Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Três mudanças que podem acontecer na linha Moto com a chegada do Moto Z

Três mudanças que podem acontecer na linha Moto com a chegada do Moto Z

Todos nós esperávamos que a Lenovo lançasse uma linha premium que levasse o nome e o prestígio da série Moto. De fato, foi isso que houve com o anúncio oficial dos novos Moto Z. Porém, outras mudanças devem acontecer com a chegada desses novos dispositivos em alguns mercados. A seguir, você confere minhas teorias e o que podemos esperar da linha Moto para este ano no Brasil.

1. Moto X Play pode ficar só na lembrança

Não faz muito tempo que o vice-presidente da Lenovo, Sr. Chen Xudong, deu uma entrevista falando sobre o rumo que a linha Moto X teria nas mãos da fabricante chinesa. O lançamento dos novos Moto Z surpreendeu inúmeros fãs da Motorola, mas, se olharmos com mais atenção, podemos ver que as teorias de Xudong, em certas parte, estão se confirmando.

Isso porque, na ocasião, o SVP da Lenovo havia dito que a linha Moto X iria ceder seu posto para uma nova série de dispositivos premium, que representariam a estréia da linha Moto no continente chinês. E é exatamente isso que está acontecendo.

Que a nova linha Moto Z é realmente premium não há dúvidas, mas, é exatamente essa característica que exclui a possibilidade da existência de um irmão mais modesto, como foi o caso do Moto X Play no ano passado.

motoxplayvsmotog4plus
O Moto X Play pode não receber um sucessor este ano / © ANDROIDPIT

Esse raciocínio também pode ser visto por outro ângulo, como: por que a Lenovo investiria em um dispositivo Moto intermediário para o mercado chinês, se por lá os usuários estão bem servidos com os aparelhos da série Vibe?

Aqui no Brasil a história não deve ser diferente, visto que o Moto G4 Plus supera o Moto X Play em todos os sentidos e, além disso, novos modelos da linha Vibe deverão chegar ao país ainda este ano, com essa proposta de custo/benefício a todo vapor.

Existe a possibilidade da linha Moto Z ser focada em experiências diferenciadas e com uma proposta mais inovadora, como uma série paralela à Moto X 2016. Se este for o caso, a Motorola terá ainda mais dificuldade de emplacar novas versões do Moto X por aqui este ano, que competirão com os Moto G4, com os modelos da série Vibe e também com os novos Moto Z. Resumindo: seria a Motorola "samsungando".

2. O Moto Maxx também

Acho que não podemos mais negar que o Moto Maxx foi uma edição especial da linha Moto vendido apenas em 2014. Se a intenção da empresa fosse fazer do Maxx uma série de sucesso, ela não teria concentrado todos os seus esforços na fabricação do Moto X Force no ano passado. Aliás, o Moto Z Force é a prova de que este investimento valeu mais para a Motorola do que o aparelho com mega bateria.

Podemos notar que o Moto Z Force possui quase as mesmas características do Moto Maxx. Durante seu lançamento, a Lenovo fez questão de destacar a capacidade da bateria deste dispositivo, de 3.500 mAh, que, segundo ela, é capaz de oferecer até 30 horas de autonomia. 

motorola motomaxx enquete
 O Moto maxx dificilmente ganhará um sucessor / © ANDROIDPIT

Outra característica que pode ser comparada entre ambos os modelos é a resistência, que passou do Nylon balístico do acabamento traseiro para a tela, que conta com a tecnologia anti-impacto Moto ShatterShield. Pois bem, são duas grandes características do Moto Maxx: autonomia de bateria e resistência. Acredito que para os fãs do Moto Maxx só restará o desapego.

3. A série Moto Z pode ser ainda mais cara do que linha Moto X 2015

Se alguém achava que o posto de aparelho mais caro da Motorola ficaria restrito ao o Moto X Force, pode estar completamente enganado. Seguindo o conceito de smartphone modular, os novos Moto Z e Moto Z Force devem chegar ao país em setembro por um preço bem salgado.

Claro, esperamos que a Lenovo não faça como a LG que, além de alterar as especificações do G5 e apresentá-lo por aqui como G5 SE, lançou o aparelho e seus módulos no país por um preço bem alto. 

androidpit MOTO Force 4
O Moto X Force é o dispositivo mais caro da Motorola no Brasil / © ANDROIDPIT

O Moto Z Force, além de ser um dispositivo "modular", possui a tecnologia de tela ShatterShield que, como nós vimos com o Moto X Force, encarece consideravelmente o preço final do dispositivo.

Pessoalmente, acredito que a Motorola não deverá comercializar os novos dispositvos por aqui à preços estratosféricos, mas, é claro que aquele conceito de "popular e acessível" ficará restrito aos modelos da série Moto G e aos aparelhos Vibe.

Você acredita nessas mudanças? Na sua opinião, o que mais a Motorola irá na linha Moto no Brasil?

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Augusto Silva 13/06/2016

    Continuo achando que manter a estratégia da Google com apenas 3 celulares (E, G e X) sem variantes, sendo um pra cada tipo de público seria a melhor opção. A Lenovo enlouqueceu quando tomou posse da Motorola, se vai dar certo ou não é difícil saber mas que a estratégia da empresa tá cada vez mais sem sentindo isso é fato.

79 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.