Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Porque o seu smartphone mid-range é exatamente o que você precisa

Porque o seu smartphone mid-range é exatamente o que você precisa

Ao prestarmos atenção demasiada em gigahertz, gigabytes, megapixels, e outras letrinhas relacionadas aos futuros smartphones topo de linha, esquecemos que aquele modelo intermediário responde muito bem ao que precisamos em 90% do nosso cotidiano. 

É verdade! Nós sempre desejamos ter aquele smartphone de última geração e, quando o bolso permite, não nos importamos em desembolsar um valor surreal para ter o telefone. O problema é que muito dificilmente nós usamos 100% do potencial que o modelo oferece.

O fato é que quase sempre um telefone mid-range responderia tranquilamente ao que precisamos no dia a dia. É como comprarmos uma Mercedes para andar em São Paulo, quando um Hyundai HB20 já estava de bom tamanho para as nossas necessidades. 

Diga-me o que baixas...

Um exemplo que comprova isso: no final de janeiro deste ano, divulgamos a lista dos dez aplicativos e jogos mais baixados de 2015. No caso dos apps, nenhum deles era daqueles que fazem o smartphone “suar a camisa” (os quatro primeiros pertenciam ao Facebook, inclusive).

O mesmo vale para os games, cujo ranking era formado basicamente de títulos casuais, leves e que exigem pouca coisa do hardware. Confira na imagem abaixo:

ANDROIDAPPSMAISBAIXADOSOK
Os apps mais baixados de 2015 funcionam muito bem em um smartphone mid-range  / © ANDROIDPIT

Dando agora um outro exemplo pessoal: entre 2013 e 2014 trabalhei na área de conteúdo do maior site de download de aplicativos da Europa. Nas reuniões de pauta, havia a eterna discussão com o pessoal de análise de tráfego: nós, jornalistas, queríamos criar pautas que destacassem todo o acervo de apps do site. O analista de tráfego queria a criação de conteúdo focada apenas nos aplicativos que traziam tráfego para o site.

Só que eles tinham um ponto tanto quanto irrefutável: do acervo de dezenas de milhares de aplicativos e jogos, pouco mais de 100 deles eram os responsáveis por 85% de todo tráfego de downloads. E adivinhem quais eram os apps campeões desse ranking? Whatsapp, Skype, Instagram, Facebook, entre outros softwares mobile que rodam perfeitamente em qualquer smartphone. Nenhum programa mais pesado estava sequer entre os 70 primeiros. 

Tente entender melhor como você usa seu smartphone

Claro que existe também aquela parcela do público fã de fotografia ou de games mobile bem trabalhados e complexos. Nesse caso, a configuração poderosa da câmera, do processador e da GPU são realmente importantes. Aí sim um Galaxy S7, um Moto X ou um Xperia Z5 podem fazer toda a diferença.

Contudo, a maioria das pessoas se satisfaz fazendo uma foto com seus amigos ou de uma paisagem, aplica um filtro e compartilha a imagem em suas redes sociais; ou fica feliz jogando seu Candy Crush Saga. Coisas que um Zenfone 5 ou Galaxy J5 fazem com perfeição. 

Entendam, não estou defendendo um nivelamento por baixo no lançamento de novos smartphones. Modelos high-end são importantíssimos para mostrar novos recursos e tecnologias e fazer com que elas ganhem escala, de forma a permitir que smartphones intermediários ganhem estas mesmas funcionalidades mais a frente.

Apenas acredito que, muitas vezes, damos um valor exagerado ao hardware, ao processador, ao novo sensor da câmera, a GPU. Com isso, queremos sempre um top de linha mais novo, mais avançado e nos sujeitamos a pagar (caro) por algo não aproveitaremos em sua totalidade, até porque não precisamos.

E você, está satisfeito com seu smartphone e aproveita todo o seu potencial? Ou acha que apenas um top de linha resolverá os seus problemas?

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Eduardo Rocha 14/02/2016

    Ai tem gente que compra um super master topo de linha só pra usar Facebook e WhatsApp... Vai entender!

  • Brenner Almeida 14/02/2016

    Queria ter notados isso nos idos 2012, gastei uma fortuna na época com um galaxy note 2 para ter usado a S Pen umas 10 vezes, após esse quebrar comprei um 4s e então, por ter gostado do sistema da Apple, gastei um outra fortuna num IPhone 6 no lançamento do mesmo, câmera e processamentos excelente, mas frágil, caiu e estilhaçou, como a Apple queria me cobrar 1500 para realizar a substituição, o vendi e comprei um intermediário Android mesmo, e não poderia estar mais feliz. Esse vibe a7010 me atende perfeitamente, a câmera não é das melhores, mas como não sou fotógrafo só usar o retrica que tudo fica belo, a bateria é excelente, sem contar features como a personalização e o sensor biométrico. Moral da história, nunca mais gasto mais que 1200 num celular, que pode quebrar as qualquer momento, ou ser roubado.

91 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  •   35
    Conta desativada 06/06/2016 Link para o comentário

    Só compraria um top de linha se meu carro fosse blindado e meu trabalho tivesse 100 seguranças todos armados.


  • Não viveria sem um smartphone top de linha, pois gosto de games bem elaborados e uma excelente câmera é indispensável para mim.


  • Eu adquiri um Galaxy Note 4 há 01 ano e com o tempo percebi que eu não precisava ter investido tanto num smartphone...mas estava na fissura de ter um bom aparelho que não me deixasse na mão, a coisa da Spen também achava que ia resolver meus problemas que iria anotar tudo etc. No final, claro ele é ótimo mas não precisava de tanto pelo pouco que uso, vou ficar com este até acabar e com certeza o próximo será mais simples.


  • Dei meu Moto g 2ª geração e comprei o Moto g 3ª geração e não me satisfez... Pra mim, paguei mais pelo mesmo, a câmera é ótima e certificação contra água mas queria um processador gráfico mais parrudo e 2Gb de memória RAM, o meu só tem 1Gb


  • Tem que ver a qualidade tmb, pq desempenho muitos smartphone dao conta. Eu por exemplo, uso um galaxy note por conta principalmente da caneta s-pen , com funções que nao encontro em nenhum outro smartphone, alem de uma boa bateria, tamanho de tela e uma excelente camera (outros pontos fundamentais que dificilmente encontro noutro aparelho)


  • Por que aparelhos Mid end , já conseguem dar conta de tudo o que voce precisa no seu dia a dia , então se for comprar de Mid End até High End nunca terá problemas de memoria Ram/Memoria interna/bateria/atualizações igual teria em um low end por exemplo.


  • Eu gosto do meu Galaxy E7 mas não estou satisfeito pela falta de atualização.


  • Adoro o meu z3 compact!


  • Mas deve-se levar em consideração o tempo no qual a pessoa fica com o smartphone. Comprar um top de linha todo ano é uma história, mas comprar um top de linha a cada 5 anos é outra.


  • Eh aquela velha história: Queremos comprar aquilo não precisamos com o dinheiro que não temos...


  • Então Mr explique como um jogo mais pressão vai rodar num mid range a ponto dele se tornar um dos mais baixados? Talvez a situação seja o inverso do que vocês analisaram. os jogos mais simples são os mais baixados pq tem o maior número de celulares que rodam.


  • E qm disse que o app do Facebook não faz um mid range "suar a camisa" kkkkkk sapoha trava tudo as vezes..... Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk


  • Ótima matéria, meus parabens!!


  • Por isso comprei um Galaxy Y em vez de um S6 ◔ ⌣ ◔


  • Devo discordar do artigo. Por mais que muitas vezes toda potência do top de linha não seja utilizada a tendência deles é durar mais, tanto por serem mais atualizados, tanto por que possuem hardware melhor. Prefiro comprar um top e ficar com ele durante 3 anos sem ter problemas do que trocar de intermediário de ano em ano, sai mais barato e o aparelho é obviamente melhor.

    Mas isso sou eu, para quem vai trocar todo ano de aparelho independente de como o seu ainda está é melhor pensar desse jeito mesmo


    • O que de certa forma da na mesma, um high end custa por volta dos R$ 3.000,00, enquanto um mid range por volta dos R$ 1.000,00, vc trocando a cada três anos seu top e uma pessoa todo ano o intermediário em termos de valores não tem diferença, claro que se tratando de hardware muda bastante, mas financeiramente não.


      • Discordo totalmente total tenho um mid range a dois anos, estou pensando em trocar esse ano em novembro, ou seja, vão fazer três anos, isso de trocar o aparelho todo ano é simplesmente ostentação.


    • durando 3 anos sim mas tem gente q compra um novo todo ano so pra usar facebook


      • Exatamente Rafael acho muito ostentação essa onda de trocar aparelho todo ano para a cessar somente rede social. Mas quem tem dinheiro sobrando faz o que quer, como há certos usuários de iPhone que quando é indagado porque usar iPhone me responde que é porquê fica tudo mais fácil usar somente um botão para tudo. Tenha santa paciência só modismo.


      • Minha prima... Fico me perguntando: Pra quê tudo isso? Só compro um novo quando vejo que ele não está mais dando conta do trabalho pesado, apps e atualizações de sistema que exigem mais hardware, e gosto de esta sempre com a última versão do software


  • Intermediários não atendem meu uso porque sempre uso muita emulação e para isso um hardware de ponta é essencial!


  • Concordo plenamente, eu tinha um galaxy S4 e ele me atendia muito bem, não travava e não dava nenhum problema, infelizmente ele parou de carregar e tive que trocar, acostumado com um aparelho de ótimas características, migrei para o moto x play, que me atendeu muito bem tbm a altura do saudoso S4


  • Por isso meu oneplus onde está firme e forte até hoje.


  • É como sempre digo gente!
    Uns 80% ou até mais, não compram Smartphone aq no Brasil visando primeiro as especificações, mas sim pela aparência! Se o Smartphone funcionar Whattsapp, Facebook e rodar algum joguinho simples como Candy Crush, pronto! Tá ótimo! Por isso a Samsung vende muito. Todos os Smartfones dela rodam isso que falei, e juntamente com um visual bacana, isso atrai o brasileiro que já confia e é acostumado com a marca!


  • Apesar de concordar que a grande maioria não precisa de celular top, confesso que achei os argumentos insuficientes pra concluir isso.
    Em um universo de smartphones onde a minoria são de celulares tops, é de se esperar que a grande maioria dos downloads sejam de aplicativos leves ou médios. Uma comparação justa seria considerar downloads apenas a partir de smartphones tops.

    Fora isso, eu tenho um celular mid antigo, gostaria de ter todos os App do office da Microsoft e da Google no celular. Mas sei que vai ficar pesado. Assim tenho que escolher o que instalar. Ou seja, precisar de um top pode não ser querer rodar algo pesado, mas vários aplicativos mais leves que juntos se tornam pesados para um celular comum.


  • Duas coisas importantes para mim... Tamanho da tela (mínimo de 6 polegas) e duração da bateria (15 horas de uso moderado a intensivo assim que acordo pela manhã)... Depois vem preço, processador, memória interna e os outros aspectos.


  • Eu nunca achei correto esse termo entry mid top que Fóruns rotulam nos aparelhos, pois um top geração passada torna-se um mid atual que concorre com um mid lançamento, a grande verdade é que se tratando de Brasil ninguém esta a fim de pagar hoje mais de 1000/1500 em um aparelho, isso esta mais que provado devido as vendas dos aparelhos nessa faixa de preço se é mid top ultra não é a questão, mas sim o que a pessoa pode comprar nesse valor que venha com os recursos necessários mais avançados de que ela precisa independente de marcas, abaixo desses valores a gama de aparelhos bons são várias, basta a pessoa avaliar de alguma coisa que ela pode abrir mão, mas que não lhe fará falta alguma.


  • Cada um tem que saber aquilo que é essencial para si ao comprar produtos que variam tanto em preço e especificações. Pra mim o mais importante de tudo é uma boa tela, depois câmeras, em seguida vem hardware, proteção e funções extra. Não importa ser top, nem mid.. Pode ser um mais antigo q ate oferece mais confiança devido ao tempo que existe você pesquisando descobre se vale a pena, enfim.. Comprando consciente dificilmente vai se arrepender.


  • O S3 se acha barato por aí e digo que ele bate em qualquer intermediário de hj , só trocaria meu moto g 2 por um s3 :-D


  • Um bom Smartphone é aquele que atende suas necessidades! E os mid-ragens atuais na minha opinião pecam nesse sentido, principalmente em processamento e RAM, por mais que o usuário não utilize apps pesados, um dia ele pode querer baixar aquele joguinho mais pesado e aí???? Uma pena que os preços por aqui sejam fora do normal, pois seria legal se os "tops" fossem acessível, até para que você possa desfrutar de tecnologias que só alguns deles possuem. Se bem que ultimamente eles só vem se destacando pelo Design e já não oferecem tanta novidade assim.


  • O meu galaxy core 2 duos me responde bem as necessidades do dia. responde. nunca trava. basicamente perfeito.


  • Estou satisfeita com o meu smartphone(intermediário). Ñ preciso de tanto hardware assim.


  • Atualmente estou com um Lumia 930, cujo problema pra mim é a bateria, pois me acostumei com o Z2 e Z3, alem do 1520. Antigo, 60 mil pontos no Antutu, tela otima, design ótimo, câmera muito acima da média, desempenho espetacular. Meu amigo comprou um LG G2 por 650 novo, outro comprou um Mi 4 por 750, e ainda ja consegui um X 2014 por menos de 900. Um top antigo é muito mais negócio que um intermediario atual, a não ser que o intermediário seja muito bom por um preço bacana, tipo Vibe A7010 e Huawei Kiwi por 1200, o Moto X Play também esteve nessa faixa, porém dá pra conseguir um Z3 por 1400, que é melhor que esses intermediários. O nome diz, é médio.


  • Não uso meu smartphone pra jogos, ou nada que demande muito processamento. Todavia, Deus me livre de uma bateria pequena, uma tela HD e uma câmera mediana.


  • Prefiro pegar um top de linha antigo, que um intermediário atual, pego um top por pouco, se vou usar ou não os recursos, vejo depois. :)


  • Que título! Muito confuso, ultimamente tô abrindo o app do Androidpit e só pelo título nem abro a matéria, esse só abri pra ler o título inteiro, aliás isso poderia mudar com uma atualização no app. Não sei se é os redatores que não acham nada de interessante pra escrever, ou é o mercado que não está proporcionando boas matérias.


  • Ah ta .... Vou deixar de pegar um top de linha da geração passada, pra pagar um absurdo num intermediário.
    Peguem tops de linha da geração anterior à atual.


  • eu prefiro os intermediários pois possuem um equilíbrio em: desempenho, tela, hardware, câmera e bateria


  • Ótimo post,um caso de uso básico,sou eu mesmo que se eu pensar em instalar algum app ele estara disponível e claro,mesmo sendo um intermediário básico consigo ter em mãos tudo e mais além do que eu gostaria.


  • Eu uso o Moto G XT1040, e até agora ele supri minhas necessidades. :D


  • Por menos de 1000 reais, o redmi 2 pro já faz tudo que preciso.


  • Sempre usei intermediários e nunca severo falta de alguma característica mais premium.. Já fiz testes de tempo de abertura de apps com outros aparelhos mais 'poderosos' e muitos nem tem diferença.
    Vejo as fabricantes como focadas em nos dar a ideia de que precisamos de algo novo ou melhor a cada lançamento, trazem tecnologias muitos vezes imaturas como o leitor de digitais no S5, mas tecnologias em baterias por exemplo são negligenciadas.
    Acho que pouquíssimas empresas pesquisam o que nós consumidores queremos, acho que elas chutam e tomam conclusões precipitadas.


  •   22
    Conta desativada 14/02/2016 Link para o comentário

    Outra opção interessante é comprar um topo de linha e mantê lo por 2 a 3 anos.


  • ou então compra um high end do ano anterior ... o preço ( de aparelhos Android principalmente) despenca em alguns casos


  • As pessoas sempre procuram ter a grama mais verde que a do vizinho.
    Essa é a grande questão em quase todos os mercados brasileiros.
    Seja eletro-eletrônico, automotivo, motociclístico e por aí vai.
    Sempre se procura ter melhor que o do seu vizinho, amigo, etc.
    Com essa insana "preocupação" as pessoas não medem esforços para ter o melhor aparelho em mãos sem se preocupar com o preço e se o uso que se dará a ele vale o preço.
    Os intermediários evoluíram muito e já apresentam funcionalidades de hardware e software que só se encontrava em aparelhos topo de linha.
    Vem aí o Huawei Kiwi (Honor 5 na Europa) que traz o leitor de digitais aos intermediários.

    E você aí ainda acha que precisa gastar mais de R$3.000,00 com um aparelho?

    Eu não!


  • Melhor do que comprar intermediário é comprar um high end do ano anterior geralmente o mesmo preço dos intermediários bons e são melhores.


  •   99
    Conta desativada 14/02/2016 Link para o comentário

    Estou satisfeito com meu Moto X 2014


  •   16
    Conta desativada 14/02/2016 Link para o comentário

    Ótima matéria. Intermediários evoluíram muito e resolvem para a gd maioria dos usuários. Hj tenho um Lenovo Vibe e o Moto X Style. O Vibe dá conta tranquilamente das tarefas rotineiras, e já avalio se não seria o caso de vender o Style, q é superdimensionado para minhas necessidades. Nem game casual eu jogo ultimamente.


  • basta ser um quad core com 1gb de ram que já me atende bem, faço tudo com ele sem choro. Não vejo necessidade de gastar mais de 1000 reais em celular algum. Fiquei um ano e meio com um moto g 2013 e agora possuo um lumia 640, dois celulares que não tenho oq reclamar, ambos dão conta do recado mt bem


  • O que mais me interessa é a multi tarefas, deixar os apps abertos sem ter que se preocupar com travamentos, então os mid/high end de 2GB ou mais de RAM é o ideal para meu uso.


  • Rapaz, eu estou tão satisfeito com o Moto G 2014 XT1069 que na segunda feira de carnaval perdi ele durante uma bebedeira e hoje já vou comprar (usado) o meu terceiro exemplar desse ótimo smartphone!!! Ele me satisfaz por completo e olhem que sou usuário avançado e tiro o maior proveito de tudo que ele pode me oferecer!!! Kkkkkkkkk...o valor dele usado gira em torno dos 450 a 500 reais. Mas enfim, se aparecer uma oportunidade de conseguir um aparelho top de linha, claro que não vou excitar em ter um pra mim.


  • Meu S6 tá rindo da matéria. Enquanto as pessoas pagam R$1700 num modelo intermediário (Moto X Play, por exemplo) o Galaxy S6 é um excelente SmartPhone e seu preço está apenas R$300 mais caro, e ganha em todos os quesitos.


    • Falou tudo, quem compra motorola hoje não deve pesquisar nada


    • 1700 não deve ser barato para quase ninguém hoje em dia, aliás um mid desse valor não é mid... Até uns 1000 uma pessoa comum pagaria isso se não for beirando as casas do 700 que já vi muitos não gastarem mais que isso.
      No meu caso vejo muitos optarem por moto g, A5, etc...
      Eu pensava o mesmo po só 1700 tranquilo mas quando olha para o mundo a fora você percebe o quanto gasta em algo que muitos achariam ridículo ou você posta isso mesmo por não ligar para quem não tem uma boa situação 💵


      • Eu concordo sim que todos os usuários escolhem seu Smartphone pela classe que ele mais se encaixa no orçamento. Cada um tem suas preferências, gastos, salário, etc. Mas tem alguns que compram sem pesquisar antes.

        No meu caso eu estava com um Moto X2. Mas queria um nível a mais. Daí fiquei pesquisando por MESES vendo os Smartphones que se encaixam até quanto eu pretendo gastar: R$2000. Vi vários exemplos.
        LG G3, Xperia Z3 e Galaxy S5: mesmo nível do meu Moto X2;
        LG G4, Moto X Force e Xperia Z5: mais caro do que pretendo gastar;
        Xperia Z3+: passa dos 2 mil e já tenho um ferro de passar roupa em casa kk;
        Moto X Play: ok, ele consertou alguns problemas do meu Moto X2 (bateria, dual-chip e entrada para micro SD) mas... acrescentou outros (processador abaixo do meu, acabamento fraco, muito grande pra mim tava bom 5.2 polegadas e qualidade da tela um nível abaixo).
        Moto X Style: processador rápido, câmera boa, acabamento premium, tela de alta resolução, preço se encaixa, muito bom. Mas... muito grande, pra mim 5.2 polegadas seria perfeito.
        Galaxy S6: câmera excelente, tela ótima, tamanho ideal, acabamento premium, impressão digital, super processador, extras e se encaixa no meu orçamento. Perfeito é esse!

        A mesma coisa se encaixa na classe "mid-range". A pessoa faz um orçamento e pretende gastar até R$1000. Tem várias opções: Moto G3, Redmi 2, Quantum Go, Zenfone Go, LG G4 Beat, Galaxy A5, etc. A pessoa escolhe qual o melhor custo-benefício e escolhe o que melhor se encaixa.

        Meu raciocínio é o seguinte: independente de quanto pretende gastar PESQUISE, PESQUISE E PESQUISE MAIS! A pessoa que compra um Moto X Play não pesquisou direito, comprou por impluso. Se a pessoa tem R$2000 na mão, pra que comprar um Moto X Play sendo que tem opções muito melhores, com um preço mais baixo (Vibe A7010), preço equivalente (Zenfone 2) ou investir um pouco mais e ter uma experiência melhor (Galaxy S6). Bom, eu pesquisei muito e estou feliz com meu Galaxy S6!


  • e a camera é boa ? e o foco é rapido ? e o engasga com muitos aps abertos ? e as atualizações são garantidas ou eu tenho que ficar na mão da Cyannogem ?


  •   85
    Conta desativada 14/02/2016 Link para o comentário

    Realmente os intermediários são perfeitos para as tarefas diárias, mas sei lá, prefiro os tops de linha mesmo....


  • "moto g2 com marshmallow se apresentando ao serviço, senhor" :P
    "nenhum travamento, senhor"

    kkkkkk


  • Concordo plenamente, esses exageros de especificações cada vez mais altas são totalmente desnecessários, feitos apenas para encher os olhos, estou 100℅ satisfeita com meu Moto X Play


  • O meu atende a todas as minhas necessidades, mas acho que não uso 100% dele.


  • Troquei meu moto g 2013 por um LG G3 porquê queria ter um hi-end, no entanto o moto me atendia perfeitamente e tenho saudade dele. Já penso em voltar para um Moto G turbo por conta da certificação contra água e poeira mesmo tendo retrocesso em hardware, tela, cartão, bateria, enfim... são dispositivos muito distantes! No dia a dia até um Lumia 535 me atende.


    • se for pro moto g turbo... vai msm de moto x 2014 ou vibe a7010..valem mais apenas, especialmente o moto x 2014 q ja da pra ser encontrado por 1000 dilmas...


  • Ai tem gente que compra um super master topo de linha só pra usar Facebook e WhatsApp... Vai entender!


    • vdd. hoje em dia nego compra smart de 5k apenas pra isso (ou pra aparecer msm)


    • Aahuauhauhauhahuauhaa acabei de falar isso no meu comentário nessa matéria!


    •   16
      Conta desativada 17/02/2016 Link para o comentário

      hahahaha tipo isso! Tem uma senhora de uns 65 anos na minha academia que tem um iPhone 6S... Nada contra, se ela tem dinheiro pra comprar ou filho rico... mas poxa, precisa? E não só essa idade, vejo crianças com iPhone ou um Android top de linha e fico me perguntando se um dia vou chegar na metade da metade da metade da metade do caminho financeiro que os pais delas estão!


  • Queria ter notados isso nos idos 2012, gastei uma fortuna na época com um galaxy note 2 para ter usado a S Pen umas 10 vezes, após esse quebrar comprei um 4s e então, por ter gostado do sistema da Apple, gastei um outra fortuna num IPhone 6 no lançamento do mesmo, câmera e processamentos excelente, mas frágil, caiu e estilhaçou, como a Apple queria me cobrar 1500 para realizar a substituição, o vendi e comprei um intermediário Android mesmo, e não poderia estar mais feliz. Esse vibe a7010 me atende perfeitamente, a câmera não é das melhores, mas como não sou fotógrafo só usar o retrica que tudo fica belo, a bateria é excelente, sem contar features como a personalização e o sensor biométrico. Moral da história, nunca mais gasto mais que 1200 num celular, que pode quebrar as qualquer momento, ou ser roubado.


  • Qualquer intermediário com 2gb de RAM supri maioria das pessoas (sim 2gb porque 1gb trava pra cacete) a única coisa que realmente top de linha se destaca é em câmeras então quem gosta de fotos vai sempre tender pra querer tops de linhas

    Mas vem cá quem tem dinheiro pra comprar s6 vai querer A5, A7, moto x play?


  • Uso um LG L90 e sinto muita falta de uma câmera melhor. O tal do BSI (Backside Illumination) mais atrapalha do que ajuda (fotos sem flash em ambientes escuros não ficam lá muito legais, as com flash ficam com aparência esquisita, já que o flash não é dual-tone) e a câmera frontal produz fotos bastante pixelizadas. A resolução da tela não ajuda, e algumas fontes usadas pela LG na interface ficam serrilhadas. Já o tal do NFC, que vem como um "diferencial", é tão útil aqui onde moro como uma peneira é útil para tapar o sol. Trocaria facilmente essa função pelo USB On-The-Go, que faz muitíssima falta num aparelho com menos de 4Gb de memória interna. Pra não dizer que estou completamente insatisfeito, gosto muito do novo teclado da LG, que dispensa aquela tecla de símbolos para acessar os números, que ficam em uma linha na parte de cima. Ponto também para alguns extras bastante úteis como a ClipTray (uma clipboard múltipla que armazena vários textos e imagens copiadas, além dos últimos screenshots tirados), o CapturePlus (no navegador default, tira um print de cima a baixo da página e armazena na galeria. Uso bastante essa função), a personalização com temas e o meu favorito: o Knock Code.


  • poisé,tambem recomendo a todos que tem um bom celular intermediario que nem pensem em trocar,e se tiverem um celular bem ruinzinho,comprem algum intermediario no maximo, porque dificilmente ira precisar mais do que um intermediario proporciona


  • tenho um J5 e estou mt satisfeito com ele, amo a tela dele.


  • Tenho um LG G2, modelo de 2013, que continua firme e forte em 2016 e com expectativas de receber o Android M. Apesar de ser considerado um cel mid-range, não decepciona em relação aos mais modernos. Ótima câmera e velocidade de processamento, 2gb ram. Ah, paguei R$800 no extra numa promoção do ano passado.


  • É esse pensamento que as pessoas devem ter, uso um celular de entrada, depois da atualização pro Marshamallow me atende muito bem, mas sinto falta de muitas coisas que n poderia encontrar em um intermediario, só em um top de linha


  • Meu moto G 2 me atende perfeitamente , ainda mais agora que da pra usar o micro SD pra instalar jogos e apps só peca na bateria , eu jamais precisaria de um aparelho de 3 mil .


  • Para apps/jogos os midle end suprem com certeza a necessidade da maioria dos usuários , fotografia ainda não .

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.