O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site.

4 min para ler 94 Compartilhado 48 Comentários

Você pode confiar no GPS do seu smartphone Android?

De tanto usar algumas ferramentas, por vezes esquecemos se estamos fazendo o uso seguro delas ou não. Um típico exemplo disso é o GPS do smartphone. Um incidente recente, que acabou com uma vítima fatal no Rio de Janeiro, levantou a questão de segurança em serviços como o Waze, o Google Maps, o Here e outros aplicativos de mesma categoria. Mas será que você pode confiar no GPS do seu smartphone Android?

De acordo com o engenheiro elétrico José Roberto Pereira, desenvolvedor do primeiro GPS brasileiro, o uso de aplicativos de GPS deve ser cauteloso. E, sim, isso não vem escrito na descrição de tais aplicativo na Google Play Store ou na App Store.

androidpit google maps gps 1
Utilize o aplicativo de navegação em conjunto com outras ferramentas como o Google Street View. / © ANDROIDPIT

Alguns casos pontuais, como a morte de uma mulher que entrou em uma favela na região metropolitana do Rio de Janeiro após seguir informações erradas do Waze, questionam o quanto podemos confiar nas indicações de percurso de serviços de navegação e se estes deveriam informar sobre rotas consideradas perigosas, por exemplo. Em declaração oficial, a equipe do Waze diz que não pode fazer tal distinção entre rotas em consideração aos usuários do serviço:

"É difícil impedir que motoristas naveguem para uma região perigosa quando este é o destino selecionado, porque pessoas que moram nessas áreas também precisam chegar em casa."

Outro fator importante nesta questão é o técnico. Em entrevista ao Jornal Nacional, o engenheiro José Roberto Pereira afirmou que ainda não existe um software capaz de avaliar critérios de risco para definir se uma área é perigosa ou não:

“O aplicativo simplesmente mostra o caminho ou mostra a sua posição. Mas ele não avalia esse critério de risco, se a área é perigosa ou não, ele não foi programado para isso."

Assim, confiar em um serviço de GPS é questão de bom senso. Os usuários devem utilizar tais aplicativos com prudência e em conjunto com outras ferramentas para aumentar a própria segurança. Além disso, é preciso levar em consideração que aplicativos como o Waze aprendem com o usuário e fazem com que se economize muito tempo de um lugar para o outro ao evitar ruas em obras ou congestionadas. Já o Google Maps é algo que praticamente todo o usuário de smartphone utiliza uma vez ou outra durante o dia por ser um dos recursos de localização mais precisos do mercado.

Como evitar riscos ao seguir aplicativos e equipamentos de GPS

É preciso lembrar que serviços de GPS não são 100% precisos, especialmente aqueles como o Waze o qual também se baseia em informações da sua rede de usuários para funcionar. Assim, para que você possa tirar o melhor proveito desta tecnologia, algumas medidas básicas de segurança são necessárias. Confira algumas dicas abaixo:

  • Antes de sair de casa ou do escritório, faça uma busca no Google Mapas para ter uma ideia do tempo que leva para chegar até o seu destino;
  • Coloque o endereço no Google Street View e identifique visualmente o local para onde você está indo;
  • Ao selecionar o endereço no serviço de navegação, tenha certeza de que ele está correto. Preste atenção se em vez de uma avenida o aplicativo mostrou uma rua com o mesmo nome, e vice-versa;
  • Quanto maior o número de informações você adicionar ao serviço (rua/avenida, número, CEP, cidade), mais precisa será a busca e a indicação de rota;
  • Desconfie se as indicações de rota tiverem uma diferença de tempo de chegada muito grande e verifique os motivos para tanto;
  • Se você desconfiar em algum momento de que o caminho esteja errado, pergunte! Informe-se em locais públicos como postos de gasolina, ou entre em contato com algum amigo ou familiar que possa conhecer a região.

Como afirmado pela equipe do Waze, dificilmente um aplicativo vai definir uma área como sendo de risco, visto que seus usuários podem moram nessas áreas e também precisam chegar em casa. Por isso, use o bom senso!

Quais outras medidas você indica para evitar riscos ao seguir aplicativos e equipamentos de GPS como o Waze?

94 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

48 Comentários

Escreva um comentário:

  • Boa matéria. Precisamos ficar atentos mesmo!


  • Meu GPS é maluco! Abro o waze para navegar e se eu parar em um farol ele já começa recalcular tudo. Quando ando novamente, ele recalcula de novo para o caminho "correto". Sempre me perco =/


  • Eu não confio, o google maps me jogou numa rota outro dia, que era praticamente impossível de se transitar, tive que passar por uma ladeira com um grau de inclinação absurda e repleta de buracos, na vdd eram pequenas erosões mesmo... dividindo-se entre asfalto e barro (fora que esse trajeto, era por dentro de uma periferia) . Logo depois, tive conhecimento que havia outro trajeto bem mais rápido e melhor do que oque me foi indicado no GPS. Conclusão, melhor parar pra perguntar do que correr risco de enfiar o carro num buraco, ou levar um tiro de bala perdida, porque infelizmente essa é a realidade vergonhosa do nosso país.


  • Olha, não conheço nenhum GPS que avise que o local e perigoso (quando digo nenhum, incluo todos o aparelho eletrônico que tenha essa função).


  • "É difícil impedir que motoristas naveguem para uma região perigosa quando este é o destino selecionado, porque pessoas que moram nessas áreas também precisam chegar em casa." Desculpa idiota, ou as pessoas destas áreas tem problema de amnésia e necessita de gps para voltarem... Creio que quem precisa de gps não conhece a área as vezes esta em viagem e nunca estiveram sequer na cidade.


  • Cara, que matéria ruim. Faz uma mistura maluca do sistema de GPS com aplicativos...


  • O que devemos fazer é tomar as medidas de segurança informadas no artigo, para assegurar que o destino está correto. Não é função do aplicativo informar periculosidade da rota. Na verdade, é função do nosso estado garantir que o território nacional seja seguro para seu cidadão. A culpa nesse infeliz incidente claramente é daqueles que atiraram e do estado brasileiro. Distinguir rotas seria distinguir bairros ricos de pobres e violência pode existir em qualquer um deles.


  • Que nem já disseram, o Waze não errou, foi digitado rua e não avenida.
    Agora o que me impressiona é colocar a culpa no aplicativo pela situação. A pergunta deveria ser "Você pode confiar na segurança pública do meu país?". A uma inversão de conceito, você foi parar na região perigosa problema é seu, não do Estado que deviria garantir segurança pública de qualidade.


  • Notícia errada. O waze deu o caminho certo. O erro foi humano já que foi digitado o endereço errado. Rua em vez de avenida. Pobre tb usa gps!!!!!


  • Uso o Waze e realmente tem que ter bom senso para sair para pegar atalhos. Gosto do Waze e agora uso o App #minhavoznowaze para colocar qualquer voz. E é um app BRASILEIRO que se integra com o Waze.


  • Eu não uso o Waze, uso o Sygic pago (para estrada) e o Google Maps (na cidade).
    Se vou pra uma cidade que não conheço, obviamente que, qdo chego lá, paro em um local público, e pergunto a alguém de confiança (ex. um policial local que eu sei q dá informações mais precisas,etc) como é o local do meu destino, se é pacato ou se tem ocorrências de roubo, etc.
    E SE O TRAJETO para o local para onde vou, também é tranquilo, se tem casos de furto/ou roubo no caminho e em quais pontos, etc.
    Anoto num rascunho os pontos críticos apontados pela pessoa, e sigo ver a rota melhor: se é a do próprio GPS, ou os pontos q a pessoa me indicou...


  • Não se trata de não confiar no GPS, se trata de ter senso crítico e saber onde você está indo.


  • "desenvolvedor do primeiro GPS brasileiro" han!? Nunca ouvi falar de algum GPS brasileiro. GPS o que? Aparelho, sistema?


  • A culpa não é do app, a culpa não é da pessoa q está usando o app. O culpado disso tudo são os marginais q atiraram nessas pessoas. O Brasil é um país que mata mais que guerras civis por ano, e ainda dizem que o culpado é o .38 na mão da população.
    Quando nossas autoridades e a imprensa irão informar a realidade, e não ficar tentando achar um culpado pontual para os acontecimentos?


  • O brasileiro tem que desenvolver o senso de auto suficiência enquanto individuo e parar de ficar esperando tudo de um governo que qualquer retardado sabe que não vai fazer nada por ele. Uso o maps, sempre usei e sim, as vezes ele te mostra o caminho mais rapido atravessando umas quebradas bem feias...mas sabendo disso eu sempre escolho minha rota depoos de ter pesquisado no maps pela internet no pc, antes de sair pra rua...


  • Não uso o gps do meu celular, prefiro comprar um a parte. A bateria do smartphone acaba rapido e pode nos deixar na mão no meio de algum lugar perigoso, por exemplo.


  • Sempre usei o waze e não vejo um melhor que o mesmo. Gps real time é o melhor sempre estará atualizado, agora se a pessoa coloca avenida Brasil 1111 vai aparecer todas as avenidas Brasil se não souber colocar certo ele vai te dar opções vai de você clicar onde quer ir. Maior erro que vejo de gente usando gps e botar a culpa neles é colocar endereço totalmente fraco para pesquisas. Todos os lugares que coloquei para o waze me levar ele me deixou na porta 🚪 exatamente no destino já o maps não achei tão eficiente. Outra coisa, sabe que é favela? Não entra simples o GPS recalcula a rota ✌😛


  • Ow, até hoje todo o serviço de GPS de smartphone que eu vi (do google, da nokia, o próprio waze) falam que não são confiáveis.
    Inclusive no manual do aparelho, pra se ter ideia eles recomendam até uma linha fixa porque o celular não é confiável em situações de emergência.


  • dica realmente boa é nao confiar 100% em qualquer aparelho eletrônico, visto que nenhum não esta sujeito a erros.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações