Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Review 7 min para ler 42 Comentários

Hands-on do Moto G6 Play: a promessa de horas longe da tomada voltou

Desde 2016, mais especificamente após o lançamento da série Moto G4, a Motorola não lançou nenhum modelo que levasse o nome de Play, como os saudosos Moto G4 Play e Moto X Play. Esses dispositivos ficaram conhecidos entre os usuários por entregarem, acima de tudo, maior tempo de bateria e performance interessante para tarefas intermediárias. O retorno do Play acontece agora com o Moto G6 Play e que, felizmente, chega com a mesma proposta de uso.

Moto G6 Play – Data de lançamento e preço

O Moto G6 Play foi lançado em conjunto com o Moto G6 e o Moto G6 Plus, durante um evento realizado pela Motorola, em São Paulo. Os preços e as cores são as seguintes:

  • Moto G6: R$1.299  (Indigo, Prata, Dourado Rosé, Preto de 32GB)
  • Moto G6 Play: R$ 1.099 (Dourado, Indigo de 32GB)
  • Moto G6 Plus: R$ 1.599 (Dourado, Indigo de 64GB)

As vendas começam no site da Motorola a partir de 19 de abril e posteriormente no varejo físico e online.

Moto G6 Play – Desenho & Qualidade de Construção

Aparentemente, a Motorola gostou bastante do resultado visual do Moto X4, ao ponto de fazer com que seu projeto visual fosse uma referência entre os novos Moto G6. O Moto G6 Play não é uma exceção, visto que temos aqui a construção em vidro na traseira, com linhas concêntricas que são exibidas conforme o reflexo projetado no acabamento, da parte superior, passando pelo contorno do sensor da câmera e indo até o rodapé, conferindo um certo movimento durante seu manuseio.

É claro que ter o projeto semelhante ao do Moto X4 não é um problema, pelo contrário, é uma intervenção visual bem-vinda e que foi otimizada no G6 Play. A parte frontal conta com as bordas laterais reduzidas, mas ainda não podemos chamá-las de "bordas infinitas". Porém, para um modelo de entrada, o aproveitamento frontal é um dos pontos fortes neste design.

20180419 124811
Acabamento traseiro / © AndroidPIT

O acabamento frontal com bordas reduzidas traz ganhos a usabilidade do dispositivo durante seu manuseio, pois temos dimensões menores e um aproveitamento melhor de tela. Outro ponto positivo aqui, ainda que subjetivo ao gosto de cada usuário, é a chegada do botão biométrico na traseira, e não na parte frontal, que era uma posição que a Motorola ainda não tinha explorado. Geralmente, quando uma fabricante passa por esse processo de comprimir espaço, os botões frontais, mais especificamente o biométrico, acabam sofrendo alterações de posicionamento.

De modo geral, o Moto G6 Play entrega um visual sólido e bastante consistente, além de mais sofisticado, que é um resultado que seu predecessor, o Moto G4 Play, não atingia por ser construído em plástico.

Moto G6 Play - uma tela para novos horizontes

Com a linha Moto G6, a Motorola entra na era dos painéis com a resolução queridinha dos estúdios de Hollywood, com aspecto de 18:9. Comercialmente, esse padrão da Motorola se chamará Max Vision, que é um termo que tenta passar ao usuário a ideia de amplitude e de ganhos em termos multimídia que esse aspecto pode trazer para inúmeras tarefas. Afinal, se o modelo traz consigo um nome tão sugestivo, como play, nada melhor que oferecer uma tela digna para vídeos e jogos.

20180419 124759
Tela com padrão 18:9 / © AndroidPIT

A resolução não é nada expecional, pois temos aqui a HD+, que nada mais é do que o tradicional 720p com as devidas correções de polegadas a mais que a tela ganha ao se alongar verticalmente. É um painel IPS LCD de 5.7 polegadas que eu considero um tamanho ótimo para entretenimento no geral.

Moto G6 Play - capô revisado 

A Motorola fez história com a linha Moto G quando, em 2013, foi uma das primeiras a colocar no mercado um dispositivo com hardware justo à disposição dos usuário. Tínhamos 1 GB de RAM no primeiro Moto G naquele ano e, agora, cinco anos depois, evoluímos para 3 GB no modelo mais básico da sexta geração. Pode parecer pouco, mas é o suficiente para que o G6 Play entregue uma performance que possa agradar inúmeros usuários intermediários que exigem pouco poder de fogo de seus dispositivos.

Abrir e fechar Instagram, WhatsApp e e-mail aqui a cada 10 minutos não será um problema, e pode incluir aí na conta alguns joguinhos casuais e editores de fotos. O grande limitador aqui é o processador, não a memória RAM ou o armazenamento, de 32 GB, pois o chipset traz uma pequena evolução em comparação com seu predecessor, passando de Snapdragon 410 para 430 no novo modelo.

20180419 125020
Android Oreo de fábrica / © AndroidPIT

É claro que nossos testes mais profundos irão colocar à prova o processamento do G6 Play mas, no momento, o conjunto que a Motorola está oferecendo é bastante atraente. Outro exemplo desse upgrade são as câmeras que estão, digamos, menos sofríveis que o modelo de 2016. Além de ter uma câmera de 13MP, o Moto G6 Play é capaz de gravar vídeos em slow motion, algo impensável há dois anos atrás. Esse sensor tem abertura f/2.0 e vem com alguns recursos extras no software, como modo manual e panorama.

O cuidado com os resultados obtidos a partir da câmera também se estende à parte frontal, um sensor de 8 MP, que vem com modo de embelezamento e também grava em câmera lenta. Aliás, parece que a Motorola deu uma atenção especial às câmeras dos novos modelos pois, teoricamente, todo os sensores contam com um bom número de megapixels e o software está mais polido e com recursos mais eficientes.

20180419 124848
Motorola cuidou das câmeras, atrás, porém, apenas uma / © AndroidPIT

Moto G6 Play - 36 horas de puro play

A Motorola está sendo bastante enfática ao afirmar que, segundo os testes de laboratórios feitos pela empresa, o G6 Play pode entregar mais de um dia de energia com apenas uma carga. Mais precisamente, 36 horas, que é quase o dobro do que a empresa prometia com o G4 Play. Aliás, devo ressaltar aqui que o G6 Play tem suporte ao carregamento rápido, TurboPower, e o carregador compatível vem incluso na caixa. A bateria de 4000 mAh merece esse suporte, pois ela demoraria séculos para carregar em potência convencional, o que não é nada prático.

É claro que testes laboratoriais feitos em condições ideais de uso não dizem muito sobre nossa realidade e nosso jeito de usar um dispositivo, mas temos por aí uma média de que, ao menos, o G6 Play deve entregar 24 horas de carga. Essa é uma marca expressiva, pois vamos além das 8 horas convencionais de uso diário.

20180419 124957
Moto G6 Play depenicar ligado mais de 24 horas / © AndroidPIT

A mudança na capacidade de bateria também é positiva no sentido de variedade no mercado, visto que outros modelos, da Asus por exemplo, estão à venda por valores semelhantes ao do Moto G6 play e contam com capacidades de bateria entre 4000 e 5000 mAh. O processador menos potente, o Snapdragon 430, também pode contribuir para um gerenciamento mais eficiente de energia. Quem ganha no final das contas é sempre o usuário, pois bateria é sempre bem-vinda.

Moto G6 Play - Oreo de fábrica 

Toda a linha Moto G 2018 traz o Android Oreo embarcado, o que deve popularizar essa versão do sistema no país. Talvez ajude também, junto com a Asus, a empurrar outras empresas para também fornecerem o Oreo a seus aparelhos. 

Ainda não é certo que teremos um update para o Android P, e se tratando do aparelho mais simples da linha, é melhor esperarmos um posicionamento oficial da empresa. No visual, ele segue o mesmo estilo do Oreo já presente no Moto X4. É um Android que se assemelha ao puro, mas com modificações já claras da Motorola em itens como os ícones e o app Moto.

20180419 124759
Widget de tempo e hora / © AndroidPIT

Moto G6 Play – Especificações Técnicas

Dimensões: 154,4 x 72,2 x 9 mm
Peso: 175 g
Tamanho da bateria: 4000 mAh
Tamanho da tela: 5,7 polegadas
Tecnologia da tela: LCD
Tela: 1440 x 720 pixels (282 ppi)
Câmera frontal 8 megapixels
Câmera traseira 13 megapixels
Flash: LED
Versão do Android: 8.0 - Oreo
RAM: 3 GB
Memória interna: 32 GB
Memória removível: microSD
Chipset: Qualcomm Snapdragon 430
Número de núcleos: 8
Velocidade máx. 1,4 GHz
Conectividade HSPA, LTE, NFC, Dual-SIM , Bluetooth 4.2

Veredito preliminar

O Moto G6 Play é um dispositivo com características fortes, como design elegante, câmeras que entregam bons resultados, experiência com uma tela de proporção mais atual e, sobretudo, bateria duradoura. Você deve considerar que essa é uma experiência preliminar com o aparelho e que todas as nossas primeiras impressões podem mudar durante os testes com o dispositivo até a publicação final do review.

Mas, como diz o ditado popular, a primeira impressão é a que fica. Sinceramente, temos aqui um forte concorrente para o mercado e um custo/benefício bem interessante para o usuário.

O que você achou do Moto G6 Play?

153 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

42 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.