Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

A era dos smartphones finos chegou ao fim!

A era dos smartphones finos chegou ao fim!

Os smartphones começaram mais espessos, mas logo passaram por uma revisão de tamanho, ficando cada vez mais finos. Como resultado desta reforma, a bateria foi ficando mais fraca ou estagnada. Porém, em 2016 as baterias passaram a aguentar mais tempo e ninguém vem se importando com o fato dos aparelhos estarem um pouco mais grossos.

Em 2014 e 2015, tivemos belos smartphones chegando ao mercado. Aliás, tivemos até fabricantes lutando para produzir o smartphone mais fino do mundo. O resultado disso foram os Ascend P7, da Huawei, e o Xperia Z Ultra, da Sony, com apenas 6,5 milímetros de espessura cada. Mas o grande vencedor foi o Oppo R5, com apenas 4,85mm de espessura.

oppo r5 smartphone fino
Menos de 5 mm não são suficientes para acomodar uma boa bateria / © OPPO

O resultado foi uma bateria com uma vida útil miserável, que superaquecia quando o aparelho era usado para jogos. Ainda bem que ninguém mais produz aparelhos como estes. Os novos dispositivos da Oppo, como o F1 e o R7, já têm mais de 7mm de espessura e uma bateria que dura muito mais.

Não que isso faça deles bons smartphones, mas, pelo menos, o erro de projeto foi eliminado.

AndroidPIT IT Samsung Galaxy s6 edge vs s7 edge 1484
O exemplo do mercado: Galaxy S7 Edge / © ANDROIDPIT

Mesmo nos produtos mainstream, a necessidade de uma bateria maior também chegou. A Samsung fez o Galaxy S7 Edge não só maior, como 10'% mais grosso que o antecessor. Passou de 7 para 7,7mm e a bateria passou de 2.600mAh para 3.600mAh. Como resultado disso, esse componenet do S7 Edge dura até meio dia a mais.

O fato de que a demanda por mais autonomia da bateria é maior do que a de aparelhos mais finos ficou ainda mais clara após o levantamento realizado pelo Huffington Post, em março 2015. Nele, 73% dos mil entrevistados afirmaram querer mais autonomia de bateria, e apenas 12% queriam aparelhos mais finos. Verdade seja dita, estes dados deixam a escolha mais clara que água.

Acredito que no Galaxy S7 Edge, o fato da espessura do aparelho ter aumentado valeu a pena. O Android Authority fez vários testes de bateria com o dispositivo, e verificou que entre os topos de linha do Android, ele é o que possui a maior autonomia.

androidpit samsung galaxy s6 vs samsung galaxy s7 5 new
O S7 Edge é mais grosso, mas isso não parou as suas vendas / © ANDROIDPIT

Aliás, vale dizer que ninguém reclamou da espessura do aparelho e as vendas seguem muito bem. Com base nas informações compartilhadas pelo Counterpoint Researchpodemos dizer que, em comparação às vendas do Galaxy S6, o novo carro-chefe da Samsung, com 7,9 mm de espessura, vendeu 25% mais unidades do que seu antecessor, com 6,8mm. Isso levando em consideração apenas a primeira semana de vendas.

Você prefere um telefone mais fino ou maior e com mais autonomia de bateria?

Eu prefiro...

Artigos recomendados

Os comentários favoritos dos leitores

  • Marcelo C. 06/05/2016

    Eu já havia comentado sobre isso em outro post, Acho que a Motorola foi a primeira quando, ainda em 2014 troxe o Maxx para o Brasil, que mesmo tendo sido esquecido pela empresa no quesito atualizações ainda hoje é um excelente smartphone. Hoje vejo que a Samsung, seguindo estes passos com o S7/S7 Edge. E principalmente pois ela "manda" no mundo Android, eu sou do tipo de que não me importo em ter um smartphone mais grosso sendo que isso me daria algumas horas a mais de uso.

99 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.