Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Opinião 3 min para ler 49 Comentários

Smartphone gamer: o que podemos esperar dessa nova tendência?

Apesar das inúmeras inovações que acompanhamos no mercado, sabemos que as fabricantes vivem em ciclos. Passamos pelo ciclo dos grandes megapixels, da proteção à água, da febre do sensor biométrico e estamos acompanhando agora a evolução da câmera dupla. O próximo passo, ao que tudo indica, são os smartphones gamers.

Smartphone gamer não é exatamente uma novidade, basta lembrar dos saudosos Xperia Play e Acer Predator 6, por exemplo. Acontece que um bom modelo voltado para a comunidade de jogadores precisa ter mais do que um hardware de ponta, como também um software que traga algum tipo de integração com as principais plataformas gamers ou então com um ecossistema próprio que tenha seus diferenciais.

O próprio Xperia Play é um exemplo disso pois, apesar de ser voltado para jogos, a oferta de joguinhos oferecidos pela Play Store naquela época era baixa e, digamos, de qualidade gráfica que ficava um pouco abaixo do esperado pelos jogadores. A Sony tentou fazer uma sincronização com o PlayStation nesse sentido, oferecendo jogos otimizados mas, além da oferta limitada em títulos, a integração com o console não foi algo que a fabricante conseguiu fazer de uma forma convincente. 

Xiaomi e Razer já lançaram opções bem interessantes nesse sentido recentemente, embora o Razer Phone tenha trazido uma proposta mais adequada aos anseios da comunidade gamer, indo além do hardware de ponta e entregando um suporte a gama de cores mais profunda e taxa de atualização de tela maior, de 120 Hz. Essa frequência é essencial para que os gráficos possam rodar com maior fluidez. A ZTE também lançou o Nubia Red Magic e, ao que tudo indica, a Asus está trabalhando em uma opção nesse sentido para o futuro.

Xiaomi Black Shark hero 980x620 side
Da esquerda à direita: Xiaomi Black Shark, Razer Phone e ZTE Nubia Red Magic / © AndroidPIT

Os interessados nesse tipo de smartphone precisam observar com bastante atenção esses novos lançamentos, pois é bastante comum que uma segunda geração entregue correções e otimizações que passam despercebidas nessa primeira leva. Além disso, é interessante acompanhar de perto a oferta de jogos que a fabricante será capaz de oferecer, ou então alguma integração com plataformas de terceiros, como a Steam. 

A tecnologia de hoje permite que um smartphone possa ser um console de bolso, mas é preciso cuidado quando uma enxurrada de lançamentos começa a dominar o mercado. Isso pode ser bom ou ruim, pois muitas marcas abusam na perfumaria para tentar cativar novos nichos de consumidores. Afinal, ninguém quer comprar um topo de linha disfarçado de console e que no final das contas servirá para rodar Asphalt 8.

 O que você espera dos smartphones gamers?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Phelipe B. há 7 meses

    "Smartphone gamer: o que podemos esperar dessa nova tendência?"

    Preços absurdos!

  • Deivis Schuman
    • Mod
    há 7 meses

    Se for pra comprar um Smartphone pensando em games, eu prefiro comprar um Vídeo Game que vai sair mais barato do que esses Smartphones Gamer!

  • Vinicius Coelho há 7 meses

    Eu acho interessante, mas não sei se pega. Afinal, o quão diferente de um top de linha seria? Ainda assim, pra que público ele seria voltado? A maioria do público gamer não se importa muito com celular; a ascensão de PUBG Mobile, Free Fire se deve mais ao fato das pessoas não terem um PC bom pra rodar esses e outros jogos ou um console (ou pelo menos o que andei vendo foi isso), e venhamos e convenhamos, quem não tem dinheiro pra comprar um console não conseguiria pagar por um celular desses. Mesmo que tenham condições de pagar por um, por quê deveriam? Um ps4 tá custando 250 dólares, mais ou menos; um One deve ser mais ou menos o mesmo; um Switch, pra quem quer portabilidade, foi lançado por 300, pode ter caído um pouco agora. Em preços brasileiros, PS4 e One tão numa média de 1300-1500, 4Pro 1800-2000 (até menos), Switch já achei por 1400. Então sinceramente, não vejo como um smartphone gamer pode vingar se ele for só mais um Smartphone com hardware parrudo.

  • Thiago19 há 7 meses

    Não adianta um smartphone gamer se não tem bateria que dê conta. Vale mais comprar um vídeo game...

  • Agnaldo há 7 meses

    Jogar no smartphone pra min e só passatempo, jogar de verdade e em uma tv com console e joysticks nem se compara a uma tela de smartphone, sem contar que tem a questão da bateria limitando o tempo de jogo

49 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados