O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site.

3 min para ler 4 Compartilhado 6 Comentários

Não espere 30% de redução nos smartphones isentos de PIS e Cofins

No início desta semana, a presidente do Brasil, Dilma Rousseff assinou decreto desonerando os celulares com internet em alta velocidade do tipo smartphones com valores de até R$1.500 de PIS/PASEP e Cofins. No universo ideal em que vive o governo brasileiro, esta decisão levaria a uma redução no preço final dos dispositivos ao consumidor de até 30% em relação aos smartphones importados, que pagam também IPI. Porém, para os que vivem fora da bolha pink de Brasília, os smartphones irão sim ficar mais baratos, mas a diminuição no valor dos dispositivos passará longe dos 30%.

dilma rousseff
Presidente Dilma Rousseff terá que diminuir a distância entre os dedos para chegar ao valor real de redução no valor de smartphones conforme previsto pelo decreto nº.7.891. / © Blog da Mariazinha

Em uma sábia atitude, os sites Gizmodo Brasil e UOL Tecnologia entraram em contato com as fabricantes para saber mais sobre as possibilidades de redução de até 30% no valor dos aparelhos que valem até R$1.500 e são fabricados em território nacional. A resposta é bastante reveladora e, com base nas previsões mais otimistas, pode chegar a apenas 10%. Em declaração ao UOL Tecnologia, o presidente da Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrònica (Abinee), Humberto Barbato acrescentou que esta redução pode chegar a apenas 7% do valor do dipositivo ao consumidor final:

Não sei como o valor cairá 30%, porque os impostos desonerados ficam em 9,25%. Estamos considerando uma redução de 7%, que é um número razoável. Qualquer valor acima disso eu acho um pouco absurdo.

O cenário já não parece assim tão favorável para o usuário final certo? Confirmando o que o responsável pela Abinee afirmou, a Nokia declarou que seus smartphones realmente ficarão mais baratos, mas a redução deve chegar a, no máximo, 9.25%. Já a Motorola, prevê uma redução de 10% a 13% nos dispositivos móveis que se encaixam no decreto. As demais fabricantes não se manifestaram até o momento.

A medida ainda passará por um ato que regulamentará a isenção de impostos, a previsão é de que ainda nesta semana sejam feitas públicas as especificações técnicas dos aparelhos que serão beneficiados pela desoneração. Algumas destas exigências já foram anunciadas pelo Ministério das Comunicações, tais como wi-fi, aplicativo de navegação e de correio eletrônico, sistema operacional que disponibilize kit de desenvolvimento por terceiros, tela igual ou superior a 18 cm2, teclado QWERTY e aplicativos desenvolvidos no país, inclusive por terceiros.

Bom, como podemos perceber, as leis caminham para um lado, enquanto o mercado anda em outra direção. Ok, é fato que os smartphones fabricados por aqui, até certo limite de preço, terão uma redução no valor final, porém, antes de anunciar um percentual à sociedade, o governo deveria, pelo menos, fazer uma estimativa real, pois é muito fácil dizer que "no meu governo reduzi em 30% o preço final dos smartphones ao consumidor em relação ao produto importado". O número é bonito e enche o cidadão de expectativas, porém, quando o mesmo chegar à loja vai se deparar com outra realidade.

O que eu quero dizer é que não se pode anunciar e colocar no papel um valor que não se pratica na realidade. Logo, não caia na ladainha de que a Lei do Bem vai democratizar a tecnologia e fomentar o mercado móvel no país, pois na prática ainda estamos engatinhando quando o assunto é oferecer suporte com o objetivo de ferramentar o cidadão.

Na sua opinião, o decreto assinado pela presidente Dilma Rousseff afeta diretamente a sua vida, a dos seus amigos ou familiares? Deixe-nos saber o que você pensa nos comentários abaixo.

4 Compartilhado

6 Comentários

Escreva um comentário:

  • Camila, vamos aguardar!! O x da questão é que os fabricantes e a ABINEE não é exceção em embutem em seus produtos o "lucro Brasil" que gira em torno de 20% (que geralmente são valores que são utilizados na remessa de lucros para suas matrizes no exterior), por este motivo os automóveis têm preços proibitivos no Brasil e os eletroeletrônicos estão indo nesta mesma balada. O que digo é que os impostos e a mão de obra não têm peso significativo no preço final. O que tem influência é lucro dos fabricantes e varejistas.


  • até que enfim começaram a diminuir impostos, pois os mesmos produtos fora do país é uma bagatela comparando com os preços nacionais!


  •   28

    Nunca acreditei que este desconto anunciado faria alguma diferença significativa. Ingenuo quem acreditou nesta. Alguém lembra de alguma ação do governo, significativa e permanente?
    Pois é sabe o que a Dilma fez de permanente? A estipulação de um gênero à palavra presidente.
    Não lamento o tal desconto, porque para mim nunca existiu e nem vai de fato existir.
    Tudo continuará como esta, e isto não mudará minha realidade atual.
    Hoje em dia tudo é resolvido com Placebos, e o governo é quem tem mais interesse neste metodo.

    Abraço.


  • Tudo isto não passa de apenas jogada politica :/
    O governa isentara as empresas e elas por sua vez, REDUZIRÃO seus gastos e por conseguinte, AUMENTARÃO seus lucros.O fail desconto de 30% anunciado na mídia sera realmente de no máximo 10 % de acordo com a boa vontade da empresa fazendo com que alguns leigos pensem " AGORA SiM COM ESSE 'DESCONTÃO' EU COMPRO O MEU !" (fail novamente) aumentando de tal modo a venda e novamente o lucro das empresas. Outro fato a ser analisado seria que tal 'Lei do Bem' se encaixa perfeitamente na Lei máxima " TUDO QUE VAI VOLTA", tendo em vista um futuro 'reembolso" à proximidade de uma copa das confederações e copa do mundo com a sua esperada 4G, que cobrarão altos preços pelo serviço, sendo já uma realidade em alguns aparelhos atrelados a planos com valores exorbitantes. Esta jogada politica acontece atualmente com o preço da gasolina, no qual antes houve uma isenção do IPI, aumentando significativamente o contingente de automóveis e depois o tal "reembolso" com aumento altíssimo no preço dos combustíveis, fazendo com que o consumidor tenha que por obrigação pagar pelo preço ofertado já que automóveis não rodam com AGUÁ !!!
    -Dessa maneira agora sim compro meu IPHONE, mas da gradiente, claro né
    --'


  •   60

    o governo dos PTralhas estão fazendo uma política de enganação, desde o início foi assim, mas o povinho acredita em tudo que vê na tv, a Dilma faz de conta que diminui o imposto de um lado e aumenta de outro e depois diz quê é má vontade dos fabricantes e comércio em geral, eu não acredito em nenhuma promessa ou ação desse governo, mas tem gente que acredita.


  • Realmente a nossa "presidenta" e seus auxiliares estão num processo de grande ajuda ao povo brasileiro, gostaria de saber que rumo estamos tomando, já que os smart não vão reduzir como disseram e os tomates tornarão piada nacional. O que mais interessa ao povo os "ismarti" ou os tomates?

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações