Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

6 min para ler 52 Comentários

Cópia e visuais repetidos: por que as fabricantes fazem isso?

Muito parecido, quase igual ou com aquele detalhe inconfundível. Quem nunca pensou isso de um smartphone, que atire a primeira pedra. Em um um mundo onde, dizem, nada se cria e tudo se copia, ainda bufamos quando parecem aqueles aparelhos descaradamente "imitões". O editor Bruno Salutes escreveu algo sobre isso há duas semanas, leia:

Nada é original

Convenhamos: fora o primeiro iPhone, lançado no longínquo 2007, praticamente nenhum outro smartphone é original. Todos copiaram o formato retangular vertical com uma tela na frente e câmera na traseira. Com a Nokia tivemos aparelhos realmente bizarros, e algo foi ensaiado com o FlipOut da Motorola, mas não dá para negar: todos os smartphones de hoje são cópias do primeiro aparelho da primeira empresa que percebeu que telas grandes de toque eram a melhor ideia possível. No caso, a Apple.

motorola flipout
Quem o FlipOut imitou? Você gostava da ergonomia dele? / © Motorola

Mais um exemplo. O cartão microSD nos smartphones foi outra ideia adorada por muitos. Essa não é original do iPhone, chegou até antes, em smartphones anteriores ao uso da tela de toque grande e colorida. Devemos rechaçar as empresas que adotam esse recurso ainda hoje em seus aparelhos? Eu não faria isso.

Estamos vivendo em uma época em que é realmente difícil ser 100% original, já que há muito de muita coisa espalhada por aí. É quase impossível criar algo sem esbarrar em uma ideia muito parecia de alguém. Pergunte isso a Guillermo Del Toro, autor, diretor e produtor do melhor filme do Oscar 2018, A Forma da Água. Ele está sendo processado por plágio, mas será que é mesmo tão difícil assim ter ideias parecidas?

first iphone 2007
Adão e Eva dos smartphones com tela de toque, o primeiro iPhone é "copiado" até hoje / © Apple

Logicamente, há limites. As empresas de smartphones passam os dias espionando umas às outras para saber o que vão fazer, ao mesmo tempo em que levam seus setores de P&D para trazer novos projetos, ideias e inovações. Quando a balança pende mais para o lado da cópia, isso causa estranhamento, mas causa muitas outras coisas.

Nós queremos mais opções

Imagine se cada smartphone no mundo fosse completamente diferente do outro. Complicado fazer esse exercício. Mas, se fossem, muitas empresas já teriam ficado pelo caminho, pois não há dinheiro que pague tanta pesquisa e desenvolvimento. E isso fica óbvio quando vemos as empresas imitarem a si mesmas.

Conhece a teoria do S? Dizem que as fabricantes, a cada ano, se alternam entre S e não-S. Em não-S, trazem aparelhos novos, cheio de funções novas, pronto para quebrarem barreiras. No ano seguinte, um ano S, descansam seus lançamentos e trazem produtos parecidos com os do ano passado, apenas aprimorados, para ter fôlego para o ano seguinte. O que você acha que é o Galaxy S9 perante o Galaxy S10? Uma versão S do S8.

E se apenas um aparelho tivesse bordas infinitas e os outros não copiassem? E se esse único aparelho com bordas infinitas fosse lançado apenas em Taiwan e jamais chegasse ao Brasil, como você compraria um aparelho com essa preferência? Precisamos de opções parecidas, de valores e especificações variados, para termos poder de compra.

samsung galaxy s9 plus vs note 8 2 c2vx
Galaxy Note 8 de 2017 e Galaxy S9 de 2018. O quão diferentes eles são? / © AndroidPIT

Vendas, o cerne de tudo

Tudo sempre nos traz até aqui, não é mesmo? A venda, o lucro, é o que faz a roda girar. Sem vendas, o smartphone mais maravilhoso do mundo não se paga, e logo não tem uma próxima geração. Por isso, as empresas estão focadas no dinheiro, esse é um mundo capitalista, afinal. Prejuízo tira quase qualquer coisa da jogada.

Um exemplo que eu uso muito é o do polêmico Zenfone 5, que vem com um notch, um entalhe muito similar ao do iPhone X da Apple. Muitos ainda se perguntam o porquê de a marca ter feito isso, mas para mim não poderia ser mais claro: marketing. E um bom marketing leva a boas vendas.

Com o polêmico notch, o Zenfone 5 foi comentado em todos os grandes veículos internacionais de tecnologia, ganhou uma visibilidade monstruosa. Mashable, Unbox Therapy, The Verge, todos falaram do novo Zenfone, elogios e críticas. Se ele tivesse trazido um outro design, será que teriam falado tanto? Teriam dado essa propaganda toda de graça?

Os Estados Unidos são um mercado ainda muito pequeno para Asus, e com essa polêmica ele se tornou conhecido por todo o país, de graça. É o ditado “falem bem, falem mal, mas falem de mim” em ação! 

E mais: uma pessoa gostou muito do iPhone X, mas não quer pagar o preço absurdo que a Apple pede por ele. Ela procura uma alternativa na internet ou em uma loja. Encontra um aparelho muito similar por menos da metade do preço e boas especificações, um Zenfone 5. Você acha que ela leva um Asus ou um Galaxy S9?

AndroidPIT asus zenfone 5 5z 8117
O núcleo de toda polêmica, Asus Zenfone 5 / © AndroidPIT by Irina Efremova

Por isso, embora embaraçosa, a estratégia da Asus é normal e aceita no marketing. Pegue carona no mais famoso, depois você trilha seu próprio caminho. Aqui no Brasil a Asus já é conhecida, mas e nos Estados Unidos? Não. E esse é um ótimo jeito de conseguir esse reconhecimento. Uma última pergunta: por status, quantas pessoas no Brasil você acha que comprariam um Zenfone 5 por ele justamente se parecer com um iPhone X?

Resumo de um mundo ideal

O caminho da Asus e de outras que agem parecido, como eu disse, não é dos melhores. É uma aposta arriscada que, se falhar, mina a entrada da empresa em alguns países, e pode estragar o bom mercado que têm aqui. Mas a empresa achou que valia a pena arriscar. Outras empresas falham, mas a Asus já tem boa fama em outros produtos, têm uma vantagem.

Se sobressair em meio a tantos outros não é uma tarefa corriqueira. Ser original, apresentar inovação atrás de inovação… nem Samsung ou Apple conseguem isso. O ideal é seguir ideias como a do livro Roube Como um Artista, de Austin Kleon. Nele, o autor argumenta que vale sim roubar ideias dos outros, se inspirar, mas sempre copiando vários, pegando boas referências e, como resultado disso, trazer seu próprio trabalho. Vale muito a leitura!

AndroidPIT essential phone 7971
Seria o Essential Phone o "pai" do notch? E isso importa? / © AndroidPIT by Irina Efremova

Outro livro interessante é o Simply Brilliant: How Great Organizations Do Ordinary Things in Extraordinary Ways (Simplesmente brilhantes: Como ótimas companhias fazem coisas ordinárias de forma extraordinária), de William C. Taylor. Ele cita casos de sucesso de empresas que buscaram se diferenciar para serem incríveis.

“O segredo do sucesso é se tornar único e inimitável no mercado. Não é preciso ser um gênio da disrupção para criar uma identidade própria”, diz Taylor. É preciso encontrar a identidade única, pois “não é que falte inovação, mas as empresas estão todas buscando as mesmas coisas”, afirma.

E vencer é uma mistura desses dois conselhos. Junte as melhores ideias dos outros, cria a sua, crie algo único. Isso não significa um smartphone totalmente diferente de qualquer coisa já vista, e sim aprimorar o que já existe e apresentar de um jeito diferente.

O segredo pode nem estar no aparelho, o que você acha disso?

Os comentários favoritos dos leitores

  •   48
    Conta desativada há 6 meses

    Cada um tem o seu pensamento..

    Tem gente que acha falta de originalidade...

    Outros acham que se deve copiar o que dá certo...

    Não tem como ter smartphones totalmente diferentes um dos outros, pois há coisas que são tendências (não estou nem falando desse Notch que não gosto de jeito nenhum, independente da marca)...

  • Pedro Henrique há 6 meses

    A gente pode não curtir a Asus, mas vcs tem de concordar que a sacada deles foi genial. Aproveitou o sucesso do iPhone e lançou algo praticamente idêntico por um preço baixo. Esse deve ser o zenfone sucesso de vendas dentro da marca.

  •   85
    Conta desativada há 6 meses

    PQ tem imbecil que compra e se for copia de iphone ai q compra mesmo pra fingir q tem apple . Proxima pergunta

  • Fabiano Novaes Ferreira há 6 meses

    por quê os carros são todos iguais também?

    4 rodas com pneus de borracha no mesmo lugar, dois faróis na frente com farol alto, baixo e lanterna, lanterna traseira com luz de ré e freios, vidro único na frente, vidro atrás, retrovisor para ver o transito atrás, retrovisores laterais, dois bancos na frente e um banco de 3 lugares atrás (só estou usando um modelo hehehe).

    por que funciona?

    porque os smartphones tem que ser diferentes? tela gigante, camera na frente e atrás e alguns botões (e o conector de fone claro). é funcional.

  • Deivis Schuman
    • Mod
    há 6 meses

    Eu até curto a Asus, acho ela uma boa empresa!
    Mas o fato da copia que ela fez do Iphone X, é algo que não precisaria!
    Pois ela tem potencial pra fazer algo diferente!

52 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Os fabricantes não tem mais pra onde fugir em design - afinal não existem muitos meios de projetar uma barra retangular com tela. Mas esse negócio de copiar o entalhe do Iphone X é uma bobagem enorme, eu me sentiria até constrangido em sair na rua com um aparelho com esse negócio. A impressão que deixa é que a pessoa queria ter um iphone e não teve dinheiro pra comprar aí foi de asus. É vergonhoso


  • Se alguma fabricante de sucesso arriscou naquilo, bem provável que suas concorrentes o façam tbm. A pior coisa foi a Apple ter tornado essa entalhe popular, apesar de ter vendido menos e até ter diminuído a produção por causa disso, (de outras coisas tbm, como o preço e a falta do touch id), mesmo assim as outras fabricantes vão lá e "copiam" esse erro tbm, pra ver se faz sucesso e que se torne a nova criadora de tendências.


  • Eu penso que a questão de copiar é relativa. No caso do uso de slot pra cartões de memória ou o formato de um smartphone em ser retangular, com touchscreen e câmera na parte traseira é uma característica básica pra um dispositivo associado a praticidade de uso diário.
    Já o fato de copiar alguns detalhes que podem ter soluções mais práticas, isso sim, eu considero copia descarada. Como exemplo temos esse notch que poderia ser substituído apenas por uma faixa contínua na parte superior do aparelho de forma que fosse o mais estreito possível pra comportar apenas os sensores, câmera, flash e outras coisas necessárias. Algo como a Samsung fez.
    É compreensível essa atitude da Asus? É. Mas deixa aquela sensação de cópia, falta de criatividade e, se é que pode-se chamar assim, inveja, pelo fato de não procurar fazer algo que ainda que usasse esse recurso, mas de uma forma mais personalizada possível ou uma forma mais discreta ao invés de usar algo que logo de cara lembra uma outra fabricante.
    Posso estar errado nessa minha visão? Com certeza, eu posso. Mas...


  •   5
    Conta desativada há 6 meses Link para o comentário

    Com toda essa história de Asus copiando Apple é o pessoal malhando a Asus, a pergunta que não vejo é: como ela faz um smartphone igual ao X com metade do preço?


  • Legal demais esta inovações.


  • Como já dizia Lavoisier: "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma.", e nosso caríssimo Abelardo Barbosa: "Nada se cria, tudo se copia."

    A natureza das empresas de qualquer setor no mundo é copiar, se houver um minimo que seja de essência de um produto original dentro de um novo produto isso já é uma copia por assim dizer, mas ser criativo, deixar que sua mente exploda no momento de criar algo que é a sacada.

    A Asus quer fazer a diferença como várias outras empresas pelo mundo.


  • Uma empresa copiar, acho válido, mas todas querem fazer igual, aí fica feio kk


  • Simplesmente tendência ! Mas porque ?
    Porque ainda existem muitas pessoas que compram naquela história, "quero aquele smartphone com duas câmeras traseiras, que ficam na vertical, e que a seja tela nele todo, sem botões !" Claro, escolha qualquer um deles, todos são assim....


  • Gostei que a Asus aderiu minha sugestão de mudar os ícones, até mesmo da barra de navegação. Em relação ao design do Zenfone 5, foi legal em aproveitar um design diferentão. Mas, ela escorregou na borda superior da tela. Deveria ficar igual a inferior, para que tudo fique "alinhado".


  • Eu discordo em partes da matéria: copiar recursos como touchscreen e Cartão SD acho que está no limite da cópia, pois são pontos positivos , afinal se empresa que lançou não quisesse ser copiada
    teria patenteado.

    Por outro lado sou completamente contra a cópia de design principalmente se tratando de design duvidoso com do iPhone X , mesmo que não seja contra lei nem protegido por patente, pois isso tira a identidade das empresas, que tentam embarcar na janela do bonde de uma maior.


  • Bem, o que penso sobre isso: Copiar, todos copiam. Vale a pena copiar? Claro que vale a pena, principalmente quando é algo que venha a melhorar a experiência de uso. Qual o porém de quem exagera na cópia? PERDA DE IDENTIDADE! Imaginem se de repente a Samsung literalmente imitasse esse visual do iPhone X??? Cada gigante tem que ter seu estilo! Por exemplo: copiamos mas fizemos do nosso jeito.


  • Resposta simples: Criar gera muito tempo milhões ou bilhões, copiar gasta zero de criação preferem pagar royalties e mesmo não pagando as indenizações na justiça são irrisórias perante o gasto com a criação, os produtos são repetidos por não se pode mudar um plataforma ou linha de produção já criada e funcional sem mais nem menos


  • por quê os carros são todos iguais também?

    4 rodas com pneus de borracha no mesmo lugar, dois faróis na frente com farol alto, baixo e lanterna, lanterna traseira com luz de ré e freios, vidro único na frente, vidro atrás, retrovisor para ver o transito atrás, retrovisores laterais, dois bancos na frente e um banco de 3 lugares atrás (só estou usando um modelo hehehe).

    por que funciona?

    porque os smartphones tem que ser diferentes? tela gigante, camera na frente e atrás e alguns botões (e o conector de fone claro). é funcional.


  • A questão é que a grande maioria acha que todas empresas copiam da Apple e que só ela cria!
    O que não é verdade. Basta uma pesquisa pra ver que não é bem assim!
    E a Apple sim copia as tendencias do mercado! Cito dois exemplos que são as telas infinita e as câmeras duplas. Não foi ela quem criou, já existiam e ela trouxe pro Iphone!


  • Copiar um ou outro detalhe faz parte, visto que, se tende a imitar o que teoricamente dar certo, o problema é que as fabricantes estão fazendo xerox de smartphones de outras marcas, deixando tudo igual.


  • Tela infinita vem muito antes da Samsung Apple etc vem lá da china um vivo pesquisem ,e outra o que mais pode se feito ?um smartphone não tem uma superfície tão grande assim para possibilitar tantos formatos diferentes , é o seguinte fica essa briga chata de quem copiou quem coisa burra por parte das pessoas.


  • A ideia de copiar o outro não me agrada em quase nada. Se tratando desse notch então...
    Exemplos de "inovação" que conquistam uma nova legião de usuários que adotam esse novo não faltam, e cito exemplos:
    - No primeiro caso, a Nokia/Microsoft com o seu novo OS. Claro que, entre erros e acertos, o Windows Mobile chegou ao fracasso. Mas será que o erro foi trazer o novo à tona? Claro que não! Usaram de uma estratégia errada em disponibilizar um sistema sem uma retaguarda forte para incentivar desenvolvedores a apostarem em criar (tornar seus aplicativos acessíveis).
    - A Lenovo tá aí com seus smarts "diferentes" (caindo no gosto ou não). Mas, especificamente, seus MotoMods. O erro de estratégia está em trazer a "inovação" ou de conseguir mantê-la por causa de seus preços absurdos? Claro que o preço vai sustentar toda a cadeia, mas tem chinês por aí fabricando smarts bons a preço de banana, e a Lenovo é oriental!
    Enfim...
    Inovar e seguir fora dessa nova tendência é o forte e garante uma identidade, marca seus produtos ao longo da história e conquista usuários fiéis. A estratégia a ser definida é o que parece trazer problemas à criatividade.


  •   48
    Conta desativada há 6 meses Link para o comentário

    Cada um tem o seu pensamento..

    Tem gente que acha falta de originalidade...

    Outros acham que se deve copiar o que dá certo...

    Não tem como ter smartphones totalmente diferentes um dos outros, pois há coisas que são tendências (não estou nem falando desse Notch que não gosto de jeito nenhum, independente da marca)...


  • A gente pode não curtir a Asus, mas vcs tem de concordar que a sacada deles foi genial. Aproveitou o sucesso do iPhone e lançou algo praticamente idêntico por um preço baixo. Esse deve ser o zenfone sucesso de vendas dentro da marca.

Mostrar todos os comentários

Recommended articles