O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. OK
3 min para ler 22 Compartilhado 45 Comentários

Google decide: fabricantes devem usar versões mais novas do Android

Tudo começou como um rumor mais ou menos confiável, tanto que o site Android Police decidiu esperar duas semanas até lançar uma matéria a respeito. Agora, com o vazamento de uma tabela de prazos e com uma declaração oficial da equipe do Android, está confirmado: o Google passou a estabelecer prazos para as fabricantes, e desde o começo de fevereiro nenhum aparelho Android pode ser certificado com versão inferior ao Jelly Bean 4.1.x.

aw
© AndroidPIT

Eis o que a equipe do Android tem a dizer sobre a mudança:

A partir de fevereiro de 2014, o Google não irá mais aprovar a distribuição dos Google Mobile Services para novos produtos Android que forem lançados com versões mais antigas da plataforma. Cada lançamento de plataforma terá um prazo de aprovação de GMS que terminará nove meses após o início da distribuição da plataforma Android seguinte.

Isso significa, em outras palavras, que dispositivos novos rodando versões antigas do Android não receberão os Gapps - Google Play Store, Google Maps, Google Now, Gmail, etc. É o Big G botando ordem na casa e partindo para a ofensiva com o objetivo de minimizar a fragmentação das versões do Android.

Com efeito, esse é um conhecido problema do sistema operacional que mais cresce no mundo. Em gráfico lançado no começo deste mês, o Google mostra que nada menos do que 20% de todos os dispositivos Android ainda rodam com o Gingerbread 2.3.x. Esse fato dificulta a atualização dos aplicativos do Google (os chamados Gapps) e atrasa a expansão das versões mais novas do OS (o KitKat no momento só roda em 1,8% de todos os aparelhos Android).

radar2
Uma imagem bem clara da fragmentação do Android. / © Google

Na prática, a nova medida do Google afeta basicamente o mercado de dispositivos low end e as fabricantes menores, uma vez que gigantes como a Samsung, LG ou Sony costumam lançar dispositivos com, no mínimo, a penúltima versão do Android. Da mesma forma, essas fabricantes menores passarão a evitar modificações muito profundas no SO e optar por uma experiência mais próxima do Android puro, pois não terão tempo hábil para skins elaboradas.

O documento recebido por uma fabricante e publicado pelo Android Police mostra a tabela de prazos para a certificação GMS (Google Mobile Services) dos dispositivos Android:

Versão da API Início do prazo de certificação GMS Término do prazo de certificação GMS
Gingerbread 6/12/2010 1/02/2014
Honeycomb 24/02/2011 1/02/2014
Ice Cream Sandwich 16/12/2011 1/02/2014
4.1 (API nível 16) 12/07/2012 1/02/2014
4.2 (API nível 17) 13/11/2012 24/04/2014
4.3 (API nível 18) 25/07/2013 31/07/2014
4.4 (API nível 19) 31/10/2013  ainda aberto

Como podemos ver, nenhum smartphone ou tablet que rode com o Jelly Bean 4.1.x de fábrica poderá agora receber certificação. Para os dispositivos com o Android 4.2, o prazo termina em abril, e com o Jelly Bean 4.3, em julho. A partir do dia 31 de julho, portanto, apenas dispositivos com o KitKat receberão a certificação e os aplicativos do Google.

Apesar de ter agora botado ordem na nascente (lançamento), o Google ainda não achou uma solução conjunta com as fabricantes para resolver a fragmentação da foz, ou seja, da distribuição de atualizações. Nesse departamento, ainda é cada fabricante por si, diz-que-diz sobre prazos e lançamento de updates mais do que problemáticos (se é que eles chegam).

Será esse o preço natural a se pagar por um sistema operacional tão aberto, ou falta mesmo organização e um trabalho em conjunto para tornar a experiência do consumidor menos problemática?

22 Compartilhado

45 Comentários

Escreva um comentário:

  • eu nem espero muito não , pois atè as marcas nao compriu com nada , eu mesmo nem espero mais pela atualização , o meu l5 mesmo é 4.1.2 e sei que do JB não sai mais do que isso


  • os xperia também não são puros mas vem com algumas funcionalidades bem legais.


  •   31

    Como eu sempre digo aqui no forum... A gente ta apertando o cerco em todos os sentidos


  • o meu veio com o 4.2 mas demoram para lançarem uma nova versão pois só corrigem bugs mas eles ao invés de lançarem o 4.4 certamente irão ao 4.3


  • E como ficam os antigos que ainda estiverem com as versões vencidas, funcionando normalmente somente sem atualizações do gapps?


    • Olá Carlos, continuaram funcionando normalmente, pois já foram certificados, sendo assim essa nova norma é valida apenas para aparelhos que ainda serão lançados, isso irá impedir que fabricantes lancem smartphones com versões abaixo do 4.2. Já em agosto vence pro 4.3, então quem quiser lançar smartphones com todos os recursos do Google, terá de lançar com o 4.4, isso será bem legal, mais infelizmente ainda não resolve o problema de quem já comprou e não recebeu atualização, talvez no futuro isso seja resolvido.


      • Ok, Laire obrigado, agora entendi melhor. É o preço da velocidade da tecnologia contra a morosidade de interesses das operadoras principalmente.


  • Se bobeiar, vão dar ainda mais força ao W8 e Iphone na hora da compra pela duvida e descrença do consumidor. A Google só resolveu fazer isso depois da venda da Motorola, interessante!


  • o q o Joao Pedro qz dizer é sobre as atualizações e ñ sobre a qualidade do aparelho.


  • Povo nao deve ter lido atentamente a noticia, isso se refere somente ao sistema que o gadget vem de fabrica, nao tem ligação alguma com obrigatoriedade de atualizar, visto que o impedimento seria para aparelhos que ainda serão lançados.


  • pergunta,
    eu tenho um tablet xing ling com android 4.0.4 e gostaria de saber se essa onda de atualizações a serem feitas vão afetar a aparelhos que já foram "comprados" mas que continuam a venda.


  •   11

    Amém! agora sim a coisa deslancha =)
    Ainda vai demorar um tempo porque afinal muita gente ainda leva aparelhos de hoje, mas acho que com boas ofertas de bons aparelhos (e com um empurrãozinho da famosa obsolescência programada) todos um dia estarão atualizados


  • Ate que enfim a google colocou um basta nisso, só que quem compra um gadget hoje em dia vai ficar atrasado, estar rodando o gingerbread hoje não vai ser diferente do povo parado no Jelly bean no futuro.


  • melhor restringir a certificação dos google services somente para aparelhos rodando a ultima versão do stock android, para que os fabricantes concentrem seus esforços na qualidade do sistema rodando no aparelho, tal como fluidez, consumo de bateria, eliminação de bugs, e não em customizações inúteis muitas vezes redundantes ou mesmo conflitantes...


  • Isso vai ferrar muita gente...


  • Espero que a Google mantenha em pé essa estrategia!


  • E os usuários de sistemas mais antigos?
    Tenho um Xoom 2 (MZ616) com Android 4.0.4 que a Motorola não vai atualizar e não permite o desbloqueio do Bootloader para instalação de Rom customizada.

    É muita sacanagem!


  • Obrigado Daniel... mas será que serei atualizado via OTA? E caso não for, ficarei sem atualizações na Google play etc? grato


    • O seu aparelho já está certificado. Isso significa que ele vai receber as atualizações da Google Play (adaptadas à sua versão do Android). Pessoalmente acho que o seu update de SO chegará via OTA, mas se não quiser esperar, pode também instalá-lo pelo Kies.

Mostrar todos os comentários

O AndroidPIT utiliza cookies para garantir que você tenha a melhor experiência no nosso site. Mais informações

Entendi