Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

4 min para ler 17 Comentários

No Brasil, fintechs já estão na mira dos cibercriminosos

Empresa global de segurança cibernética, a Kaspersky fez suas previsões para 2018 e, bem, previsões em cibersegurança não são exatamente legais, mas como disse Confúcio, citado pelo analista sênior Fabio Assolini, "se queres prever o futuro, estuda o passado". E o estudo do passado nesse caso é importante para a prevenção. Dentre as previsões para o próximo ano estão as fintechs, que de tão populares devem virar alvo de cibercriminosos.

Para 2018, é esperada uma diversidade e um alcance ainda maior dos ataques, que serão mais complexos. O Brasil, já conhecido por ser o país do trojan bancário, ocupa hoje o segundo lugar no ranking global. Mas para além do trojan bancário, o país segue como um dos países mais atacados por phishing. Com a proximidade da Black Friday, os ataques devem aumentar diante do foco no e-commerce. Com isso, Assolini afirma categoricamente: o Brasil vai fechar 2017 como o país que mais ataques de phishing sofreu no ano.

Sete previsões de cibersegurança da Kaspersky para 2018 na América Latina

Em 2017, a Kaspersky acertou 7 das 10 previsões que fez. Desta vez, são sete as previsões para 2018.

1. Adoção e uso de técnicas de ataque direcionado (APTs) em ataques cibernéticos contra usuários finais: Segundo a Kaspersky, ameaças como o NotPetya, que usou o software contábil MeDoc para se disseminar, ou do CCleaner, um backdoor de dois estágios que fez 2 milhões de vítimas, devem continuar e aumentar, uma vez que os cibercriminosos monitoram de perto os relatórios de ataques direcionados e copiam técnicas já usadas por outros atacantes para infectar dispositivos de usuários finais.

2. Ataques múltiplos contra bancos: no país do trojan bancário, a perspectiva é de que os ataques múltiplos continuem com técnicas e vetores de ataques híbridos. Logo, mais dinheiro deve ser subtraído dos ativos dos bancos. As fintechs, que estão tão na moda, também podem ser alvo desses ataques e devem se valer de insiders, funcionários com conhecimento de infraestrutura que colaboram com ataques. A adoção de tecnologias maliciosas para caixas eletrônicos, servidores internos e outras estações dentro de redes bancárias também deve crescer. 

3. Operações cibernéticas secretas na região: Para obter informações confidenciais de governos vizinhos, os governos da América Latina devem investir em suas próprias operações. Mesmo sem aparatos para desenvolver suas próprias armas, alguns governos devem ir à campo com ferramentas terceirizadas.

4. Adoção de construtores internacionais de malware móvel e a preparação de modelos regionais em espanhol e português: É esperado que hackers façam uso da engenharia social, isto é, das redes sociais, para instalar os mais diferentes tipos de malware para Android, de Bankers a Ransomware/Lockers, que existem dinheiro por meio de sistemas de pagamento convencionais ou eletrônicos.

5. Aumento dos ataques a pequenas e médias empresas: Estabelecimentos que lidam com sistemas de ponto de venda (PoS), em especial os responsáveis pelo processamento de transações de chip e cartões protegidos por PIN, serão alvo de mais ataques. Cibercriminosos procurarão novas maneiras de clonar cartões de crédito e débito.

6. Ataques nos sistemas de usuários de criptomoedas e abusos na mineração para sua geração: O número de malwares projetados para roubar criptomoedas cresceu e devemos ver mais ataques desse tipo na América Latina. Também veremos mais páginas criadas para a mineração de criptomoedas ou comprometidas e esse tipo de ataque chegando nos dispositivos Android.

7. Brechas de segurança e privacidade em dispositivos conectados: A Internet das Coisas cresce como alvo na medida em que as pessoas conectam mais coisas na sua rede doméstica. 

Além dessas, a Kaspersky fez suas previsões globais, e uma delas diz respeito a Copa do Mundo. Com a proximidade do evento esportivo, os ataques com esse tema também deve crescer, começando com phishing, seguido de malware, ataques DDoS e outros ataques como roubo por meio de caixas eletrônicos. 

Os comentários favoritos dos leitores

  • Fernando Henrique 24/11/2017

    Lei da sobrevivência.. kk
    Quem quer se proteger, invistam em segurança, e quem tem a inteligência, faça os ataques.
    Obs: Não é segurança humano não, estou falando de pessoas altamentes qualificados e capacitados em TI da segurança.
    Um ataca, o outro se defende!!
    Por isso que amo TI ❤️

  • Jairo rios 24/11/2017

    Resumindo , Kaspersky querendo vender sua plataforma de segurança , isto é otimo

  • José Luís Silva Martiniano 24/11/2017

    A situação, pelo que se percebe, só tende a piorar!!!

  • Sidney 23/11/2017

    Aos amigos que tanto insistiram para que eu voltasse a participar do AndroidPit, voltei.
    Recebi muitas mensagens pelo Facebook, Instagram e até por outros blogs que participo pedindo que eu voltasse a participar do site. Obrigado a todos pelo carinho.
    Espero que aquele (nem sei como classificar, mas talvez o termo maluco se encaixe bem) não volte a encher minha paciência. Mas muitos me falaram que a moderação está mais ativa e que ele não tem mais vez aqui. Fico contente com isso. Dei uma olhada e parece que as coisas estão bem calmas. E também vi que as reportagens melhoraram muito com a entrada das meninas. As do Bruno já eram muito boas.
    Estou sem muito tempo, mas vou tentar participar como fazia antes.
    Abraço a todos e mais uma vez obrigado por tantas mensagens.

17 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  •   86
    Conta desativada 25/11/2017 Link para o comentário

    Estamos em uma era que realmente os ataques, crimes e outras coisas mais, serão digitais. Afinal, nós mesmos transformamos a nossa vida e demos essa importância a conteúdos online. Por mais que seja muito mais prático, estamos mais vulneráveis do que nunca....


  • Cybercrime no Brasil em bancos têm um nome , dinamite , diariamente caixas eletrônicos são devidamente esvaziados , os hackers mais sofisticados usam C4


  • Só sei que minha conta no Santander precisa ser atualizada, o meu cartão de crédito do Banco do Brasil vai perder a validade, meu token do Itaú precisa ser substituído e eu estou cheio de boleto em atraso, além de receber depósitos errados todos os dias.
    A criatividade desses caras não para. E tem muita gente que cai nisso. Antes eram as fotos da balada ou do marido que estava traindo. Agora é atualização de conta de banco.

    DanielConta desativada


    •   94
      Conta desativada 24/11/2017 Link para o comentário

      É verdade Sidney, difícil ficar tranquilo hoje em dia.


    •   86
      Conta desativada 25/11/2017 Link para o comentário

      Kkkkkkk eu sempre fico rindo do que eles enviam, já me mandaram atualizar senhas de todos os bancos possíveis, sendo que só tenho conta em um.... 😂


  • Lei da sobrevivência.. kk
    Quem quer se proteger, invistam em segurança, e quem tem a inteligência, faça os ataques.
    Obs: Não é segurança humano não, estou falando de pessoas altamentes qualificados e capacitados em TI da segurança.
    Um ataca, o outro se defende!!
    Por isso que amo TI ❤️

    Conta desativadaDanielConta desativadaConta desativadaConta desativadaConta desativadaConta desativadaSidney


  • Daqui uns dias estarão "sequestrando" nossos filhos e esposas por Whatsapp.


  • Infelizmente os ataques cibercriminosos só tendem a aumentar, e quem ganha com isso são as empresas de segurança.

    Conta desativadaSidney


  • Resumindo , Kaspersky querendo vender sua plataforma de segurança , isto é otimo

    CarolConta desativadaConta desativadaConta desativadaConta desativadaConta desativadaConta desativadaDaniel


  • A situação, pelo que se percebe, só tende a piorar!!!

    DanielConta desativadaConta desativadaConta desativadaConta desativadaSidneyConta desativada


  • Aos amigos que tanto insistiram para que eu voltasse a participar do AndroidPit, voltei.
    Recebi muitas mensagens pelo Facebook, Instagram e até por outros blogs que participo pedindo que eu voltasse a participar do site. Obrigado a todos pelo carinho.
    Espero que aquele (nem sei como classificar, mas talvez o termo maluco se encaixe bem) não volte a encher minha paciência. Mas muitos me falaram que a moderação está mais ativa e que ele não tem mais vez aqui. Fico contente com isso. Dei uma olhada e parece que as coisas estão bem calmas. E também vi que as reportagens melhoraram muito com a entrada das meninas. As do Bruno já eram muito boas.
    Estou sem muito tempo, mas vou tentar participar como fazia antes.
    Abraço a todos e mais uma vez obrigado por tantas mensagens.


    •   85
      Conta desativada 23/11/2017 Link para o comentário

      Eu vi vc no tecnoblog eu ia comenta la pedindo sua volta , mas to banido de la fui criticar uma materia e me baniram ehauehauhuea Que bom q voltou mano


    •   94
      Conta desativada 23/11/2017 Link para o comentário

      Grande Sidney, seja bem vindo ao site que não deveria ter saído!
      Espero que outros participantes como o Steven, Elerson, Agnaldo e o Andreu apareçam também.
      Abraço amigo!


    •   48
      Conta desativada 24/11/2017 Link para o comentário

      Minha vó já dizia : "O Silêncio é de Ouro"... É a melhor resposta que se dá a alguém inoportuno. Jamais discuta com um ignorante, ele irá ganhar pois é a especialidade dele... Bom retorno ao site, e meu humilde conselho: haters e gente frustrada existem aos montes, só não podemos deixá-las nos atingir... O desprezo é o melhor remédio.. Sidney bem vindo ao seu retorno, pessoas que realmente gostam de tecnologia e sabem levar tudo num bom papo sempre serão bem vindas...


    • Seja bem vindo, meu amigo.


    • Seja muito bem vindo de volta Sidney, eu vi vc lá na tecnoblog, que bom que retornou ao AP.

      SidneyConta desativada