Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Pesquisa mostra falhas que permitem rastrear dispositivos 3G

Pesquisa mostra falhas que permitem rastrear dispositivos 3G

Um dos maiores pesadelos para usuários de smatphones e outros dispositivos móveis está relacionado a falhas de segurança. No mês passado, a possibilidade de ter todos os dados armazenados em aparelhos celulares apagados de um instante para o outro a partir de um código USSD malicioso deixou muitos proprietários Android preocupados. Agora, uma falha em códigos que fazem o celular se conectar a redes móveis de internet móvel 3G permitem que usuários mal-intencionados rastreiem qualquer telefone com a tecnologia.

 

O anúncio foi feito pela Universidade de Birmingham (Reino Unido) que, em colaboração com a Universidade Técnica de Berlim (Alemanha), realizou uma pesquisa que mostra que o ataque pode ocorrer utilizando um dispositivo rádio-base de celular (conhecido como femtocell) que age como intermediário na identificação de um dispositivo. Assim, o atacante força outros aparelhos móveis a revelar o TMSI - identidade temporária do assistente móvel. Desta forma, assim como a operadora consegue detectar onde o assinante está e informar a melhor rede disponível para o telefone conectar, o atacante quebra a autenticação de segurança de aparelhos 3G com suas respectivas redes.

Neste momento, você deve estar se perguntando o que isso interfere na sua segurança? Bom, qualquer pessoa mal-intencionada pode rastrear todos os seus movimentos dentro de um prédio, por exemplo. Segundo os pesquisadores, qualquer pessoa pode burlar a segurança da Internet móvel 3G, basta ter conhecimento técnico e equipamentos que podem ser adquiridos muito facilmente no mercado. Uma consequência desta falha de segurança seria o aumento no número de sequestros no país.

Ao que tudo indica, a 3GPP - guardiã global do mercado relacionado à tecnologia 3G - foi alertada sobre o problema há seis meses pelos pesquisadores britânicos. Porém, até o momento, nenhum tipo de correção foi anunciado. Os detalhes desta pesquisa sobre a falha de segurança na internet móvel 3G serão apresentados na ACM Conference on Cumputer and Comunications Security, agora em outubro.

Imagem: SC magazine

Fonte: SC magazine

Artigos recomendados

Sem comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.