Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Reconhecimento facial do Galaxy S10 pode ser enganado com um vídeo

Reconhecimento facial do Galaxy S10 pode ser enganado com um vídeo

Má notícia para quem tem um Galaxy S10 e pensa em aproveitar o Reconhecimento Facial para se livrar de senhas ou do leitor de impressões digitais. O recurso, aparentemente, não é muito seguro.

Um dos destaques do Galaxy S10 é um sistema de reconhecimento facial, que permite ao usuário desbloquear o smartphone apenas olhando para a câmera. À primeira vista, algo bastante similar ao Face ID, usado nos iPhones desde a primeira geração do iPhone X.

Infelizmente, a tecnologia por trás do recurso não é a mesma. Enquanto a Apple mapeia e compara a geometria tridimensional da face do usuário, o que leva a alta precisão, o sistema da Samsung funciona baseado em simples reconhecimento de imagem, identificando pontos em comum com a face registrada.

Com isso, o sistema da Samsung pode ser facilmente enganado por um vídeo ou foto do usuário, como demonstra o canal Unbox Therapy no YouTube, onde um S10 foi desbloqueado com um simples vídeo do proprietário reproduzido em outro aparelho em frente à câmera.

Para piorar, a usuária Jane Manchun Wong relata no Twitter que conseguiu usar seu rosto para desbloquear o Galaxy S10 do irmão.

jane wong
Jane Wong (à esquerda) usou seu rosto para desbloquear o Galaxy S10 do irmão (à direita) / © Jane Wong

Downgrade na segurança?

O curioso é que a Samsung tinha um sistema de desbloqueio muito mais seguro, o leitor de íris, que foi  apresentado no Galaxy Note 7 e usado nos S8 e S9. Este recurso foi, infelizmente, abandonado no S10.

Não é a primeira vez…

A vulnerabilidade do reconhecimento facial do Galaxy S10 não é novidade. Acreditem ou não, este recurso faz parte do Android desde a versão 4.0 (Ice Cream Sandwich), de 2011, e já naquela época foi demonstrado que uma foto do usuário, impressa em uma impressora jato de tinta, era suficiente para enganar o smartphone.

Mais recentemente, a empresa de segurança Sophos reportou um estudo da Consumentenbond, órgão de proteção ao consumidor da Holanda, que demonstrou que de 110 aparelhos testados, 42 podiam ser desbloqueados com uma simples foto. Todos eles Android.

Com a palavra, a defesa

Dito isto, temos que reconhecer que a Samsung não promove o reconhecimento facial como um recurso de alta segurança. Na verdade, o próprio sistema operacional adverte que o sistema é sujeito a falsos positivos, especialmente se a opção Faster recognition (reconhecimento mais rápido) estiver ativada.

Resumindo a história: se você quer realmente proteger seu Galaxy contra bisbilhoteiros, use sua impressão digital ou uma senha forte. Pelo menos até o próximo modelo...

Artigos recomendados

21 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.