Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Play Store localiza preços de apps no Brasil! Desenvolvedores podem oferecer serviços mais baratos

Play Store localiza preços de apps no Brasil! Desenvolvedores podem oferecer serviços mais baratos

Produtos eletrônicos e mídias digitais como games e aplicativos disponibilizados na Play Store quase sempre chegam ao Brasil por preços nada amigáveis, isso devido principalmente aos impostos e a alta desvalorização do Real frente ao Dólar. A boa notícia é que o Google finalmente implementou a política de preços localizados para a Play Store brasileira, o que significa que agora os preços praticados na loja virtual não serão mais atrelados à cotação do dólar, o que acarretará a redução do preço de aplicativos, por exemplo.

As mudanças foram anunciadas durante o Google Playtime, realizado nesta terça-feira (17) em São Paulo, tendo a mudança sido implementada na loja virtual a partir da 11 horas da manhã de hoje, horário de Brasília, o que significa que os novos preços já estão sendo praticados. Outra novidade é o preço mínimo para compras no Google que foi reduzido de R$ 2,50 para apenas R$ 0,99.

O mesmo sistema será implementado hoje em mais 16 países: Chile, Colômbia, México, Hungria, Indonésia, Malásia, Peru, Filipinas, Polônia, Rússia, Arábia Saudita, África do Sul, Tailândia, Turquia, Ucrânia e Vietnã.

A medida pode parecer inicialmente ruim para desenvolvedores, que receberiam menos pela compra de apps com a nova política, porém preços mais atraentes podem atrair novos consumidores, fato este já comprovado na Índia, local onde após a implementação da política de preços locais houve um aumento de 136% no número de transações na Google Play.

Outra detalhe importante é que os descontos não serão exclusivos para a aquisição do app propriamente dito, pois o Google Play permitirá a desenvolvedores do Brasil e de mais 17 países a reduzir o preço mínimo de venda de seus aplicativos e também de items in-apps (produtos vendidos "dentro" de um app, como vidas, armas, poções etc), ou seja, agora ficou mais fácil comprar vidas no Candy Crush.

Mercado importante

O Google ainda revelou dados que demonstram os bons números da empresa não só no Brasil mas na América Latina como um todo, já que o ecossistema Android está presente em 83% dos dispositivos móveis ativados nesta região, e a nova política de preços pretende alavancar as transações da Play Store.

Em números mundiais o Android vai muito bem, tendo mais 1,4 bilhão de dispositivos ativados, com uma média incrível 1,5 milhão de aparelhos ativados todos os dias e mais de 400 empresas parceiras que desenvolvem para o sistema operacional. O Google Play também colaciona números impressionantes, com mais de 1 bilhão de acessos diários.

E você, já conseguiu encontrar algum app da Play Store com preço reduzido?

Via Google

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Jhonatham Matos 17/11/2015

    Tomara que isso funcione bem no Brasil. Bela posição da Google.

    Mas infelizmente boa parte dos brasileiros (não todos) gostam de reclamar dos preços, e usam apps crackeados.

    Mais se o preço cai, reclama que ainda está caro e continua no crackeado.

    Se fica de graça mas com ad, reclama da ad e usa app pra bloquear.

    Se fica de graça sem ad mas com compra interna, usa freedom.

    Se fica sem 100% gratuito e sem ad, ele procura um similar que seja pago, e baixa crackeado na net.

  • Camila Rinaldi 17/11/2015

    É, na realidade não significa que os aplicativos ficarão mais baratos da noite para o dia, pois vai de cada desenvolvedor baixar ou não os preços, certo?

34 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.