Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

3 min para ler 37 Comentários

Spaces: o app do Google agora mistura YouTube, chat e redes sociais. Mas funciona?

Desde a morte do Orkut, o Google vem tentando emplacar uma nova rede social, já que o Google+ não conseguiu deslanchar. E agora, a empresa decidiu combinar o YouTube, o Chrome, sua ferramenta de pesquisa e de troca de mensagens em um app chamado Spaces.

O Spaces - ou Espaços como é chamado em português - permite que você crie um ambiente repleto de conteúdo, a partir de links que podem ser facilmente adicionados. E isso vale para vídeos do YouTube, fotos e outros itens que podem ser pesquisados na internet através do próprio app. É possível ainda convidar amigos para interagir com seu “espaço” e eles também podem adicionar conteúdo.

AndroidPIT spaces app 6671
Interface do Spaces / © ANDROIDPIT

Além disso, o Spaces também é um aplicativo de bate-papo: há uma exibição de conversas para mantê-lo atualizado sobre o que seus amigos estão discutindo. E nesse caso, você também não precisa deixar o app para manter a conversa. É possível criar vários “espaços” com temas diferentes e convidar diferentes pessoas para interagir com eles.

O Google aposta que o aplicativo será usado para atividades como clubes do livro, grupos de estudo, discussão de programas de TV, ou planejar viagens de fim de semana. É um pouco parecido com o Pinterest, mas com um foco específico em pequenas conversas, mais focadas, e atividades em grupo.

AndroidPIT spaces app 6697
É possível criar vários Espaços com assuntos e cores diferentes / © ANDROIDPIT

O fato é que, na prática, o Spaces ainda é meio confuso, e se parece mais com um bloco de anotações do que com um rede social. Isso porque você somente poderá interagir com o conteúdo que for criado por você ou com aqueles para o qual foi convidado por seus amigos. É claro que com a popularização do aplicativo, é possível que essa dinâmica mude.

Ao invés de apostar em algo novo, o Google poderia muito bem ter repaginado o Hangouts, incluindo diversas das funções agora disponíveis no Spaces. Seria mais interessante mostrar os novos recursos para uma rede atual de contatos do que criar um conteúdo do zero em um novo app.

Como o Spaces lembra um pouco as comunidades do Google+, é difícil não pensar que o Google esteja fazendo algo parecido com o Facebook, ao desmembrar os serviços da rede social em apps autônomos, o que nem sempre agrada aos usuários e ainda pode pesar no desempenho do smartphone.

Se você quiser testar o Spaces basta baixá-lo na Google Play Store. Ele é gratuito e também está disponível para iOS e na plataforma web.

E você acha que o Spaces irá fazer sucesso?

Fonte: Google

Os comentários favoritos dos leitores

  • Gar C. 29/06/2016

    Eu ainda estou tentando compreender as matérias de sites que falam "google plus não emplaca/não deslanchou..." porque simplesmente, não tem a popularidade do Facebook (coisa que rede alguma tem no mundo). Infelizmente, as matérias que falam sobre rede sociais, continuam usando do timing "Planeta Brasil".
    O que é essa ideologia? >>> É "se não faz sucesso no Brasil, significa que é um fracasso mundial."
    Todas as pessoas que conheço e minha família na Itália usam Google Plus, todos conversam por Hangouts. As empreitadas do Google, são para melhorar a experiência de interação na rede, não para tentar mantê-la viva, como pensa-se no Brasil. Eles são muito práticos, se a rede fosse um fracasso comercial, já teria sido eliminada, como dezenas de outros produtos anteriormente descontinuados. Concordo que, como em alguns comentários, eu preferia que o Google investisse em melhorar o que já tem de aplicativos, recursos e redes, ao invés de criar novos do zero. Mas realmente é bocejante ler em sites tão bons e interessantes como o AndroidPit, matérias que insistem em focar no mercado brasileiro como se fosse o determinante de sucesso ou fracasso comercial. E não, não sou fanboy google, não trabalho no Google, não estou depreciando o site de forma alguma, sou só um programador java mobile italiano que procura ter uma visão ampla sobre tecnologia e informática.
    Vou testar este aplicativo, espero que seja popularizado também. :-)

37 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.