Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.
Samsung diz que os Galaxy J de entrada ficam e chegada da série Galaxy M é incerta
Samsung Galaxy A50 Hardware Samsung 3 min para ler 9 Comentários

Samsung diz que os Galaxy J de entrada ficam e chegada da série Galaxy M é incerta

Os novos Galaxy A finalmente chegaram no Brasil. A nova série aterrissou no país com seis modelos, sendo que apenas quatro serão vendidos a partir de abril e outros dois estão programados para junho. Até lá a fabricante terá que organizar seu line-up de produtos intermediários que está um pouco confuso. Algumas pistas sobre o futuro dos modelos mais baratos, no entanto, já foram reveladas.

Enquanto os Galaxy A10, A20, A30 e A50 começam a ser vendidos nas lojas de todo o país em 22 de abril, as versões mais parrudas da série conhecidos como A70 e A80 só serão lançados em junho. Para os modelos mais turbinados não há preços ou mais detalhes, visto que a Samsung terá que desenvolver uma estratégia de vendas e comunicação específica para ambos, sobretudo o A80, o primeiro da marca com mecanismo de câmera retrátil. 

Uma das grandes questões levantadas durante a coletiva de imprenso do evento de lançamento da nova linha Galaxy A foi a substituição da série Galaxy J com pelos novos modelos. Segundo Renato Citrini, gerente sênior da divisão de dispositivos móveis da Samsung Brasil, a fabricante irá manter os modelos J de entrada em seu portfólio, enquanto que os demais modelos devem sim ser substituídos pelos novos Galaxy A gradualmente.

O executivo diz que "a partir do Galaxy J2 até o J4+ tudo irá se manter do jeito que está, mas os que tem preços equivalentes aos novos Galaxy A serão substituídos aos poucos".

A partir do Galaxy J2 até o J4+ tudo irá se manter do jeito que está. - Renato Citrini, gerente sênior de dispositivos móveis da Samsung Brasil

Logo, será questão de tempo até que parte do portfólio entre o Galaxy J6 e o Galaxy J8 (em ordem crescente) seja engolido pelos lançamentos. O executivo também foi questionado sobre a existência de modelos Galaxy M que passaram pela Anatel (mais especificamente os M10, M20 e M30) e que poderiam ser os reais substitutos dos modelos Galaxy J acessíveis. O plano para os Galaxy M ainda é incerto, pois "o Galaxy M é um produto focado no mercado indiano e em vendas online, como eram os Galaxy On", acrescentou Citrini.

O resumo da opera, portanto, é o seguinte: modelos Galaxy J de entrada, que vão do J2 até o J4+, serão mantidos para que a Samsung esteja ativa na faixa que vai de R$ 399 até R$ 899, enquanto a marca define o que será feito com os Galaxy M já homologados por aqui. Todo o restante será sim substituído pelos Galaxy A (2019).

E aí, vai sentir saudade dos Galaxy J?

Facebook Twitter 103 Compartilhado

9 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.