Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

4 min para ler 50 Comentários

Estudo diz que Black Friday é data para comprar aquele produto que você namora há tempos

Todo mundo sabe que a Black Friday – sexta-feira que sucede o Dia de Ação de Graças nos Estados Unidos – vem se tornando uma data importante para o varejo nacional, especialmente em sua versão online, e que tem condições de rivalizar tanto com Natal quanto com Dia das Mães, as principais do calendário nacional. Pela proximidade da Black Friday com o Natal, espera-se que as pessoas aproveitem a data para antecipar suas compras de Natal, porém, segundo uma pesquisa divulgada pelo Instituto QualiBest, a Black Friday também é vista como uma oportunidade para adquirir aqueles produtos que as pessoas namoram há algum tempo. 

O estudo, encomendado pelo PayPal, afirma ainda que os itens mais procurados pelos entrevistados foram os smartphones – mais procurado por homens –, seguidos por vestuário, calçados, acessórios – esses três itens mais procurados por mulheres – e livros. O Instituto QualiBest entrevistou, de forma 100% virtual, 1.413 consumidores em todo o Brasil, de todas as classes sociais, nas primeiras duas semanas de novembro. A margem de erro é 2,6 pontos.

Captura de Tela 2017 11 28 as 16.51.48
Perfil dos entrevistados/ © AndroidPIT (captura de tela)

E quando perguntados sobre os motivos que os levariam a comprar na Black Friday, 55% disseram que aproveitariam a data para adquirir produtos com descontos; 51%, para comprar algo que procuram há algum tempo; e 33%, para antecipar algumas compras de Natal. De forma geral, os consumidores garantiram que gastariam mais este ano na Black Friday (49%). E 73% juraram que têm o hábito de acompanhar os preços dos produtos antes do início da campanha de descontos – para saber se as lojas realmente estão fazendo promoções. 

Captura de Tela 2017 11 28 as 16.52.46
Era hora de comprar algo que você namora há tempos / © AndroidPIT (captura de tela)

O acompanhamento, segundo dados da pesquisa, se faz necessário porque os clientes não confiam nas empresas. A principal reclamação dos entrevistados é que algumas lojas aumentam os preços antes de iniciar suas campanhas promocionais (71%). Ainda assim, grande parte dos consumidores, 62%, disse que, “às vezes”, ela é vantajosa; outros 30% consideram que a data é, sim, bastante vantajosa; somente 8% não consideram a Black Friday vantajosa.

Mas uma boa notícia para o setor de e-commerce é o índice de satisfação dos consumidores. Eles elencaram as principais lojas online em que fizeram compras durante a Black Friday do ano passado, e a média de “satisfeito” e “muito satisfeito” chegou a 85% – não ficando nunca aquém dos 80%. Para uma data que já foi chamada de Black Fraude, é uma conquista, não é mesmo?

Entre os itens que fariam com que os entrevistados comprassem na data estão os descontos vantajosos (75% clicaram nessa opção); o fato de a loja ser conhecida ou bem recomendada (51%); e o frete grátis (47%). Curiosamente, os itens menos citados (17% cada) foram “ter um bom pós-venda, que passe segurança” e “possibilitar um amplo parcelamento no pagamento”.

A pesquisa do QualiBest também quis saber como os pesquisados se informavam sobre as promoções da Black Friday. Cerca de 57% responderam que fazem pesquisa diretamente nas lojas que os interessam; outros 51% fazem pesquisa em motores de busca na internet; 49% confiam nos e-mails que recebem nas semanas que antecedem a data; e 47% procuram por promoções em sites de comparação de preço.

Captura de Tela 2017 11 28 as 16.53.04
O que querem comprar / © AndroidPIT (captura de tela)

Formas de pagamento na Black Friday

É claro que o motivo para o PayPal encomendar essa pesquisa era entender as formas de pagamento mais utilizadas na Black Friday. Nesse sentido, 73% dos entrevistados garantiram que fariam compras durante a Black Friday 2017 com cartões de crédito; 54%, por meio de boleto bancário; e 40%, via carteiras digitais. O QualiBest então quis saber sobre o grau de conhecimento das carteiras digitais pelos consumidores brasileiros: 58% deles afirmam ter alguma carteira eletrônica. Dentre os que não têm carteira eletrônica, 59% conhecem o produto, mas não sabem direito como ele funciona; 30% conhecem bem; e 11% não conhecem.

Você comprou algo que namorava na Black Friday?

Os comentários favoritos dos leitores

  •   94
    Conta desativada 28/11/2017

    Lá é outro nível Franco!
    Inclusive vi uma confusão imensa em uma grande rede de varejo nos EUA, por causa da Black Friday.
    Era tv voando pra todo lado! rs...

    Achei que era no Brasil...

  •   48
    Conta desativada 28/11/2017

    Muito estudo e gráficos que não refletem a realidade... Acompanhei 6 produtos (eletrônicos) que pretendo comprar, NENHUM teve desconto real... Só um exemplo.. Um A5 2017 que comprei pra minha afilhada há 2 meses por 1199 no site do extra, na Black chegou a incríveis 1259. Ou seja há 2 meses estava mais barato.. Foi só um exemplo...

  • Sidney 29/11/2017

    "smartphones – mais procurado por homens –, seguidos por vestuário, calçados, acessórios – esses três itens mais procurados por mulheres"
    Essa frase me chamou bastante a atenção. Eu pensava que mulher estava procurando mais smartphone, mas vejo que não houve muita mudança na humanidade nas últimas décadas.

  • Neto Castro 29/11/2017

    Tem que ensinar o espírito da Black Friday aos lojistas do Brasil!

  • Daniel 28/11/2017

    Black Friday lá fora é outro nível!

50 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados