Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Review do Xiaomi Black Shark 2: um predador de elite por um bom preço

Review do Xiaomi Black Shark 2: um predador de elite por um bom preço

A segunda geração de smartphones gamers da Xiaomi chegou e, com o BlackShark 2, nos deparamos com um poderoso dispositivo que oferece alguns truques exclusivos para aproveitar na hora da jogatina. Nós o testamos para ver se ele realmente tem todas as credenciais para surpreender.

Avaliação

Prós

  • Hardware poderoso
  • Boa vida útil da bateria
  • Excelente gamepad
  • Personalização do toque na tela
  • Preço atraente

Contras

  • Sem NFC
  • Nenhum grau de proteção IP ou impermeabilização
  • Tela de 60Hz

Um preço que lembra todos os aparelhos da Xiaomi

A Black Shark, apesar de ser uma empresa autônoma, é apoiada pela Xiaomi e, portanto, pode aproveitar a cadeia de suprimentos da grande chinesa para oferecer os preços atrativos que já nos vêm a cabeça quando pensamos nessa marca. Ele foi lançado a 3.199 Yuan (aproximadamente R$ 1.870 sem impostos) pelo modelo de 8 GB de RAM / 128 GB de memória interna e 4.199 Yuan (aproximadamente R$ 2.450 sem impostos) pelo de 12 GB de RAM e 256 GB de memória interna.

Em sites chineses, encontramos preços que vão de US$ 540 (aproximadamente R$ 2.150 sem impostos) a US$ 1.050 (aproximadamente R$ 4.180 sem impostos). O modelo mais básico está disponível na cor Shadow Black (que é mais cinza escuro do que preto) e o segundo pode ser encontrado na cor Frozen Silver (cinza claro).

Um tubarão elegante que não sabe nadar

O Black Shark 2 tem um design que consegue parecer bastante anônimo quando observado pela sua frente e cativante quando visto de costas . A tela é delimitada por bordas relativamente finas, uma das quais abriga a câmera para selfies de uma maneira tradicional. Nada de notch, gota, meia lua, câmera pop-up ou outros truques para esconder a câmera. É bem normal, mesmo.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 hero
De frente, parece muito comum... / © AndroidPIT

Na parte de trás e nas laterais a coisa fica mais interessante: encontramos uma combinação de metal com pintura fosca e uma moldura de vidro reflexivo com detalhes verdes que abriga uma câmera traseira dupla bastante pronunciada e envolve o logotipo "S" no centro. Claro que o S tem iluminação RGB personalizável e as laterais do smartphone também contêm 2 faixas RGB, como um bom smartphone gamer.

E também como um típico dispositivos de jogos, ele não é exatamente fino, mas aí é uma questão de gosto. Em um mundo onde os smartphones estão cada vez mais parecidos, a aparência de um smartphone gamer permite que seja possível brincar um pouco com seu estilo. E, na verdade, enquanto eu não estava mexendo no aparelho, era um pequeno prazer ficar olhando as reflexões verdes ao redor do telefone.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 side
...enquanto a parte de trás é claramente a de um smartphone para jogos / © AndroidPIT

O Black Shark 2 mede 6,36 x 7,5 x 0,87 milímetros e é bastante pesado (208g) para um aparelho de seu tamanho. No entanto, ele fica bem na mão, a pegada não incomoda de nenhuma maneira. As grades do alto-falante frontal são muito finas e não há conexão de áudio, embora um dongle de 3,5 mm venha na caixa, para ser usado com a conexão USB C.

De um lado, temos os botões de volume e, do outro, o botão de energia e um grande switch, o "Shark Space", que ativa o modo de jogo em potência total. A bandeja do SIM (que é dupla, mas sem memória expansível) fica na parte inferior.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 usb port
Os detalhes em esmeralda são muito bonitos / © AndroidPIT

Uma nota importante aqui, além de uma desvantagem irônica de um dispositivo chamado "Shark": nada de classificação IP ou impermeabilização para o Black Shark 2, então ele acaba sendo como um peixe fora d'água.

Um display que entende seu toque

O Black Shark 2 finalmente deixa de lado o LCD de seu antecessor e passa para um display AMOLED FullHD+ de 6,39 polegadas no formato 19,5:9 (2.340 x 1.080 pixels). Essa é claramente uma melhoria bem-vinda, uma vez que a representação de cores é geralmente mais rica nos OLEDs. A tela do Black Shark 2 tem cores vívidas no modo "cinema", que é o padrão, mas pode ser personalizada para parecer mais natural ou mais suave para os olhos (e para os jogos).

O brilho máximo é de apenas 430 nits, então esse display dá trabalho no sol e o brilho adaptável não é ótimo. Muitas vezes foi necessário mexer manualmente no brilho para adaptá-lo às condições de iluminação do ambiente. Há um sensor de impressões digitais integrado abaixo da tela com uma animação simples, e nos testes que fiz ele sempre foi responsivo. Se preferir, há também o desbloqueio por rosto, embora seja menos seguro.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 front detail
A exibição é melhor que a geração anterior / © AndroidPIT

Falando especificamente de smartphones para jogos, a tela do Black Shark 2 tem um ponto fraco: a taxa de atualização é de 60Hz, o que significa ter um limite máximo de 60fps. Essa é uma decepção para os entusiastas de jogos de ação que esperam por uma taxa de quadros mais rápida para competir com o Razer Phone 2 (120Hz LCD), o Asus ROG Phone (90Hz AMOLED) ou com o novo Nubia Red Magic 3 (90Hz AMOLED). Infelizmente, este tubarão está atrasado nesta categoria em particular, mas não o subestime apenas por este fator.

O display do Black Shark 2 lida com a frequência de uma maneira diferente. A empresa afirma que o aparelho grava o ponto de contato na tela a uma frequência de 240Hz para reduzir a latência de entrada na tela sensível ao toque a 43,5ms. Isso deixa esta tela sensível ao toque mais responsiva do que as rivais, mas a diferença no mundo real ainda precisa ser comprovada em um comparativo.

Um recurso adicional no display é o que o aparelho chama de Magic Touch. Na prática, a tela é capaz de distinguir entre um toque leve e um mais firme, como o Apple 3D Touch. Esta função pode ser usada em diferentes funções em jogos.

Embora a tela realmente tenha sido muito responsiva na maioria das vezes, quando se tratava de jogos de ação eu preferi usar o gamepad sempre que possível. No entanto, é bom saber que você pode personalizar os controles na tela.

O gamepad realmente faz a diferença

O gamepad Black Shark tem um módulo esquerdo e um direito. Eles se encaixam em um uma case especial para o smartphone, e são conectados via Bluetooth após serem ligados e carregados separadamente via USB-C. Cada pad tem 4 botões frontais e dois botões traseiros, com um analógico à esquerda e um trackpad à direita.

Os gamepads e a case são vendidos separadamente do smartphone e custam 80 dólares (aproximadamente R$ 320 sem impostos) na loja da própria Black Shark. E se você comprou o Black Shark 2 para efetivamente ser usado como um smartphone para jogos, recomendo fortemente que adquira também esse gamepad.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 controllers
Os gamepads vêm com uma case especial para o Black Shark 2 / © AndroidPIT

Quando você os conecta, ativa o modo Shark e voilá, seu smartphone agora é um console portátil real . Não me entenda mal, o Nintendo Switch não terá nada com que se preocupar aqui, mas para um smartphone isso é incrível. Quando os gamepads estiverem conectados, é bom perder alguns minutos para remapear os botões.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 key mapping
Arraste e solte os botões na posição correta / © AndroidPIT

Ele funciona bem com jogos de ação que usam botões virtuais, como PUBG e Fortnite, mas não é útil apenas para atiradores. Eu adorei usar o gamepad com jogos de luta como Street Fighter IV e Samurai Shodown. Com RPGs de ação ou jogos no estilo Metroidvania como Grimvalor ele também funcionaram divinamente. Meus dedos rapidamente se acostumaram a movimentos que podem ser difíceis de conseguir em uma simples tela de toque.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 gaming
Jogos de ação e jogos de luta ficam definitivamente melhores usando o gamepad / © AndroidPIT

Em geral, a latência de entrada era imperceptível, mas a experiência pode variar dependendo do jogo. Por exemplo, ao experimentar alguns dos clássicos da SEGA ou até mesmo títulos mais modernos como Shadowgun Legends, os jogos não foram capazes de rastrear o analógico com precisão, o que é uma pena, porque eles realmente se beneficiariam da existência desses pads.

Porém, os controles baseados em movimentos ou gestos são mesmo mais difíceis de se mapear no gamepad. O trackpad à direita pode ser atribuído a um toque ou uma pressão longa, desde que não sejam movimentos muito complicados.

Torta de Android com recheio de jogos

O software é basicamente o Android 9 Pie, com algumas adições especializadas focadas em jogos . O Game Dock nas configurações tem alguns recursos úteis para otimizar o frame rate e o chat de voz no jogo, mas a verdadeira diversão aparece mesmo quando você ativa o "Shark Mode".

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 buttons
Aqui está o botão da ofensiva / © AndroidPIT

Isso dá acesso ao "Shark Space", um modo de tela somente de paisagem que serve como uma biblioteca para os seus jogos e permite que você desative chamadas e notificações para se concentrar na aventura. Além disso, um longo deslize para baixo a partir da borda superior neste modo revela algumas opções adicionais. Admito que esse foi um gesto difícil de dominar e eu acabei acidentalmente abrindo as configurações rápidas mais de uma vez.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 setup bar
Configurações do controlador, notificações de bloqueio e mais / © AndroidPIT

Os extras que você pode ativar incluem um contador de FPS, algumas ferramentas de gerenciamento de desempenho e a capacidade de manter o jogo rodando com a tela desligada (ótimo para jogar em telas maiores). Mais importante ainda são as opções de personalização para ligar a função Magic Touch e configurar os gamepads, que são opcionais mas, como já relatei, altamente recomendados.

Desempenho de um topo de linha

O último e melhor chipset Snapdragon 855 da Qualcomm alimenta este predador e mesmo na versão mais básica esse aparelho ostenta 8GB de RAM, e por isso não é surpresa que o Black Shark 2 seja um concentrado de poder , gerenciando os mais exigentes jogos Android com facilidade e também um bom aparelho para o futuro, uma vez que ainda vai  render muito. Na verdade, a relação preço/desempenho é simplesmente excelente.

O Black Shark 2 mostra isso absolutamente em nossos benchmarks. Estes nem sempre se traduzem diretamente em melhor desempenho na vida real, vale lembrar. Muitas fabricantes, incluindo a Xiaomi, foram surpreendidas "trapaceando" mas, pelo menos neste caso, os benchmarks confirmam o excelente desempenho do smartphone. Multitarefa com diferentes aplicações, jogos graficamente desafiadores como Shadowgun Legends ou Darkness Rises, Asphalt 9, etc... tudo funciona perfeitamente e sem problemas.

Black Shark 2: benchmark

Smartphone 3D Mark Sling Shot Extreme ES 3.1 3D Mark Sling Shot ES 3.0 3D Mark 3D Mark Ice Storm Unlimited ES 2.0
Black Shark 2 5504 7319 72727
Razer Phone 2 4001 5084 63325
Asus ROG Phone 4376 4963 62481
Samsung Galaxy S9+ 4731 4503 56128

Dois discretos alto-falantes que se destacam

O Black Shark 2 tem dois alto-falantes frontais, mas eles não vão chamar muita atenção na parte frontal do aparelho, pois ficam perto das bordas e se mantém discretos, bem mais do que nos smartphones Razer. Eles não apenas são mais escondidos, como seu som também é menos potente do que seu concorrente.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 chin
Saídas de som discretas, mas boas / © AndroidPIT

Ainda assim, eles são mais poderosos do que a maioria dos smartphones comuns e fazem seu trabalho de forma admirável, esteja você ouvindo os passos dos seus oponentes no PUBG ou escutando música em casa. Como mencionado, não há conexão de áudio, então você precisa usar um adaptador ou usar fones de ouvido Bluetooth.

Um smartphone gamer com câmeras decentes

Na parte traseira, encontramos duas câmeras: o sensor primário é o de 48 MP e abertura f/1,75 já usado pela Xiaomi em outras ocasiões e uma lente telefoto de 12 MP com zoom 2x e abertura f/2.2. A câmera frontal possui um sensor de 20MP e abertura f/2.0.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 camera
As câmeras do Black Shark 2 não são ruins / © AndroidPIT

A primeira geração de smartphones gamers foi caracterizada por câmeras pouco convincentes, mas o Black Shark 2 é uma surpresa agradável nesse quesito . Não é o melhor, é claro, mas nada para se envergonhar. A inteligência artificial cumpre seu dever intervindo para refinar as configurações, adicionar desfoque de fundo e assim por diante, mas ela pode ser desativada.

Embora a câmera não tenha a esperança de se igualar aos "camera phones" tradicionais como o Galaxy S10, ela se saiu bem. Os apaixonados pela fotografia rapidamente encontrarão problemas, como detalhes granulados em fotos com zoom e, ocasionalmente, cores desbotadas. Em condições difíceis de iluminação, não é muito fácil de capturar vídeos.

Há também um modo profissional para oferecer mais opções de personalização e alguns recursos divertidos, como o Tilt Shift. Os jogadores que querem brincar um pouco com a câmera de vez em quando encontrarão alguns recursos para experimentar. A gravação de vídeo 4K pode ser feita a 30fps e em 120fps para a câmera lenta.

Resistência que impressionou

A bateria do Black Shark 2 tem capacidade de 4.000mAh e traz carga rápida de 27W (como a do Moto G7 Plus) como destaque e mais um ponto impressionante a seu favor. Não só me fez chegar ao final do dia sem problemas, mesmo jogando, como também levou 11 horas para acabar no teste de bateria do PCMark Work 2.0.

Em pouco mais de uma hora, é possível recarregar toda a bateria. Carregamento sem fio não é uma opção aqui, mas, em todos os outros aspectos, a bateria é excelente .

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 cases
Cases para o Black Shark 2 / © AndroidPIT

Black Shark 2 – Especificações Técnicas

Dimensões: 163,6 x 75 x 8,77 mm
Peso: 205 g
Tamanho da bateria: 4000 mAh
Tamanho da tela: 6,39 polegadas
Tecnologia da tela: AMOLED
Tela: 2340 x 1080 pixels (403 ppi)
Câmera frontal 20 megapixels
Câmera traseira 48 megapixels
Flash: LED
RAM: 6 GB
8 GB
12 GB
Memória interna: 128 GB
256 GB
Chipset: Qualcomm Snapdragon 855
Número de núcleos: 8
Conectividade HSPA, LTE, NFC, Dual-SIM , Bluetooth 5.0

Potência no preço certo

O Black Shark 2 pode ser um dos mais interessantes no mercado graças ao seu excelente desempenho e recursos completos a um preço acessível. Claro, eu recomendaria o gamepad para tirar o máximo proveito dele (estou falando de novo isso? Sim), e assim o preço aumenta, mas ele ainda é mais barato do que os caros ROG Phone e Razer Phone 2. Ele tem mais do que o suficiente para lidar com tudo o que é necessário de um smartphone gamer.

AndroidPIT xiaomi blackshark 2 setup
Depois desse review, não largo mais do gamepad / © AndroidPIT

Se o que você está procurando é um smartphone leve com uma câmera superior, então estou impressionado que você chegou até o final desse texto. Este smartphone não é para você. Mas, se você prefere gastar seu tempo livre com seu smartphone em jogos de ação e não com mídias sociais, o Black Shark 2 é uma arma que vale a pena escolher. Quando você não está jogando, pode aproveitar a experiência de qualidade de um Android limpo com especificações de alta qualidade pelas quais você não pagou um centavo extra.

Se a tela tivesse uma tela com velocidade de atualização mais rápida e uma resolução 2K, o Black Shark 2 seria o smartphone gamer perfeito. Mas, ainda assim, é uma das melhores opções, com uma relação preço/desempenho incomparável.

E o que você achou do Black Shark 2? Vale a compra?

Artigos recomendados

10 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.