Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

4 min para ler 36 Comentários

Snapdragon: qual processador eu devo escolher para o meu Android?

Os processadores são parte fundamental de um smartphone, pois são o “cérebro” do dispositivo, aquilo que vai comandar tudo. Portanto, é importante saber fazer a escolha certa na hora de comprar um smartphone. É preciso levar em conta não só a sua potência, mas também se o mesmo é econômico ou não. Vamos te ajudar com isso.

Atualmente, as fabricantes mais famosas são Qualcomm, Samsung (Exynos), Huawei (Kirin) e Mediatek. Hoje vamos falar da Qualcomm, que é líder no mercado quando o assunto é processador para smartphones. Confira abaixo nossa lista que pode ajudar você a escolher o modelo correto na hora da compra do seu smartphone.

Processadores antigos que não valem mais a pena

Nesse primeiro bloco temos os processadores que são mais antigos e que já não são uma boa escolha nos dias atuais. Exemplos são o Snapdragon 400 e 410, que apesar de ainda serem funcionais para tarefas mais simples, já têm dificuldades para executá-las. 

Meu Moto G3 é uma prova disso, pois alguns jogos simples e WhatsApp abertos rolam sem travamentos. Mas também não posso exigir muito, uma vez que esse modelo já tem mais de quatro anos de vida. Outros modelos como os Snapdragon da série 200 também não são uma boa opção atualmente.

20150728 105345
Moto G3 tem Snapdragon 410 / © AndroidPIT 

Processadores antigos que ainda valem a pena

Os Snapdragon 615, 616 e 617 não são modelos tão recentes assim. Lançados em 2014/2015, os processadores ainda são encontrados em smartphones que já são mais difíceis de encontrar no mercado, como o Moto G3 Turbo e seu Snapdragon 615 embutido. Outros são o Lenovo Vibe K5 com Snapdragon 616 e o Alcatel Idol 4 com Snapdragon 617.

Ainda temos os modelos que eram tops de linha de anos atrás como os Snapdragon 805, 808 e 810, que ainda oferecem um bom desempenho.  Esses processadores podem ser encontrados em smartphones que foram topos de linha, como o Xperia Z5. Se encontrados por um bom preço podem ser interessantes, mas saiba que você vai precisar saber lidar com Custom ROMs para aproveitar novas versões do Android.

frontvibekcinco
Lenovo Vibe K5 chegou com Snapdragon 616 / © AndroidPIT

Processadores que realmente valem a pena

Se procura um smartphone para trabalhar com tarefas básicas e ainda de quebra rodar jogos de forma satisfatória, mas sem abusar demais, escolha smartphones com os processadores Snapdragon 430, 435 e 450. Smartphones como o recém lançado Galaxy A6+ vêm embarcados com o Snapdragon 450. Esses modelos são bons no quesito economia de energia, pois são bem econômicos.

Para um pouco mais de eficiência sem perder o fator econômico, os mais indicados são os processadores Snapdragon 625, 626 e 636. Esses modelos são muito usados nos smartphones chineses como os Redmi da Xiaomi, por exemplo. O recém lançado Asus Zenfone 5 aqui no Brasil vem equipado com Snapdragon 636.

AndroidPIT Samsung Galaxy A6 plus 8695
Galaxy A6+ com processador Snapdragon 450 / © AndroidPIT by Irina Efremova

Processadores que se aproximam do topo

Os modelos Snapdragon 660 e 710 são as melhores opções para quem quer algo com melhor desempenho, mas não pode gastar com um smartphone com processador top de linha. Os modelos citados têm uma ótima eficiência atrelada a um consumo baixo de energia. Você não ficará na mão.

Na verdade, o Snapdragon 710 veio para substituir o Snapdragon 660, entretanto, por ter sido lançado há poucos meses ainda são poucos os dispositivos que vem equipados com esse processador.

File 002
Zenfone 4 / © AndroidPIT

O processador mais potente

Eu poderia citar todos os modelos a partir do Snapdragon 820, pois seriam superiores a qualquer outro dessa lista. Entretanto, vamos citar apenas o modelo mais atual, o Snapdragon 845. Atualmente, não existe um processador mais potente do que esse, então se você busca alto desempenho que dure por anos, a escolha é um smartphone equipado com o 845.

Outra grande opção, que é muito válida ainda, fica por conta do Snapdragon 835, que mesmo tendo perdido o posto de mais potente para o 845, ainda é uma ótima opção. Smartphones como o Moto Z2 Force são equipados com o Snapdragon 835, sendo assim uma grande opção que pode garantir um bom tempo de uso sem precisar trocar de dispositivo.

AndroidPIT samsung galaxy note9 front
Galaxy Note 9 / © AndroidPIT

O próximo processador

O próximo processador da Qualcomm será o Snapdragon 855. Esse modelo já foi enviado para fabricantes de smartphones e já no próximo ano serão apresentados os primeiros dispositivos equipados com ele. O novo Snapdragon 855 será o primeiro processador da Qualcomm fabricado em 7 nm, sendo assim podemos esperar mais potência ainda.

Sabemos que a grande maioria das pessoas não sabem distinguir qual processador escolher na hora da compra de um smartphone. Que essas nossas explicações possam ajudar na hora de escolher um novo modelo.

E você, qual o processador usa atualmente?

Os comentários favoritos dos leitores

  • Douglas há 4 semanas

    Cara vc só reclama dos artigos do Deivis!
    Teve outros artigos de outros redatores com erros aqui e ali e vc nao se manifestou em nenhum!
    Isso ja tornou para você pessoal contra o Deivis!
    Use o espaço dos comentários para adicionar ou comentar algo mais produtivo,nao seja tóxico aqui nao e o "Tudo celular"em que vc cria uma conta fake para poluir um campo de trocas de ideias.Seja sensato consigo mesmo e pare com isto que vc esta fazendo,pessoas assim nao tem espaço em um campo sadio de comentários.

  • Guilherme há 4 semanas

    Eu concordo plenamente. Seria incrível essa análise mais detalhada. Esse foi um artigo que não me acrescentou em nada em relação ao que já sabia.

  • Tenente Zureta há 4 semanas

    Acho desnecessário detalhar mais ainda sobre os processadores, já que o publico alvo aqui não sao conhecedores profundos de tecnologia...

36 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Atualmente tenho um OnePlus 5. O snap835 é mais do que necessário para o meu uso já que não sou de jogar, mas sempre abro muitos aplicativos e os mantenho em segundo plano. Tenho consciência de que eu não precisava de um top de linha, mas a praticidade de ter um celular que não trava em hipótese alguma e nem mesmo perde a fluidez acaba dando uma maior qualidade de vida porque eu nunca me estresso ou passo sufoco.


  • Artigo bem legal. Os Snapdragons são populares e sua nomenclatura é fácil de se compreender. Sugiro outros artigos com MediaTek, o Exynos e o Kirin, se possível comparando com os níveis dos Snapdragons. Vai ficar muito bom: para quem importa aparelhos da China, é fundamental entender as nomenclaturas dos MTKs. O Exynos é muito popular aqui no Brasil, sendo que muitos dos usuários sequer sabem que o usam. O Kirin é o processador da fabricante da moda, então será muito interessante da mesma forma.


  • Tive alguns dispositivos Android ao longo dos anos e experimentei vários apps/jogos e cada um deles e posso dizer que, hoje em dia, uma pessoa que não use o smartphone pra jogos (ou se usar, não se importar da qualidade gráfica mais baixa e alguns lags), pode ir de Snapdragon 625 sem medo!
    Tive um Moto G5 Plus e pra mim, o maior pecado, eram os 2GB de RAM...


  • Não estou usando Snapdragon atualmente. Estou com o Exynos do Samsung s7 e é excelente!


  • do snap 430 dei um salto para o 625 que pra mim é super bom e maravilhoso, eu nem lembro mais o que é "Travar" digamos assim.


  • O 835 no Xperia XZ Premium é simplesmente maravilhoso


  • Bom mesmo seria se tivesse como trocar os componente internos, pena que o conceito de modularidade não emplacou muito bem...


  • Sai de um Snapdragon 820 (Xiaomi Mi 5) e agora estou com o Snapdragon 660 (Xiaomi Mi A2). Esse A2 parece mais um top de linha do que intermediário. Sei que não é o foco aqui, mas as câmeras são um espetáculo à parte.


  • Desde 2014 eu não desço da série 800 para processadores mais inferiores. Para falar a verdade, passei um tempo muito breve com alguns dispositivos de processador intermediário, como Moto G Turbo Edition - SD410 e Moto X Play - SD615.
    Sou muito estressado, meu dia-a-dia é pesado, trabalho, estudos, extras... A minha mente é um campo minado e prefiro evitar explosões.
    Prefiro pagar mais caro por um aparelho que não irá me estressar ao comprar qualquer um e destruir após alguns meses.


  • Meus ultimos contatos com processadores da Qualcomm se resumem ao Snapdragon 820 e 821.
    Considerando meus últimos smartphones, o Nubia Z11 vinha com o Snapdragon 820, o desempenho era bom mas a autonomia deixava um pouco a desejar, culpa da NubiaUI que não tinha tantos recursos pra gerenciar a bateria.
    Depois passei pro Xiaomi Mi Mix e seu Snapdragon 821 aí tinha desempenho e autonomia já que além da generosa bateria de 4100mah a MIUI tem muitos recursos pra poupar energia.
    E por fim estou com um Snapdragon 820 no Galaxy Tab S3, que mesmo a Samsung Experience não sendo um exemplo no gerenciamento de bateria rende bem por ser um tablet.
    No smartphone estou com o Galaxy S8 versão Exynos o desempenho é ótimo mas a autonomia... Se bem que a versão Snapdragon não fica muito atrás.


    •   10
      Conta desativada há 3 semanas Link para o comentário

      Como tem sido sua experiência com o Galaxy Tab S3? Poderia falar mais sobre? Ainda sou usuário de um singelo Galaxy Tab E 9.6" e tinha interesse em migrar para a linha A ou S em 2019, caso ache uma boa promoção. Se não se importar em falar...


      • Eu saí de um Galaxy Note 10.1 2014 Edition pro Galaxy Tab S3, meu uso com ele é excelente principalmente por conta da S-Pen que é o que me mantém nos tablets da Samsung.
        O desempenho é ótimo e a autonomia é satisfatória no meu uso.
        A tela AMOLED é linda só peca no aspecto 4:3 que pra ver conteúdo não é tão legal assim mas isso é pessoal.
        A falta de NFC também me desanima pois uso bastante a tecnologia e por fim o que mais desanima nele é o leitor biométrico, é bem chato e falha bastante, até achei que o meu estava com defeito mas achei outros donos com o mesmo problema.
        De resto garanto que você vai gostar, eu passei 4 anos com o Galaxy Note 10.1 2014 Edition e pretendo ficar com o Tab S3 o mesmo tempo.


  • Eu estou bem servido com o snap 625 do meu moto z play (1°geração), já faz quase dois anos que tenho o aparelho e nunca tive problemas de travamento no uso dos apps do cotidiano (WhatsApp, Facebook, Chrome...). Fora a otimização de bateria dele que não tem nem o que discutir, faço de um dia e meio a dois dias sem muito esforço. Para o meu uso acho que é o processador mais indicado, pois consegue um bom equilíbrio entre desempenho x econômica de bateria.


  • Meu processador é um SD430 que embarca o meu Moto G5. Meu celular tem pouco mais de um ano e algo que ele não possui é fluidez. Talvez seja exigência demais da minha parte querer algo mais "liso" com este processador, o que me faz pensar em um modelo da série 6xx em um próximo celular, já que além da fluidez penso também em longevidade.


  • Muito bacana esse artigo, muito legal mesmo. Agora, atualmente, estou com Asus Zenfone 660, mas estou pensando num OnePlus, o preço está melhor que um Asus 5Z.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados