Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

3 min para ler 36 Comentários

Ordem na casa: Google cria regras para fabricantes usarem o notch

O lançamento do Google Pixel 3 está próximo e, como sabemos, o Google irá usar no display do dispositivo o famoso notch, o entalhe no topo da tela. Para manter o uso dessa característica padronizada dentro do sistema, a empresa divulgou um conjunto de regras que deve ajudar fabricantes e desenvolvedores a usarem o recorte.

Como mencionei acima, o Pixel 3 XL deve ser o modelo que virá com o famoso notch, que é um espaço no topo do dispositivo não coberto pela tela onde ficam os sensores frontais. O Android P oferece suporte ao recurso para que o usuário consiga ocultá-lo através do software ou então para que a fabricante possa adequar o layout aos ícones e informações que ficam lado a lado com o entalhe. Agora, o Google está divulgando algumas regras que implicam o uso do sistema com o notch.

As diretrizes colocam algumas instruções que visam organizar e previnir coisas que possam prejudicar a experiência de uso do Android, como uma que diz que as fabricantes não devem usar mais que um notch no aparelho. Até agora, contudo, nenhuma empresa lançou um notch secundário no display, sendo a maior diferença entre elas o tamanho e o aspecto.

Mas, como sabemos, a qualquer hora uma chinesa pode sim surgir com um dual-notch, quem sabe, como está acontecendo com a multiplicação das câmeras traseiras.

A segunda regra é que o notch deve contar com uma expansão, ou seja, os ícones escondidos precisam ser exibidos de alguma forma para o usuário. Sabemos que existe um limite na exibição dessas informações devido ao pouco espaço que sobra nas laterais do recorte. O próprio Zenfone 5, que estamos testando, expande os ícones escondidos quando o usuário clica em alguma das laterais do entalhe:

ezgif.com video to gif
Zenfone 5 exibe detalhes de ícones escondidos no notch / © AndroidPIT

Pensando no desenvolvedor, o Google orientou que não será preciso preencher o espaço dos recortes com vídeos ou jogos, visto que o usuário pode perder partes importantes desse conteúdo que acaba sendo recortado pelo notch.

Contudo, a empresa pede que aplicativos adicionem recursos e informações extras ao notch quando executados, ou seja, dependendo do tamanho do recorte, o aplicativo poderá exibir informações e controles extras.

Caso contrário, a gigante das buscas orienta que desenvolvedores levem em conta o layout do entalhe para evitar que partes importantes sejam perdidas usando ferramentas disponíveis no kit de desenvolvimento do Android P.

Enfim, pode ser que o notch acabe ganhando alguma utilidade no Android. Nesse sentido, as fabricantes costumam customizar e adequar melhor suas interfaces que o Android stock.

Os comentários favoritos dos leitores

  • lucasssotero há 4 meses

    samsung é o meu pastor e nada me faltará. continua firme e forte na luta contra a extinção da entrada pra fones de ouvido e na resistência contra o notch.

  • Leonardo há 4 meses

    A regra deveria ser: não use essa porcaria. Era pra Apple passar vergonha sozinha... Mas não... os fabricantes sem criatividade e sem senso de ridículo resolveram fazer igual, inclusive a Google...

  • Jairo rios há 4 meses

    A que pena , eu gostaria de ter um smartphone com 4 notches , um em cada lado do celular , seria lindo...........SQN -)

36 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados