O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
35 Compartilhado 244 Comentários

Review do Moto X Force: a inovação que todos estavam esperando!

A emblemática linha Moto X 2015, da Motorola, ganhou seu terceiro integrante: o Moto X Force. O dispositivo é a aposta da empresa norte-americana para fechar o ano com chave de ouro. O Moto X Force não seguiu à risca as características da bem-sucedida linha Moto X, pois, além de uma bateria de grande capacidade, como a do Moto X Play, temos agora uma tela inquebrável com resolução Quad HD e um acabamento mais moderno. Não existem dúvidas de que este dispositivo entrará para história da indrústria de smartphones, assim como muitos outros aparelhos da Motorola. No Brasil, contudo, o Moto X Force será lembrado também como o celular mais caro da história da Motorola. Confira nosso review completo do Moto X Force e descubra se este dispositivo é realmente inquebrável e vale os mais de 3 mil reais. 

Avaliação

Prós

  • Tela resistente a quedas
  • A melhor câmera que a Motorola já desenvolveu
  • Bom acabamento
  • Autonomia da Bateria

Contras

  • Alto-falante mono

Moto X Force – Data de lançamento e preço

O Moto X Force é a versão nacional do Droid Turbo 2, lançado em parceria com a operadora Verizon, nos Estados Unidos. Se nos EUA o dispositivo é comercializado pela Motorola por 624 dólares sem contrato, algo em torno de R$ 2.447,89, no Brasil, esse cenário muda um pouco com o acréscimo de impostos e encargos. Por aqui, o Moto X Force custa R$ 3.149,00 na versão com 64 GB de armazenamento interno, tornando-se o dispositivo mais caro já comercializado pela Motorola no país. 

O dispositivo já está disponível para compra no site da Motorola, e a pré-venda no varejo se iniciará a partir do dia 10 de novembro. Além disso, a Motorola está oferecendo quatro anos de garantia contra quebras e estilhaços na tela, o que pode ser uma boa notícia para os usuários menos cuidadosos. Ao final deste artigo você pode conferir uma lista de lojas que possuem as melhores ofertas para o Moto X Force.

Por fim, o serviço Moto Maker também estará disponível para todos os usuários gratuitamente, permitindo que o acabamento traseiro do dispositivo seja substituído pelas seguintes opções: Nylon balístico, couro sintético ou silicone. A customização de cores, botões e aro da câmera são gratuitos no Moto Maker.

Moto X Force – Desenho & Qualidade de Construção

Os usuários que gostam do aspecto visual do Moto X Play e do Moto X Style encontraram no Moto X Force uma mistura de ambos, mas com algumas melhorias. Em uma comparação direta com esses dois dispositivos, o X Force lembra mais o Moto X Style do que o Moto X Play, só que um pouco mais largo e com uma nova textura na parte traseira. A Motorola não economizou na qualidade dos materiais utilizados na construção deste dispositivo, visto que, praticamente não existe nenhum sinal de plástico ou de qualquer outro material que não sejam vidro e alumínio.

androidpit MOTO Force 2
Parte frontal do Motorola Moto X Force. /  © ANDROIDPIT

A unidade que testei possui o revestimento traseiro em Nylon Balístico, semelhante ao acabamento utilizado no Moto Maxx, só que menos propício a desgastes ou problemas de costura. Em vez de uma traseira totalmente curva, a Motorola optou por uma superfície plana no centro e levemente curvada nas laterais. Essa mudança de superfície torna o dispositivo ergonômico, mas não muito confortável nas mãos como acontece outros modelos da empresa, como o próprio Moto X Style.

traseiramotoxforce
Acabamento traseiro em Nylon Balístico do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

Outro ponto que me chamou atenção foi o novo posicionamento da bandeja do chip SIM, que agora está na parte superior do dispositivo e não mais na lateral. Em comparação com o Moto Maxx 2014, por exemplo, essa mudança de posição foi totalmente válida, pois para quem não lembra, o slot do modelo anterior ficava camuflado dentro dos botões de volume. Assim como acontece com outros dispositivos da linha Moto 2015, o Moto X Force oferece um slot híbrido para os cartões nano-SIM e microSD.

slotmotoxforcereview
Bandeja híbrida para o chip-SIM e microSD do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

Olhando para o dispositivo de frente, é possível notar que suas linhas são ligeiramente mais retas do que qualquer outro modelo da Motorola, principalmente nas extremidades. O speaker superior proeminente é igual ao do Moto X Style, enquanto a saída de áudio interior foi posicionada internamente e separada em duas partes.

Essa diferença nos alto-falantes quebrou um pouco a elegância do design do dispositivo, principalmente no modelo de cor branca. Além disso, vale mencionar que apenas a saída inferior direita corresponde ao alto-falante mono do dispositivo, visto que a grade esquerda serve apenas para tornar o visual do dispositivo mais harmônico. 

speakermotoxforce
Alto-falante mono (direito) do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

Na parte superior, temos um flash de LED em tom quente, igual ao do Moto X Style. Ao lado direito, temos os sensores de proximidade e um LED de notificações. No rodapé do dispositivo ficam os sensores de proximidade que funcionam em conjunto com o software da Motorola que traz as notificações ambientes no display, o Moto Tela, de acordo com os movimentos ou a proximidade do usuário.

De modo geral, o visual do Moto X Force segue o atual padrão de design adotado pela Motorola, um pouco "trambolhudo" para alguns, moderno e robusto para outros. Pessoalmente, achei o dispositivo agradável e muito elegante, principalmente na parte traseira. Todas as pessoas que viram o dispositivo comigo tiveram a mesma opinião: bonito na traseira e um pouco estranho na frente, principalmente pelos alto-falantes inferiores.

motoxforceonwork
Visual do Motorola Moto X Force. / © ANDROIDPIT

Moto X Force – Tela

A Motorola resolveu fugir da tendência dos sensores de impressões digitais e apostou no desenvolvimento de uma tecnologia que revolucionou o mercado de smartphones. Depois de lançar o Moto X Style com um novo revestimento em silicone contra descoloração e desgastes naturais, e de trazer a certificação IPX7 ao Moto G 2015, agora temos um dispositivo com tela inquebrável.

A Motorola fez um ótimo trabalho na construção do novo painel de 5,4 polegadas, com tecnologia AMOLED e resolução 2K (1440 x 2560 pixels - 544 ppi). A construção de uma tela em 5 partes reforçou a estrutura do display que resiste a impactos rotineiros. A empresa batizou essa tecnologia de Moto ShatterShield, que usa 5 camadas em sua construção, são elas:

  • Primeira: Se trata de uma lente externa que possui uma camada protetora com revestimento especial e resistência à riscos e arranhões. Essa lente substitui o uso do Gorilla Glass, por exemplo, pode ser observada facilmente na superfície do dispositivo como uma espécie de película de vidro.
  • Segunda: Debaixo da lente externa temos uma lente integrada que foi desenvolvida para ser mais flexível do que um vidro comum. Essa lente não prejudica a reprodução de cores ou nitidez do painel, visto que a mesma foi projetada pela Motorola para manter a clareza e a fidelidade das informações exibidas no dispositivo.
  • Terceira: Diferente de outros dispositivos, o painel de toque não está junto ao vidro superior e sim como uma terceira camada desse conjunto. A Motorola resolveu afastar o painel touch da superfície da tela para que dispositivo mantenha a resposta ao toque mesmo após algumas quedas. Ao invés de perder a sensibilidade e a resposta do painel logo na primeira queda, a camada dual-touch fica sendo protegida pelas duas primeiras camadas para garantir uma vida útil melhor ao dispositivo.
  • Quarta: Aqui temos a tão comentada tela flexível que, tecnicamente, recebe o nome de P-OLED. A letra P que antecipa a nomenclatura OLED significa plástico (Plastic), fazendo referência a capacidade de flexibilidade desse painel. Essa tela garante que o conjunto de lentes e painéis tenham uma capacidade melhor para absorver impactos.
  • Quinta: Para garantir maior durabilidade e proporcionar um suporte melhor ao conjunto de lentes e painéis superiores, a Motorola desenvolveu um chassi em alumínio rígido. Essa peça também serve para proteger os componentes internos do dispositivo em caso de quedas bruscas. Sem essa peça, a pressão do impacto poderia destruir os componentes que são interligados ou próximos da tela.
telalateralmotoxforce
Cores do painel P-OLED do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

Durante meus testes submeti o dispositivo a quedas e provocações com canetas e outros periféricos pontiagudos. Para minha surpresa o dispositivo saiu ileso de todos esses ataques. A tela P-OLED do Moto X Force não é muito intensa ou vívida como em outros dispositivos que utilizam esse mesmo painel, nota-se na imagem acima que o fundo preto dos botões de navegação não é tão profundo como o padrão Super AMOLED, da Samsung, por exemplo. 

Existe uma preocupação entre os usuários com relação à sensibilidade do painel de toque do Moto X Force, visto que a camada touch não está unida ao painel P-OLED como acontece em outros dispositivos que utilizam a tecnologia AMOLED (não flexível). No entanto, posso garantir que a reposta do toque na tela do dispositivo é excelente, sem atrasos e muito confortável mesmo com a película anti-risco aplicada acima da tela. Segundo a Motorola, essa película pode ser substituída pela assistência técnica da empresa, e em nada implicará na sensibilidade do painel touch.

telamotoxforcequad
Nitidez e coloração da tela do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

A nitidez e os ângulos de visão são excelentes, assim como o equilíbrio do contraste e do brilho. O brilho, por sinal, é intenso e contribui para a legibilidade do painel em ambientes abertos e com forte iluminação.

Algo que também precisa ser mencionado é que quando o aparelho cai no chão, a lente superior (primeira camada) pode amassar, mas não quebrar a tela ou danificar as outras quatro camadas internas. Essa camada, assim como a segunda camada, está coberta pela garantia de quatro anos da Motorola. Aqui fica uma observação importante: a garantia de quatros anos oferecida pela Motorola cobre apenas a primeira e a segunda camada do Moto ShatterShield. A tela P-OLED, o painel dual-touch e o chassi não estão cobertos pela garantia por serem partes comuns e não resistentes à quedas como as duas primeiras.

A estrutura do dispositivo não recebeu nenhum reforço especial, ou seja, o couro pode se desgastar e o Nylon pode manchar ou desfiar com o tempo, além da estrutura em alumínio estar propensa à riscos, quebras e amasso. Minha dica de uso para você é: use o Moto X Force com o mesmo cuidado que você tem pelo seu atual dispositivo, mas sinta-se seguro se por acaso o dispositivo cair em algum acidente ou durante o uso cotidiano.

kevlarmotoxforce
Estrutura do Moto X Force não possui reforços especiais. / © ANDROIDPIT

Moto X Force – Características Especiais

Resistencia a respingos d'água

Assim como o Moto X Style, o Moto X Force possui uma tecnologia de nano-revestimento interno que o torna resistente a respingos d'água. Essa tecnologia, contudo, não torna o modelo resistente a submersões ou exposições à água doce, salgada, quente ou fria. Essa tecnologia da Motorola protege o Moto X Force de dentro para fora contra derramamentos acidentais de água, respingos d'água ou até mesmo contra molhaduras rápida durante a chuva.

Aplicativo Moto

Como um legítimo integrante da família Moto X, o Moto X Force possui todos os comandos de voz, gestos e movimentos característicos da série. O conjunto de processamento do dispositivo também é semelhante aos demais modelos da linha Moto X, formado por um processador de linguagem natural e outro de computação contextual, além da integração do software com esses co-processadores e sensores de proximidade, aceleração e movimento.

O aplicativo Moto vem instalado de fábrica no Moto X Force e possui os mesmos recursos que estão presentes no Moto X Style, como a possibilidade de usar o Moto Voz no ouvido igual a uma chamada e também os tradicionais recursos do Moto Assist. Durante meus testes pude notar que o assistente de voz da Motorola está mais sensível ao seu comando de ativação, independente dos ruídos do ambiente em que eu estava.

Além disso, o Moto Tela está presente no modelo com todas as suas características originais, como passar a de passar a mão sobre o dispositivo para conferir notificações e consultar detalhes de um e-mail sem a necessidade de desbloquear a tela. Todos as funções do aplicativo Moto funcionaram bem em meus testes, sem exceções.

howcanihelpyoumotoxforce
O Moto Voz está presente no Moto X Force. / © ANDRODIPIT

Dual-SIM Inteligente

O software que reconhece a melhor conexão de internet ou sinal de operadora disponível para o usuário está presente no Moto X Force. O Dual-SIM inteligente funciona bem e pode ser configurado em dois passos: informando seu DDD e confirmando se os nomes de ambas as operadoras estão certos. A partir daí, o software realiza a mudança entre os chips procurando pelo melhor sinal ou melhor conexão, com a possibilidade de configurar um alerta de aviso a cada nova troca para que a mesma não ocorra automaticamente sem a permissão do usuário.

chipinteligentemotoxforce
Funçõa dual-SIM inteligente do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

Moto X Force – Software

O dispositivo sai de fábrica rodando com o Android Lollipop 5.1.1, sem novidades de software em comparação aos demais modelos da linha Moto. A Motorola confirmou que esse dispositivo receberá o Android 6.0 Marshmallow em breve, só não disse exatamente quando. Além da interface padrão e pouco modificada, os recursos também são os mesmos dos demais modelos da empresa, funções essas que ficam reunidas no aplicativo Moto.

O software roda com a experiência visual do Google Now Launcher (App do Google), ou seja, você terá a gaveta horizontal de aplicativos do Android 6.0 Lollipop e alguns papéis de parede stock dessa versão. O único ponto que eu acho desagradável é a impossibilidade de remoção da barra de pesquisas do Google das telas iniciais.

sistemaandroidmotoxforce
Tela inicial e gaveta de aplicativos do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

O dispositivo carrega 36 aplicativos nativos, sendo 4 deles da Motorola e o restante do Google. Não existem aplicativos duplicados, mas, ironicamente, a loja BR Apps está instalada no aparelho e não pode ser removida pelo usuário. Para quem não sabe, apenas modelos cobertos pela Lei do Bem e que custam menos de mil e quinhentos reais são obrigados a apresentarem a loja pré-instalada. Fora isso, tudo segue da mesma forma como qualquer outro dispositivo da série Moto X.

Moto X Force – Performance

O Moto X Force é embalado pelo processador Snapdragon 810 (MSM8994), de oito núcleos, a uma frequência de 2,0 GHz, onde quatro deles são Cortex-A53 de 1.5 GHz e quatro Cortex-A57 de 2,0 GHz. A GPU que equipa o dispositivo é a Adreno 430, capaz de rodar vídeos em 4K e executar jogos com alto nível de detalhamento gráfico sem queda de frames. Nessas configurações, o dispositivo aguenta qualquer aplicativo ou jogo disponível na Play Store, além da experiência com o software ser livre de congelamentos, engasgos ou interfaces proprietárias.

O Moto X Foce nacional possui 64 GB de armazenamento interno e oferece a possibilidade de expansão da memória através de um cartão microSD de até 2 TB (terabytes). Não presenciei nenhum tipo de aquecimento durante o carregamento do dispositivo, uso da câmera ou quando executava jogos mais pesados, como o Implosion, por exemplo. Parece que a Motorola se deu bem com o Snapdraghon 810, ao contrário da Sony com o Xperia Z3+ e seus problemas de aquecimentos.

Abaixo você pode conferir os resultados de alguns testes de benchmarks realizados no Moto X Force. No Vellamo (à direita), que avalia especificamente a performance online do dispositivo, o Moto X Force obteve 4.866 pontos, enquanto no Geekbench 3, que avalia o uso do processador e da memória RAM separadamente, a pontuação do dispositivo foi de 1.309 para a performance individual por núcleos do chipset e 3.978 no desempenho multi-core.

O resultado abaixo da média ficou por conta do AnTuTu, onde o Moto X Force obteve 52,245 pontos, logo abaixo de dispositivos com especificações semelhantes, como o Xperia Z5, que marcou 63 mil pontos no mesmo teste. Confira os resultados abaixo:

geekbenchmotoxforce
Resultado do Moto X Force no Geekbench 3. / © ANDROIDPIT
antutubenchmarkmotoxforce
Pontuação do Moto X Force no AnTuTu. / © ANDROIDPIT
vellamomotoxforceresults
Pontuação do Moto X Force no Vellamo. / © ANDROIDPIT

Moto X Force – Áudio

Não é apenas na estética que os alto-falantes do Moto X Force deixam a desejar, na prática eles não impressionam. Apenas o speaker direito é um alto-falante mono, enquanto a grade esquerda é uma saída de ar e parte do equilíbrio estético do dispositivo. O som reproduzido por essa saída mono é limpo, no entanto, é carente de agudos e graves. A assinatura sonora da Motorola tem essa característica, mantendo o equilibro entre as sonoridades, mas com falta de graves ou alugados mais intensos. 

Quando depositado sobre a mesa, a reverberação não muda quase nada. Os fones de ouvido são os mesmos que acompanham a linha Moto X desde o lançamento do primeiro modelo, em 2013. Nos fones de ouvido, a qualidade sonora melhora com a ajuda de um equalizador, no entanto, a falta de agudos ou graves permanece.

fonesaudiomotoxforce
Fones de ouvido do Moto X Force. / © ANDROIDPIT

O speaker superior cumpre seu papel durante as ligações, fazendo com que todas as vozes sejam reproduzidas claramente. O volume para ligações é excelente, mesmo durante o uso com os fones de ouvido ou quando em modo viva-voz. Vale mencionar que o Moto X Force possui 5 microfones ativos e dedicados ao cancelamento de ruídos. Para os fãs de rádio AM/FM tenho uma má notícia: o Moto X Force não possui rádio ou compatibilidade com frequências de radiodifusão (TV e rádio).  

Moto X Force – Câmera

A câmera traseira do Moto X Force possui 21 MP, com abertura f/2.0 e vem acompanhada por um flash de LED dual-tone. Recursos simples foram rebatizados por nomes elegantes, como o Zero Shutter, que nada mais é do que a captura de imagens sem atrasos do software da câmera, algo como "zero atraso". Além disso, o software da câmera oferece recursos interessantes, como o Rapid Focus (foco rápido), HDR, panorama, geolocalização e um leitor de QR Code integrado. O flash de LED traseiro é dublo, com tecnologia de balanceamento de cores CCT. 

A câmera frontal é de 5 MP e possui um LED que ajuda em ambientes mais escuros. Os resultados obtidos são iguais aos do Moto X Style, ou seja, a câmera do Moto X Force é ótima para selfies individuais e em grupo.

Abaixo, você confere uma galeria de fotos da câmera do Moto X Force.

Durante os meus testes notei que as fotos obtidas pelo dispositivo carecem de vibratilidade, embora a nitidez seja excepcional. Quando observadas pelo computador é possível notar que as imagens da câmera traseira do Moto X Force são realmente boas, com bom nível de detalhamento e balanço de branco.

Moto X Force – Bateria

A bateria do Moto X Force é um dos pontos fortes do modelo. A Motorola optou por oferecer uma bateria de 3.760, com autonomia para até 36 horas em uso moderado, isso segundo a promessa do fabricante. Na prática, consegui atingir até 16 horas em uso moderado no 4G e 22 horas no Wi-Fi.

O dispositivo é compatível com a tecnologia de Carregamento Turbo da Motorola (Turbo Power). A fabricante oferece o carregador junto com o kit do modelo, e o mesmo possui potência de 25W. O carregamento turbo do Moto X Force também pode ser utilizado em carregadores sem fio que sejam compatíveis com a mesma tecnologia, assim como acontece com o Galaxy S6 Edge Plus, por exemplo. Outro diferencial do modelo é o carregamento sem fio no padrão Qi, que o torna compatível com a maioria dos carregadores wireless do mercado. 

Confira abaixo meus números de autonomia com a bateria do Moto X Force:

Uso moderado Tempo médio
Wi-Fi
(Instagram, Chromecast, Netflix, push mail e sincronização ativa)
11 horas
4G
(Instagram, Facebook, WhatsApp e sincronização desativada)
16 horas
Wi-Fi
(WhatsApp, Instagram e sincronização desativada)
22 horas

O tempo médio informado em nosso teste pode variar de acordo com a qualidade de sua conexão com a internet (Wi-Fi/ móvel), nível de brilho e quantidade de aplicativos instalados. O teste foi realizado com a conectividade 4G ativa como preferencial, brilho entre 15 e 43% e localização desativada na maioria do tempo.

Moto X Force – Especificações Técnicas

Dimensões: 149,8 x 78 x 7,6 mm
149,8 x 78 x 9,2 mm
Peso: 169 g
Tamanho da bateria: 3760 mAh
Tamanho da tela: 5,4 polegadas
Tecnologia da tela: AMOLED
Tela: 2560 x 1440 pixels (544 ppi)
Câmera frontal 5 megapixels
Câmera traseira 21 megapixels
Versão do Android: 5.1.1 - Lollipop
RAM: 3 GB
Memória interna: 32 GB
64 GB
Memória removível: microSD
Chipset: Qualcomm Snapdragon 810
Número de núcleos: 8
Velocidade máx. 2 GHz
Conectividade HSPA, LTE, NFC, Dual-SIM , Bluetooth 4.1

Veredito Final

No decorrer de 2015, vimos poucas inovações entre os dispositivos Android, principalmente os modelos que estão disponíveis no Brasil. O Moto X Force pode parecer uma simples atualização em comparação com o Moto Maxx ou Moto Style, entretanto, quando o dispositivo é lançado ao chão pela primeira vez conseguimos entender que ele está muito a frente de seus concorrentes no quesito inovação. Ele não quebra, embora seja possível estragar o display, a tela desse dispositivo possui uma resistência digna dos celulares Nokia mais antigos.

Foram três anos de pesquisa e desenvolvimento por parte da Motorola até que a tecnologia Moto ShatterShield estivesse disponível para o consumidor final. A empresa inovou não apenas na construção do novo painel e em sua resistência, mas também pelo fato de ter conseguido entregar toda essa tecnologia em um dispositivo relativamente fino e leve, que em nada lembra o sacrifício estético que o Moto Maxx sofreu para suportar uma bateria. No entanto, essa tecnologia chega por um preço nada atraente para os consumidores brasileiros: R$ 3.149,00.

Levando em consideração o preço, o Moto X Style é o modelo mais indicado e que possui configurações semelhantes e a mesma experiência com o software e a câmera. O Moto X Force reúne todas as vantagens do topo de linha da empresa, mas com maior autonomia de bateria, tela resistente à quedas e acabamento com mais opções de revestimentos. Se você não é um usuário desastrado ou entusiasta da tecnologia, considere outro dispositivo no lugar do Moto X Force. Eu mesmo escolheria o Moto X Style pela relação custo/beneficio do aparelho.

E aí, o que você achou do Moto X Force?

Moto X Force – Onde comprar

O preço sugerido para o Moto X Force pela Motorola é de R$ 3.149,00 em seu site oficial. No entanto, é possível encontrar alguns descontos de acordo com a forma de pagamento escolhida em algumas lojas online. Lembre-se que neste momento o dispositivo encontra-se em pré-venda, com previsão de entrega entre os dias 10 e 17 de novembro. Separamos as melhores ofertas para o Moto X Style abaixo:

35 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Luiz Fernando 29/out/2015

    Galera, pra resumir: FANTÁSTICO. Os sites estão tão sedentos de informações que esquecem de informações fantásticas a respeito dele. Mas vamos lá. Como consumidor da marca, quero colocar algumas informações para complementar.
    Câmera: super interessante. Dos 4 melhores celulares do mundo, neste quesito, a Motorola emplacou 2 e passou a ser referência, finalmente. X Force e Style respectivamente, empatando com diversos outros no mesmo quesito, tais como Z3, Note 4, Iphone 6 plus, no caso do X Force, segundo o melhor site no assunto, o DxOMark.
    Tela: o que dizer dessa tela? Com 4 anos de garantia para quebras, rachaduras e estilhaços? A maioria dos entusiastas de smartphones, não fica 3 anos com o mesmo modelo. Fantástica essa iniciativa. A melhor novidade de 2015 sem dúvida.
    Resistência: IP58 (resistência a poeira e água até 1.5 metros por 30 minutos). Pouco divulgado mas uma excelente novidade!!!!!!!
    Bateria: Ficou menor, mas se tiver gerenciamento inteligente na nova versão do snapdragon 810, vai mesmo durar 36 horas em uso moderado. Melhor que o monstrinho moto maxx.
    Cartão SD: que concorrente ficou com este item? Nenhum. Todos tiraram e a motorola colocou de volta. Agora com capacidade de até 2 TB. Daqui a pouco notebook pra quê?
    O que faltou detalhar: tiraram o infra vermelho? O assistente de voz, moto assist, smart lock, tiveram alterações e melhorias com os novos sensores?
    2 chips: com certeza terá o mesmo gerenciamento inteligente do Style. O aparelho escolhe a melhor rede naquele momento, para priorizar sempre a internet mais rápida.
    Faltou: sensor biométrico, que já fez parte do Motorola Atrix em 2011, muito antes dos iphone e samsung.
    Preço: surpreendeu. o mercado todo aguardava algo acima de 3.500 e veio por menos. Acredito que em até 6 meses, vai bater na casa dos 2.699, com certeza. Ou até menos. =D
    Valeu! Abs.

  • Sérgio Henrique 29/out/2015

    Tá, eu tbm achei caro.
    Mas olha só os preços de lançamento de alguns tops lançados esse ano:

    Galaxy S6 = $3.299
    Galaxy S6 Edge = $3.799

    Galaxy Note 5 = $3.799

    Xperia Z5 = $4.299,00

    LG G4 = $3.099

    Moto X Style = $2.499

    Moto X Force (64gb) = $3.149

    Levando em conta que os smarts top da Motorola são sempre mais baratos que os das outras, não vejo o pq de tanta surpresa.
    Repito, pra mim ta caro ainda e eu só compraria depois de meses lançado e com uma promoção que o fizesse ficar uns $900/$1000 mais barato, pelo menos.
    Mas será que em todo review de lançamento das outras fabricantes teve todo esse mimimi? 😏

  • Luiz Fernando 30/out/2015

    Deve ser porque estamos vendo os fabricantes se mexerem pra resolver isso. Já era hora. A Motorola parece que saiu na frente. Valeu! ABS! =D

  • Artur Rodrigues 29/out/2015

    Compareci ao evento e me surpreendi com a qualidade do aparelho. O mais incrível foi que quando realizei o teste no Antutu, ele marcou mais de 58K pontos sendo em que nenhum momento o aparelho mostrou um aquecimento, isso mesmo, não chegou nem a ficar morno. Não sei o que fizeram para fazer esse milagre. Nem mesmo depois do teste ele mostrou o superaquecimento.

  • Leonardo Alves 6/nov/2015

    Esse Moto X Force, na minha opinião, tem feito mais barulho do que deveria.
    O único ponto a ser realmente destacado, e merecidamente, é a nova tecnologia de resistência da tela.

244 Comentários

Escreva um comentário:

  • Sensacional esse dispositivo, fiquei com muita vontade de comprá-lo, mas o preço estava (ainda está proibitivo) muito alto, então optei pelo Moto Maxx e economizei um grana preta além de estar muito satisfeito.


  • Galera, ainda vale a pena comprar um hoje em dia, devolvi um style pro submarino ontem e tô pensando em pegar o Force. Vou esperar os lançamentos que vai ter agora no fim de fevereiro pra ver se o preço cai um pouco.


  • Fico aqui me perguntando o porquê que o Moto X Force tem uma pontuação de 4,5 e o Sony Xperia Z5 Premium tem apenas 3,5 sendo melhor.
    O que deu pra perceber é no Androidpit tem muito fanboy puxando a brasa pra fogueira da Motorola.
    Sony Xperia Z5 Premium vs. Moto X Force:

    Tela: 4k vs Inquebrável - Empate técnico
    Câmera: Z5 - 1×0
    Áudio: Z5 - 2×0
    Caracteristicas Especiais: sensor biométrico e design à prova de água vs moto voz e resistente á respingos
    Processador: usam o mesmo SoC mas o Z5 tem uma performace superior - 3×0
    Memória Expansível: Empate técnico
    Carregamento Rápido: Empate técnico


  • Pessoal tem que ficar de olho ao comprar o Moto X Force, se ele não vender ( o que deve acontecer) a Motorola não vai dar prioridade no atendimento e nas atualizações do aparelho e o respeito com o cliente irá para a fossa!

    Usuários do Moto Maxx estão sendo deixados de lado, sem atualização do aparelho e sem data para atualiza.

    Eu pensei em comprar o Moto X Force, mas como estou sofrendo com o Moto Maxx, desisti de comprar os aparelhos TOP da Motoenrola.


  • Comprei um moto x force a 1 mês o mesmo apresentou uma linha verde na tela, levei para a garantia e disseram que foi mal uso líquido no aparelho única solução e acionar justiça pois e um defeito de lote.


  • É sem dúvida uma máquina essa force, não trava sua câmera é ótima enfim muitas qualidades pena que essa tecnologia de que não trinca nem estilhaça não tem nenhuma logica. Comprei o meu moto x force e já estou com dor de cabeça com essa tela de plástico, é isso mesmo de plástico. Deixei o aparelho cair da altura de dois palmos e já arranho a tela e agora estou procurando películas e mais películas pro aparelho e pra piora as de vidro não da certo no aparelho por conta de um pequeno relevo no final da tela na parte de baixo, cinseramente preferia mil vezes que essa tela Foce o gorila glass..


  • Estou decepcionado com o moto x force, 5h de tela no máximo, um uso diario bem moderado vai até o fim do dia, ontem só usei wattsapp das 9 da manha em diante e 19h ja tava em 40% apenas, tenterei fazer um hard reset e um wipe para melhorar, mas perdi a esperança e vocês tem tido experiencias semelhantes?


    • Tudo depende de como você está usando. Sincronização automática, localização, Bluetooth e uma rede instável de operadora celular gastam muita bateria.

      O que é indiscutível é que ele sabe gerenciar bem a bateria quando ocioso. Experimente carregar seu aparelho até os 100% antes de dormir, sem usar ele e veja ao acordar quanta bateria ele gastou, será no máximo 3%.

      Com relação a Tela, grande discussão nas redes sociais, depende muito se você está usando ela ou mesclando com outras formas de gastos de bateria. Se você estiver jogando não há como medir a autonomia da tela, a mesma coisa se você está usando pouco o aparelho e com isso tirando tirando a bateria quando ocioso (mesmo que pouco).

      O ideal para você saber como é a autonomia da tela do X Force é usar o aparelho com o brilho até 30% e no modo adaptável, localização, Bluetooth e sincronização automática desativados. Após esses ajustes, use constantemente o aparelho de forma moderada, ou seja, sem jogar, sem streamings pesados de áudio e vídeo, apenas o básico que são redes sociais, checagem manual de email, navegação na Internet, ligações.

      Eu uso um pouco mais pesado, mas mesmo assim, quando há possibilidade de aferir a autonomia do tela de forma Justa, sempre bate umas 5 horas.


    • Você tem que levar em conta que o Whats gasta muita bateria ao meu ver, sendo que na WiFi um pouco mais. Como a tecnologia é AMOLED, tente usar fundos pretos ou wallpapers que tenham o preto, pois já foi comprovado que há uma grande diferença no gasto de bateria já que a cor preta não acende a parte da tela.
      O meu X Force aguenta 5h de tela jogando, ouvindo música e usando intensamente. Minha bateria em uso normal vai pra umas 12 horas, sem mencionar que a próxima atualização do Android Marshmallow tende a aumentar a autonomia da bateria.
      Também pensei que a bateria seria um monstro, mas se aguenta mais de 10h em uso normal, não tem o que se preocupar, ainda mais com um carregador monstro.


  • comprei o meu na black friday pelo preço de R$ 2800,00 estou muito satisfeito com o aparelho, embora eu achei a tela muito fácil de riscar, mesmo que ela não quebre rs, digo isso pq só de andar dentro do bolso por esses dia ele já apareceu com dois riscos (imperceptíveis praticamente), penso muito na possibilidade de uma película comum para apenas evitar riscos, porque o resto está protegido rs.

    de um modo geral achei o celular muito rápido, a bateria ainda não esta dentro do esperado, mas creio que isso seja por ela não possuir um ciclo de cargas para atingir a duração especificada pelo fabricante.


    • Minha tela riscou muito fácil, ainda estou precisando de uma assistência autorizada que mexa com esse modelo para trocar essa primeira camada, pois até agora muitas não trabalham :/


  • Irei tecer aqui minha opinião acerca do aparelho.

    Quero enfatizar que sair de um HTC One M8 para o então Moto X Force.

    Quem já foi usuário HTC sabe o quão forte é a qualidade do áudio dos aparelhos da marca, todos os tops de linha equipados com caixas frontais com som estéreo.

    Desta forma, posso relatar que a mesma experiência não é possível no Moto X Force.

    Esse é um dos únicos pontos negativos que vi no aparelho.

    Nos outros pontos apontados aqui na review, realmente não ha exageros. O aparelho cumpre com o seu papel de top de linha, deixando a desejar no áudio externo e por não ter sensor biométrico como era de se esperar que tivesse.

    Com relação aos problemas de superaquecimento eu vos digo que o Snapdragon 810 no Moto X Force não apresenta tal problema. Executei diversos testes de estresse, bem como diversos jogos e não houve esse problema.

    Sobre a bateria, não sei como foi de fato a gestão da mesma no review dessa página mas posso detalhar que nas minhas mãos, em uso moderado de Wifi e 4G chegou as 36 horas de uso.

    A câmera é extremamente rápida, de alta qualidade e surpreende em todos aspetos principalmente a frontal que possui Flash e angulação única.

    Para finalizar uma dica para quem estar querendo comprar é de que não irá de forma alguma se arrepender. Pode ter certeza que terá um aparelho único em suas mãos.


  • Alto Falante mono, sem leitor de impressão digital, snap 810 com problema por 3.149. Eu que tenho muito zelo pelos meus aparelhos, passaria isso facil.


  • Olá pessoal, meu primeiro comentário aqui. Espero que todos estejam bem.

    Sem dúvida o X Force/Droid Turbo 2 apresenta especificações que, se não são tão novas, ao menos coloca o aparelho em uma relação custo/benefício bem justa, pra quem procura um celular premium. Pena que a alta do dólar dê uma certa brochada, but...

    Agora, sem dúvida os dois fatores que julgo superação neste aparelho: a tela quase inquebrável e... A expansão de armazenamento. E reza-se uma lenda de que a Google ainda insiste em desdenhar a memória externa, é isso mesmo produção?

    Enfim, pra quem procura algo acima da média, vale sim muito a pena. Agora, como já foi sugerido aqui, é bom esperar a poeira baixar para adquirí-lo.

    Abração,

    Edu.


  • ótimo aprarelho o style mais bateria muito ruim...eu tenho e ja quero vender em menos de um mes.


  • Não achei nada inovador, apenas uma boa idéia e bem feita mas nada de inovação e o telefone nem é isso tudo na minha opinião pra levar 5 estrelas, engraçado que como os Motorolas ganham 5 estrelas fácil mesmo não sendo isso tudo aí não na minha opinião.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi