Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

4 min para ler 85 Comentários

Samsung aposta em biometria na tela, mas FaceID já chama atenção de fabricantes Android

Em setembro, a Apple anunciou seus novos iPhones – 8, 8 Plus e iPhone X – e eu e várias pessoas não pudemos deixar de notar uma ausência no iPhone X: o sensor de impressão digital, chamado de TouchID pela Apple. A desculpa, ou melhor, o argumento para desistir da tecnologia que entrega mais segurança e privacidade aos usuários foi a adoção de outra tecnologia: um reconhecimento facial com infravermelho que promete ser mais rápido do que aqueles que encontramos no mercado e veloz o suficiente para você não precisar digitar a senha ou desenhar na tela.

Eu ainda não tive a oportunidade de testar esse recurso do iPhone X, porém, já testei uma função parecida nos novos Galaxy da Samsung e devo dizer que ainda prefiro o leitor de impressão digital. Especialmente porque ele não serve apenas para desbloquear o aparelho quando de fato você deseja usá-lo, mas também quando ele está em cima da mesa e você só deseja ver melhor as notificações para decidir se pega ou não o celular na mão. Sabe? Tudo bem que os novos Galaxy, inclusive o Note, também não nos ajudam nessa tarefa, uma vez que o sensor está na parte traseira, ao lado da câmera. Mas você já imaginou ter o sensor escondido na tela e poder fazer esse uso da digital de uma forma ainda mais fácil do que em aparelhos que tem um sensor no botão, por exemplo?

AndroidPIT Samsung NOTE 8 GOLD 4379
Sensor de digitais na traseira do Galaxy Note 8 / © AndroidPIT

Bom, parece que não é sonho, não. Esse, aliás, era um dos rumores dos Galaxy esperados para esse ano, mas que não se concretizou. Aparentemente, porque a tecnologia não ficou pronta a tempo, mas como a esperança é a última que morre, cá estamos. De acordo com o Business Insider, que teve acesso a um documento de autoria de Ming-Chi Kuo, um analista da KGI Securities, há três empresas competindo para entregar a melhor solução de leitor de digitais por trás da tela para o Galaxy Note 9 da Samsung.

A Synaptics, que é fornecedora da Apple, é improvável que seja considerada, porque a Samsung deverá usar na próxima geração de smartphones uma tecnologia diferente que permite que a tela OLED seja duplicada como fonte de luz para o sensor, o que resulta também em uma melhor vida útil da bateria. As empresas coreanas BeyondEyes e a subsidiária Samsung Samsung LSI, por outros lado, já enviaram amostras de peças para a Samsung e são as favoritas para ganhar esse contrato. A Egis, que atualmente fornece sensores de impressão digital padrão para a Samsung, também pode estar no páreo.

Qual o melhor local para o leitor de impressão digital?

Segundo o relatório de Kuo, a Apple está de 18 a 30 meses na frente da Samsung no que diz respeito a sensores 3D, e por isso a sul-coreana deve apostar em outra tecnologia ao invés de apenas correr atrás do reconhecimento facial com infravermelho da Apple, o FaceID.

Do mesmo relatório, mas de outro ponto de vista, no caso, da MacRumors, saiu a notícia de que a tecnologia de câmera TrueDepth e o Face ID da Apple despertaram interesse dos fabricantes de Android por sensores 3D baseados na câmera. Atualmente, as soluções em reconhecimento facial disponíveis para Android são da Qualcomm e Himax, Orbbec, e Mantis Vision, sendo que as mais maduras são da Qualcomm-Himax.

Kuo acredita que nos próximos dois a três anos os embarques de dispositivos Android equipados com algum tipo de sensor 3D na câmera deve ultrapassar aqueles com reconhecimento de impressão digital embaixo do display. Entre os fatores dessa mudança está a compatibilidade: o leitor de impressão digital na tela é exclusivo para display OLED, os mais caros da atualidade, enquanto o sensor 3D é compatível também com display LCD. O analista também acredita que o domínio contínuo da Samsung no mercado de painéis OLED nos próximos dois ou três anos deixa claro que os embarques do sensor de reconhecimento de impressão digital óptico embaixo do display permanecerá bem limitado.

Que reconhecimento você prefere?

Em um relatório anterior, Kuo disse acreditar que vá demorar até dois anos e meio para que os concorrentes da Apple consigam replicar a funcionalidade e a experiência de usuário da câmera TrueDepth no iPhone X. Ele também afirma que a câmera TrueDepth da Apple deve se tornar popular entre os consumidores, e que os futuros iPhones devem adotar o recurso que hoje só é encontrado no iPhone X.

118 Compartilhado

Os comentários favoritos dos leitores

  • Ezequiel Guerreiro Da Luz há 9 meses

    Fico imaginando como seria ter que mostrar o rosto para o celular a cada verificação de notificações do aparelho, é muito mais pratico tirar o celular do bolso ja com o dedo no leitor de digital, quando ele chega na posição de verificação ja esta desbloqueado e quando se vai por novamente no bolso o processo se inverte a própria biometria já bloqueia novamente.

  • DogNinja há 9 meses

    Eu acho a identificação por digital bem mais prática...fora que não encarece demais o aparelho.
    O resto, é pra encher linguiça... 😂
    Todos já perceberam que as fabricantes de celulares podem colocar baterias e processadores que façam a carga de um celular durar mais de dois dias.
    Contudo, guardam a carta na manga para o futuro... Um fica esperando o outro...
    A solução não é só aumentar o tamanho da bateria...tem que haver um casamento perfeito com o hardware...
    Enfim, vamos aguardar...
    😅

  • Marcio S. há 9 meses

    na votação, claro leitor de impressão digital na lateral do aparelho, como a Sony já faz (e com sucesso) há algum tempo.

  • Rai Barreto há 9 meses

    SO testanto pra dizer se esse face id e bom ou não uso no s8 plus e o leitor de iris é muito bom, mas falha muito ainda mais sobre o sol forte.

  •   48
    Conta desativada há 9 meses

    Depois de desenvolvida essa tecnologia de biometria na tela, acho que vira tendência, assim como telas sem bordas já são tendência... O espaço ocupado pela biometria poderia ser usada no aumento da bateria por exemplo.... (sonhar não custa nada rs!)

85 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários