e um outro ponto a se destacar na linha G ,mas a percepção que se tem e que ficou a decepção pós G3 com este produto ,por fim tenho pena do profissional que monitora as" mídias sociais" por ouvir um batalhão de frustrados que nunca tiveram uma ação da marca reclamando a mudança de dono . kkkkkkk


  • A Lenovo acabou com a qualidade dos produtos Motorola, o meu moto z , pifou assim que rrecebeu o Oreo e como comprei no lançamento " simplesmente tenho que jogR o celular Ari funconou por 28 meses fora, é sò verificar no blog do site da Motorola mais quantos consumidores tinberam o mesmo problema.
    A assistência indicada pelo fabricante não aceitou receber o aparelho que desliga sozinho e a bateria passou a durar 3 horas.Comunicou que na5 tem peças e que vários aparelhos tem problemas na placa.
    Total descaso com o comsidor do "top" de linha.
    Na época tinha 5 aparelhos de marca, e jamais comprarei outro.
    Pois a Lenovo destruiu o nome Rod produtos da
    Marca que me acommpanhou por quase 20 anos.


  • Quando comprei meu Moto Z Play, cerca de uma semana depois lançou o Z2 Play e já bateu aquele aperto no coração, pra era mais bonito, com mais recursos e incrivelmente mais barato (?). Pelos comentários acho que tive sorte já que nuca tive nenhum problema com ele, e comprei apenas para usar os Snaps, mas confesso que me arrependi. Isso porque a maioria os Snaps que desejo custam quase ou o mesmo que o valor do celular, o que torna-se inviável investir em algo que será um complemento do celular, não funcionará em outro aparelho e custa tanto assim. Penso que a ideia dos Moto Z, são excelentes e deveriam ser o futuro dos smartphones, mas só indicado atualmente quem tenha um poder aquisitivo suficiente pra pagar tanto assim. Tentei até o no exterior, com um amigo meu que foi lá, mas um dólar a quase R$ 4 inviabiliza tanto quanto pagar R$ 1.800 pelo projetor dele. É uma pena que custe tanto, só espero um dia poder comprar os Snaps e poder usar o restante dos recursos do celular, mas caso contrário, meu próximo aparelho até será ainda Motorola, mas um da geração G...


  • Me desculpe mas você falar que a Motorola não vai lançar uma quarta geração de linha z é muita audácia!

    Você acha mesmo que ela iria abandonar a linha topo de gama dela? A que trouxe mais visibilidade, a mesma depois de tempos apagada... Não é bem assim, creio que ela não vai deixar os seus consumidores e os deixar desamparados de modelos excelentes e que tem suporte aos snaps.

    Fora que os consumidores que investiram uma grana nos snaps pensando no futuro continuar usando em outros aparelhos irão ficar frustrados com a marca e até pegaria mal para a imagem da empresa.


  • O moto Z top além de ser um dos celularesais bonitos que tive ainda tinha ótimas especificações e foi a primeira câmera da Motorola que eu realmente tirei o chapéu. Foi um ótimo aparelho mas tive que me desfazer por um defeito na bateria e na tela a Motorola devolveu meu dinheiro judicialmente. Foi quase um acerto em cheio. Desde esse moto z nenhum outro da linhae chamou a atenção da mesma forma. Era a melhor construção pra um Motorola. Eu vinha de um X2 e tinha ótimas impressões da Motorola pq era outro aparelho excelente que tenho te hoje. Hoje tô no S8+ que me atende super bem e me dá uma experiência incrível, não sei mais se aposto na Motorola.


  • Fiquei bastante confuso e decepcionado com a motorola. Até há pouco usava um moto z1 power (Snapdragon 820 4gb 64gb), com o desempenho bastante satisfatório à exceção da bateria viciada (o snap hasselblad n funcionava em razão da bateria). Para n ficar sem celular, comprei um novo às pressas. Está na manutenção até agora, há mais de dois meses, pois é preciso trocar a tela para repôr a bateria (!!!!!!!!) e não têm a peça.

    Esperava que lançassem um Z3/Z3 force com 6 a 8gb de ram e o snapdragon 845, mas aí a motorola resolve cagar o portifolio inteiro com snapdragon serie 6 no z3 play e o mesmo processador do z2 force no z3, e com menos memória, além de criar uma linha nova sem compatibilidade com os snaps...

    Pulei para o S9. Tinha todos os receios com a Samsung. Paguei mais do que gostaria por um aparelho, mas fui surpreendido pela bateria, som, câmera e velocidade do aparelho. Estou bem satisfeito e não pretendo voltar tão cedo para a motorola, que perdeu um cliente e defensor. Espero que a samsung não me faça arrepender da troca.


  • Tive um moto x a apresentou problema q do nada passou a desligar sozinho e depois um moto z plus, comprei qd foi lançado, caríssimo. Com 1 ano e meio virou lixo. Só funciona na tomada. Ninguém consegue arrumar. Dá vontade de processar a Motorola e Lenovo q jogam aparelhos no mercado programados para estragarem


  • Tive um Moto Z top de linha excelente aparelho, ultra fino, um verdadeiro canhão para trabalhar, o Android puro e um diferencial da Motorola, o quesito negativo era a bateria que tive de trocar na garantia, hoje tenho um Not8 bom aparelho mas com Android poluído e limitado aos recursos de botões para câmera, luz e outros, o que no Moto Z era super ágil. Vamos aguardar a linha Moto ONE.


  • Só não entendi o final da matéria. Fala que a Motorola não tem planos de um Moto Z4, mas depois diz que a linha não vai morrer?


  • Tenho um MOTO Z com um ano e dois meses de uso começou a apagar mesmo estando com carga até de 80%, fiz o orçamento e era de 950,00 para trocar a bateria e a tela pq segundo a autorizada a tela quebra é tem q trocar mesmo assim mandei trocar e o resultado é que com um mês e 6 dias o smartphone começou a não carregar mais ou seja dinheiro perdido. MOTOROLA NUNCA MAIS.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados