Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

4 min para ler 16 Comentários

5 coisas que você precisa saber sobre o Galaxy dobrável

O Galaxy dobrável está virando a esquina, isso é fato. A empresa deve apresentar o modelo em fevereiro, conforme revelam algumas fontes oficiais e rumores. Separamos cinco coisas que você precisa saber antes do lançamento do Galaxy Fold. 

Galaxy F ou Galaxy Fold

Desde que os primeiros rumores sobre um smartphone dobrável da Samsung surgiram, em meados de 2016, conforme falamos neste artigo, a nomenclatura Galaxy F começou a entrar no cotidiano de quem acompanha o tema. Isso porque o F, de Galaxy F, pode ser interpretado de várias formas que condizem com a proposta do produto: Folder, Fold, Flex e Folding.

Segundo o Wall Street Journal, a empresa ainda não se decidiu sobre o nome do produto, que deve ser apresentado oficialmente e, após algum tempo, sua comercialização será liberada. O jornal diz que provavelmente o nome do produto ficará entre Galaxy F ou Galaxy Fold.

Configuração da tela

Alguns detalhes sobre o painel flexível da Samsung foram revelados pela empresa a desenvolvedores e especialistas do mercado. A tela tem 4,58 polegadas - quase 5 polegadas - quando em modo dobrado, com proporção de 16:9. O modo tablet, ou seja, quando o visor está aberto, o tamanho salta para 7,3 polegadas com proporção 4:3.

galaxyflexinfinity
Galaxy F durante a Samsung Developer Conference / © Samsung

Com relação ao modo "celular" podemos dizer que seria interessante o fato de termos um lançamento que bate na casa das 5 polegadas em 2019, bastante compacto, diga-se de passagem. Já a proporção do modo tablet chama atenção, visto que o formato quadrado vai contra a tendência do mercado que já está trocando o aspecto 4:3 e 16:9 pelo 18:5. Com relação as resoluções, o modo celular tem 1.960 x 840 pixels (420ppi) e o modo tablet 1.536 x 2.152 pixels (585ppi).

Duas baterias

De acordo com fontes recentes da indústria, o Galaxy F terá duas baterias de 3.100 mAh, uma em cada lado do Flip. Logo, podemos esperar que o aparelho entregue uma autonomia de energia semelhante a encontrada em tablets. É claro que o painel flexível e o software adaptado com funções extras consomem mais energia quando comparado com um tablet convencional.

Preço "adequado"

O site Phone Arena, que falou com um executivo da empresa, confirmou que a meta da fabricante é chegar a um valor que seja adequado aos consumidores: "o produto será lançado assim que pronto...o preço será tão adequado quanto possível". É claro que não podemos interpretar essa declaração de preço 'adequado' como 'preço acessível', visto que se trata de um produto de nicho.

sdcssams
Galaxy F em ação / © Samsung/AndroidPIT

O modelo mais básico do FlexPai, que tem a mesma proposta de uso do Galaxy F, sai bela bagatela de R$ 4.780, enquanto o mais completo custa em média R$ 7.000, ambos sem taxas ou impostos. Espera-se que os preços da Samsung, ao menos no Brasil, fiquem dentro dessa média.

Se você ainda não conhece o FlexPai, o primeiro dobrável do mercado, confira nosso hands-on:

Lançamento junto com Galaxy S10

A pressa é inimiga da perfeição? No caso da Samsung, acreditamos que não, até porque a empresa vem preparando o modelo dobrável há muito tempo, desde 2016. Acontece que concorrentes da empresa querem apresentar seus dobráveis já no MWC, em Barcelona, que acontece a partir do dia 24, como Lenovo, Huawei e até a LG. É claro que o calcanhar de Aquiles da Samsung atualmente é a Huawei.

A marca chinesa pretende apresentar seu dobrável com tecnologia 5G durante a feira de Barcelona. Por isso, a Samsung antecipou o anúncio dos Galaxy S10 para 20 de fevereiro, em São Francisco. O Wall Street Journal afirma que a marca lançará junto com os S10 o Galaxy F. 

SDC18 Keynote Speech 14 F
Demonstração do Galaxy F / © Samsung

Claro que não podemos deixar a interface do Galaxy F de lado, que será a One UI, cujo o hands-on com nossas primeiras impressões você encontra no artigo abaixo:

O que você espera do Galaxy F? Você teria um dispositivo dobrável?

16 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Ainda acho que à "inovação" mais inútil que esta sendo inventada é o celular que dobra mds KK faz um celular que voa mas não um que dobra po

    CAV


    • A princípio, esse projeto da Samsung é basicamente uma evolução do Galaxy Round, que teve um lançamento bem discreto (até o LG G Flex repercutiu mais, e até conseguiu uma segunda geração).
      Tem tudo pra passar batido, assim como o antecessor.


  • Santa gambiarra, Batman!


  • Bom ainda vai ser uma grande novidade na industria esse galaxy mas acho que o de segunda geração virá muito melhor se ela lançar o aparelho a partir de $899 vai ter sim seu lugar em frete aos atuais Smartphones. Mas como sou um liso prefiro meu Xiaomi dobrável a partir de $349 mas sem ser fan mais por curiosidade sobre tecnologia ou 1+ 7 flex com preço camarada de 599. Sim eu sou otimista!


    • Até que deu pra entender uns 10% do que você escreveu!


      • A matéria fala sobre o futuro galaxy dobrável e eu sobre pretensões de preços e desejos da minha parte para a industria.


      • A matéria eu entendi amigão mas realmente seu comentário anterior está difícil... Tudo bem que algumas palavras erradas como "era" ao invés de "ela" e "frete" ao invés de "frente" prejudicou um pouco mas ainda deu para entender o que você queria dizer até então, mas o final ali onde você diz "1+7 flex" ficou impossível de entender. Não me entenda mal, foi só uma crítica construtiva pois está claro que você tem uma visão muito realista sobre as tecnologias que estão vindo, só achei que houve um pouco de dificuldade em expressar isso.
        De toda forma, concordo que os primeiros modelos lançados provavelmente terão problemas até mesmo até se chegar a um padrão aceitável. E também concordo que, como sempre, outras marcas como Xiaomi e OnePlus farão seus concorrentes com preços mais adequados. De toda forma eu acredito que os esforços da Samsung ou de qualquer outra marca no sentido de realmente inovar deve sim ser louvado afinal faz muito tempo que as grandes marcas se contentam com "mais do mesmo".


  • Me parece ser um gadget de nicho , mas .......vai que a moda pega.


  • As expectativas são as melhores possíveis, porém, esses dispositivos dobráveis precisam de tempo para saber se podem sobreviver a quedas, além disso, fatalmente, seu preço será altamente proibitivo.


  • Esse protótipo é bem feioso mas ele foi feito só pra mostrar a tela dobrando, e se observar bem ele ainda está mais interessante que o Flexpai.
    Acho que seria interessante a Samsung fazer o seguinte. Smartphone fechado é interface comum (OneUI) e aberto poderia ativar o modo Dex... Sei lá, foi só uma idéia que passou pela minha cabeça.


  • Espero que o visual final não seja esse das fotos. Achei muito feio. Parece uma bugiganga dos anos 90.


  • Fechado a tela é minúscula (4.6"), ou seja, só dá pra usar com a tela aberta. Ficar abrindo e fechando toda hora é chato demais. Poderia ter pelo menos 5.2" fechado e com menos bordas. Além disso, o aparelho fechado fica absurdamente volumoso. A ideia é boa. Se vingar, em 4 ou 5 anos (e com boa concorrência), talvez surja algo verdadeiramente interessante. Ainda não foi dessa vez.


  • Sexta coisa: A não ser que mude muita coisa, acho de uma inutilidade imensa, frente aos atuais aparelhos hoje no mercado.


  • Cara, eu vou passar essa.