O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site.

3 min para ler 35 Comentários

E a corrida pela AI? Facebook vai encerrar M, sua assistente virtual

M, a assistente virtual baseada em texto que usou humanos para treinar seu sistema de inteligência artificial, será desligada de seus serviços após dois anos e meio. A versão melhorada de M, que estava disponível através de um bot no Facebook Messenger, ficou disponível para não mais que 10 mil pessoas que vivem na Califórnia, nos EUA, e agora chega ao seu triste fim. O último dia da assistente virtual M será 19 de janeiro, disse o Facebook.

Apresentada ao mundo pela primeira vez em agosto de 2015, a M não morre por completo, apenas a parte que recebia ajuda de humanos. Parte do recurso vai continuar funcionando no Messenger, como aquele que sugere pagamentos inteiramente automatizados, ajuda você a fazer planos e eventos e sugere adesivos para você enviar aos seus amigos. Quando foi lançada, o Facebook descreveu M como um “beta” e sugeriu que a assistente feita com a ajuda humana chegaria para mais usuários com o tempo, mas nunca o fez. Agora o Facebook a descreve como uma experiência.

"Nós lançamos esse projeto para saber o que as pessoas precisavam e esperavam de um assistente, e nós aprendemos muito", disse a empresa em um comunicado que o The Verge recebeu. "Estamos levando essas ideias úteis para impulsionar outros projetos de AI no Facebook. Continuamos a ficar muito satisfeitos com o desempenho de M com as sugestões no Messenger, impulsionado por nossas lições a partir deste experimento". 

Facebook M Logo
Facebook M acabou / © Facebook

M: inteligência mais humana que artificial

Segundo a Wired, que também noticiou o fim da M, a assistente virtual foi um sucesso entre aqueles que experimentaram. Ela ajudava a fazer reservas em restaurantes, alterar vôos, enviar presentes e muito mais. Para aqueles que tiveram acesso, M foi um privilégio fantástico. Mas para o Facebook, era um centro de custo.

Isso porque a maioria das tarefas cumpridas por M exigia pessoas. O objetivo de Facebook com M foi desenvolver tecnologia de inteligência artificial para automatizar quase todas as tarefas. Mas, apesar dos vastos recursos de engenharia do Facebook, M ficou aquém: uma fonte familiarizada com o programa e citada pela Wired estima que M nunca chegou a 30% de automação. 

Foi fácil para os líderes da M ganhar apoio interno e recursos para o projeto em 2015, quando chatbots eram novos e cheios de possibilidades. No entanto, na medida em que ficou claro que M sempre requereria uma força de trabalho considerável de seres humanos caros, a ideia de expandir o serviço para um público mais amplo tornou-se menos viável.

Outro problema central da M: o Facebook não colocou nenhum limite no que M poderia ser convidada a fazer por seus usuários. Logo, quando M conseguia completar as tarefas, os usuários voltavam e pediam para ela ajudar em tarefas progressivamente mais difíceis. A M totalmente automatizada teria que fazer coisas muito além das capacidades da tecnologia de aprendizado de máquina existente atualmente.

Por um tempo, o Facebook conseguiu automatizar parte do trabalho de seu exército de empreiteiros trabalhando sob o disfarce de M, mas agora esse experimentou chegou ao fim e seus funcionários irão para outras áreas ligadas à inteligência artificial dentro do Facebook.

Será que o Facebook fica longe do jogo da AI por muito tempo?

Fonte: The Verge, Wired

66 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

35 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações