O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
3 min para ler 13 Compartilhado 176 Comentários

Enquete: A Motorola deveria mesmo voltar para as mãos do Google?

Uma das grandes notícias dessa semana foi a entrevista concedida pelo CEO da Lenovo para o jornal americano The Wall Street Journal. Nela, o executivo fala sobre os trabalhos desenvolvidos junto a Motorola, que ainda não estão gerando números positivos para a companhia chinesa. Tanto em nossas redes sociais, quanto aqui no site, a opinião dos leitores foi unanime em relação ao destino da Moto: a empresa deveria voltar para as mãos do Google. Mas, será que essa escolha seria uma boa para o futuro da Motorola?

A Motorola é, sobretudo, uma empresa grande, de tradição, e que vem inovando bastante no mercado de dispositivos móveis. Vejo que a Motorola, mesmo sob a tutela da Lenovo, seguiu firme os princípios que foram implementados pela marca com a chegada do primeiro Moto G. Os recentes lançamentos da empresa, como a série Moto Z, se destacaram ao otimizar um trabalho começado pela LG e que, infelizmente, será abandonado pela marca com a chegada do G6.

De fato, a empresa vem errando um pouco a mão no que diz respeito aos Moto G, e também com a substituição do Moto E pelos Lenovo Vibe básicos, que foi algo que não agradou, principalmente porque a atualização do software não é o ponto forte desses modelos. A bola fora em relação a série G, na minha opinião, foi com a terceira geração, pois nunca imaginei que um modelo tão importante na sua faixa de preço teria como seu ponto alto a proteção contra água.

Nunca imaginei que um modelo tão importante na sua faixa de preço, como o Moto G, teria como seu ponto alto a proteção contra água

A terceira geração pode até ser considerada um desacerto, mas, no que diz respeito a linha Moto como um todo, os pontos negativos pararam por aí. A série permaneceu enxuta, e os problemas financeiros provenientes do mercado nacional talvez tenham feito com que a mesma não pudesse voltar a ser a opção mais econômica disponível. Aliás, mesmo na gestão do Google, nenhum tipo de subsidio financeiro ou algo que pudesse ter facilitado a vida do primeiro Moto G foi dado a Motorola.

motogturboteaaser
O Moto G3 foi um desacerto / © AndroidPIT

Pelo contrário, desde 2013, a série Moto é resultado de um nítido esforço dos engenheiros da Motorola, que se adequaram a duas compras distintas num curto espaço de tempo e ainda assim mantiveram a essência de seus produtos. 

Não existe uma declaração de alguém do Google sobre os produtos da Motorola que foram lançados no período em que a empresa esteve sob a responsabilidade da mesma. Nada de fato comprova que o Moto G 2013 é um modelo "by Google", e os relatórios financeiros apontam um crescimento da Motorola nesse período proveniente de uma escolha certeira, como qualquer retorno financeiro que uma empresa poderia ter caso tivesse lançado um produto bom.

Vejo que a questão do Google com a empresa que desenvolveu o primeiro celular móvel do mundo estava mais ligada às patentes. Com isso feito, a marca foi repassada para frente por preço de banana. Não acredito que essa foi uma atitude do Google diante de uma suposta oposição de marcas que não queriam vê-la como uma fabricante concorrente. Acredito que a escolha foi certeira, por parte da Motorola, que precisava de um novo rumo pós RAZR.

Com ou sem Google, vejo que o caminho da Motorola seria o mesmo. Bom, essa é a minha opinião sobre esse tema. Agora, gostaria de saber de você:

A Motorola deveria voltar para as mãos do Google?
13 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Marcelo Neri há 9 meses

    Ótimo artigo Bruno Salutes! Com certeza a Lenovo não deveria ter colocado as mãos na Motorola, já que os fabricantes chineses, parecem que não fazem pesquisa de mercado e sempre querem colocar aqui o que vendem na China! Não levam em consideração a diferença cultural e principalmente os gostos dos brasileiros por smartphones. Dei um crédito de confiança a Lenovo, mas o meu próximo smartphone não será Motorola!

  • Squalo há 9 meses

    Não acho, acho que o tempo da Google/Motorola já passou. Assim como o tempo Microsoft/Nokia.

  • Leandro Marques há 9 meses

    Fico imaginando o que seria a Motorola hoje em dia se ainda estivesse na mãos dá Google, certeza que os aparelhos iam ser muito melhores e o suporte incomparável com o descaso que é com a Lenovo....

  • Leandro Marques há 9 meses

    A Lenovo Não sabe o que fazer nem com os smarts que levam a própria marca, olha o k5 abandonado aí....

  • AC&MM há 9 meses

    Pela Google, pela Motorola, pelo Android Pit e pelo Nokia 3310... O meu voto é SIM!

176 Comentários

Escreva um comentário:

  • Acho que a Lenovo estava pensando que iria resolver o que ela fez, mas por causa da Motorola e de todas as outras fabricantes que sofreram pela Lenovo, meu voto é SIM!!!!!!


  • Acho que a Lenovo deveria devolver a Motorola para Google


  • O resultado reflete o público do Androidpit 8 em cada 10 usuários pilota um moto g! Meio óbvia essa enquete!


  • Já deveria desde moto X play que nunca recebeu atualização


  • Era pra voltar faz tempo! Temos que dar o ferro ao ferreiro e não ao padeiro.


  • Sem duvidas deveria votar para as mãos da Google.


  • A Lenovo como empresa tem que aprender inovar. Esse negócio de fazer produtos refletindo o passado é totalmente errado. A Google fez a parte dela e continua melhorando o Android. Cabe agora a Lenovo correr atrás e criar o melhor de todos.


  • Eu não sei opinar muito bem sobre isso. Mas acho que a Motorola não devia voltar pra Google, e muito menos ficar sob a tutela da Lenovo. Primeiro, a Google não quer administrar uma marca de celulares. Segundo, ela quer mesmo investir na sua própria linha de smartphones: Pixel. Terceiro, qualquer empresa mobile que comprar a Motorola, vai querer divulgar o seu nome, não o nome da norte-americana, e continuar administrando algo que não seja prioridade, causa prejuízos. Acredito que, pra reestruturar a Motorola, algo, ou alguém, devia investir unicamente na marca, e não como a Lenovo fez: investiu na Motorola somente pra divulgar seu nome. Algo normal, afinal, ela é "dona". Basicamente, o ideal seria fazer como a HMD Global está fazendo com a Nokia. Todos os esforços da empresa é pra trazer o nome Nokia de volta e não promover diretamente a HMD. E quem são essas pessoas? A HMD é composta por funcionários veteranos da Nokia. Sendo assim, dá pra se ter um ideia de quem é capaz de fazer a Motorola voltar a andar com as próprias pernas.


    • Achei interessante sua modéstia dizendo não saber opinar sobre o assunto, mas discorreu como quem entendesse tudo. Rsrsrsrsrsr


    • concordo


    • E isso aí, Armando.
      Foi o erro que a Microsoft cometeu adquirindo a Nokia, que a Google também cometeu, mas que voltou atrás sem maiores prejuízos, ao contrário da primeira (que vê o setor mobile como um grande "calcanhar de Aquiles", e na verdade, esse setor nunca trouxe resultados expressivos para a Microsoft, isso desde as versões anteriores ao Windows Phone 7).


  • Saudade do tempo em que se comprava Motorola e a atualização não era questão de se vai atualizar e sim, quando. Ano passado adquiri um Moto G Turbo baseado nessa certeza acima, porém a Lenovo, me frustrou bastante, deixando o meu então aparelho de fora, o que é ridículo se pensarmos o hardware ser basicamente a mesma coisa do G4 normal. Apesar disso, dei um voto de confiança e adquiri nesse ano um Moto Z Play. Excelente aparelho, rapido sem engasgos, bateria que dura de fato o dia inteiro, nesse momento estou digitando este texto depois 12h da última carga e a mesma aponta 59%(!). Espero que a Motorola deixe de ser apenas "moto" (particularmente eu detesto diminutivos) e volte a ser Motorola dos tempos do G 1.


    • Eu acredito que a questão do Moto G³ foi mais um erro estratégico isolado do que mais uma razão para condenar a gestão da Lenovo como um todo (se bem que ainda está em tempo de corrigir, embora o Moto E² não tenha dado sorte com essa premissa, tendo 1 das 3 variantes permanecido no 5.1 Lollipop, junto com o irmão mais velho, cuja todas as variantes pararam na mesma versão).
      Quanto a atualizações, até 2016, não se via grande disparidade em relação a 1ª geração da linha, na época em que estava sob a tutela da Google (diferente do que muitos dizem). Mas 2017 mal começou e já está mostrando que realmente nesse quesito ela perdeu bastante eficiência, tendo trabalho para atualizar aparelhos que já eram pra estar devidamente atualizados ainda em 2016, e o pior, com uma versão que já não é a mais recente do Android. Se tudo corresse como o previsto, já era para ela estar trabalhando com as linhas Moto G e X 2015, e também trabalhando no Android 7.1.1 para a família Moto G⁴ e família Moto Z.

      E pelo jeito, a tendência é só ir piorando.


  • Definitivamente. Motorola e Google foi uma das melhores, talvez a melhor, parceria no mundo mobile. Elas criaram duas linhas de produtos, um intermediário e um high-end que eram de preço acessível e, ao mesmo tempo, aparelhos muito bons. E continuou sendo, até os sucessores dos de 2013, os de 2014. Mas desandaram nos de 2015, que foi uma total decepção. Primeiro que começaram acabando com a linha Moto X criando outro nome, dificultaram a disponibilidade no brasil e ainda com preços altíssimos, era um aparelho muito bom, mas que não justificava o preço. Depois, em 2016 resolveram realmente acabar com a linha moto x que eram, na minha opinião, os melhores smartphones de suas gerações. Acabaram com a Motorola e com tudo que a Google ajudou a construir, o que é muito, muito triste. Eu tive tanto o Moto G1, quanto o X1 e agora estou no X2, nunca pensei que fosse dizer isso, mas já não pretendo mais continuar na Motorola.


  • A Motorola nunca deveria ter saído das mãos dá Google, a Lenovo só estragou a Motorola, e o design deles é horrível, além de perder a fama de atualizar rápido os smarts, Se a Google comprasse a Motorola, ainda teríamos Nexus (Google e Motorola) e Pixel convivendo...
    Isso seria incrível!


  • O mais interessante é notar Bruno Salutes, que todos que comentam perceberam que a Lenovo está perdida. De fato ela não sabe o que fazer ainda em relação as duas linhas populares de smartphones e com a linha Z deixou opções muito objetivas, mas com quatro ramificações que não agradaram :: o finíssimo e "capado" moto Z, o trambolhudos e de câmera questionável Z play, e a versão com maior poder fora do país, bem como seus snaps suuuper caros, mesmo fora das terras pau-brasílicas (rsrsrsrsrsrrs).

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi