Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Eis o motivo pelo qual o Google abandonou os botões virtuais do Android

Eis o motivo pelo qual o Google abandonou os botões virtuais do Android

O Google revelou ao mundo as novidades do Android P durante o primeiro dia do Google I/O. Além das inúmeras novidades que estarão presentes no sistema, a gigante das buscas chamou a atenção de inúmeros usuários do sistema, e também do iOS, por apresentar a nova forma de navegação por gestos do SO. Os debates giraram em torno da suposta "cópia" que o Big G teria feito do iPhone X.

O iPhone X é o celular mais avançado da Apple, mas está longe de ser o mais completo e avançado do mercado. Acontece que, por alguns erros estratégicos de uma e outra fabricante Android, inúmeros modelos lançados após o décimo iPhone acabam passando por comparações e críticas inevitáveis que tocam desde o visual dos smartphones até a forma como as fabricantes estão modificando o sistema.

O próprio Google resolveu abandonar a famosa combinação de botões virtuais - na tela - e abraçar a navegação por gestos, que é mais intuitiva, por sinal. Acontece que Dave Burke, vice-presidente de engenharia do Google para Android, revelou que esse projeto era antigo dentro da empresa e que ele vem com o objetivo de acabar com o botão de apps recentes - multitarefas - e também para manter o sistema mais padronizado entre os fabricantes.

O Android tem esses três botões na parte inferior: home, voltar e outra coisa, o de apps recentes. Nós apenas não queríamos mais botões extras. O iPhone está vindo de um movimento diferente, eles estavam removendo o botão home físico. [Nós] Estamos vindo de um lugar onde realmente gostamos do botão home. O nosso botão home sólido e determinístico que você sempre pode voltar.

O ponto chave aqui, segundo Burke, é que o Google queria padronizar os botões e manter a navegação mais intuitiva, e não "se livrar" de um botão com alguma característica, como o físico de início. O voltar, por sua vez, não foi descontinuado para manter os apps padronizados e não gerar retrabalho aos desenvolvedores. Vale lembrar também que o Android foi o primeiro, entre os grandes sistemas móveis, a levar os botões de navegação para dentro da tela. E a nova versão ficou muito bem elaborada:

New System Navigation 03
Navegação por gestos do Android P / © Google

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  •   84
    Conta desativada 11/05/2018

    Obrigado google por abandona essa merda de botoes virtuais a pior coisa ja inventada no mundo android vsf , quase 70% dos apps ate hoje nao tem suporte a modo imersivo ai fica aquela porcaria ocupando tela botao virtual é um lixo

  • AC&MM 11/05/2018

    A vantagem é o espaço a mais que se ganha na tela na hora de exibir algum conteúdo. Porque não adiantaria nada a tela infinita se houver meio metro de barra preta com os botões ocupando espaço.

  • Bruno A. 11/05/2018

    Fora que é horrível aquela barra preta em baixo.

  • Daniel Meurer 11/05/2018

    Por isso que eu sempre uso a opção de diminuir o tamanho da exibição, brother. Essa opção que veio com o Nougat é muito subestimada hahaha.

    Android fica muito mais bonito com a densidade por pixel menor :)

  •   85
    Conta desativada 13/05/2018

    Qualquer mudança para melhor é bem vinda, mas acho que é o usuário que deve escolher se quer usar botões virtuais ou navegação por gestos. imposição nesse caso não é legal...

89 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.