O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
160 Compartilhado 92 Comentários

Samsung Gear S3: quatro dias de uso extremo

Quem nunca questionou a verdadeira utilidade de um smartwatch? Muitas fabricantes apostam em sensores, enquanto outras investem em sistemas alternativos ao Android, como é o caso da Samsung. Para testarmos os recursos de seu novo smartwatch, o Gear S3, a empresa sul-coreana nos levou ao Peru, país que é conhecido por sua altitude e pressão do ar reduzida. Foram quatro dias usando todos os recursos do Gear em atividades que foram atípicas para mim. Compartilho alguns momentos com vocês a seguir.

Como o barômetro do Gear S3 trabalha

O barômetro não é um sensor muito comum entre os vestíveis da atualidade, e também é uma das grandes diferencas que existem entre o Gear S2 e o Gear S3. Assim que desembarcamos na cidade de Cusco, pude sentir algumas diferenças geográficas e climáticas em comparação com o Brasil, e a primeira delas foi o tempo seco e altitude.

Nada melhor do que testar um barômetro estando numa cidade que está a mais de 3 mil metros de altura do nível do mar, certo? Aqui em São Paulo, o barômetro do Gear S3 estava marcando 926 hPa (hectopascal), até porque é uma cidade que está consideravelmente próxima do nível do mar. Ao chegarmos em Cusco, essa marca caiu para 675 hPa e, mais tarde, numa trilha que fizemos, o barômetro chegou a incríveis 624 hPa.  

gears3 hero principal
Gear S3 em Machu Picchu / © AndroidPIT

A interface do Tizen mostra seu histórico de pressão atmosférica contabilizando todas as oscilações e a sua forma de locomoção. É óbvio que não tínhamos internet em cima da montanha, mas as informações ficam armazenadas no relógio e são sincronizadas no S Health quando o usuário encontra uma rede de internet.

barometrodois gears3
Pressão atmosférica em Cusco / © AndroidPIT

Perguntei aos guias turísticos que estavam no local sobre os números do barômetro e do altímetro (que mede a altitude). Todas as informações do Gear S3 estiveram próximas daquilo que eles conhecem sobre as condições do local. Além disso, os demais jornalistas que estavam lá conseguiram notar que os números dos barômetros dos nossos Gear S3 eram iguais.

É claro que ir até o Peru pode ser uma realidade para poucos, mas existem alguns locais no Rio e em São Paulo onde é possível explorar o barômetro do vestível nesse sentido. Em Sampa, você pode ir até o Pico do Jaraguá (1.135 metros de altitude) e, no Rio, o Pico da Pedra Branca pode ser uma boa pedida, com 1.025 de altitude.

barometroum gears3
Barômetro do Gear S3 / © AndroidPIT

O barômetro também serve para o usuário ter uma prévia das condições climáticas que ele poderá encontrar ao optar por fazer uma caminhada, por exemplo. Aliado ao altímetro, o usuário consegue ter uma noção básica de quais roupas vestir ou como se preparar para caminhar ou explorar determinado ponto da cidade.

Monitor cardíaco e contador de passos

Sem surpresas nesses dois recursos. Na verdade, o que me chamou atenção aqui foi a forma como Gear S3 entende quando você está se movimentando. O aplicativo S Health faz uma agenda diária dos seus exercícios, sendo possível também definir uma meta de passos e desafiar outro usuário que tenha um modelo Gear. Não adianta fingir que você está pedalando ou mover os braços para enganar o sensor de movimento.

Não tem como enganar o sensor de movimento do Gear S3

Passos, são passos, e o Gear consegue identificar quando o usuário está realmente se movimentando. O relógio envia periodicamente mensagens estimulando o usuário a andar mais ou a movimentar-se. Quando as metas são atingidas, novas mensagens são exibidas parabenizando o usuário. Dançar ou descer escadas, por exemplo, também são contabilizados como passos, logo, esses indicadores são adicionados ao plano de metas de exercícios diário.

Aliás, se você tem um Gear e quer me mandar um desafio de metas pelo S Health, meu usuário no app é "Salutes". E olhem o quanto nós andamos num único dia, quase 22Km (29.694 passos):

gear s3 passos maior
Passos registrados pelo Gear S3 / © AndroidPIT

O monitor cardíaco do Gear S3 não fica devendo em nada para os demais concorrentes de mercado. Em nenhum momento ele indicou números que fossem irreais. Notei que nem sempre a leitura é feita de primeira, visto que precisei rodar o monitor cardíaco várias vezes até que o mesmo conseguisse ler meu pulso.

gears3 pulso heart
Monitor cardíaco do Gear S3 / © AndroidPIT

A sincronização com aparelhos de outras marcas funciona?

Nem tudo são flores. Quanto mais você usa um acessório ou dispositivo, mais você encontra seu pontos fortes e fracos. Acredito que essa era a ideia da Samsung com essa viagem, visto que exploramos ao máximo os recursos de hardware e software do Gear S3.

O GPS é extremamente preciso, por sinal, funciona offline e mostra a localização real ao usuário mesmo quando ele está no topo de uma montanha. Contudo, tive um pequeno problema enquanto usava o altímetro do vestível, que parou de marcar as informações misteriosamente. O pior de tudo é que eu precisava sincronizar o relógio com o aplicativo Gear para que o mesmo pudesse ser calibrado e habilitado, mas isso, segundo informações do app, exigia um reset de fábrica no relógio.

Com isso, todo o meu histórico de exercícios com o Gear e que estavam registrados no S Health seriam perdidos. Não optei por calibrar o altímetro e sincronizá-lo para manter as informações registradas. Infelizmente, o altímetro segue inutilizável até que eu faça o reset e a sincronização.

andar gears3
Contador de passos do Gear S3 / © AndroidPIT

Outro ponto que notei é que o app Gear pode não instalar todos os aplicativos de terceiros em telefones não-Galaxy. Aplicativos da Samsung e outros mais simples, como o mapa, por exemplo, rodam bem no relógio pareado em qualquer smartphone. Contudo, alguns jogos, como Monster Vampire, por exemplo, podem não ser instalados completamente no vestível.

Aparentemente, alguns jogos não conseguem tirar proveito do armazenamento interno do Gear. Como vocês devem saber, o S3 tem um armazenamento próprio que o torna mais independente do smartphone. Logo, alguns apps encontram algum tipo de dificuldade de prosseguir com a instalação ou a sincronização entre o smartphone e o relógio.

Conclusão

Comentei com outro jornalista que estava na viagem, o Felipe Ventura, do Gizmodo Brasil, que o Gear S3 é um vestível completo para quem pratica esportes ou tem interesse em fazer algum exercício físico. Na minha opinião, o Gear S3 oferece uma experiência baseada em três pilares, que são: preparação, acompanhamento e diagnóstico final.

O usuário consegue se organizar com a ajuda de apps e sensores, registra suas atividades e depois acessar um balanço daquilo que foi feito. A diferença entre o Gear e seus concorrentes, como o ZenWatch 3, por exemplo, é que as possibilidades podem ir além do que foi relatado neste artigo, graças a gama de sensores e a integração perfeita entre o Tizen, o hardware e o S Health. 

O Gear S3 é certamente o mais completo e o mais resistente smartwatch do mercado

A bateria, por sua vez, ficou dentro da média que indiquei no review do Gear. Posso dizer que o Gear S3 é certamente o mais completo, o que oferece a melhor experiência com software e também o mais resistente smartwatch do mercado. Minha intenção aqui não é fazer um juízo final do produto, se ele vale a pena ou não, mas dividir essa experiência diferenciada que tivemos com o mesmo. 

Agora, gostaria de saber de você: como você usaria o barômetro e os demais recursos do Gear S3 no seu dia a dia?


Bruno Salutes viajou para o Peru a convite da Samsung.

160 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Jofran Martins há 9 meses

    Meus caros, tive um relógio Citizen dos mais caros, completo com as mais vaiadas funções que um relógio convencional pode oferecer. Ele me acompanhou por 17 ANOS, sendo necessário apenas trocar a bateria a cada 2 anos aproximadamente.
    Eu não pagaria o preço de um Citizen ou marca similar em um smartwatch que tem "prazo de validade" estabelecido pela obsolescência programada.
    No dia que um smartwatch puder ser usado por pelo menos 5 anos, e tiver uma bateria que dure pelo menos 1 MÊS de uso intenso diário sem precisar recorrer a uma tomada, aí sim vai valer a pena.
    O preço cobrado num smartwatch é muito caro apenas pra você não precisar tirar o celular do bolso e consultar seus apps, ou por pura vaidade, que é o motivo de compra de grande parte dos usuários.
    Pra quem faz atividades esportivas ou tem um trabalho que pede tais recursos, até acho válido.
    Caso contrário, acho uma besteira sem tamanho comprar um desses.

  •   44
    ALCIDES há 9 meses

    Bonito, mas como apaixonado por relógios sugiro a quem comprar optar por pelas pulseiras de metal. As de couro e as de borracha se perdem logo com o suor.

  • Andreu Vasconcelos há 9 meses

    Por esse valor vc compra um Technos e mal...

  • Deivis Schuman há 9 meses

    Mas o preço é assustador brother Andreu!

  • Bruno Amorim há 9 meses

    Essas imagens do Gear são simplesmente fenomenais. Que gráficos lindos, mas o preço é de matar
    Fosse até umas 500 Reais eu compraria.

92 Comentários

Escreva um comentário:
Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi