O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site.

4 min para ler 241 Compartilhado 132 Comentários

Você ainda precisa de topo de linha ou um intermediário é suficiente?

Essa é uma pergunta que mais pessoas deveriam se fazer: eu realmente preciso do último topo de linha ou um aparelho intermediário é suficiente? Até porque a resposta é fácil: sim. Pode até soar um pouco injusto da minha parte defender os intermediários sendo que eu mesma faço mais testes de aparelhos premium do que de medianos, mas a verdade é que eu mesma não teria coragem de gastar muitos salários mínimos em um produto que pode quebrar ou ser roubado ou furtado ou mesmo perdido facilmente. Eu sempre digo que se fosse comprar um topo de linha, faria seguro, e repito isso aqui. É um investimento muito alto para não protegê-lo.

Mas para além da situação socioeconômica do nosso país e do autoconhecimento de saber que, sim, sou uma pessoa desastrada que perde, esquece e derruba smartphones, verdade seja dita: há intermediários realmente bons no mercado atualmente. Além disso, e muita gente da comunidade do AndroidPIT também já percebeu, os topos de linha do ano passado são os médios deste ano. Se você não tem necessidade de ter o último modelo da última semana, a estratégia de esperar pelo lançamento da edição do ano ano é a mais indicada, especialmente porque te dá a chance de ter um premium pelo preço de um intermediário.

A Apple sempre fez isso, como ressaltou a Stella em um artigo recente sobre essa necessidade das fabricantes de terem mais opções na prateleira, e agora outras grandes passaram a fazer também, às vezes até com os intermediários do ano anterior. Vá ao site da Motorola e você encontrará não apenas os últimos Moto G de quinta geração, mas também os da quarta geração à venda.

Nem sempre dá certo, porém, uma vez que essa estratégia depende do aparelho ter sido bem sucedido no mercado, ou seja, ter tido um sucesso de público (vocês, usuários) e de crítica (nós, que testamos os aparelhos). A LG, exemplo, não conseguiu fazer isso tão bem com a linha G porque o G5 foi um verdadeiro fracasso, já a Samsung vem fazendo isso desde o Galaxy S6 no ano de lançamento do S7, pelo menos.

AndroidPIT lg g5 friends 0370
G5 não virou opção de intermediário em 2017/ © AndroidPIT

Mas para além da estratégia de mercado, podemos falar dos hardware, e de como a evolução dos processadores vem beneficiando os intermediários premium os somente intermediários. Isso porque os processadores sofrem um efeito cascata que é positivo: a cada inovação anunciada na versão mais poderosa, todas as outras maiores ou mais importantes são, em grande ou pequena medida, levadas para as linhas subsequentes.

Ou seja, pegando a Qualcomm como exemplo, significa dizer que a linha 600 deste ano, considerada a intermediária, trará recursos da linha 600 do ano passado, mas também da linha 800, a topo de linha. Até porque não faria o menor sentido a fabricante de chipset jogar todas as inovações fora, não é mesmo? O melhor é sempre passar adiante e isso vem acontecendo há algum tempo.

moto g4 moto g5 plus comparativo sete
Motorola está vendendo a quarta e a quinta geração em 2017 / © AndroidPIT

Outra prova de que a evolução dos premium tem como consequência a melhora dos intermediários está nos conjuntos de memórias. Há alguns anos, não muito, uma smartphone premium tinha 3 GB de RAM e 32GB de memória de armazenamento. Hoje, conseguimos encontrar essa configuração em aparelhos entre R$ 1.000 e R$ 2.000 facilmente. E aqui não se trata apenas de uma régua que sobe e leva todo mundo junto, mas também de componentes que ficam mais baratos conforme se popularizam.

Hoje, um aparelho intermediário tem normalmente 2 GB ou 3 GB de RAM e armazenamento de 32GB e essas são especificações bastante satisfatórias para grande parte das pessoas. É legal ter um smartphone com 6GB de RAM e 128GB de memória de armazenamento. Não tenho dúvidas, mas será que ele é realmente necessário? Minha opinião é de que o custo aliado ao benefício é sempre o mais indicado.

E vocês, o que acham dessa comparação premium x intermediário?

241 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Léo Walk há 2 meses

    99% dos usuários de smartphones só querem um aparelho que não trave e não apresente a famosa mensagem de memoria cheia. Dito isso, os atuais devices intermediários que possuem de 2 a 3GB de RAM e armazenamento interno de 32GB são mais que suficientes pra população!!! Os 1% são justamente a galera hardcore que quer desempenho acima da média pra jogos e nisso preferem os top de linha...rsrsrsrs...

  • Luís Fernando B. há 2 meses

    A maioria dos usuários só precisam do smartphone para tarefas básicas, como redes sociais vídeos, músicas e algumas fotos. Considerando esse perfil de uso, os atuais intermediários atendem com folga esse público e por um bom tempo.

  • Laércio Henrique Da Silva há 2 meses

    Pra que comprar um top de linha?A maioria das pessoas só usa pra tirar foto e postas nas redes sociais, e mal sabem usar o whatssap.

  • marcelo m. há 2 meses

    pra mim só preciso de autonomia, o resto vem de brinde.

    email, rede social, notícias. só uso p isso.

    do que adianta um super celular que morre no meio do dia?

  • Alex Estamati há 2 meses

    Eu passei 4 anos com um Nexus 4, de 2012 a 2016, e ele me atendia muito bem com seus 16gb internos e 2gb de ram. Hoje estou usando um Zenfone 3 de 64gb/4gb e pretendo ficar com ele por 4 anos pelo menos, uso ele para taferas corriqueiras do cotidiano e alguns jogos. Nenhum travamento nem lag

132 Comentários

Escreva um comentário:

  • Eu tô cheio de jogo no celular mas sinceramente, vivo mais nas redes sociais do que Jogando, mas se eu quiser desempenho, tenho em mãos. Zenfone 3


  • Eu prefiro gastar muito em um top de linha a cada 3~4 anos do que um pouco menos em um intermediário a cada 1,5~2 anos pois, para mim, você gasta o mesmo que gastaria em um top de linha mas o smartphone acaba ficando ruim num intervalo de tempo muito menor. Comprei meu Nexus 5 quase no lançamento aqui no Brasil e só agora no meio do ano eu troquei, peguei um HTC U11, próximo smartphone agora, caso não aconteça algum imprevisto com esse, só em 2020, enquanto isso, minha irmã pegou um G3 ano passado e esse ano já está procurando outro para trocar.


  • Eu preciso é que as fabricantes respeitem o consumidor. Se prometem algo, tem que entregar. (atualizações)


  • O G5 não virou opção de intermediário, porque já era intermediário no lançamento!!!


  • O problema de se comprar um intermediário Premium ou intermediário são os Lags. Atualmente eu uso um S8 e enfrento problemas com lags. Recentemente eu passei pelo redmi 4, moto z e Zuk z2. Dentre todos esses o S8 ainda é o melhor. O problema que eu vejo de comprar um top do ano anterior é a questão das atualizações. Gosto de ter o último Android disponível, e aparelhos Androids não são famosos pelas atualizações. Comprar um aparelho do ano anterior é certeza ficar desatualizado.


  • um intermediário atende bem , o resto é questão de status


    • Eu não enxergo gastar dinheiro com top de linha como "status", mas como economia a longo prazo. Penso que é melhor gastar um pouco mais em um top de linha e trocá-lo a cada 3~4 anos do que ficar trocando o intermediário a cada 1~2 anos, no fim das contas, o gasto é o mesmo que teria em um top de linha.


  • Estou feliz com meu note 5!


  • Comprei um aparelho e acabei de descobrir que ele está sendo reenviado ao vendedor...sugestões de aparelhos de até 700 reais made in china? pensei em motorola M ou um xiaomi.


  • Estou satisfeito com meu importado, poder de fogo de top de linha, com preço de entrada no Brasil!!!


  • Para mim que uso o celular para jogos, estou feliz com meu S7 Edge, principalmente com jogos online como o Sword of Chaos - Furia Fatal, vejo diversas pessoas reclamando por causa de lag, principalmente em GvG que ficam 40 players online dentro de um cenário.
    Mas para quem usa o celular para facebook, whats app e usa camera para tirar fotos do que comeu ou de quanto malhou na academia, não vejo a necessidade de gastar de 2 a 3k em um celular, principalmente em um iPhone com a afirmação de que "iPhone não trava", se um celular travar somente por acessar o facebook e whats app o dia todo, só por Deus né.


  • Saí dos Tops de Linha e fui para a categoria intermediária premium, e não me arrependo! Por um preço bem menor, encontro um ótimo conjunto.


  • Feliz aqui com meu Moto G3 atualizadíssimo e com meu Xperia C5 Ultra desbancando muitas câmeras de Smartphones atuais!
    Ou seja não preciso de um topo de linha no momento!

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações