Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Google vai exigir Android 10 em todos os smartphones lançados em 2020

Google vai exigir Android 10 em todos os smartphones lançados em 2020

O Google sabe que o principal problema do Android continua sendo a fragmentação, que faz com que o sistema rode em diferentes versões através de centenas de milhares de dispositivos. Até agora, nenhuma regra mudou referente ao sistema de aprovação de novas atualizações, contudo, o Big G pretende mudar o ciclo de atualização e aprovação a partir do Android 10.

Segundo um documento obtido pelo XDA Developers, a Google não irá licenciar os aplicativos que formam a Google Mobile Services (GMS), que nada mais é do que a suite de aplicativos da empresa composta por Google Play Store, Google Drive, Gmail, Play Services e outros, em aparelhos que rodem versões anteriores ao Android 10 em 2020.

As fabricantes precisam licenciar essa suíte de apps para que eles possam rodar em seus smartphones, e isso requer autorização da Google. Neste processo, a fabricante precisa enviar detalhes sobre o firmware e o software do dispositivo, e é exatamente nesta etapa que o Google pretende barrar a licença para smartphones que estiverem desatualizados.

AndroidPIT Android 10 Gestures Hero 2
Android 10 traz novo sistema de navegação por gestos / © AndroidPIT

Segundo o documento, a Google não irá licenciar sua famosa suíte de apps e serviços em aparelhos que estejam rodando Android Pie ou versões inferiores a partir do dia 1 de fevereiro de 2020. O objetivo da empresa é fazer com que as marcas coloquem à venda apenas modelos rodando com a versão mais recente do SO, o Android 10.

A Google também ajustou a liberação de atualizações e certificações extras para o Android 8.1 Oreo, que só serão concedidas a aparelhos que rodam com essa versão até 31 de outubro deste ano. O limite para que as marcas solicitem certificações para novos aparelhos com Android Pie de fábrica se encerra em 31 de janeiro de 2020.

Talvez essa seja a mudança mais impactante que o Google faz no sistema de certificação e homologação do Android junto aos fabricantes. É esperado que todos os anúncios feitos a partir de fevereiro sejam com Android 10. É válido lembrar que essa mudança não interfere no cronograma de atualização de dispositivos para o Android 10, visto que ela se aplica apenas a novos modelos.

Você acha que essa mudança fará alguma diferença na fragmentação do Android?

Fonte: XDA

Artigos recomendados

15 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • É o que eu sempre digo, deem um jeito de separar o sistema de futilidades como bloatwares, interfaces pesadas e alguns poucos recursos realmente úteis.
    Dessa forma basta atualizar o sistema e as inutilidades ficam por conta das fabricantes.


  • Muito interessante essa medida. Mas continuo acreditando que o Google só vai conseguir romper definitivamente esse problema da defasagem dos aparelhos que rodam Android quando parar de lançar novas versões do sistema operacional anualmente.


    • Acho que nesse caso vai piorar as coisas. Se a desculpa esfarrapada das fabricantes é que o hardware não suporta a versão mais recente (muita das vezes com diferença de um ano), imagina se esse "gap" de lançamento for maior.


  • Há tempos que já deveria ser assim.


  • O adequado mesmo seria se a partir do momento que a Google anuncia uma nova versão do Android, ela nem deveria mais certificar novos aparelhos com uma versão antiga, ou no máximo, 1 mês após o lançamento da nova versão.

    Mas para uma empresa que até agora só conseguiu obrigar as fabricantes a entregar no mínimo 4 patches mensais de segurança por ano...


  • Mais justo tanto pros usuarios e ate pra ajudar os desenvolvedores... Padronizar o sistema


  • Isso eh justo


  • Embora seja uma atitude interessante por parte da Google , pouco mudará no quesito atualizações de OS futuras , ou seja , tudo continuará na mesma com o consumidor ficando a mercê dos fabricantes e a fragmentação continuará firme e forte


    • Quando a Google conseguir que as GSIs estejam disponíveis para mais aparelhos antigos (o que poderia finalmente popularizar o Android Go, inclusive) e que a instalação seja mais fácil do que uma Custom ROM (atualmente é quase como instalar uma, pelo menos, segundo alguns relatos), daí começaremos a vislumbrar mudanças nessa questão da fragmentação.


  • Concordo com algumas atitudes do Google, mas discordo completamente de outras.
    Quanto a essa de exigir que as fabricas lancem aparelhos com Android 10, é fantástico. Resta ver se elas aceitarão essa imposição.
    Agora exigir que usem os gestos de navegação ridículos do Android, aí é demais.
    Não deixarei de usar o Fluid NG Gestures, o melhor serviço de gestos já criado. Nenhum fabricante chega aos pés e o do Google é o pior de todos.


    • É um prazo que já foi maior anteriormente (o Android Nougat só teve as emissões de certificação encerradas em Abril de 2018, por exemplo), mas que por si só, não quer dizer muita coisa, pois até 31 de janeiro de 2020 muitos aparelhos com Android 9 ainda serão certificados, mesmo que só sejam apresentados semanas depois.

      Talvez vejamos um maior impacto nos lançamentos das fabricantes regionais, já que dificilmente veremos na metade de 2020 aparelhos ainda com Android 9 Go Edition, por exemplo.

      Mas, de resto, não é uma medida tão relevante assim.


  • Acabou a farra de alguns fabricantes lançarem novos "modelinhos de smartphones" interessantes na aparência, mas com hardware mais simples e deficitários, e equiparem seus dispositivos com versões do S.O. Android mais antigas. Essa atitude da Google vai mexer totalmente com o mercado de lançamentos de novos smartphones. Mas isso vai ter um fator negativo; os novos celulares baratos a partir de 2020, terão de migrar para sistemas operacionais alternativos, e sem o pacote da Google, Vai ter uma chiadeira geral de uma grande fatia de empresas, que exploram esse mercado de celulares básicos !


  • Antes tarde do que nunca!!!

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.