Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

2 min para ler 4 Comentários

Helio P90 é lançado com suporte a Inteligência Artificial e câmera de 48 MP

A MediaTek lançou seu melhor processador para ser usado em topos de linha do ano que vem. O próximo chipset é voltado para smartphones mais parrudos e tem núcleo dedicado ao processamento de Inteligência Artificial.

A empresa resolveu pular a nomenclatura P80 e partir direto para o P90, que é o processador voltado para produtos topos de linha. Segundo o gerente de comunicação da fabricante, TL Lee, “o Helio P90 oferece aos fabricantes de dispositivos a possibilidade de fornecer excelentes recursos de câmera, maior duração de bateria, desempenho e recursos avançados de inteligência artificial, além de tornar os dispositivos acessíveis aos consumidores do mercado de consumo em larga escala”.

O P90 traz inovações no que diz respeito ao processamento de informações que servem a Inteligência Artificial. É esperado que os primeiros smartphones com esse processador sejam lançados logo no início de 2019, sobretudo pelas marcas chinesas.

AndroidPIT Xiaomi Redmi 5 Plus review 0295
Xiaomi é uma das marcas que usa chipsets da MediaTek / © AndroidPIT by Irina Efremova

O P90 conta com a mesma arquitetura da CPU do Helio P70 (neste caso, a APU 2.0), ou seja, com uma unidade de processamento especializado em atividades específicas, como para processamento pesado, economia de bateria e Inteligência Artificial. A fabricante garante que o P90 é duas vezes mais rápido e energeticamente econômico que o P70 e o P60.

A estrutura do P90 baseia-se em um conjunto de núcleos octa-core, desenvolvido com dois processadores ARM A75 que operam em até 2,2 GHz e seis processadores A55 que operam em até 2,0 GHz. A placa gráfica do modelo é a PowerVR GM 9446.  O Helio P90 também oferece suporte a sensores de 48 MP ou câmeras duplas de 24 +16 MP, e filmagens com até 30 quadros por segundo e câmera lenta em 480 fps na resolução HD.

4 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • O clock poderia ser um pouco mais alto. Será que melhorou o consumo de energia / bateria?


  • Um dos grandes problemas do uso dos SoC da MediaTek era a nível de software: atualização mais demorada do Android devido aos drivers. Para entusiastas, ainda tem o fator do bootloader não ser desbloqueado.
    Se resolver, pelo menos, a questão de velocidade de atualização (que, depois, depende das fabricantes dos aparelhos), começará a ser melhor vista pela comunidade.


  • O processo de filmagem em slow motion é similar ao do Snapdragon 845: 480 frames por segundo em resolução 720x1280. Se nessas condições, ele conseguir fazer pelo menos 30FPS em resolução 2K, a MediaTek realmente está disposta a se aprimorar para dar uma boa rasteira no atual high-end da Qualcomm. Será que ele vai impressionar mesmo?

    Aguardo o primeiro lançamento com este SOC para fazer uma avaliação prévia e postar a minha impressão.

Artigos recomendados