Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Opinião 3 min para ler 28 Comentários

Por que (quase) ninguém se interessou pela tela dobrável da Samsung?

Ontem (7/11), a Samsung mostrou ao mundo sua tela flexível. Não, não é a primeira a ser mostrada. Não é nem a primeira a ser oficialmente comercializada. Fato é que foi muito difícil ver alguém realmente achando isso algo legal ou animador no mundo mobile. Mas será que é algo tão tedioso assim?

Cadê o aparelho?

Um dos principais motivos para tanta reclamação e pouca animação foi o fato de que na SDC2018, conferência da Samsung para desenvolvedores, a empresa mostrou "apenas" a tela e sua suposta interface. As pessoas estavam atrás, mesmo, era do tão falado Galaxy F, Galaxy Flex, Galaxy Folder ou qualquer outro nome com F.

Porém, na apresentação, bem escura, a Samsung deixou claro que não queria mostrar o aparelho, que provavelmente é apenas um protótipo bem cru e, sim, a tela e sua interessante capacidade dobrável. Mas a expectativa do público colidiu com o que foi apresentado, e choveram críticas a um aparelho que sequer apareceu.

sdcssams
No escuro, para não dar destaque para o aparelho / © Samsung/AndroidPIT

Isso não é novidade

Apesar de termos tido recentemente o lançamento do FlexPai, primeiro smartphone com tela dobrável, e de termos visto a apresentação da Samsung, uma tela dobrável não é exatamente uma novidade para nós. É seguro dizer que há mais de uma década vemos protótipos desse tipo de display em CES e MWCs por aí, e apesar de nunca termos visto um uso melhor do que no impopular LG G Flex, já cansamos de ver essa "novidade" por aí. 

lggflex2 bananascreen
androidpit lg g flex banana
G Flex e sua tela curva / © AndroidPIT

Um produto de 'elite'

E além de cansados, sabemos que, ao menos por enquanto, essa é uma característica que só vai estar disponível em aparelhos longe do alcance da maioria da população, sobretudo no Brasil. Na Ásia essa ainda já é uma feature cara, e já podemos esperar o suposto Galaxy F e os predecessores de outras marcas com aparelhos bem acima dos mil dólares.

Mas então, por que comemorar?

O quanto você está farto de smartphones retangulares com cantos ligeiramente arredondados e uma tela com bordas finas na frente? Vocês eu não sei, mas eu não aguento mais ver aparelhos muito similares sendo lançados uns atrás dos outros, só mudando a marca.

flexpai 3
FlexPai é só o começo / © Royole

Uma hora as telas flexíveis provavelmente serão populares, menos caras e entediantes, mas por enquanto, junto com outras novidades, está marcando uma mudança de paradigma no mercado. Um exemplo disso é o Nubia X, smartphone que traz uma tela grande em sua traseira e que vendeu 100 mil unidades em alguns minutos nesta semana. É o tal diferencial que sempre buscamos, acredite.

Queremos realmente fazer mais coisas com o smartphone. As telas estão crescendo demais, alguns smartphones já se parecem tablets e estão ficando destrambelhados. Como aumentar a produtividade, como ser realmente multitarefa, sem um aparelho desengonçado? A tela flexível é uma das respostas.

Creio que entre 2019 e 2020 nós iremos ver as outras peças desse novo desenho. O FlexPai ainda é muito grosso, o suposto Galaxy F também deve ser. Ainda é preciso aparar muitas arestas, mas finalmente estamos vendo aqueles smartphones diferentes que víamos apenas em vídeos e imagens de entusiastas que sabem mexer no Photoshop ou em programas 3D.

Está mais animado para o futuro dos smartphones?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Eli há 1 mês

    Ainda não vimos um produto funcional, um hands on no produto. Acredito que a ideia é incrível imagine voce sentado em um metro e abre a tela pra assistir uma Netflix, precisa ficar em pé e retorna para posição celular, incrível.

28 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • A única dobra que eu quero ver ultimamente num smartphone é quando as fabricantes "dobrarem" a capacidade de bateria.

    CAV


  • Exceção a alguns milionários inteligentes, somente os otários vão deixar de comprar um Smart um Notebook e um Tablet tudo Top pra dar vida boa a engenheiro da Samsung com sua telinha maria-mole.


  • As pessoas não entendem que foi um evento voltado para desenvolvimento e também a samy não pode entregar o ouro as concorrentes né. Vamos aguardar Unpacked Galaxy " " para ver de fato do dispositivo e as primeiras impressões.

    CAV


  • Qualquer coisinha que surge hoje no mundo mobile, o pessoal já quer chamar urubu de meu loro. Ô carência...


  • No meu caso, não vejo utilidade.


  • Sempre fui um entusiasta da tecnologia! Agora como você falou, sempre vemos mais do mesmo. Quando eu penso que vai vir algo novo nada acontece, o única empresa que parece que está levando a sério é a huawei com seu processador próprio. Quando lançam um smartphone top, de olhos fechado sabemos a sua configuração, se a Samsung não abrir os olhos rapidamente vai ser passada pra trás e quando isso acontece acho que vai ser tarde de mais pra reagir. Sempre usei Samsung, agora, resolvi dar uma chance pra xiaomi e estou muito feliz por hora com minha escolha.


  • *Por que (quase) ninguém se interessou pela tela dobrável da Samsung?*.. Será.... 🤔🤔
    Não vou nem ir a fundo do debate, apenas fazer um comentário..
    Com essa *nova* tecnologia, vamos ver vários modelos de Smartphones sendo apresentados, sem contar que isso pode ser expandindo para vários segmentos... Tablets, Notebook, Relógios TV e etc etc..


  • O mesmo aconteceu no começo do Galaxy Note... Ninguém achava que uma tela gigante (para os padrões da época) e uma caneta fosse dar algum resultado... Hoje a linha Note apesar dos preços é referência em produtividade e mesmo com a bomba (literalmente) que foi o Galaxy Note 7 mantém uma base fiel de usuários.
    As telas dobráveis ainda nao encontraram seu espaço no mercado e a demora em apresentarem um produto realmente acabado e comercial dificulta ainda mais para o povo ver utilidade numa tela dessas.

    Sobre o primeiro com tela dobrável, o Flexpai... Fica a questão, tu quer comprar o protótipo chinês maldito acabado? Melhor não, além de caro é feio demais... Kkkkkkkkkkkkk

    Concluindo, se não vingar com a Samsung as telas dobráveis vão ter que passar pelo fator "inovação" da Apple.

    CAV


  • a falta de interesse é porque a Samsung já está a falar a muito deste smartphone e até agora só mostrou um protótipo na escuridão

    CAV


    • A questão é que o pessoal acha que a tecnologia de tela dobrável já está madura pra ser utilizada em um aparelho, sendo que a realidade é bem diferente.
      Se for ver bem, sequer está claro pra que uma tela dobrável será útil no dia a dia.


  • Sinceramente? Não estou enjoado dos aparelhos barrinha.

    Há coisas que não precisam de mudança apenas pela mudancas. Adequações são bem vindas mas o que temos visto é um show de "recursos" que ngm pediu e nem precisa, como tela dobrável, 5 câmeras, aparelhos ultra finos com baterias sofríveis e sem a entrada de fone de ouvido, etc... Uma bateria boa de verdade, por exemplo, cadê?
    Não há necessidade de reinventar a roda. Celular, é um telefone, apesar de tudo. Não dá pra ir mto mais longe do que já se está. É aperfeiçoar o que temos e pronto. Tela dobrável eu não compraria nem se fosse o mesmo preço de um cel normal. Mas eu tô falando só de mim.


    • Esse negócio de tentar "reinventar a roda" foi o que o LG G Flex e o Samsung Galaxy Round tentaram propor, sem sucesso.
      E tudo indica que esse suposto Galaxy com a tecnologia Infinity Flex Display tem tudo pra terminar do mesmo jeito que os dois citados.


  • acho que eles não planejavam mostrar a sua tela flexível agora, provavelmente só mostraram porque um aparelho com tela dobrável já foi lançado então mostraram o prototipo da tela só pra dizer que realmente estão trabalhando em um aparelho com essa tecnologia... por isso mostraram no escuro porque nem ao menos puderam produzir um produto bonito e bem acabado para mostrar ao publico...

    CAV


  • Com preços exorbitantes, não estou nem um pouco interessado.


    • ???
      hoje vc paga 700 reais num celular que é 3x mais superior ao melhor TOP e caro de 2008...
      Não sabe que toda tecnologia nova é cara por vários motivos técnicos


  • Samsung e suas manias de grandeza


  • Eu acho que não será comercializada nesse formato apresentado. E concordo como você Stella, não foi uma apresentação de algo "inovador" e muito menos algo empolgante. Das grandes fabricantes, a Samsung tem o evento para desenvolvedores mais fraco.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados