Nós usamos cookies em nossos sites. Informações sobre cookies e sobre como você pode se opor ao uso de cookies a qualquer momento, ou encerrar seu uso, podem ser encontradas em Política de Privacidade.

Vida longa ao Mi A1: smartphone está recebendo beta do Android Pie

Vida longa ao Mi A1: smartphone está recebendo beta do Android Pie

Desde o seu início, o projeto Android One tem como objetivo levar atualizações mais rápidas aos aparelhos que participam do programa. O smartphone Xiaomi Mi A1 foi um dos primeiros lançados com o Android One, em parceria com o Google, mas estava abandonado há alguns meses no Android Oreo. Com uma notícia recente, isso parece que vai mudar.

De acordo com o site Android Anthority, um usuário desse dispositivo postou no Google+ (sim, alguém ainda usa, não precisa comentar a piada) uma captura de tela do que seria a informação da chegada da versão Beta do Android Pie. O smartphone da Xiaomi, que foi lançado em setembro de 2017 com a versão Nougat 7.1.2 do Android, estava meio esquecido pela empresa chinesa.

Em janeiro desse ano, o Mi A1 começou a receber o Android Oreo 8.0, com a versão 8.1 chegando no meio de julho. Porém, nesse mesmo mês, foi lançado o Mi A2, que se tornou uma sensação assim como seu antecessor, por ter preço baixo pelo hardware oferecido e por ser também um Android One, com atualizações rápidas prometidas.

xiaomi mi a1
Xiaomi Mi A1 / © GearBest

O Mi A2 começou a receber uma versão estável do Android 9 Pie no meio do mês passado, novembro, e o silêncio da Xiaomi a respeito do update para o Mi A1 já estava preocupante, e muitos pensaram que o smartphone morreria no Oreo, uma vez que recebeu o update com o Pie mais do que confirmado e em Beta nos Pixels.

De acordo com a imagem enviada pelo usuário, é possível ver que o update traz funções ótimas como carregamento adapatativo, recomendação de apps baseados no uso e até mesmo o acesso a rádio FM.

mi a1 android pie
Usuário informando do recebimento do Beta do Android Pi no Mi A1 / © Google+

Porém, com o anúncio do usuário citado, começamos a acreditar que sim, o Android Pie virá mesmo para o Mi A1, o que fará dele um dispositivo que passou por ao menos três grandes updates de sistema, sendo que o 8.0 e o 8.1 são ambos importantes.

Com preço aproximado de R$ 1.000 no Brasil e de R$ 700 em sites chineses, é uma ótima opção de aparelho. Porém, por ser o único registro do update até agora, não é possível dizer quando esse Beta chegará a mais usuários, mas já é possível dizer que a atualização final pode chegar ainda esse ano, bem antes do esperado. Um ponto positivo para a Xiaomi e para o Android One.

Você compraria um Mi A1 nos dias de hoje?

Artigos recomendados

15 Comentários

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.
Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.

  • A barra da pesquisa podes tirar instalando o aplicativo Nova lancher.

    Até quando o MiA1 vai receber atualizações de Patch e de sistema?


  • Eu achei muito ruim a atualização para o Android 9, na Tela principal, a caixa de pesquisa da google agora fica fixa no rodapé inferior (Abaixo dos atalhos como fazer ligação por exemplo) fora a caixa de pesquisa do Google (que é impossível retirar ) fica outro item impossível de retirar na tela principal mostrando data / clima.
    Não tem problema colocar os itens lá... mas não ter opção de retirar.... qualquer lado que vc deslizar, a maldita caixa de pesquisa do Google estará lá, firme e forte, em um layout que para mim ficou horrível e retrógrado.
    Eu gostei das novas funções e agora "Habemos Rádio Fm", aparentemente ele ficou mais rápido, porém falando de layout... parece AdWare, que vc não consegue tirar do navegador sabe ??
    Pois bem, para qualquer lugar que vc navegar... lá estará a maldita caixa de pesquisa... fazendo o quê ??
    Bem não sei....


  • Excelente aparelho! Comprei um pra minha esposa.


  • Aparelho ficou bem mais rápido


  • Não, apesar da Xiaomi ser uma ótima fabricante, ainda prefiro Huawei, ZTE e OnePlus.


  • Na verdade ja era pra estar no android, pq foi vendido com a promessa de atualizações rapidas mas acho que ainda ta demorando muito.

    CAV


    • Talvez atualizações rápidas em comparação com outras OEMs, e não comparado com a Google.
      Afinal, nunca foi dito que a agilidade seria como a de um Google Pixel (até porque um aparelho do programa Android One é mais da OEM do que da Google).


  • Alguém sabe dizer como está o substratum no Pie? Se não estiver funcionando como no 8.1 eu nem baixo.


  • Já tava na hora, no aguardo da versão final


  • No aguardo, mas sem pressa. Que venha uma versão estável.


  • Preconceito com o Google + kkkkkk, eu ainda uso pra ver as comunidades, foi lá por exemplo que vi como atualizar meu Mi A2 pro Pie usando VPN. Bom, acho q medo de não atualizar ninguém estava não, afinal o Android One é garantido pelo menos 2 atualizações de sistema e 3 anos de segurança, então não havia nenhum risco do Mi A1 não receber o P. Só acho q deveria ser mais rápido


  • E ainda alguém questiona se seria bom para nós consumidores se a Xiaomi viesse oficialmente para o Brasil.


    • O modelo de negócio da Xiaomi é inviável no Brasil, ela já provou isso, e num país onde o povo compra tecnologia como compra roupa, não tem como vender barato.


      • Discordo quanto a causa da inviabilidade do negocio da Xiaomi no Brasil ser o auto nível de consumo, acho que esta relacionado mais com a nossa alta carga tributária. Fui uma vez a China (Pequim, Guangzhou e Hong Kong) e oque observei lá e que todo mundo que cruzava comigo na rua, lanchonetes, shopping e barzinhos a noite, andava pelo menos com dois celulares e mais algum acessório, fones, power bank. E la os produtos de tecnologias são baratos numa relação de conversão direta de moeda.


    • A questão não é ela vir ou não para o Brasil.
      A questão é ela adotar o mesmo modelo de negócios da China aqui no Brasil (que a gente sabe que dificilmente ela consegue, bem como não conseguiu na temporada em que esteve aqui).

      Afinal, se for pra vir e não ser uma marca competitiva, é muito mais negócio deixar que o pessoal interessado continue importando, mesmo, já que se não for dessa forma, não consegue atrair o público brasileiro (principalmente o leigo)...

Escreva um comentário:
Todas as mudanças foram salvas. Não há rascunhos salvos no seu aparelho.