O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
5 min para ler 120 Compartilhado 77 Comentários

Porque o Windows Phone morreu? Cinco motivos e um bônus nacional

Recentemente, a Microsoft anunciou, de uma jeito pouco oficial — por meio da conta de Twitter de um executivo, Joe Belfiore — que o Windows Phone está, de fato, morto, e agora enterrado pela Microsoft. Conserto de bugs e atualizações de segurança estão garantidas enquanto existirem pessoas usando a plataforma e demandando deles, mas é só. Ou seja, nada de Surface Phone nos próximos anos. 

Isso me fez lembrar da notícia que escrevi em 2014 de que o Windows Phone era o segundo sistema operacional mais utilizado no Brasil, atrás do Android, é claro, mas na frente da Apple. Também, pudera, enquanto a estratégia da Apple foi sempre de apostar no premium, a Microsoft, junto da Nokia, estava no caminho certo de oferecer produtos com um bom custo-benefício. O que eles não imaginavam no início de 2014 é que aquele aparelho lançado pelo Google com a Motorola em novembro, o Moto G, impactaria não apenas na parcela Android do mercado, mas nele como um todo, e que logo esse discurso de custo-benefício seria incorporado por todas as fabricantes. 

Bônus: o efeito Moto G no Brasil

Você pode achar que eu estou exagerando, mas vale lembrar que o Moto G, primeira e segunda geração, foi o modelo mais vendido no ano seguinte, 2014, tanto no Brasil quanto na América Latina. Mas para além do Moto G aqui no Brasil, o que mais atrapalhou a Microsoft e seus aparelhos Nokia rodando Windows Phone? De certa forma, grande parte das boas decisões da Microsoft ou encontraram um obstáculo no caminho, ou foram feitas no tempo (ou melhor, timming), errado. 

Cinco motivos do fracasso do Windows Phone

PC no centro de tudo

Não, não podemos fizer que a culpa é do computador, mas que a demora da Microsoft em ver que o mundo estava se tornando móvel e que não estava apenas indo na direção dos notebook, laptop e tablet, é uma das razões do fracasso do Windows Phone, especialmente no que diz respeito a timming. Enquanto todas as fabricantes estavam se voltando para o Android e para seus smartphones, a Microsoft estava de olho no mercado de computadores, trabalhando apenas no Windows. O Android enquanto plataforma aberta e “grátis” do Google surgiu em 2007, o Windows Phone levou mais três anos para nascer, chegando apenas em 2010.

AndroidPIT e reading 0887
A Microsoft tentou levar o Mobile para o PC / © ANDROIDPIT

Nokia

A começar pela Nokia, não há dúvidas de que a Microsoft fez certo ao comprar uma companhia conhecida por seus aparelhos de qualidade fabril e uma marca forte em vários mercados. É a estratégia Apple de controlar hardware e software que também deu certo para Google e Motorola por um tempo. Porém, aquele vai e volta de chamar de Nokia ou de chamar de Microsoft não ajudou. Fora que durante muito tempo, a Microsoft tentou empurrar seu sistema operacional para fabricantes que trabalham com Android, sem sucesso. Era setembro de 2013 quando a Microsoft comprou a Nokia, um pouco tarde para quem já estava perdendo espaço. 

AndroidPIT e reading 0878
Ah, os Lumia / © ANDROIDPIT

Sistema operacional

Por vezes, é melhor fazer o feijão com arroz do que inovar, não é mesmo? Pois é. Desde sempre, o Windows Phone foi, no geral, um sistema operacional bastante elogiado, que conseguiu de fato se aproveitar do casamento hardware e software e que trouxe inovações como aplicativos que funcionavam como widgets, porém, desde sempre, a briga maior é em torno das plataformas, mas do que dos fabricantes. Pergunte a um usuário de iPhone porque ele não vai para o Android.

Você encontrará argumentos para todas as respostas dele — a da câmera é uma das mais fáceis de rebater —, mas quando ele disser que gosta do sistema, você terá perdido essa batalha. Não é impossível aprender a mexer em outro sistema operacional, mas ninguém efetivamente gosta de sair da sua zona de conforto. E mudar de sistema operacional é muito mais complicado do que mudar de marca de smartphone.

Opinion by Emily Canto Nunes
Eu testei um Windows Phone no passado e... gostei! 
O que você acha?
50
50
749 participantes

E foi aí que o Windows Phone se complicou: com Android consolidado com opção ao iOS, pouco espaço sobrava para a conquista de usuários para uma nova plataforma. E nesses momentos, ser uma plataforma muito diferente das outras disponíveis, parece mais atrapalhar do que ajudar, especialmente se você é paga e fechada e o concorrente “grátis”e aberta.

Aplicativos

Bom, essa é velha, mas vale a pena relembra. No início da corrida, o desenvolvimento era feito primeiro para iOS, depois para Android e por fim para Windows Phone. Com o passar do tempo, esse pódio até se inverteu, com alguns apps saindo antes para Android ou ao mesmo tempo que para iOS, mas para Windows Phone, por vezes nem saía.

E não tem nada mais frustrante do que ter um smartphone, mas não ter como baixar aquele app do momento que está todo mundo testando. Vamos lembrar aqui do Instagram, que demorou séculos para chegar descendentemente à plataforma da Microsoft. E não necessariamente é culpa da Microsoft, a gente sabe que eles investiram até dinheiro para trazer mais apps e mais rapidamente à loja, mas uma comunidade de desenvolvedores não chama assim por acaso, é ela que de certa forma dita o passo do desenvolvimento de novos aplicativos e versões. 

Usuários 

Esse, na verdade, é o motivo número pelo qual o Windows Phone não deu certo. Nada sobrevive sem usuários usando a plataforma, exigindo melhorias e mais aplicativos disponíveis. Nesse tópico os culpados podem ser muitos, inclusive o marketing, que pode ter faltado aqui, mas a verdade é que sem crescimento na base de usuários, nada sobrevive, nem o Orkut, não é mesmo?

E você, lembra de mais algum motivo para o fracasso do Windows Phone?

120 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Chatty Brazil há 6 dias

    No site "windowsteam", se você fizer algum comentário do Windows Phone do tipo que está no anúncio, eles lhe expulsa do site. Lá, neste site, você só pode fazer elogios ao Windows Phone.
    Mesmo que você faça um comentário técnico e respeitoso, eles lhe expulsa.
    Lá, você só tem duas opções para não ser expulso: Ou você fica mudo, ou você elogia o Windows Phone.

    Este comportamento dos usuário do Windows Phone, também contribuiu para o fracasso neste setor mobile da Microsoft. Pois, se só tem elogios, logo, não precisa de melhorias.

    Já os usuários dos iPhones, chegam a ser "chatos" de tão exigentes que são. Qualquer coisinha errada no sistema ou em algum aplicativo, os clientes da maçã caem matando na Apple exigindo solução. Por isso o iOS funciona redondo.

    O respeito ao FeedBack é crucial para o aprimoramento de uma empresa.

  • Luiz Henrique há 6 dias

    O Windows Phone morreu simplesmente porque a Microsoft sempre tomou uma posição de abandono em relação a ele. Poucas pessoas estão dispostas a gastar dinheiro em um celular que, além de quase não ter apps, tem um futuro incerto em relação aos consolidados iOS e Android. Se a Microsoft tivesse investido pesado e tomado uma postura clara de que iria continuar desenvolvendo e evoluindo o SO talvez tivesse vingado.

  • Pedro Jr há 6 dias

    Entrou muito tarde. O Ios e android já estavam mt consolidados no mercado. A microsoft nunca acreditou num futuro “pc de bolso”
    Para eles o que dá mt dinheiro ainda é Windows, Office pro e onedrive

  • Willy Milane há 6 dias

    Na minha opinião a Microsoft até fez um sistema sensacional, mas com muitas deficiências e não estou falando da falta de apps, mas sim do sistema mesmo. Um exemplo simples, navegar na Internet que é muito prazeroso no Android e IOS, era simplesmente um inferno no Windows Phone/10 Mobile. Os navegadores próprios da Microsoft como o Internet Explorer e o Edge ofereciam experiências sofríveis. E não falo isso por achar, eu tive três aparelhos com o sistema da Microsoft e posso falar com conhecimento de causa.

  • Maicon Bruisma há 6 dias

    Usei muito, gosto do sistema, mas o que fez ele dar errado foi uma série de coisas. Primeiro, a Microsoft matando as versões anteriores e assim perdendo suporte dos apps (wp7.1, 7.8, 8 e 10); apps esses que já não eram os melhores; fazendo com que os usuários saíssem da plataforma e possíveis usuários desistissem; o sistema atualizou e perdeu a fluidez e qualidade da câmera, fazendo com que mais usuários (exemplo eu) saíssem enquanto dava pra revender seus aparelhos; agora a Microsoft matou o sistema de vez, e quem comprou algum lumia esse ano ou ano passado só vai ter suporte para atualizações de segurança, pessoal diz que isso não significa que está morto mas logo os apps param de funcionar como deveriam, o aparelho fica só pra uso como player ou câmera, sendo que a função do smartphone é substituir isso, se é pra ter outro aparelho só como câmera ou player ou GPS ou qualquer coisa, é melhor comprar então os objetos em questão.
    O erro foi a Microsoft ser incerta, seja no sistema, seja nos aparelhos.

77 Comentários

Escreva um comentário:

  • Faltou citar o "mau-olhado" dos antigos usuários do Symbian, que viram o nome da Nokia afundar de vez, ao atrelar o nome da gigante finlandesa ao Windows Phone... Brincadeiras a parte, não fará tanta falta.


  • Eu ainda tenho guardado na caixa e um Lumia 1520. De vez em quando eu o tiro da caixa e tiro umas fotos com ele.


  • "Enquanto todas as fabricantes estavam se voltando para o Android e para seus smartphones, a Microsoft estava de olho no mercado de computadores, trabalhando apenas no Windows. O Android enquanto plataforma aberta e “grátis” do Google surgiu em 2007, o Windows Phone levou mais três anos para nascer, chegando apenas em 2010."
    Ok, mas você desconsiderou que a Microsoft tinha um projeto para o mercado mobile, que era o Windows Mobile, que entre 2008 e 2010, estava na versão 6.x.
    Tudo bem que isso não invalida o argumento (que na verdade, é um fato, que o próprio CEO reconheceu recentemente) de falta de timming, já que o Windows Mobile 6 ainda tinha a mesma pegada do BlackBerry OS e do Symbian 9.3 (S60v3), mas é importante destacar isso pra não cometer injustiça.


  • "Porém, aquele vai e volta de chamar de Nokia ou de chamar de Microsoft não ajudou."
    Mas que vai e volta?
    Quando a Microsoft colocou sua marca em um Lumia, ela nunca mais usou a marca da finlandesa em um aparelho da mesma série.
    Você confundiu com a Lenovo, que não sabia se removia a marca da Motorola ou não.


  • "não há dúvidas de que a Microsoft fez certo ao comprar uma companhia conhecida por seus aparelhos de qualidade fabril e uma marca forte em vários mercados."
    Sim, há dúvidas.
    A qualidade fabril, a mão de obra, as patentes por si só não eram garantias de que o Windows Phone seria beneficiado. A marca "Nokia" em meio a tudo isso era mais determinante. Tanto é que as coisas começaram a dar errado quando, no selo de garantia, ao invés de aparecer "Produced by Nokia Corporation" aparecia "Produced by Microsoft Mobile Oy". E desandaram ainda mais quando o Lumia 435 era um modelo com a marca "Microsoft" e não com a marca "Nokia". Pra começar, a verdadeira Nokia não nomeava um modelo com a inicial "4" porque era uma superstição dela, e na primeira oportunidade, a Microsoft mudou isso.
    Se o acordo não previa o uso permanente da marca que ajudou a levantar o Windows Phone, então não dá pra dizer que essa compra foi a coisa certa, sabendo o que deu 3 anos depois.


  • eu gostava muito do Design deles só que a a loja de apps era muito pobre e isso dificultou muito o Progresso do sistema fora que muitos aplicativos não funcionavam direito nele



  • Minha mae tinha um Windows Phone, o pouco que mexi nele eu ate que gostei do SO, mas acho que boa parte do fracasso foi pela escassez de apps em sua store. Um exemplo simples: Candy Crush Saga ate aparecer no store do Windows levou mais de 3 anos (o tempo que minha mae teve um Android que jogava isso e depois foi pro Windows Phone), imagino outros apps... Nao adianta nada ter um smart que nao tem aquele app que vc precisa


  • 'Eu teste o Windows Phone e gostei' - GOSTEI MESMO. Jamais cogitei ter um, embora ainda fique boquiaberto com a qualidade da camera de alguns, ANOS DEPOIS!
    Num mundo onde so existisse ios e WP, eu ficaria com WP.


  • Eu era um usuário do Lumia 730. Quando o sistema surgiu, achei ele muito promissor. Queria experimentá-lo. Quando surgiu o Windows 10 Mobile, a expectativa de que houvesse uma reviravolta no sistema ainda existia, mas aí vieram as decepções. A começar pela primeira atualização oficial do Windows 10 Mobile. A Microsoft simplesmente abandonou a série X30 e X40, liberando uma versão gambiarra, onde faltava otimizações e atualização de firmware (que só atualizaram nos X50). Quem usou viu que a câmera, após a atualização, ficou péssima. Esperei que a Microsoft repensasse na segunda att, mas foi a mesma coisa. Um sistema pouco otimizado, onde ficava na tela CARREGANDO com frequência. Outro ponto é que sempre acompanhava notícias do sistema, e via que ela trazia novos recursos somente ao Desktop, e no Mobile só correções de bugs, mas corrigia um e aparecia dois. Vendo que se não vendesse meu aparelho logo, ele seria totalmente desvalorizado, passei ele logo para frente e adquiri o LG G3. Vi que foi uma das minhas melhores decisões. Não digo que o sistema não era bom, mas estava na cara que a Microsoft não dava atenção ao seu próprio sistema, principalmente na questão de seus aplicativos.


  • Tenho um lumia 930 guardado numa gaveta. E sério, acho um aparelho sensacional, mesmo para os dias de hoje. Super moderno, sólido, poucas bordas, camera decente, não trava e é rápido. Pena que os aplicativos não chegaram no windows mobile, e o sistema caiu no esquecimento. É um bom sistema.


  • Acho uma pena, porque a usabilidade era boa. Mas entre outras coisas, só ter meia duzia de apps no store acho que acabou sendo um golpe fatal...


  • A Microsoft criou e matou o Windows Phone!
    Um sistema que tinha muito potencial, pois era muito fluido e bem feito. Tive um Lumia 640 XL que era muito bom!


  • A falta de suporte para os sistemas antigos foi uma das causas. Você tinha a versão WP7.1 perdeu o suporte em pouco tempo. O Android 4.4 tem 4 anos e os apps tem suporte total.
    A falta de Apps e o suporte inconsistente dos alps que tinham.
    A total falta de timming para fazer um sistema com todos os recursos dos outros sistemas.
    Ou talvez a Microsoft só lançaria um sistema mobile se fosse igual o Windows Phone. Porque capacidade de fazer um sistema similar ao Android e o iOS ela tem.
    Fez um launcher e muito apps bons para o Android.
    Talvez futuramente ela lançe um smarthone android em parceria com alguma empresa, com todos os Apps que ela fez.


  • Usei muito, gosto do sistema, mas o que fez ele dar errado foi uma série de coisas. Primeiro, a Microsoft matando as versões anteriores e assim perdendo suporte dos apps (wp7.1, 7.8, 8 e 10); apps esses que já não eram os melhores; fazendo com que os usuários saíssem da plataforma e possíveis usuários desistissem; o sistema atualizou e perdeu a fluidez e qualidade da câmera, fazendo com que mais usuários (exemplo eu) saíssem enquanto dava pra revender seus aparelhos; agora a Microsoft matou o sistema de vez, e quem comprou algum lumia esse ano ou ano passado só vai ter suporte para atualizações de segurança, pessoal diz que isso não significa que está morto mas logo os apps param de funcionar como deveriam, o aparelho fica só pra uso como player ou câmera, sendo que a função do smartphone é substituir isso, se é pra ter outro aparelho só como câmera ou player ou GPS ou qualquer coisa, é melhor comprar então os objetos em questão.
    O erro foi a Microsoft ser incerta, seja no sistema, seja nos aparelhos.


  • Foi um sistema bom,mas pra competir com Ios e Android se torna muito complicado,pois o Android cresceu bastante no setor mobile e a MS so investe mas nos Pcs e vice-versa.



  • Tive um Lumia 930 que era muuuito top, bela construção, tela linda, câmera traseira porreta....saudades 😥😥

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi