Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

7 min para ler 45 Comentários

Explicado: Quais os tipos de câmeras duplas nos smartphones?

Câmeras duplas são uma das modas dos smartphones atuais, junto com telas sem bordas e de aspecto 18:9. Mas, diferente desses dois últimos itens, câmeras duplas são variadas e existem em diferentes tipos, de acordo com o objetivo esperado pela fabricante. Hoje vamos explicar para vocês quais são esses tipos e para quê servem.

Como muitas outras coisas que viraram moda só agora, a câmera dupla em smartphones chegou bem antes do que você imagina. Em 2011 a HTC lançou o EVO 3D, com duas câmeras que faziam exatamente o que seu nome diz. Só bem depois, em 2014, a HTC trouxe o One m8, outro modelo com câmera dupla. A LG foi a primeira a trazer essa função para o Brasil, com o LG Optimus 3D em 2011 (e, mais pra frente, com o LG G5 SE), e a Apple só trouxe algo nesse estilo com o iPhone 7 Plus, em 2016.

AndroidPIT lg g5 friends 0461
LG G5 SE, uma das primeiras câmeras duplas a aportar no país / © ANDROIDPIT

Câmera com sensor de profundidade

É um dos sensores mais simples e, por isso, um dos já menos utilizados. Como o próprio nome já diz, é o sensor direcionado para ressaltar a profundidade da foto. Sim, estamos falando do famoso pouco usado modo retrato, ou bokeh (quem você conhece que realmente usa esse modo?).

Nesse conjunto, um dos sensores faz a leitura tridimensional na cena, determinando o que está a frente e o que está atrás. O segundo sensor confirma as informações e, juntos, conseguem formar imagens com o fundo desfocado. Esse é um efeito que boas lentes de câmeras DSLR fazem naturalmente, graças ao conjunto de lentes que a integram.

No smartphone, esse conjunto é simulado, e apesar de termos duas câmeras, elas não captam os objetos tridimensionais com precisão, e por isso muitas vezes vemos fotos nesse modo com orelhas, cabelo e óculos com partes borradas. Esse efeito borrado também não é super preciso, pois borra o fundo da imagem de forma igual, coisa que as lentes das DSLR não fazem.

Por ser um sensor que faz apenas isso, já praticamente não é mais usado em smartphones, ficando para os modelos mais simples. Outros sensores, mais poderoso, conseguem emular a profundidade e ainda oferecem diferentes funções.

AndroidPIT motorola moto z2 force 8085
Moto Z2 Force conta com um dos sensores monocromático / © AndroidPIT

Câmera com sensor monocromático

Esse sensor é um recurso que uma empresa muito popular no Brasil tem utilizado. Tanto o Moto Z2 Force como o Moto G5S Plus possuem, dessa forma, um sensor comum, colorido, e um monocromático. Esse sensor costuma ser idêntico ao colorido, com as mesmas especificações até mesmo de abertura e megapixels.

A grande diferença está na falta do filtro RGB nesse sensor, o que faz com que ele perca qualquer informação de cor, mas que também possua uma camada a menos de filtro, permitindo a entrada de mais luz. Assim, esse sensor acaba tendo duas utilidades: melhores fotos em preto e branco (o chamado preto e branco verdadeiro, já que não é preciso ter uma foto colorida e retirar a cor digitalmente) e fotos com maior qualidade e mais entrada de luz.

AndroidPIT huawei p9 1410
Huawei P9, aquele com as lentes Leica / © AndroidPIT

Também é possível usar esse sensor para oferecer o modo retrato, como os dois aparelhos da Motorola fazem, mas ele acaba tendo mais vantagens além disso. Um dos melhores exemplos de aplicação desse sensor é no Huawei P9, amparado por lentes Leica.

Câmera grande angular (ou super grande angular)

Quando você olha para a traseira de um smartphone e as câmera duplas parecem bem diferentes, é bem provável que uma delas seja uma grande angular. É com esse tipo de câmera dupla que você consegue as fotos mais diferentes, aquelas que pegam muito mais imagem do que uma câmera comum.

A primeira câmera dupla no Brasil, presente no LG G5 SE, é uma grande angular (ou super wide angle, como chamam também). Enquanto uma delas possui sensor de 16 megapixels, 29 milímetros e com abertura f/1.8, a segunda é bem diferente, trazendo sensor de 8 megapixels, 12 milímetros e abertura f/2.4. Essa segunda câmera, embora pareça inferior, é a que dá um ângulo muito mais aberto com seus 12 milímetros.

AndroidPIT LG G6 9324
LG G6 melhorou a qualidade das super wide angle / © AndroidPIT

Geralmente, câmeras assim permitem que você tire tanto fotos normais como com ângulo aberto, bastando apertar um botão ou mexer no zoom da interface. A câmera do G5 foi uma das primeiras e tinha muita distorção, mas as mais atuais já fazem um belo trabalho, inclusive no LG G6

Os melhores exemplos que temos no Brasil são o Moto X4 e o Zenfone 4, ambos com conjuntos de grande angular (com telefoto, como explicarei mais abaixo), e percebemos o padrão de uma câmera principal, superior, e outra inferior, muitas vezes com foco fixo, que faz as fotos em grande angular. É possível fazer fotos muito interessantes com esse conjunto.

File 002
A Asus também adotou a câmera dupla / © AndroidPIT

Câmera telefoto

E é nas telefotos que nos encontramos atualmente, ao menos no caso dos topos de linha mais famosos. Os iPhones a partir do 7 Plus, o Galaxy Note 8, Galaxy S8+ e S9+ possuem esse conjunto, que atua da maneira contrária a uma grande angular, trazendo melhores capturas em zoom.

Mas não é apenas no zoom que a lente telefoto traz vantagens, e é por isso que esse conjunto é o mais versátil e mais adotado pelos melhores aparelhos. Em primeiro lugar, ele obviamente melhora a qualidade do zoom, que geralmente vai a 2x. Um zoom de ótico de 2x é muito melhor que um digital, e mesmo que acima disso a câmera trabalhe com o digital, fará isso em cima dos 2x óticos, melhorando a qualidade como um todo.

AndroidPIT Samsung NOTE 8 GOLD 4391
Galaxy Note 8 tem um dos melhores conjuntos de câmera dupla / © AndroidPIT

Em segundo lugar, esse é o conjunto que aprimora o modo retrato. A câmera telefoto aliada à câmera principal – que nesse caso age como uma de profundidade – consegue trazer resultados muito mais satisfatórios de desfocamento do fundo (claro que, como vemos pelos Pixel, é bem possível fazer a mesma coisa com apenas uma câmera, mas enfim…).

Em alguns casos, como no Moto X4, Samsung Galaxy Note 8, OnePlus 5T, Zenfone 3 Zoom, Xiaomi Mi A1 e outros, o conjunto acaba sendo uma mistura de dois conjuntos, tendo uma câmera telefoto e uma grande angular, trazendo muito mais possibilidades de captura. Porém, a grande angular não é tão forte como naqueles casos em que há apenas uma câmera comum e outra grande angular.

AndroidPIT oneplus 5t 2903
OnePlus trouxe a câmera dupla em sua geração mais atual / © AndroidPIT

Provavelmente, é nesse conjunto híbrido que as fabricantes irão investir para melhorar as funções e qualidade da câmera. Há ainda um tropeço nesse conjunto, sendo que a câmera telefoto ainda é inferior à principal, trazendo grandes diferenças de foto em um mesmo aparelho, mas isso já está sendo aprimorado, com o Galaxy Note 8 tendo estabilização em sua câmera secundária, por exemplo, assim como o iPhone X.

Se as câmeras duplas são o futuro, isso é impossível dizer. Nesse exato momento, laboratórios de P&D d muitas fabricantes já têm em mãos os aparelhos dos próximos dois ou três anos, mas nem você e nem eu sabemos se eles contém um conjunto duplo ou não. Só dá para saber que o Huawei P20 Pro vem aí com três câmeras traseiras, e espero que isso pare por aí.

Você usa um aparelho com câmera dupla? Quais recursos utiliza?

75 Compartilhado

45 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Mostrar todos os comentários

Recommended articles