Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Google se prepara para produzir processador próprio

Google se prepara para produzir processador próprio

O Google é uma marca mundialmente conhecida e querida por muitos. Todos os dias são feitas milhares de pesquisas em sua plataforma, e o sucesso fez com que a empresa ficasse muito bem colocada entre as três mais valiosas do mundo, no meio entre Apple e Amazon.

Com seu portfólio extenso, o Google conta também com o sistema operacional, presente em milhares de smartphones e, agora, pretende fabricar seu próprio processador para ter mais controle sobre os recursos do sistema.

De acordo com informações do site de notícias americano AXIOS, a ideia de criar um chip dentro de casa pode ajudar o Google a competir melhor com a Apple, que também cria seus próprios chips. A mais afetada com isso, pode ser a Qualcomm, que teoricamente deixaria de fornecer processadores para muitos telefones de ponta, incluindo o Pixel. Com isso, a mudança também servirá para futuramente aprimorar os Chromebooks.

O Whitechapel que é o codinome dado ao chip, (em português: capela branca) está sendo desenvolvido em parceria com a Samsung que é a mesma fabricante que fornece os chips para o iPhones e iPads. Esse chip será otimizado para rodar os sistemas de inteligência artificial do Google ainda mais aprimorado, e claro, terá um processamento dedicado ao Google Assistente.

Rumores apontam que o Pixel está recebendo as primeiras versões do novo chip em fase de testes. Atualmente o aparelho utiliza o microprocessador da Qualcomm desde o seu lançamento, em 2016.

Esse vazamento de informações é relevante, pois indica um futuro onde teremos mais opções, podendo, inclusive, baratear os smartphones da marca.

Fonte: AXIOS

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

4 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Não consigo imaginar como as pessoas viviam sem a Internet.


  • Acho um projeto com grande potencial, e que até achei que o Google iria implementar já no começo de sua linha de produtos. Cabe lembrar que só a base do projeto é a mesma da Exynos, o restante todo projetado para atender demandas do Google, assim como faz a Apple, que não tem condições de fabricar e nem desenvolver partes do chipset.


  • É uma ótima estratégia, mas há um problema nisso: ultimamente a Samsung vem sendo muito criticada por conta dos seus Exynos 990, embarcados nos Galaxy S20. Sim, litografia de 5nm é algo grandioso por conta de harmonizar alto desempenho e economia de energia, e sabemos que a Samsung possui praticamente o mesmo conhecimento de produção se comparada à Qualcomm ou a Huawei, mas quem garantirá que a qualidade de um Google Pixel (ou de qualquer dispositivo possuindo um chip Whitechapel) não seja questionada em um futuro próximo?

    É de se desconfiar...


  • interessante , quem sai ganhando é a Samsung absorvendo tecnologia, o consumidor , talvez, com redução de custos , concorrência é ótimo , resta saber se não será mais um projeto by Google que irá para o limbo.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.