Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

7 min para ler 22 Comentários

Tudo sobre o modo HDR: o que é e quando usá-lo na câmera do seu smartphone

HDR... três letrinhas que estão presentes nos aplicativos de câmera de boa parte dos smartphones atuais e que sempre despertou a curiosidade dos usuários. Você sabe o que é este recurso, para quê ele serve e qual é o momento ideal para utilizá-lo? Pois vamos descobrir tudo nas próximas linhas, acompanhe. 

O que é o HDR?

HDR é a sigla para High Dynamic Range que, em bom português, significa Alto Alcance Dinâmico. Em palavras técnicas, significa a quantidade de luz de diferentes intensidades que consegue ser gravada pelas lentes da câmera. Ainda que o objetivo do HDR seja tornar as fotos melhores, não é indicado que você saia por aí utilizando o recurso em qualquer ambiente que deseja fotografar.

Imagem feita por Bruno Salutes, Estádio Centenário em Montevideo, Uruguay. Smartphone Galaxy S8:

IMG 3585 side
Exposição de luz solar contra / © Bruno Salutes / AndroidPIT

O uso errado da funcionalidade pode ter o efeito inverso: ele fará com que a imagem ganhe aquele ar artificial, dando a impressão que ela passou por um belo tratamento de Photoshop. Mas não se preocupe. Logo abaixo, indicaremos como o HDR funciona na prática, além de onde e quando usar o HDR. 

Como funciona o HDR?

Quando ativado, o modo HDR utiliza diferentes imagens capturadas no mesmo disparo (geralmente três) – cada uma com tonalidade diferente de luz, sombra e tempo de exposição. A partir daí, o software da câmera do smartphone combina essas fotos em uma só, resultando em uma imagem final que obtém detalhes que seriam perdidos em condições de muita e pouca iluminação. 

Até pouco tempo, o HDR era um recurso exclusivo dos softwares de tratamento de imagens, como Photoshop, Photomatix ou Aperture. Antes da chegada da funcionalidade nas câmeras dos smartphones, era preciso capturar as três fotos (com a câmera ou celular), transferí-las para um PC que tivesse um desses programas e utilizar a função de HDR para colocar estas três imagens juntas e destacar as melhores partes de cada uma.

Imagem feita por Bruno Salutes, Sahuasiray Vale dos Andes, Peru. HDR vs. sem HDR (Galaxy S7):

hdr exemplo um
Exemplo: com HDR (esquerda) e sem HDR (direita) / © Bruno Salutes/ AndroidPIT

Porém, para evitar todo esse trabalho de edição, as fabricantes de smartphones conseguiram adaptar o HDR para o software de câmera de seus aparelhos. Logo, quando ativado, ele fará todo o trabalho, regulando automaticamente a exposição das imagens. Ou seja, você só precisa bater a foto e o resultado será algo que deve parecer mais com o que os seus olhos vêem e menos com o que a câmera "vê".

Vale citar que, quando você utiliza a câmera em modo HDR, a imagem demora cerca de 3 segundos para aparecer na tela, já que o software está realizando a combinação das fotos capturadas sob diferentes condições. 

Quando você deve usar HDR?

Como dissemos antes, o HDR não pode ser usado em qualquer ocasião, sob o risco de dar às fotos aquele aspecto artificial. Assim sendo, aqui seguem algumas dicas de quando você deverá utilizar a funcionalidade para capturar as suas imagens:

  • Paisagens (Panorâmicas): geralmente, grandes paisagens possuem grandes contrastes entre céu e terra, por exemplo, o que dificulta o trabalho da câmera para juntar todos os detalhes na mesma imagem. Com o HDR, a câmera do seu smartphone captura detalhes do céu sem deixar a aparência da tela muito escura e vice-versa.

Lembre-se, tudo aqui está essencialmente relacionado à incidência de luz, por isso, a lente da câmera priorizará uma em detrimento da outra – mais luz, menos luz.

Imagem feita por Bruno Salutes, Sahuasiray Vale dos Andes, Peru. HDR vs. sem HDR (Galaxy S7):

hdr exemplo dois artigo
Exemplo: com HDR (esquerda) e sem HDR (direita) / © Bruno Salutes/ AndroidPIT
  • Retratos na luz solar: a iluminação é um dos aspectos mais importantes de uma boa foto mas, em ambientes abertos, a luz do sol pode causar sombras ou muito brilho a ponto de "estourar" a imagem. O HDR consegue regular estas discrepâncias e faz com que o motivo da imagem apareça melhor.
  • Cenas de baixa luminosidade e contraluz: se sua foto estiver parecendo escura demais, o que também acontece se a sua cena tem retro-iluminação, o HDR pode iluminar mais o primeiro plano sem deixar a imagem muito escura ou muito iluminada (estourada). Em outras palavras, ele vai equilibrar a cena.

Mas é sempre bom lembrar: o HDR não faz milagres, já que existem limitações lógicas. Por exemplo, se em um ambiente não existe luz, mesmo a câmera captando o máximo de luz em uma das três imagens, ela continuará escura, pois as outras duas terão o mesmo forte índice em termos de escuridão. Na imagem abaixo temos um objeto não iluminado que recebeu compensação de luz, mas a luz ao fundo, que já era baixa, foi descompensada.

Imagem feita por Bruno Salutes, Sahuasiray Vale dos Andes, Peru. HDR (Galaxy S7):

hdr exemplo nao usar
Aqui o HDR não ajudou  © Bruno Salutes/ AndroidPIT

Importante, na imagem acima, você percebe claramente que estamos perdendo mais informação da luz, uma das críticas ao modo HDR da câmera, pois ao tentar equilibrar os detalhes de uma imagem, sempre vai pender para uma maior perda de detalhes na luz do que na sombra.

Quando você não deve usar HDR?

Se em muitas ocasiões o HDR realmente ajuda, em outra ele faz as imagens parecerem piores. Assim, aqui seguem algumas situações em que é melhor esquecer que o recurso existe:

  • Fotos com movimento: se algum de seus objetos está se movendo (ou podem se mover), o HDR aumenta a chance de uma foto borrar. Lembre-se, o HDR faz três fotos, por isso, se o seu motivo se move entre o primeiro disparo e segundo, a imagem final não será muito boa.
  • Cenas de alto contraste: algumas fotos ficam melhores com forte contraste entre as partes claras e escuras da foto, como se você quisesse destacar pontos mais escuros. Logo, o HDR tornará isso menos intenso, resultando em uma foto menos destacada.

Imagem feita por Bruno Salutes, Punta Ballena, Uruguay. HDR vs. com HDR (Xperia Z5):

hdr nao usar dois exemplo
HDR eliminou a vivacidade e o constraste das cores à direita / © Bruno Salutes/ AndroidPIT
  • Cores vivas: se o ambiente estiver muito escuro ou muito claro, o HDR pode deixar algumas das cores sem vida. No entanto, se você está lidando com as cores que já estão muito vivas, o HDR pode torná-las ainda mais vibrantes.

Quais smartphones trazem o HDR como padrão?

Função relativamente nova nos smartphones, é possível encontrar o modo HDR de forma nativa em modelos intermediários e topos de linha. E a maioria dos modelos apresentados esse ano também já conta com o recurso "de fábrica" no app da câmera.

Vale lembrar que o desempenho do recurso pode variar de um smartphone para outro, dependendo da câmera e a forma como o HDR está configurado. Alguns modelos utilizam mal a função, ampliando pouco o alcance dinâmico; já outros aumentam mais. Por isso, se você leva este recurso em conta na hora de comprar um telefone, é recomendável realizar alguns testes com o aparelho. 

Vista da sede do AndroidPIT, Berlim, Alemanha. HDR (OnePlus):

Androidpit hdr 0019
HDR ligado / © AndroidPIT

Mas se o seu dispositivo não conta com o HDR nativo, a solução também é simples. Basta utilizar aplicativos especializados em fotografia que trazem o recurso:

Vista da sede do AndroidPIT, Berlim, Alemanha. Sem HDR (OnePlus):

Androidpit hdr 0018
HDR desligado / © AndroidPIT

Conclusão

Se você pertence ao grupo que quer apenas registrar fotos com qualidade sem se debruçar em tecnicismos fotográficos, a melhor dica sobre o uso do HDR é simples: faça uma imagem teste com o recurso e outra sem e depois veja qual lhe agrada mais. Por se tratar de uma funcionalidade que pode ser ativada ou desativada no smartphone, realizar esse "teste A/B" é simples.  

Tenha em mente apenas que o HDR não é necessariamente uma função das mais ágeis e você precisa de um pouquinho de paciência (questão de alguns segundos a mais). Isso porque a câmera do smartphone captura as imagens e, logo depois, o software precisa processá-las, para entregar a foto final. Logo, se os seus registros exigem rapidez, aí seria o caso de manter o recurso desativado.  

E você, sentiu grandes diferenças ao utilizar o modo HDR no seu smartphone?

22 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Recommended articles