Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

OPINIÃO 3 min para ler 75 Comentários

Precisamos mesmo da volta do RAZR V3?

Na semana passada, a Lenovo divulgou um vídeo em seu canal no YouTube que mexeu com a curiosidade de muita gente: isso porque a peça deu a entender que um dos celulares mais icônicos da Motorola poderia voltar: o RAZR V3. Isso deixou muitos fãs da marca atiçados, mas, cabe a pergunta: será que precisamos da volta desse tipo de aparelho?

Faço essa pergunta porque realmente fiquei pensando por muito tempo em como a volta de um aparelho icônico como esse poderia representar algum tipo de evolução no mercado de smartphones. Lançado em 2004, o RAZR V3 foi um marco no mercado de telefonia, o sétimo celular mais vendido da história, com 130 milhões de unidades e conta com um design belíssimo. 

RAZRV3
RAZR V3: 130 milhões de unidades vendidas mundo afora / © Amazon.com

Épocas diferentes, necessidades diferentes

O problema é que o RAZR V3 deu muito certo porque  atendia a uma necessidade da época, quando as fabricantes disputavam entre si para ver quem lançava os menores celulares e que fossem, ao mesmo tempo, funcionais. Hoje, a disputa é outra e envolve outros fatores: melhor processamento, câmera, bateria com mais autonomia, qualidade de tela, suporte a aplicativos, quem tem o sistema operacional mais atualizado, etc. 

Atender a uma parcela nostálgica do público justificaria o investimento para promover o retorno do RAZR V3?

Claro que a Lenovo pode lançar uma versão totalmente repaginada. Um “RAZR V3 2.0” pode aparecer como um modelo flip, com duas telas touchscreen e configurações robustas, como é o caso do G9198, da Samsung. Mas ainda assim não consigo vê-lo como um aparelho que atenda às necessidades do público atual, a não ser dos mais saudosistas. 

samsung flip 1
Samsung G9198: o aparelho tem o mesmo conceito do RAZR V3, mas não fez muito sucesso / © Samsung

E se o argumento for de que o novo RAZR V3 chegaria para competir pelo mercado de smartphones com telas menores, como é o caso do iPhone SE, respondo o seguinte: o telefone da Apple não abandonou sua proposta original de design. Apenas ajustou o tamanho da tela, para que isso tivesse impacto no preço e atendesse ao público que quer gastar pouco em um telefone. Um RAZR voltaria com uma proposta que talvez, não caiba mais nos dias de hoje. 

À propósito, não há notícias de que o G9198, da Samsung, tenha feito um sucesso estrondoso no mercado asiático até agora. E isso porque ele foi lançado há quase um ano.  

Você estaria disposto a comprar um RAZR V3?

Conclusão

Claro que o vídeo apresentado pela Lenovo não diz muita coisa e pode ser apenas uma (bem sacada) jogada de marketing. E possível que a empresa chinesa esteja usando a peça como um termômetro para ver como seria a receptividade do público diante de uma eventual volta. 

Mas mesmo assim considero a volta do RAZR V3 totalmente desnecessária. Ela atenderia a uma parcela muito pequena dos consumidores – os nostálgicos de plantão – e que não justificaria o investimento para promover o retorno do modelo. 

Mal comparando, é como o público que ficou empolgado com a volta dos vinis. Ainda que os LPs tenham uma melhor qualidade de som, não seria melhor investir tempo e dinheiro no desenvolvimento de um formato digital que entregasse um áudio de melhor qualidade ao invés de comprar uma vitrola?

Enfim, gosto é gosto. 

E o que você acha de uma eventual volta do RAZR V3 ao mercado?
 

Os comentários favoritos dos leitores

  • Thiago F. 30/05/2016

    Ahhhhhhh, o V3...
    O meu "i" foi direto dar um mergulho na privada em pleno carnaval! Ainda mijei nele sem perceber!
    Esses álcooltecimentos da vida sempre gera algum prejuízo!
    Hahahahahaha
    Durou nada mais, nada menos q 3 meses de vida!
    Q descanse em paz nos braços do deus Mobile!

75 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • Posso estar falando besteira mas, eu penso que, eles tem que pensar na produção do hardware cada vez menor pra gerar o maior desempenho possível, mas como a pedida por desempenho é muita, fica muito difícil e nisso vão aumentando os tamanhos dos celulares, só que já chegou num extremo os smartphones tops de linha chegaram a 5 polegadas, e a tecnologia não consegue mais avançar pra reduzir a microarquitetura e aumentar o desempenho ao mesmo tempo, ja ta ficando inviável aumentar os tamanhos, quase não cabe mais no bolso, daí ja perde o conceito de mobilidade dos celulares. Um dos principais problemas é a bateria, acomodar uma poderosa suficiente pra aguentar o desempenho dos smarts, por exemplo, antigamente a carga durava 7 dias, hoje passar de 24h é uma grande vitória, eu acredito que o retorno dos celulares flips pode representar uma revolução no mundo dos smartphones e gerar um novo patamar, pois haverá espaço de sobra pra hardware, sem comprometer a mobilidade. devo ter falado um monte de merda, to nem ai é minha leiga opinião kkk


  • se vir rodando Android!!!!
    tudo certo


  • Dependendo do valor e recursos que ele oferecer pode ser um ótimo aparelho para o segundo chip, seja de trabalho ou pessoal. Eu colocaria um sistema proprietário com funções básicas(ligação, sms, agenda, calculadora, etc) e suporte a 3G/4G apenas para roteamento. Por que não colocar Android? Para evitar instalações de apps e diminuir o desempenho do aparelho, além de promover uma maior duração da bateria.


  • Mal posso esperar. Só deixei de usar o meu porque ele quebrou em março deste ano. Ia comprar um novo, mas vou esperar por este. Celular tem que ter flip!


  • Muito bonito! Rodando Android e com uma tela de 4 polegadas touch superamoled,câmera de 13mpx e 2 de ram seria interessante.


  • Não olhe para trás. Você já sabe onde esteve. Você só precisa saber para onde vai.Acostume os seus olhos a mirar o futuro e fazer o presente.


  • Sem dúvida compraria sim. Capaz de ele ser atualizado primeiro do que o moto Maxx kkkk


  • Seria meu sonho???


  • Só pelo "Hello Moto" no fim do vídeo com uma data já me senti instigado.


  • Tenho um ainda ta zero bala,, quem quiser comprar só fala ,,, kkkk


  • O V3 foi sem duvida um dos mais marcantes aparelho da época! Pois ele era diferente de todos os outros em todos os sentidos! Ou seja foi uma lenda!
    Pra lançar um V3 agora deveria ter o mesmo impacto. Caso contrário acho que só mancharia a reputação dele!


  • Isso só traria nostalgia, não vejo que um novo modelo desse aparelho possa ter uma briga boa com os smatphones, eu particularmente só compraria se fosse como um segundo aparelho, pois o principal seria o bom companheiro smart...


  • Acho que os smartphones flip têm tudo pra dar certo quando as telas dobráveis estiverem no mercado. Imagino um corpo flip com uma tela dessas, que tenha umas 6 polegadas quando aberto mas, quando fechado, fique bem acomodado no bolso. Quem sabe o Galaxy X não seja algo assim?


    • Seria uma puta sacada, já que assim teria menos chances de trincar a tela, já que por boa parte do tempo a tela estaria protegida. Mas acho que as telas já são dobráveis, não?


  • V3 foi um celular de grife. Quem lembra do Dolce e Gabanna Dourado? Custava um S7 Edge.

Mostrar todos os comentários

Artigos recomendados