Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Enquete: Você importa, já importou ou pensa em importar um smartphone?

Enquete: Você importa, já importou ou pensa em importar um smartphone?

Ontem no site tivemos um artigo que chamou a atenção dos leitores. Até segundo aviso, a Anatel, agência que regula telecomunicações no Brasil, afirmou que irá analizar e certificar todos os smartphones que chegarem via Correios no país. Ou seja, os aparelhos que importamos da China, principalmente. E, claramente, irá cobrar uma taxa salgada para fazer isso, ou devolver sua compra para o país asiático.

Alguns leitores duvidaram dessa novidade, e outros se encheram de revolta pelo tolhimento de mais uma oportunidade de o brasileiro conseguir bons produtos a um preço razoável. Participe da discussão por lá e diga o que acha:

Porém, o que eu gostaria de saber hoje é quantos de vocês que nos lêem já recorreram ou pensam em recorrer à importação. Como uma pessoa que trabalha nesse meio e realizo testes, eu importo ao menos quatro aparelhos por ano, dentro do meu orçamento. Utilizo para testes, pago um preço bem justo e depois revendo recuperando o que gastei. Minha última importação foi um Pocophone, que chegou antes da novidade da Anatel (mas tive que pagar os R$ 15 dos Correios).

huawei mate 20 05
Huawei Mate 20 Pro. Apenas importando / © AndroidPIT

Na última Black Friday aproveitei uma ótima promoção de um OnePlus 6T. Porém, com a confusão da data e a ameaça da homologação, já não sei mais se verei o aparelho. No ano passado, comprei um OnePlus 5T que nunca chegou as minhas mãos.

Mas sei também que essa é uma alternativa para muitos terem acesso a um smartphone com configurações decentes a um preço mais justo. Tem seus prós e contras, não é qualquer um que pode importar sem antes adquirir conhecimento. Não é lá muito fácil ou democrático, mas é uma via de acesso que podemos perder. Mas e você? O que costuma fazer?

Você importa, já importou ou pensa em importar um smartphone?

 

Vote, gostaria muito de saber a sua opinião! Participe nos comentários!

ÚLTIMOS ARTIGOS

Artigos recomendados

72 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • O meu " em breve " quer dizer: quando eu tiver um emprego.


  • Importei um que acabei revendendo e o outro acabei comprando no Brasil mesmo pois sairia quase o mesmo valor importando.


  • importei um smartphone a alguns dias. estou esperando chegar.


  • Nem sei mais o que é usar aparelho que não seja importado. Compro uns três ou quatro por ano. Já nem me imagino mais com um smartphone que não tenha memoria interna de 128 GB.


  • Importei o meu primeiro smartphone neste ano, mas não foi pra ficar com ele. Comprei pra revender aqui no Brasil. O aparelho em questão foi um Kome K1 com 128GB de armazenamento. Ótimo aparelho, mas só pecava no sistema que ainda estava na versão 6.0.1 Comprei por R$380,00 em uma promoção e revendi por R$950,00. Fui taxado em R$310,00; só que como eu havia feito o seguro da Lightinthebox consegui recuperar esse valor sobrando apenas a taxa dos Correios no valor de R$15,00. 😉

    Ano que vem pretendo importar algum aparelho da Xiaomi pra ser o meu novo smartphone. Talvez o Mi 8 Lite ou se ainda não tiver com grana suficiente o Note 5.


  • NUNCA IMPORTEI, NÃO PENSO IMPORTAR, E NAO SOU CONTRA IMPORTAR, MAS SÓ USO APARELHO IMPORTADO.
    NAS GRANDES CAPITAIS É FÁCIL ENCONTRAR APARELHOS IMPORTADOS NOS GRANDES COMÉRCIOS POPULARES. EM SP, POR EXEMPLO, SE FOR NA GALERIA PAGÉ TEM DIVERSAS LOJAS QUE VENDEM APARELHOS IMPORTADOS, E NA MAIORIA DAS VEZES, MAIS BARATOS ATÉ QUE NO ML E ATÉ MESMO SE FOR VINDO DIRETAMENTE DA CHINA (CASO A PESSOA SEJA TAXADA, O VALOR ÀS VEZES SAI MAIS CARO QUE COMPRAR LÁ).


  • Hoje a Receita Federal devolveu um Xiaomi Mi max 3 que comprei na Banggood. Apenas disseram que a importação não foi autorizada. Pelo visto a proibição que estávamos temendo chegou para valer.


    • Foi problema da Banggood que não estava declarando o conteúdo da encomenda, então a Receita não autorizava a entrada do produto e devolvia. A própria loja emitiu um comunicado informando o problema.
      Essa estória da Anatel é balela, continua tudo normal como antes.


  • kkkkk pra que ? na galeria Page e mais barato e grande parte dos que vendem no ML se abastecem por lá ,se não , porque uma pessoa compra 20 30 aparelhos?


  • Já importei muitos, mais agora miouuuu


  • Fiz muitas vezes... Só uso aparelho importado... Não tem comparação.


  • Queria saber porque 6 pessoas são contra a importação. '-'
    Tipo, tudo bem não querer importar pra si.
    Mas ser contra? '-'


  • A experiência com a loja e o aparelho foi boa, mas com o Correios e a RFB, como todo órgão público no Brasil, foram péssimas! Fui taxado ilegalmente e precisei recorrer ao judiciário. Apesar de eu ter conseguido a liminar, o processo corre há 6 meses e até agora não foi julgado.


  • Recentemente ia importar um Mi A2, mas estava comparando os preços dos sites de importação com o ML e a diferença era de uns 200 reais, usando a cotação do Dólar no dia e já somando impostos e taxas.
    Nesse caso achei mais vantajoso pegar um no ML e não ter que esperar quase três meses para receber a criança.


  • Estou igual ao autor(a) da matéria, importei um Pocophone que chegou antes dessa nova notícia da taxa da Anatel...nada a reclamar da importação, só a ansiedade de esperar chegar mesmo (fui taxado pela alfândega e os R$15,00 dos correios quando chegou ao Brasil)


  • Ainda tem gente que acha que o estado está aí pra ajudar a resolver seus problemas;

    O ESTADO É O PROBLEMA.


  • acabei de importar meu primeiro smartphone, estou saindo do s7 edge para um oneplus 6t, espero não me arrepender .


  • Setembro de 2017 importei dois Oneplus 3T, meu e da minha esposa. Foi minha primeira experiência na importação e com chineses.
    Já tive Iphone 4,4S e 5, Moto X 2014 e hoje o Oneplus 3T.
    Com mais de um ano de uso posso afirmar que com certeza é o melhor aparelho que já tive. Na época paguei 1300+200 de imposto para Brasília.
    Comprei pela Banggood é não tive nenhum tipo de problema.
    Posteriormente em junho agora, comprei dois Xiaomi Redmi 5 plus para meus filhos pelo mercado livre e posso dizer, também são os melhores aparelhos de baixo custo que já vi.

    Minha opinião é, existem várias marcas chineses que vendem aparelhos tops, aparelhos com melhor custo que os vendidos no Brasil e com melhor desempenho.
    Oneplus, Xiaomi, Huawei, Elephone, Oppo, Pixel, etc...
    Comprando em lojas com boa referência como, Banggood, Gearbest, etc. e pagando o seguro, não terá problema algum desde que você se programe bem, lembrando dos impostos.

    Em questão de garantia, é o menor fator a considerar pois, todos esses chineses duram mais de 1 ano, que é a garantia praticada no Brasil.
    A questão de assistência técnica, cabe a cada um o modo de uso. Se você leitor é do tipo que deixa aparelho cair, molhar, levar pancada e não goste de usar capa anti-choque, procure um Nokia 3320.


  • Por que vocês não conversam diretamente com quem fez a primeira postagem sobre isso, antes mesmo da Anatel falar qualquer coisa? Eu fiz isso. Pode ser esclarecedor. Melhor do que ficar apavorando as pessoas.


    • Como assim?


      • A primeira pessoa a falar sobre essa tal homologação foi o editor do site mobizoo, que falava sobre homologação de TV box e drones. Depois que ele fez o artigo outros sites copiaram e incluíram os smartphones. Um desses foi o Olhar Digital. Isso foi o estopim pra boataria. O mobizoo entrou em contato com Anatel e ela disse que sim, smartphones estavam incluídos na homologação. Óbvio que a Anatel iria responder isso, mesmo sem reter smartphones, pois ela tem uma norma de uma época em que nem existiam smartphones. Depois de uns dias, vendo que o povo tava falando muito sobre isso, Anatel soltou algumas notas falando de homologação de celular. Só que essas notas traziam informações confusas e contraditórias. Mobizoo continuou questionando e eles responderam até com mentiras. Mas o problema são os outros sites alimentando a zoeria da Anatel em vez de investigar o que aconteceu. Não sou jornalista mas se fosse teria vergonha de me chamar de jornalista vendo o que tão fazendo.


      • Esse é o famoso jornalismo vai com Deus, brother Marcio.... muitos dos editores de site de tech não apuram os fatos


  • E os smartphones da Blu, a Anatel vai embaçar também ?


  • Sei que temos bons aparelhos fora, a preços interessantes, mas a falta de assistência técnica e talvez a dificuldade de achar peças de reposição, acabam com a minha coragem de importar...


  • Importei pela primeira vez mês retrasado chegando em novembro, tirando o seguro e taxa da alfândega sinto que paguei um preço justo pelo que oferece!


  • Se realmente isso acontecer, é muita sacanagem, aparelhos Xing ling até OK, mas os da xiaomi, one plus, Lenovo etc não faz nenhum sentido... aqui em Minas já pagamos ICMS e se tiver que pagar mais alguma coisa ficará totalmente inviável importar....


  • Não cheguei a fazer o processo de importação, mas comprei um Xiaomi Redmi 4X e um Xiaomi MiA1 há + ou - 1 ano, em uma loja de eletrônicos no centro de Santo André - SP e até hoje tenho os dois funcionando perfeitamente, o Mi A1 inclusive espera o Android Pie, fiquei com receio mas dei sorte com os dois, faria novamente tranquilamente, desanima ver Motorola Moto G6 e Motorola One há absurdos R$ 1500, 1600 na praça, existem aparelhos equivalentes ou melhores da Xiaomi por metade do preço, aqui na região da Avenida Paulista, mais precisamente do Market Paulista existem assistências técnicas que fazem conserto de aparelhos Xiaomi caso necessite, mas claro, é pago, pois não existe a garantia oficial da fabricante no Brasil, esse é o risco que corremos, se comprar um aparelho de fora é a primeira coisa que tem que ter em mente !


  • Já falei: isso começou com fake news. Anatel tá se aproveitando da notícia falsa pra causar e vcs tão indo no embalo


  • Na própria Trocafone, lá trabalha com aparelhos seminovos, acredito que dependendo do modelo, estando na categoria excelente, acaba sendo um bom negócio. Alguns amigos já compraram iPhone 7, S8, a preços interessantes, hoje é preciso inovar, pesquisar bastante, pois o preço cobrado pelos smartphones chega a ser surreal, por isso cabe ao consumidor, ficar de olho. Eles dão garantia de 90 dias, comprar aparelhos nesse segmento hoje, ratificando, dependendo do estado, é bem melhor.

    Ano que vem irei substituir o J1 Mini, aparelho ultra simples que uso para o dia dia, pretendo escolher um modelo melhor lá, talvez até um S8 mesmo. Como dinheiro, não dá em árvore, as nossas despesas são altas, temos que buscar alternativas.


  • Tenho um OP3, e pretendo trocar por outro OnePlus quando chegarem as baterias de grafeno, espero eu em 2020/21, triste ter q pagar mais uma taxa, mas pra mim ainda é o melhor aparelho, hardware top, preço justo, e interface limpa. Coisas que só encontro nos OnePlus


  • Já importei mais do que smartphones e felizmente nunca tive problemas com o produto dando defeito ou não receber a encomenda que são os maiores problemas.
    Tenho planos pra importar meu próximo smartphone mas estou aguardando pois importar em época de Natal é fora de questão, riscos de extravio e demora são grandes. Também estou aguardando o lançamento da versão global do aparelho que eu quero.


  • eu quero importar mas é meus pais são meio quadrado quanto ao assunto, quais argumentos posso utilizar?


    • Eu só recomendo importar aparelhos q suportem a B28 do 4g (700mhz) pra ter um sinal de melhor qualidade, dentro disso o OnePlus é minha marca favorita, já tenho um a dois anos, e ainda é um excelente aparelho. Se preferir comprar um intermediário, recomendo o Zenfone 4 nacional mesmo, mas tem q ser a versão com SD660, volta e meia tem promoção, meu avô pegou semana passada o SD660/4gb/128gb por R$1400 em 18x. A versão com SD630 ja n acho que vale muito a pena.


  • Bom, eu comprei o meu celular da Xiaomi no Mercado Livre. Como eu sou uma pessoa muito ansiosa, não ia ficar esperando 60 dias para o aparelho chegar. Fica um pouco mais caro, mas pelo menos chegou em uma semana.

    E quanto a comprar direto da China, em alguns estados ainda é cobrado ICMS sobre a encomenda. Eu moro no RS e é cobrado 18% de ICMS. Fiz umas contas e se eu tivesse comprado direto da China, ia ficar 400 reais mais salgado do que o valor que paguei no Mercado Livre.

    Quem quer esses aparelhos, mas não tem muita paciência para esperar essas compras da China chegarem, podem recorrer a esses importadores.


  • Meu mi A2 lite chegou com 45 dias e não fui taxado.
    Continuarei a importar sem medo.


    • É que quanto a taxação, precisa ter sorte para não ser taxado. Mas tem que considerar o valor da taxação quando for importar.

      Normalmente a taxação é de 200 a 250 reais, mas eles podem taxar em até 60%.


  • Boa noite, eu comprei um esses dias exatamente dia 31/10/18 e chegou em minhas mãos dia 28/11/18. Mas fui taxado em 250.35 + 15.00 dos correios somando 265.35. O aparelho foi um pocophone f1 pelo menos veio e o aparelho e top mesmo so comentário positivo sobre ele


  • Já importei diversos aparelhos, e não só celulares. Já tive de esperar até 4 meses, mas todos os problema sempre foram atrasos no desembaraço aduaneiro (Receita Federal), e nunca com lojas, e de forma surpreendente não pelo correios ou empresas de logística. Vão dizer que é porque importei pouco, não, já foram mais de 50 importações, com itens que chegaram a custar US$ 1.800 dólares. Quem não tem tanta urgência e sabe da questão de suporte muitas vezes ausente por aqui, importem sem medo.


  • Pelo q entendi os aparelhos já homologados por órgãos internacionais, como no caso das grandes marcas chinesas, não terão problema algum em ralação a essa taxação, então tudo continua como antigamente. Não passa de um blefe da Anatel pra nos assustar e perturbar o juízo


  • Meu mi A1 demorou 5 meses para chegar.


  • Ja importei cartões de memória, dispositivos, três, num total, preços excelentes, de alta qualidade e nunca tive problema algum.


  • O que eu estou usando é importado e pretendo exportar outros sem sombra de dúvidas. Celular comprado no Brasil, nunca mais!


  • Nunca importei diretamente, mas já comprei importados através de intermediadores, faço isso porque sou imediatista e não quero esperar, então já compro no Brasil e assim evito tempo perdido com taxas e outras preocupações. Pago mais caro do que importar diretamente, mas pra mim compensa. Sobre a falta de garantia eu simplesmente não ligo, assumo o risco.


  • Importei um smartphone que não chegou é fiquei no prejuízo em mais de R$700,00. Não faço isso nunca mais!


    • É que também tem umas marcas "Série B", como Vernee, Umidigi, Gionee, é melhor ter uma certa cautela com essas marcas. Falando nisso, vocês viram que a Gionee faliu? O dono da empresa apostou o dinheiro da empresa nos jogos de azar e perdeu tudo.


  • Já importei 5 smartphones e outras bugingangas(lâmpadas inteligentes , smartbamd e teclados da China e felizmente (por enquanto) nunca tive extravios nem cobranças abusivas por parte da receita , sempre fiz seguro mas nunca tive que aciona-lo .


  • Até hoje nunca importei aparelhos por causa da garantia, tempo de espera, preço, impostos, as vezes acaba nem valendo a pena mais, antigamente valia.


  • Eu morro e meu celular não chega, e_e sdds mate 20x, :/


  •   15
    Conta desativada 01/12/2018 Link para o comentário

    Nunca importei pois não tenho paciência para esperar e nem pra ser feita de palhaça pela Receita. Prefiro procurar se o aparelho o qual eu queria importar tem no Mercado Livre, e dependendo do preço, ver se o custo pago por lá chegaria perto do que eu pagaria se importasse. Se a diferença for no máximo de R$ 100, eu prefiro comprar no Mercado Livre mesmo.


  • Nunca comprei celular no brasil, só importo, meu proximo vai ser Nubia X ou novo Meizu 16x com tela AMOLED, leitor digitais na tela, CPU novo Snadragon 710 e camera sony IMX380, ta 1400..
    brasil não vale a pena a quem não tem dinheiro.. celular bom aqui é 2mil para cima...


  • Nunca importei, o aparelho que queria importar pesquisei/comprei em uma loja online BR. A garantia, preço e o fato do smartphone já estar no Brasil favoreceu, do contrário teria importado sim.

    : )


  • nunca importei mas espero ser um pouco feliz quando for importar.


  • A melhor solução é estudar fazer mestrado e phd fora e sumir daqui, só voltar pra comprar imoveis a preço de banana pra quem ganha em euros e alugar tudo para os otários da burguesia nacional, vim somente no carnaval pra comer todas que estiver ao seu alcance nadar pelado em Tambaba e mais nada.


  • Já importei mais de uma vez tanto pelo Aliexpress, Gearbest e Bangood e nunca tive problemas. A taxa que eu paguei foi a que imaginei e mesmo assim uma única vez. Mas demais vezes não fui taxado. Os produtos oferecem a mesma qualidade dos que encontram-se aqui no Brasil. Porém com preço justo. Sempre chegaram dentro do prazo. O negocio é que como se trata do Brasil, todos querem uma fatia do lucro. Vendo que está crescendo as importações, a ANATEL quer continuar ganhando.


  • já importei pela gear best, banggood e Aliexpress e todos os Smartphone tiver ótimas experiência mesmo pagando taxa, não sou contra incentivar comércio nacional mais pagando tantos impostos acho melhor não compra nada


  • fiz minha primeira compra na gearbest em outubro comprei um oneplus 6, mas os correios do Brasil estão me quebrando, quando chegou no Brasil deu endereço incorreto e agr tive que mandar um e-mail com meus dados para ver se entrega


  • Já estou no meu 4° smartphone importado, sendo 2 comprados na GearBest (ambos taxados) 1 no Aliexpress (esse sem taxa) e 1 na Lightinthebox (taxa foi reembolsada) com todos chegando em pouco menos de um mês. Pretendo pegar um Oneplus 6T ano que vem, msm se cair na taxa nova da ANATEL, ainda assim vai ser um bom custo benefício , melhor do que pegar um smartphones aqui no Brasil com os preços acima dos 3 mil.


  • Não pretendo importar smartphones, e sim outros dispositivos.

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.