Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Como fazer root no Android: o guia completo

Como fazer root no Android: o guia completo

O tema root é sempre comentado em sites especializados sobre o sistema operacional Android. Mas muitos ainda não sabem o que isso significa ou querem saber ainda mais sobre o assunto. Por isso, te apresento aqui um artigo completíssimo com tudo o que você sempre quis saber sobre root no sistema operacional móvel do Google. Este artigo passou por uma grande reformulação, então você irá encontrar informações e links atualizados.

O que é Root?

A palavra root significa “raiz” em inglês e vem do mundo Linux, sistema operacional no qual o Android é baseado. No Linux (e derivados) root é o superusuário, o único que tem permissões irrestritas para acesso a todo o sistema. No Android é a mesma coisa: ao se tornar root você ganha acesso integral ao sistema e pode modificá-lo livremente.

Porém, um usuário inexperiente tentando "fazer root" pode causar sérios danos ao dispositivo, pois se algo der errado arquivos importantes do sistema podem ser danificados, comprometendo o aparelho. Controlar o acesso dos usuários e apps ao sistema é um dos motivos pelos quais os telefones não vêm "rooteados" de fábrica e por que você deve tomar muito, mas muito cuidado mesmo, ao "rootear" seu smartphone.

androidpit super su
O SuperSU é um dos melhores apps para gerenciar o acesso a root / © AndroidPIT

Os privilégios de root irão transformar você de um usuário regular, com permissões restritas, num usuário com acessos total e privilégiado ao sistema. A maneira mais simples de gerenciar permissões de root é instalando a ferramenta acima, o SuperSU.

Para que serve o root?

Como dito antes, você poderá obter controle total do seu aparelho. Isso significa instalar as ROMS customizadas (versões do sistema operacional criadas por entusiastas) que quiser, eliminar ou congelar aplicativos normalmente não modificáveis e efetuar backups completos de dados e aplicativos. Entretanto, mesmo sem instalar uma ROM customizada você ainda poderá efetuar uma série de mudanças na aparência e funcionamento de seu celular usando o aplicativo Xposed Framework e seus inúmeros módulos.

AndroidPIT lineage os hero
A possibilidade de instalar ROMs customizadas, como o Lineage OS, é um dos benefícios do root / © AndroidPIT

Como funciona o root?

Para habilitar as permissões de root é usado são usadas ferramentas ou scripts que procuram vulnerabilidades no sistema operacional que permitam a um usuário normal herdar os "poderes" de root. Este tipo de "ataque" ao sistema é conhecido como Privilege Escalation (Elevação de Privilégios)

O processo exato varia de aparelho para aparelho, até mesmo entre variantes de um mesmo modelo. O modo mais fácil é usar aplicativos que prometem "root com um clique", como o KingoRoot, KingRoot, OneClickRoot e outros.

Mas é preciso tomar cuidado com eles. A compatibilidade depende de qual aparelho você tem, do fabricante e até mesmo de qual versão do Android você está usando. Então, mesmo que um app diga ser compatível com seu smartphone, ela pode não funcionar se ele estiver atualizado. Isto porque estes apps funcionam procurando vulnerabilidades nos aparelhos, que podem já ter sido corrigidas em versões mais novas do sistema. 

king
O KingRoot é uma das ferramentas que promete root com um clique / © AndroidPIT (captura de tela)

Além disso, muitas vezes estes apps instalam "bloatware" como "ferramentas de limpeza" e outras coisas em seu aparelho, se se livrar dos apps indesejados, e não ganhar mais deles, é o principal motivo para muita gente fazer root.

Também há preocupações de segurança: estes apps tem acesso de root, ou seja, podem fazer o que quiserem com o seu smartphone. Nada impede um desenvolvedor mal-intencionado de empacotar uma delas com um punhado de malware. Portanto recomendamos, se possível fazer o processo de root manualmente. Pode ser mais complexo, mas é mais seguro.

Perderei a garantia do meu celular se fizer root?

A resposta mais curta é: sim. Infelizmente, a maioria dos fabricantes afirma que root invalida a garantia do celular.. Alguns métodos permitem a volta ao sistema de fábrica mais facilmente, o que em teoria restauraria também a garantia, mas é possível que o processo de root deixe "resíduos" em seu aparelho que podem ser detectados pelo fabricante, mesmo se o root for revertido.

Em alguns aparelhos, como os da Samsung, há um "contador" interno que identifica quantas vezes o sistema do aparelho foi atualizado. Se este contador não "bater" com o que o fabricante espera para sua versão do sistema, é um indício de que você fez root, e seu aparelho perde a garantia. Infelizmente, é difícil burlar este sistema.

Resumindo a história: root tem vantagens, mas você deve realizar o processo por sua própria conta e risco. Esteja preparado para ser "abandonado" pelo fabricante se surgirem problemas. Antes de começar, consulte fóruns e sites especializados e leia TODA a documentação disponível e os comentários de outros usuários. Assim você saberá o que esperar.

Confira o que algumas fabricantes dizem sobre o root:

  • LG: A LG liberou o oficialmente o bootloader de alguns de seus aparelhos. Com isso, fica mais fácil instalar versões modificadas do sistema operacional. Contudo, o root num dispositivo da marca anula sua garantia de fábrica.
  • Motorola: A Motorola facilita o desbloqueio do bootloader (gerenciador de boot) de alguns modelos de seus smartphones com um site específico e instruções para isso, mas avisa que a partir do momento em que o processo é feito, a garantia é invalidada.
  • Quantum: A fabricante Curitibana avisa que root invalida a garantia do aparelho. Além disso, em alguns aparelhos da marca (como o Quantum SKY) ainda não há um método de root seguro disponível.
  • Samsung: A Samsung é mais linha dura nesse sentido, e nos disse que o root modifica o dispositivo de forma não assegurada pela marca, invalidando toda a garantia do dispositivo. Isso vale também para modelos comprados em operadoras ou direto com o varejista.
  • Sony: A Sony é menos rígida. Segundo a empresa, cada caso é avaliado separadamente. Se, durante uma análise técnica, for identificado que o processo de root não interfere no problema indicado pelo usuário, a garantia dificilmente será anulada. Caso contrário, a garantia de fábrica é perdida.
  • Xiaomi: Desde 2016 a Xiaomi bloqueia o bootloader de seus aparelhos, mas fornece uma ferramenta para desbloqueio. O processo não invalida a garantia, desde que o defeito apresentado pelo aparelho seja relacionado ao hardware.

Será que meu celular já tem root? Dá pra confirmar?

Há malwares podem infectar seu dispositivo, escalando privilégios e conseguindo o status de root. Ou você já rooteou seu aparelho, mas voltou atrás e  eliminou o root. Ou você comprou o dispositivo usado de um amigo e não tem certeza do status do aparelho. Em todos os casos, é útil checar se seu telefone está ou não rooteado. Existem dois aplicativos que são frequentemente utilizados nesta tarefa

O primeiro foi desenvolvido por Jared Rummler, chefe da JRummy Apps. Trata-se do Root Checker, um aplicativo gratuito que verifica em questão de segundos se o seu dispositivo foi rooteado. Se o resultado for positivo, o aplicativo também mostrará os aplicativos que estão usando os direitos de superusuário.

root checker
JRummy's Root Check é ótimo para gerenciar o root / © AndroidPIT

O segundo aplicativo é de um desenvolvedor chamado de joeykrim. O seu Root Checker é tão simples quanto o anterior, com a diferença de que, nesse caso, você pode visualizar um pequeno glossário com as informações mais importantes sobre o root no Android. Joeykrim também é conhecido pelo apelido de Root-Quiz.

Joey Krim Root Checker
O Root Checker de Joey Krim tem até um ranking global dos aparelhos mais populares / © AndroidPIT

O que ROM customizada?

Antes de tudo, vamos esclarecer o que é uma ROM. O termo vem de "Read Only Memory", os chips de memória somente para leitura (que não podem ser regravados) que continham o sistema operacional básico em antigos computadores portáteis, consoles de videogame e telefones celulares, entre outros dispositivos. Por analogia, também é aplicado ao conteúdo destes chips, também chamado de "imagem da ROM" ou "ROM Image".

No mundo Android, uma ROM é uma versão do sistema operacional que é instalada na memória interna do aparelho. Se você utiliza um smartphone Samsung, por exemplo, ele tem uma ROM de fábrica com o sistema operacional , a interface proprietária da fabricante (a TouchWiz ou OneUI) e todos os apps pré-instalados.

Uma ROM customizada é uma versão modificada do sistema operacional, desenvolvida por entusiastas que modificam a ROM original ou criam uma nova a partir do código-fonte do sistema operacional Android (chamado AOSP, Android Open Source Project). Tais ROMs frequentemente oferecem mais recursos, melhor capacidade de personalização e até mesmo versões do sistema operacional mais recentes do que a ROM nativa.

Benefícios do root no Android

Há vários motivos para fazer root. Usar um dos muitos aplicativos úteis que demandam esse recurso, a capacidade de desinstalar aplicativos indesejados (bloatware) que vieram instalados de fábrica e o desejo de experimentar ROMs personalizadas e com novos recursos são as razões mais comuns. 

Backups completos do sistema, por exemplo, são mais fáceis com root. Você poderá instalar um aplicativo como o Titanium Backup e realizar backups completos (incluindo aplicativos e dados) periodicamente, então se algo acontecer com seu telefone, você sempre poderá recorrer ao backup para restaurá-lo.

titanium backup 02
O Titanium Backup permite fazer backup de qualquer app (e dados relacionados) em seu aparelho / © AndroidPIT

O acesso root também permite que você altere os mínimos detalhes do comportamenteo e aparência do sistema Android. Você pode instalar uma ROM personalizada para uma reforma completa, mas também pode fazer pequenos ajustes usando apps como o Xposed Framework . Talvez você só queira instalar uma nova animação de boot, ajustar algumas configurações de áudio ou fazer o overclock da CPU para ganhar mais desempenho. Tudo isso é possível com root.

Com acesso root, você também pode melhorar a autonomia de bateria do seu Android através de técnicas como o undervolting do processador (fazê-lo funcionar em uma voltagem menor do que aquela para a qual ele foi projetado, reduzindo o consumo de energia) ou usando um modo de hibernação automático com aplicativos como o Greenify. Como mencionado acima, a remoção de aplicativos pré-instalados também diminui a carga sobre o sistema, melhorando a vida da bateria.

Tasker
O Tasker permite automatizar tarefas de acordo com datas, gestos e até posição geográfica / © AndroidPIT

Bloqueadores de anúncios e a automação completa do sistema com apps como o Tasker são outras duas razões para rotear o Android. Mas as suas razões esta empreitada são algo subjetivo. Você poderá mudar muito, ou pouco do sistema. E não importa o quanto você esteja empenhado nesta mudança, o root te dará o caminho para que você chegue ao seu objetivo.

Por que você não deve fazer root no Android

Existem algumas razões, entre elas: você provavelmente vai anular a garantia do celular (veja a posição das fabricantes acima), o processo pode ser complicado e perigoso (especialmente para um usuário desatento) e, em muitos casos, você não receberá mais atualizações automáticas de sistema (OTA, Over-the-Air) do fabricante. Mas se você consegue fazer root, também é capaz de instalar atualizações (se disponíveis) manualmente.

Greenify Fixed
O Greenify permite colocar apps para "dormir" e economizar bateria / © AndroidPIT

Quando um smartphone está rooteado é mais fácil para um aplicativo malicioso se aproveitar das permissões do root e causar um belo estrafgo. Logo, você precisará ter um cuidado redobrado com apps instalados em dispositivos nessas condições. Cuidado superior ao que você já tem com o que está disponível na Play Store.

Outro ponto a considerar é que muitas Custom ROMs estão em franco desenvolvimento, em um estado que pode ser considerado um "beta perpétuo". É como o lema não oficial do Vale do Silício: "seja rápido e quebre as coisas". Novos recursos muitas vezes são mais importantes do que a estabilidade, e a chance de você encontrar bugs severos ou recursos incompletos é grande. 

Se você precisar de mais motivos para não rotear um aparelho, acesso o artigo abaixo e consulte alguns tópicos que separamos com esse tema:

O que quer dizer flashear?

“Flashear” significa basicamente gravar uma nova ROM na memória interna de seu smartphone Android. O termo vem do tipo de memória usado para abrigar o sistema nestes aparelhos, chamado de Memória Flash.

O que é Custom Recovery?

Recovery é um modo do sistema operacional Android onde podem ser efetuadas operações de recuperação do sistema e correção de problemas. Por Custom Recovery, entende-se a instalação de um sistema de recuperação diferente do original, mais abrangente, com mais recursos e capaz de instalar e recuperar ROMs customizadas. O Custom Recovery mais popular é o TWRP, da TeamWin Recovery Project.

Preciso de um computador para fazer root no Android?

Depende do aparelho. Alguns smartphones já podem ser rooteados com aplicativos que exploram as falhas de segurança do sistema, como os que já mencionamos anteriormente.

twrp backup
O TWRP é uma das Custom Recovery mais populares / © AndroidPIT

Preparando-se para fazer root

Não existe um processo de root universal que funciona em todos os milhares de aparelhos Android por aí. O processo depende muito do fabricante do aparelho, e ainda assim varia de dispositivo para dispositivo. Isto torna basicamente impossível dar instruções exatas, passo a passo, para todos os smartphones. 

Dito isto, o site XDA-Developers, um dos mais importantes para a comunidade que gosta de "fuçar" o Android, tem uma lista bastante extensa de instruções para vários aparelhos. É lá que você deve procurar por instruções exatas para seu smartphone. Mas antes, é melhor se familiarizar com o processo de root em si antes de mergulhar nos detalhes.

O processo de root geralmente envolve três passos:

  1. Desbloqueio do bootloader
  2. Instalação de um novo Recovery
  3. Instalação de arquivos ou scripts que permitirão que você tenha acesso de root ao seu dispositivo.

O bootloader é o primeiro software inicializado em seu smartphone assim que ele é ligado, e é responsável por carregar o sistema operacional ou o sistema de Recovery. Um bootloader de fábrica é bloqueado para só aceitar a instalação e execução de software assinado digitalmente pelo fabricante de seu aparelho. As Custom Recovery e Custom ROMs não tem essa assinatura, é preciso modificar o bootloader para que ele aceite software não assinado.

Para descobrir como desbloquear o bootloader de seu aparelho, basta uma rápida busca no Google por termos como o nome do aparelho + "bootloader unlock" ou "desbloqueio bootloader". Há uma forma de fazer isso sem muitos problemas para a maioria dos smartphones mais populares.

androidpit nexus 5 bootloader 1
O desbloqueio do Bootloader é o primeiro passo para fazer "root"  / © AndroidPIT

Depois de desbloquear o bootloader, você precisará de uma Custom Recovery para substituir o software de recuperação de sistema original. Para isso, você terá de se familiarizar com ferramentas de linha de comando, como ADB e Fastboot. 

Como já dissemos, uma Custom Recovery permite instalar, ou "flashear", software customizado em seu smartphone. É com ela você poderá instalar ferramentas como o SuperSU ou Magisk, que lhe darão o acesso de root. A partir daí a diversão começa, e você pode começar a brincar com apps que exigem root, se livrar de bloatware ou instalar ROMs customizadas.

Se você tiver a sorte de ter um aparelho popular, pode experimentar um dos aplicativos de "root com um clique" que já mencionamos anteriormente. Quando funcionam, eles fazem todo o "trabalho sujo" para você, rápida e automaticamente.

Como faço root no meu smartphone?

Como dissemos, o processo varia bastante entre os fabricantes e dispositivos, então o que mostramos abaixo é apenas um "guia geral" sobre o que você pode esperar ao trabalhar com cada marca. Para instruções mais detalhadas, recomendamos a consulta ao excelente guia de root do XDA-Developers, que é constantemente atualizado.

Samsung

Antes de fazer root em um smartphone Samsung, devemos avisá-lo de que estes aparelhos tem contadores internos (Flash Counters) que registram quantas vezes a ROM foi gravada ou atualizada. Isto significa que se você fizer root em seu Galaxy, instalar qualquer ROM nele e tiver de enviá-lo para reparos, a Samsung poderá recusar o pedido já que as modificações que você fez não são cobertas pela garantia. 

A Samsung não oferece mais "versões para desenvolvedor" de seus smartphones, e nas versões norte-americanas de seus carros-chefe mais recentes é notoriamente difícil fazer root (provavelmente resultado da influência das operadoras). Entretanto, nas versões internacionais as coisas tendem a ser muito mais fáceis.

Se ainda assim você quiser "rootear" um smartphone Samsung, precisará se familiarizar com duas palavras únicas ao mundo dos Sul-Coreanos: Odin e Knox. Odin é a ferramenta que você precisará instalar em seu PC com Windows para poder "flashear" arquivos em seu smartphone (a versão Mac é chamada Heimdall).

Já o Knox é um recurso para segurança corporativa, e foi criado para que os usuários possam segmentar seus perfis de trabalho e pessoais, para que não tenham de carregar dois smartphones. Este recurso de segurança pode trazer problemas durante as tentativas de root, então você terá de encontrar uma forma de contorná-lo se ele estiver disponível em seu aparelho.

root s5
Odin é uma ferramenta essencial para rootear um Samsung / © AndroidPIT

LG

Os smartphones da LG são uma verdadeira salada. alguns tem bootloaders que podem ser desbloqueados facilmente, outros requerem alguns truques para que possam ser quebrados. Há uma boa chance de que você estará invalidando sua garantia, e o nível de dificuldade pode depender da operadora que te vendeu o aparelho (neste ponto, aparelhos comprados nas lojas, os chamados "Retail", são sempre a melhor opção).

No passado a LG forneceu instruções para o desbloqueio do bootloader do LG G4, mas com a ressalva de que você estaria invalidando sua garantia.

Com os aparelhos da LG você pode fazer root manualmente usando um Custom Recovery depois de desbloquear o bootloader, ou usar das ferramentas de um clique. Depende de qual método você acha o mais confortável dependendo do seu nível de habilidade e tolerância aos riscos de segurança.

AndroidPIT lg g7 vs lg v30 5450
É relativamente fácil fazer root em aparelhos LG / © AndroidPIT by Irina Efremova

Sony

Dependendo de qual aparelho da Sony você tem - um com um bootloader desbloqueável ou não - o processo de root será um pouco diferente. Se o bootloader for oficialmente desbloqueável (veja a lista aqui) é muito mais fácil instalar uma Custom Recovery em seu Xperia e então fazer mais modificações flasheando arquivos ZIP.

AndroidPIT sony xperia xz3 hero
Alguns aparelhos da Sony, como o Xperia XZ3, podem ser desbloqueados oficialmente / © AndroidPIT

Google Pixel e Nexus

A Google quer ajudar os desenvolvedores e entusiastas a fazer o que quiserem. Portanto, você não precisa solicitar um código ou permissão para desbloquear o bootloader de seu smartphone Nexus ou Pixel, o processo geralmente é muito simples, resumindo-se a alguns comandos no PC, e há imagens de fábrica que permitem recuperar seu aparelho caso você danifique o sistema de alguma forma. Dito isto, desbloquear o bootloader ainda pode invalidar sua garantia.

Motorola

A Motorola tem uma página oficial de suporte para guiá-lo durante o processo de desboqueio do bootloader. Depois que isso for feito, você pode fazer o root manualmente. Mas se o seu aparelho for vinculado a uma operadora (Ei, Verizon!) e não puder ser desbloqueado oficialmente, você terá de experimentar a sorte com algumas das ferramentas de um clique.

Huawei/Honor

Para desbloquear o bootloader de um aparelho da Huawei ou Honor, bastava preencher um formulário e pedir um código para deslboqueio do bootloader. Infelizmente a Huawei decidiu parar de fornecer estes códigos meses atrás, o que torna muito mais difícil a tarefa de fazer root. Infelizmente, você terá de se contentar em tentar a sorte com uma das ferramentas de um clique.

Xiaomi

Desde 2016 a Xiaomi bloqueia o bootloader de todos os seus smartphones, mas oferece uma ferramenta oficial para realizar o desbloqueio e um FAQ em seus fóruns. O incômodo é que, após instalar a ferramenta e pedir o desbloqueio, é necessário esperar 72 horas para que ele seja realizado. Segundo a empresa, isso é para evitar que aparelhos roubados sejam "reflasheados" e revendidos.

E aí, conseguiu achar todas as informações que você procurava neste artigo? Já fez root em seu aparelho? Tem mais alguma sugestão? Comente aqui. 

Artigos recomendados

9 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.